quarta-feira, setembro 12, 2007

A Raiz de Todo$ os Male$

O Brasil está acompanhando a disputa travada entre 2 dos ganhadores de um dos maiores prêmios da loteria oficial brasileira - a Mega Sena.

O caso envolve 3 personagens: um jovem marceneiro, seu patrão e uma fortuna de R$ 27 milhões (http://g1.globo.com/Noticias/0,,MUI100847-5598,00.html).

Todo o problema é porque o comprovante da aposta está em poder do patrão, porém o rapaz alega que os números apostados (e sorteados) são resultado de combinações feitas por ele, e entregues ao patrão. O combinado, segundo o rapaz, seria que o prêmio seria dividido, caso ganhassem.... e ai começou o problema.

A disputa agora está em nível judicial, pois o patrão sacou o dinheiro do prêmio, depositou em seu nome e.... sumiu! O jovem que esperava receber, pelo menos, uns R$ 13 milhões, agora está tentando provar que sua história é autêntica.

O patrão milionário alega que o rapaz não teve nenhuma participação no jogo, e que os números foram fruto de sua própria imaginação. Ou seja... um dos dois está mentindo.

Meu objetivo aqui não é entrar no mérito da questão sobre quem está realmente dizendo a verdade, nem se o jogo de azar é algo no qual um cristão devesse se envolver.
O que gostaria de levar você a refletir é o quanto o dinheiro tem a capacidade de "cegar" uma pessoa, e endurecer-lhe o coração.

Particularmente, eu acredito que a solução deste problema (de forma pacífica e amigável... ou cristã) está nas mãos do patrão, pois eu penso que uma pessoa poderia dar-se por satisfeita com "apenas" R$ 13 milhões.

Que gesto de coração desprendido e humano se este homem dividisse o prêmio recebido com o seu empregado!

Penso que, no fundo, esta situação retrata exatamente a questão que a Bíblia levantou a alguns séculos atrás: "o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males" (1Tim. 6:10).

Ou seja, quanto mais dinheiro uma pessoa tem, mais ela desejará ter.

"Se eu posso ficar com R$ 27 milhões, porque me contentaria apenas com a metade?".

Deus não é contra a riqueza, ou contra os ricos, em particular.
Jesus certa vez disse que é muito difícil para um rico se salvar... mas não é impossível.
Veja o exemplo de Zaqueu, o qual ocorreu logo após Jesus dizer aquelas palavras.

"Hoje houve salvação nesta casa!", e era a casa de um rico.

O que Deus abomina é exatamente a idolatria que alguns têm para com o dinheiro. Este desejo cruel e insaciável de querer sempre mais dinheiro, mesmo às custas do sofrimento de outros, da quebra de laços de amizade, da corrupção moral e espiritual, da total indiferença às necessidades que outros seres humanos possam estar passando (alguns sem o mínimo necessário para sua sobrevivência)... etc... etc... etc...

Hoje mesmo o Brasil ficou sabendo do caso de um Vereador que, por quatro anos, se apropriou da aposentadoria de R$ 380,00 de um senhor de 80 anos, doente e carente da ajuda de outros para sobreviver.

O que passa na mente de uma pessoa que, em busca de dinheiro, não se importa se está roubando de alguém que vai passar fome? O que passa na mente de uma pessoa que desvia dinheiro que deveria ir para a assistência à saúde, enquanto que muitos morrem como indigentes nas filas dos hospitais? O que passa na mente de uma pessoa que rouba o dinheiro que seria usado na merenda escolar de crianças carentes (muitas vezes sendo esta a única refeição que tais crianças conseguem ter durante o dia)? O que passa na mente de uma pessoa que é capaz de matar outro ser vivo, apenas para roubar alguns trocados?

Pois é...

O amor ao $$$ é mesmo a raiz de todos os males que hoje vemos por ai.

Nenhum comentário:

Cursos Básico, Médio e Avançado

Ebook 101 Razões