sexta-feira, julho 28, 2017

O que o papa pensa das demais igrejas

Um tema que sempre desperta grande interesse é o estudo das profecias bíblicas, especialmente aquelas dos livros de Daniel e Apocalipse.

Pesquisando na Internet, encontrei um documento bastante "interessante" sobre a forma como o Catolicismo se vê diante das demais igrejas, na visa do papa que antecedeu Francisco.

Segue a matéria...

Documento aponta Igreja Católica como a única 'plena'

Texto da Congregação para a Doutrina da Fé deve ser golpe contra ecumenismo. 

Obra reforça posição do Papa de que protestantes não são 'igreja' de verdade.

Pelo visto, o Papa Bento XVI não se intimidou pela polêmica causada por um dos documentos que publicou quando era cardeal. O Vaticano deve divulgar nesta terça (10) um novo texto no qual as conclusões do então cardeal Ratzinger sobre as demais igrejas cristãs são reforçadas: elas seriam, por assim dizer, organizações "incompletas" do ponto de vista da fé, enquanto a Igreja Católica seria a única a reunir todos os requisitos da comunidade fundada originalmente por Cristo e seus apóstolos.

Trata-se de um documento curto -- três parágrafos introdutórios, mais cinco perguntas e respostas -- com título prolixo: "Respostas a quesitos relativos a alguns aspectos da doutrina sobre a Igreja". Conforme adiantou um portal católico de notícias, o italiano "Korazym.org" (www.korazym.org), bem como uma reportagem no diário italiano "Il Giornale", o texto retoma o polêmico documento "Dominus Iesus", de responsabilidade de Ratzinger, divulgado no ano 2000.

Assim como o "Dominus Iesus", o novo texto também é obra da Congregação para a Doutrina da Fé, a antiga casa do atual Papa no Vaticano e o órgão responsável pela pureza teológica do catolicismo. As perguntas e respostas são assinadas pelo atual prefeito da congregação, o cardeal americano William Levada, e por seu secretário, monsenhor Angelo Amato, e chegam com a aprovação oficial de Bento XVI.

Foi no "Dominus Iesus" que Ratzinger se notabilizou por defender a posição de que os cristãos não-pertencentes à Igreja Católica estavam em situação "deficiente" ou "defeituosa" na sua busca por salvação quando comparados com seus companheiros católicos. Para muitos teólogos, a afirmação pareceu um retrocesso quando comparada às posições da Igreja no Concílio Vaticano II, o encontro que definiu os rumos do catolicismo no século 20 e iniciou uma abertura a mudanças.

No documento "Lumen Gentium", promulgado pelo concílio em 1964, firmou-se a posição de que "a verdadeira Igreja de Cristo subsiste na Igreja Católica". O termo "subsiste" passou a ser interpretado como um reconhecimento tácito de que outras comunidades cristãs também tinham parte na herança da "Igreja de Cristo", embora o catolicismo fosse, por assim dizer, a principal remanescente dessa herança original.

Jogo de palavras 

O novo documento, no entanto, deve declarar que seu propósito é apresentar "o significado autêntico de algumas expressões eclesiológicas [referentes à identidade da Igreja] usadas pelo Magistério [o ensinamento oficial católico] que são abertas a mal-entendidos no debate teológico". Segundo o novo texto, a Igreja Católica deve ser considerada a única a possuir "todos os elementos da Igreja instituída por Jesus".

É a presença de alguns desses elementos que, ainda segundo o texto, permite que os cristãos ortodoxos sejam considerados também membros de "igrejas": eles teriam mantido a sucessão ininterrupta de bispos desde o tempo dos apóstolos (muitos dos quais supostos fundadores das igrejas do Oriente) e os mesmos sacramentos do catolicismo, como a eucaristia e a ordenação dos sacerdotes.

Como as igrejas surgidas depois da Reforma Protestante teriam quebrado essa "sucessão apostólica" e deixado de lado os sacramentos tradicionais, elas não poderiam ser consideradas igrejas verdadeiras, mas simples "comunidades cristãs".

O que tudo isso significa, na prática? Em primeiro lugar, que a guerra de Bento XVI contra o relativismo continua firme. A divulgação do documento revela uma estratégia coerente do Papa para fazer da Igreja a portadora de uma referência religiosa e moral única, como guardiã da herança cristã. De acordo com esse ponto de vista, não se pode igualar todas as religiões cristãs e colocá-las no mesmo saco, sob pena de tirar dos fiéis (em especial os católicos, claro) uma noção clara e sem ambiguidades de qual é o caminho correto a seguir.

Em segundo lugar, reafirma-se a ideia de que o catolicismo é o único meio pelo qual se pode alcançar a salvação espiritual com a ajuda da fé em Jesus Cristo. Teologicamente, porém, isso não significa que os outros cristãos, ou mesmo os seguidores de religiões não-cristãs, estão automaticamente excluídos dessa salvação, mesmo que não se convertam ao catolicismo. Difícil de entender?

A explicação vem da ideia de "deficiência" ou "defeito" expressa pelo documento "Dominus Iesus". A doutrina defendida por Bento XVI considera que os não-católicos teriam mais dificuldade (uma "deficiência" mais branda no caso dos cristãos, mais pesada no dos não-cristãos) para a busca do bem e da verdade que leva à salvação do homem. No entanto, se eles seguirem o caminho correto apesar disso, eles seriam, na prática, "adotados" por Cristo e pela Igreja. Resta saber se esse detalhe teológico será suficiente para evitar as reações entristecidas das igrejas protestantes, como as que se seguiram à publicação de "Dominus Iesus" no ano 2000.


Fonte

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: 
Vale relembrar, sobre este assunto, aquilo que Deus revelou ao Seu povo através do Espírito de Profecia:

"Os protestantes dos Estados Unidos, serão os primeiros a estender as mãos através da voragem para apanhar a mão do espiritismo; estender-se-ão por sobre o abismo para dar mãos ao poder romano; e, sob a influência desta tríplice união, este país seguirá as pegadas de Roma, desprezando os direitos da consciência" - O Grande Conflito, pág. 588.

"Se o papado ou seus princípios forem de novo conduzidos ao poder pela lei, os fogos da perseguição de novo se acenderão contra os que não quiserem sacrificar a consciência e a verdade em deferência a erros populares. Este mal está prestes a realizar-se" - Testemunhos Seletos, vol. 2, pág. 319.

"A sagacidade e astúcia da Igreja de Roma são surpreendentes. Ela sabe ler o futuro. Aguarda o seu tempo, vendo que as igrejas protestantes lhe estão prestando homenagem com o aceitar do falso sábado, e se preparam para impô-lo pelos mesmos meios que ela própria empregou em tempos passados. Os que rejeitam a luz da verdade procurarão ainda o auxílio deste poder que a si mesmo se intitula infalível, a fim de exaltarem uma instituição que com ele se originou. Quão prontamente virá esse poder em auxílio dos protestantes nesta obra, não é difícil imaginar. Quem compreende melhor do que os dirigentes papais como tratar com os que são desobedientes à igreja?" - O Grande Conflito, pág. 580.

Hoje é o tempo de nos prepararmos, pois a luta que está a nossa frente não será fácil!

Deixemos que o Espírito Santo tome posse por completo de nossa vida, para que consigamos resistir às provações inimagináveis que estão por vir.

Não vamos recuar! 


Vamos empunhar bem alto a bandeira ensanguentada do Príncipe Emanuel, e dizer ao mundo que o Senhor logo vem!

"... Prepara-te, ó Israel, para te encontrares com o teu Deus" (Amós 4:12).
 

MARANATA!!!!!!!!


Veja também:


http://prgilsonmedeiros.blogspot.com.br/p/blog-page_19.html



8 comentários:

teresa disse...

quero saber sobre inacio. foi sucessor de pedro e discipulo de joão?

alexandre disse...

Esses aí são mais uns daqueles doidos que se acham a única igreja verdadeira na terra.
Existe aí um monte de maluco fanático brigando pela exclusividade denominacional!
Nunca entenderam o que significa "todo aquele que invocar o nome do senhor será salvo".
Para os tais acima, só invoca o nome do Senhor quem pertence a sua denomimação!

Misericórdia!

Chacon disse...

Quer dizer então que o Papa diz afirma que a ICAR é a única ou verdadeira? Hum...., bastante interessante. Acho que temos então que pedir para ele nos explicar este video e este texto: http://www.youtube.com/watch?v=Z-0Q9AeDilQ http://www.bringyou.to/apologetics/num13.htm
E depois também nos explicar como é que alguém morre numa cruz de cabeça para baixo, porque até agora não entendi. Lí alguns estudos sobre crucificação, inclusive com ótica médica, e acho que é meio difícil alguém morrer na cruz estando de cabeça para baixo, como é que o infeliz se asfixiaria? Pelos calcanhares? Outra coisa, o condenado tem o poder de exigir como vai morrer? Hum..., entendo. Isso é uma conversinha tão falsa quanto uma nota de dolar com a cara do Elvis. A ICAR é dirigida por quem toda vida foi, e sabemos disso, essa é a única verdade dela. Abraço

Patricia S² disse...

Nunca vou entender essa disputa.A cada dia que passa estou mais convicta que a minha religião é Deus.
abraço,

Gilson Medeiros disse...

Cara Patricia, não existem "disputa" alguma nesse caso.

O que existe é o cumprimento de uma profecia de Jesus, que está em João 8:32.

Um abraço.
Gilson.

leidson carlos disse...

muito bem colocada a matéria, o Pr. Gilson Medeiros está de parabéns, sugiro aos irmãos acima que estudem mais as profecias de Daniel e Apcalipse, pois tudo isso que está acontecendo são as profecias finais se cumprindo, ninguém aqui tá disputando nada, acaso não sabeis que a bíblia da as duas características da igreja verdadeira de DEUS QUE ESTÁ EM Apocalipse 12:17 e Apocalipse 14:7 do selo de DEUS que está em Êxodo 20:8 á 11 o qual já destaca a igreja verdadeira e selará todos os cristãos sinceros que se entregar para DEUS, Apocalipse 18: 1 á 5 deixa bem claro que é a grande meretriz e DEUS faz uma advertência no verso 4: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos sete pecados, e para que não incorras nas suas pragas.

Por isso irmãos aconselho que antes de fazerem tais afirmações estudem muito a bíblia para saber a vontade de DEUS e o que ELE nos revela.

Mais uma vez meu parabéns o Pr. Gilson, continue levando as últimas mensagens a todos quanto puder.

A paz esteja com todos!

Gilson Medeiros disse...

Caro Leidson, obrigado pelo comentário.

Um abraço.
Gilson.

A.K.Renovatto disse...

Ótimo o texto explanado! Que Deus continue abençoando seu ministério!

Cursos Básico, Médio e Avançado

Ebook 101 Razões