terça-feira, maio 22, 2007

Por que somos assim?

Alguns dias atrás, estive visitando pela primeira vez uma de nossas Igrejas e percebi o quanto os "visitantes" passam desapercebidos por nós.

A pessoa que nos recebeu na porta nem mesmo olhou para nós. Estirou a mão, balbuciou algumas palavras, abriu um sorriso "amarelo"... e pronto! Estávamos "recepcionados".

Eu cheguei cedo (antes das 9:00h), juntamente com minha esposa e filhas. Elas foram procurar a salinha das crianças, enquanto que eu fiquei dentro da Igreja. Procurei um local perto do ventilador, em uma área relativamente vazia no centro da Igreja (pois a maioria gosta de sentar nos últimos bancos).

O máximo que os "irmãos" (alguns) se limitavam a fazer era apertar minha mão e desejar um formal "feliz sábado!". A grande maioria nem isso fez.

Ninguém (ABSOLUTAMENTE NINGUÉM!) nos procurou para perguntar quem éramos, de onde estávamos vindo, se éramos Adventistas ou não, etc... nada!

Entramos, assistimos toda a programação e saímos... e talvez nunca voltemos lá.

Hoje vejo porque temos tanta dificuldade em levar "visitas" para nossos cultos. Somos FRIOS demais com as pessoas.

Imagine alguém que sai de sua casa, muitas vezes para tentar esquecer um problema que esteja enfrentando, e Deus o conduz à uma Igreja Adventista, com a esperança no coração de que lá será bem recebido, integrado e "amado" (ledo engano!).

Por que somos assim? 
Você já parou para pensar nisso? 
Já havia observado isso?

Talvez sua Igreja seja uma das RARÍSSIMAS exceções onde a situação descrita acima não ocorre. Quem bom! Então contra pra nós qual o seu segredo... pois o que tenho visto em toda minha vida de Igreja são congregações apáticas, "mornas" (lembra de Apocalipse?) e sem interesse nos visitantes.

Nossos cultos são voltados quase que EXCLUSIVAMENTE para os Adventistas membros da própria congregação. Existe a hora de sentar, levantar, ajoelhar, orar, etc... e nenhuma explicação prévia é dada àqueles que estão vindo pela primeira vez.

Sabe qual o resultado de tudo isso?

Poucas (ou nenhuma) visita não-Adventista nos cultos, liturgia fria e formal ao extremo, membros apáticos e irreverentes, jovens desanimados e desmotivados na vida espiritual, esposas que não conseguem trazer seus maridos para Jesus, líderes desmotivados, pastores sobrecarregados... igrejas vazias (em algumas os cultos de quarta e domingo já estão na UTI há muito tempo).

Que o Senhor te ilumine!

Um comentário:

damiao disse...

tudo posso na queler que mim fortalecer.

Cursos Básico, Médio e Avançado

Ebook 101 Razões