terça-feira, janeiro 17, 2012

Ellen White era racista?

Mais de uma vez já me questionaram acerca de algumas declarações de Ellen White sobre o casamento entre brancos e negros, e a "polêmica" declaração sobre o AMÁLGAMA DE HOMEM E ANIMAL.

Existe um Centro Apologético (em teologia, "apologia" significa "defesa da fé") aqui no Brasil que "adora" falar mal dos Adventistas, uma das principais "seitas" heréticas, segundo eles. Os "estudiosos" deste Centro gostam de usar esta foto ai do lado, para chamar a atenção para o assunto do pseudo racismo nos escritos de Ellen White.

Como é possível que você já tenha se deparado com esta questão, estou novamente disponibilizando um material que preparei há algum tempo sobre este assunto.

Se ainda não ouviu falar de mais esta absurda acusação contra os Adventistas do 7º Dia, aproveite para ficar sabendo, e ver o que realmente é verdade sobre o tema.

Espero que ajude!

Para ler o artigo, clique aqui.

Antes de criticar ou enviar comentários sem fundamentos, leia este material.

veja também:
- Debates, tô fora!
- Cobrando $$ para falar mal dos Adventistas
- Adventista vence debate na TV
- Artigo da Revista Diálogo sobre "Amalgamação"
 


48 comentários:

Anônimo disse...

Olá Prof. Gilson,
Outro assunto muito discutido em meios não adventistas acerca de EGW é a questão da masturbação, sobre o que ela inicialmente escreveu por volta de 1860. Seria interessante um artigo sobre o assunto. Abraço.

Anônimo disse...

tudo bom Gilson, parabéns pelo site, eu não o conhecia, e sobre a questão do racismo de Ellen White foi muito exclarecedor... fica com Deus !!!!!!!!

Anônimo disse...

Na questao do racismo e das falsas acusacoes contra EGW e os adventistas, isso nao e nada novo, so lembrando que EGW era uma profunda defensora do abolicionismo, portanto ela nao era racista, mas amava os pretos aqui dos Estados Unidos.

Prof. Gilson Medeiros disse...

Alguns posts sobre masturbação podem ser encontrados na lista de assuntos do Blog.

Anônimo disse...

Olá. Moro em Portugal, e sou negra. Nasci em África e vim p cá ainda pequena.
Nasci e cresci num lar adventista, e graças a educação q recebi, aprendi a ser simples e a amar a simplicidade.
Actualmente namoro com um rapaz branco...no entanto, é impossível andar nas ruas e ficar indiferente aos olhares q nos são postos em cima p parte das pessoas a nossa volta (tanto brancas como negras). Alguns olham de uma maneira, quase q sinto q me querem mal.
Compreendo perfeitamente a advertência de Ellen White em relação a este assunto.
Há pouco tempo, houve 2 casamentos de negros com brancos. E a reacção do pastor da minha igreja não foi a melhor, visto q isto implicaria ter q ser ele a realizar tais casamentos. Ele tb referiu os escritos de Ellen White, interpretando-os desta forma q chamo (deturpada). Como é óbvio, estes casais sentiram 1 certo desgosto c as declarações do pastor. Pois ele tinha q ter em conta a época em q Ellen White viveu, e qual o real significado do q ela declarou sobre tal assunto.

Deixem-me dizer q não me sinto mal por namorar com um rapaz mais claro do que eu.
Claro q o pior seria... e talvez fosse motivo para um possível rompimento entre nós se as nossas famílias não aceitassem tal relacionamento. Mas não, sinto-me amada pela família do meu namorado. a mãe e pai dele gostam muito de mim e querem-me para nora deles. Os primos e tios a mesma coisa, recomendam-me sempre nunca deixá-lo :).
E existe o mesmo comportamento por parte da minha família p com ele.
É verdade q é muito mais complicado qd a família não aceita.

O q eu acho q o pastor da minha igreja devia ter frisado, é, apenas as consequências de nos casarmos com pessoas de culturas diferentes a nossa. Nisto sim acredito q venham a existir graves consequências pois os hábitos e costumes não são precedidos e isto cria conflitos.

Mas ainda assim, não sinto q este seja o meu caso, pq praticamente cresci em Portugal e sinto-me mais cidadã europeia do q africana, a nível cultural.mas não quero com isso dizer q desprezo as minhas origens, mas sim q cresci na Europa e sinto-me parte integrante da cultura europeia. e só por isso não me vejo em conflitos culturais e de costumes.
Entendemo-nos bem e ele respeita o q há de africano em mim, pois ele sabe q não me posso demitir das minhas origens.

Prof. Gilson Medeiros disse...

Cara "Anônima", muito obrigado por seu comentário.

vicente disse...

Caro Gilson
Meu email é jotaveneto@bol.com.br e meu celular é (12)97912812.
Não conheci nem conheço Ellen White e por isto não posso emitir opinião sobre ela. Não posso me conformar, porém, com a insistencia da igreja Adventista de apresentá-la como um tipo de santa e de querer colocá-la dentro da bíblia. Conheço o ser humano o suficiente para duvidar do perfil de Ellen White divulgado pelos adventistas porque é perfeito demais e sabemos que humanamente é inviável.
Recentemente a tv Novo Tempo apresentou uma série de programas sobre os profetas mas na verdade só falou de Ellen White querendo nos impor fatos duvidosos.
Pergunto a você: É possível fazer a contagem exata das pretensas visões que alguem tenha tido? a própria pessoa pediu para que fossem contadas? Você acha possível que uma única pessoa domine uma quantidade enorme de assuntos complexos e escreva apenas verdades insofismáveis sobre eles sem ter tirado isto de algum lugar? Por que Deus daria este privilégio a esta única pessoa? Para quê? Seja sincero: Você acredita no homem?

Prof. Gilson Medeiros disse...

Caro Vicente, obrigado por seu comentário.

Realmente não há como crer em quem não se conhece.

Se você afirma que "não conheceu" e "nem conhece" o ministério (leias-se: os escritos) de Ellen White, então fica impossível de dialogar com vc sobre este assunto.

Leia os livros "Desejado de Todas as Nações" e "O Grande Conflito"... depois voltamos a conversar.

Um abraço.

vera disse...

pastor sobre o assutou que ellen white relata sobre o rascimos,eu ja havia lindo as uns 20 anos atras,pois eu soube entender muito bem este assuto, pois eu sentir na pele,pois fui casada c/ um pessoa de outra raça,tive dois fihos ele serviam de chacota p/ minha familia era tratados os neguinhos dela os indios pois meu marido era descendente de indio.meus outro sobrinho eramm bem recebido na familia pois eram brancos,eu entendo muito bem o q ela quis dizer ela realmente foi expirada por Deus ao falar sobre este assuto.p q so que vive na pele sabe o quanto isso é ruim as crianças sente rejeita..obrigada lucia

Prof. Gilson Medeiros disse...

Cara Lúcia, obrigado pelo seu comentário.

Relatos como o seu só nos mostram o quanto somos abençoados por termos recebido o ministério profético de Ellen White.

Pena que muitos ainda prefiram fechar os olhos, e atirarem pedras. Quão bom seria se todos nos humilhássemos, e aceitássemos as advertências, conselhos e orientações que o Senhor nos transmitiu através de Sua humilde serva.

Anônimo disse...

Pr. Gilson muito bom este seu artigo, deixa tranquilo os adventistas, os filhos de Deus, os critãos de nosso tempo e de modo geral os seguidores de Cristo, um Deus de amor que ama seus filhos, em cada lugar no mundo, seja indio, branco, negro e mestiço.

E um país como o nosso que e bem mestiço , muito diversificado, pela nossa Historia desde a vinda dos portugueses, os indios que ja moravam aqui, os paises vizinhos que eram colonia de espanhois e os asiaticos que so em São Paulo tem uma grande comunidade, tem uma variedade de cores e nos como cristao um so pensamento ser chamados de filhos de Deus e ir mora com Ele nas aultura



quero entrar sempre em contato contigo


obrigado

BetoKG disse...

Retificação: Pastor Gilson, quero retificar a data da oficialização da doutrina do Espírito Santo na Igreja Adventista: 1980. Estarei esperando por sua resposta. Abraços!

Roberto.

RobertoKG7@gmail.com

Prof. Gilson Medeiros disse...

Prezado Roberto, desde a década de 1930, quando os primeiros "credos" Adventistas foram publicados, que a doutrina da Trindade já consta no rol de crenças dos Adventistas do 7º Dia, mas desde muitos anos antes que Ellen White já identificava a veracidade desta importante doutrina bíblica.

É um tremendo equívoco, propalado por muitos mal-informados ou mal-intencionados, dizer que só em 1980 que a Trindade passou a ser aceita como doutrina na IASD.

Aqui mesmo no blog vc encontra um vasto material que esclarece tudo isso.

Um abraço.
Gilson.

kátia disse...

pastor Gilson medeiros.Meu nome é Kátia Bárbara. Sou adv. da igreja de Nova Iguaçu - R.J. - Sempre tive esta dúvida em relação aos dinossauros. Eles existiram realmente? Morreram no dilúvio? Sendo que o dilúvio foi universal.Por que eles não puderam ser salvos? Sendo que Deus pediu que entrassem uma fêmea e um macho. Desculpe a minha ignorância.Um abraço! Kátia.

Prof. Gilson Medeiros disse...

Olá, Kátia.

Veja no link abaixo o que já coloquei aqui no blog sobre este tema:

http://prgilsonmedeiros.blogspot.com/2009/08/os-dinossauros.html

Um abraço.

Anônimo disse...

BEM, MESMO EM ANÁLISE DO CONTEXTO SOCIAL VIVIDO, NÃO ERA DE BOM TOM, NEM MESMO BOM SENSO, PRIVAR O POSSÍVEL AMOR ENTRE PESSOAS DE "RAÇAS" DIFERENTES. COMO FRUTO DESSA "PURA" ORIENTAÇÃO, SOFRIMENTOS AINDA EXISTEM, JÁ QUE PERSISTEM AINDA ALAS PARA NEGROS E LOCAIS RESERVADOS NAS IGREJAS AMERICANAS. CULTURA É CULTURA, CONTEXTO É CONTEXTO, MAS MANUTENÇÃO HOJE DAQUILO QUE SE PASSOU NO SÉC. XIX, É NO MÍNIMO UMA POSTURA DUVIDOSA... NOSSO CONTEXTO TUPINIQUIM É BRANDO, TOLERANTE, MAS O VIVIDO NOS EUA É DIFERENTE, A DISCRIMINAÇÃO RACIAL AINDA PERSISTE MAQUIADA NAS IASD.

Gilson Medeiros disse...

Caro "Anônimo", respeito sua opinião mas sou forçado a discordar dela.

Ellen White não expressou racismo de sua parte nestas orientações. O que ela fez foi dar uma diretriz para que os jovens da sua época não sofressem com a situação político-social em que o País estava imerso.

Se há racismo entre alguns membros Adventistas não significa que a Igreja, como instituição, discrimine pessoas de raças, culturas ou personalidades diferentes.

Como instituição, a Igreja Adventista está acima destas invencionices puramente humanas.

Elyson Scafati disse...

Cara, Vc fez um esforço homérico para justificar o injustificável. Parabéns pela sua tese e pela retórica bem empregada.

Porém, vc não me convenceu. Está na cara que a Ellen era uma racista como boa parte dos americanos o são até hoje. Só não vê quem não quer.

Gilson Medeiros disse...

Prezado Elyson, não tenho o objetivo aqui de convencer ninguém.

Só escrevo sobre o que acredito. E ponto final.

Um abraço, cara!

Anônimo disse...

Eu gostaria de saber onde lê-se em espirito de profecia que igrejas se perderam de portas fechadas????
Confesso q estou intrigada com este assunto....

Gilson Medeiros disse...

Cara "Anônima", não existe esta frase nos escritos de Ellen White.

É mais um daqueles "testemunhos ocultos" que muitos gostam de dizer que ela disse, sem que ela nunca tenha dito nada parecido.

Jaime Gois disse...

Vejam o que os adventistas escreveram sobre EGW:

“NEGAMOS QUE: A QUALIDADE OU GRAU DE INSPIRAÇÃO DOS ESCRITOS DE ELLEN WHITE SEJAM DIFERENTES DOS ENCONTRADOS NAS ESCRITURAS SAGRADAS.” (REVISTA ADVENTISTA, FEV. 1984, P. 37)

Isto reflete, de forma inconteste e assustadora, que esta igreja não têm a Escritura Sagrada como única regra de fé, equiparando-a aos engodos propalados pela mencionada papisa.

Só não vê quem não quer, pois está patente que entre os ASD existe uma espécie endeusamento idolátrico por EGW.

Gilson Medeiros disse...

Caro Jaime, isolar um texto de seu contexto é a tático dos que não possuem argumentos sólidos em uma discussão teológica.

Este parece ser o seu caso.

Um abraço.
Gilson.

Jaime Gois disse...

Então mostre seus "argumentos sólidos" e explique o texto por mim transcrito, dentro do respectivo contexto!

Gilson Medeiros disse...

Então vamos lá, caro Jaime...
Se você possui o exemplar citado da RA, encontrará o seguinte, antes da citação que você "pescou":

Cremos que:
1. A Escritura Sagrada é a Palavra de Deus, divinamente revelada e inspirada pelo Espírito Santo.
2. O cânon das Escrituras Sagradas é composto unicamente pelos 66 livros do Antigo e Novo Testamentos.
3. As Escrituras Sagradas são o fundamento da fé e a autoridade final em todos os assuntos de doutrina e prática.
4. As Escrituras Sagradas são a Palavra de Deus expressa em linguagem humana.
5. As Escrituras Sagradas ensinam que o dom profético se manifestaria na Igreja Cristã após os tempos do Novo Testamento.
6. O ministério e os escritos de Ellen White foram uma manifestação do dom de profecia.
7. Ellen White foi inspirada pelo Espírito Santo, e seus escritos, o produto dessa inspiração, têm aplicação e autoridade especial para os adventistas do sétimo dia.
8. O propósito dos escritos de Ellen White inclui o auxílio para entender os ensinos das Escrituras Sagradas e aplicá-los, com urgência profética, a nossa vida espiritual e moral.
9. A aceitação do dom profético de Ellen White, embora não seja uma exigência para a permanência do membro na igreja, é importante para consolidar a unidade da Igreja Adventista do Sétimo Dia.
10. O uso que Ellen White fez de outras fontes literárias, bem como o emprego de assistentes, se assemelha a alguns dos escritos bíblicos.

Vê-se claramente que os Adventista não "endeusam", "idolatram" ou "adoram" Ellen White, como muitos ignorantes preconceituosos gostam de dizer.

As declaração supracitadas demonstram com um clareza cristalina que os Adventistas têm unicamente a Bíblica como sua regra de fé, e utilizam os escritos do Espírito de Profecia apenas como um auxílio na compreensão da Palavra, deixando claro que não é nem mesmo uma exigência para se continuar como membro da IASD a crença "cega" em Ellen White.

Portanto, caro Jaime, pescar um texto e isolá-lo de seu contexto é muito simplista e fraudulento. Se todos os que gostam de criticar os Adventistas procurassem conhecer nossos ensinos de forma sincera e destituída de preconceitos, certamente não ficariam como tolos papagaios apenas repetinho do blá-blá-blá que ouviram de outras, ou permanecer no famoso "copiar-colar" tão comum na Internet.

Um abraço.
Gilson.

Jaime Gois disse...

Pastor, obrigado pelo retorno.
Devo dizer, porém, que a minha intervenção não se trata de "pescaria" nem de isolamento de textos. Sei muito bem que o real sentido de um texto é dado pelo seu contexto. Apenas não tenho como reproduzir todo um texto, dadas as limitações deste espaço.

Quanto ao mérito, considere-se o seguinte:

Se "As Escrituras Sagradas são o fundamento da fé e a autoridade final em todos os assuntos de doutrina e prática", então como harmonizar essa premissa com a declaração de que a "qualidade e o grau de inspiração dos escritos de Ellen White" são iguais aos "encontrados nas Escrituras Sagradas"?
Das duas uma: Ou os escritos de EGW estão em pé de igualdade com as Escrituras - e, neste caso, estas não seriam a "autoridade final em todos os assuntos de doutrina e prática", já que as "revelações" da profetisa gozariam do mesmo status de teopneustia que a Bíblia - ou, então, os ASD têm que admitir que o "espírito de profecia" - leia-se EGW - não tem a mesma autoridade que as Letras Sagradas, sendo estas infalíveis e inerrantes e aquele sujeito a equívocos doutrinários!

Outra coisa: não faço críticas à IASD por diletantismo ou por mero prazer em porfiar. Ao contrário, conheço razoavelmente a referida igreja (já frequentei algumas congregações, já li alguns livros da EGW, sou casado com uma ASD, cuja família também é toda Adventista) enfim, não falo sem conhecimento de causa, apenas externo o que penso, com base no que já estudei sobre essa organização. Não tenho o intento de convencer/converter ninguém, pois esse mister é do Espírito Santo (Jo 16.8). Todavia, entendo que os mitos adventistas devem ser veementente rejeitados pelo Corpo de Cristo, na expectativa de que Deus conceda graça aos que ouvem.

Att.,
Jaime

Gilson Medeiros disse...

Caro Jaime, já que você conhece tão bem a teologia adventista, não vou perdeu seu tempo (nem o meu) "chovendo no molhado".

Quanto à inerrância, os Adventistas não crêem nela, pois o texto bíblico contém algumas falhas em sua transmissão humana. A revelação divina é infalível, mas a maneira de o homem colocar isso "no papel" sofreu algumas falhas, e você as pode encontrar em qualquer bom livro de Introdução à Bíblia.

Outra coisa que os adventistas não crêem é que existam "graus de revelação/inspiração", pois a Palavra e o Espírito são um só. Portanto, se cremos que Ellen White foi divinamente inspirada (e cremos, apesar de alguns discordarem de nós), então "o poder" que a inspirou é o mesmo que inspirou as Escrituras canônicas. Isso não quer dizer que seus escritos sejam "canônicos", ou sejam, tenham o mesmo "peso" da Bíblia em matéria de fundamento da fé.

No mais, tenho absoluta certeza que seus questionamentos já foram respondidos, mas nós só cremos naquilo em que queremos crer... não é mesmo?!

Um abraço.
Gilson.

Anônimo disse...

ai e GILDO MEDEIROS.... URUUU ARAZOU NAS PALAVRAS.... GRANDE...

Evangelho Puro de Cristo disse...

Pr. estou na Adventista há um mês e meio, me considero parda, minha família tem caucasianos de olhos azuis, loiros de olhos verdes, um pouco de índio, minha pele é morena mais para um tom claro do que negro, é o que todos dizem, menos meu marido que diz o contrário e é branco. Honestamente, a maioria dos rapazes que tentaram me namorar, eram brancos, meu filho é branco pq nossas famílias tem muita gente branca, apesar do tom de minha pele, mas, não acho que Ellen foi conveniente ao dar tal conselho porque não se manda no coração, não se escolhe o cônjuge, é Deus quem mostra quem é o melhor pra nós, gosto muito do que ela escreve mas, fiquei triste com este texto, prefiro aceitar que ela é humana e como todos nós cometeu um erro de precipitação ao dar tal conselho. Por favor me explique melhor os seguinte texto do material que o senhor disponibilizou sobre isso:
Com relação à “amálgama” entre as raças, o estudo cuidadoso do Spiritual Gifts leva à
conclusão de que Ellen White estava, na verdade, afirmando que a união dos “filhos de Deus” com
as “filhas dos homens” levou a humanidade a uma verdadeira desgraça, não só no aspecto moral,
mas também nas conseqüências físicas.4


Todas as espécies de animais que Deus criara foram preservadas na arca. As espécies
confusas que Deus não criou, que eram resultados da amálgama, foram destruídas pelo
dilúvio. Desde o dilúvio tem havido amálgama de homem e animal, conforme se pode notar
nas quase infindas variedades de espécies de animais, e em certas raças de homens.

O que ela quis dizer com "certas raças de homens", que o homem se mistura com mulheres de cores diferentes e isso não é bom? É confuso entende? Eu agradeço e espero que entenda minha busca por conhecimento e por um lugar onde eu encontre o evangelho puro de Cristo. Obrigada.

Gilson Medeiros disse...

Cara "Evangelho Puro", não creio que exista nenhuma conotação racista nas declarações de Ellen White com relação ao tema descrito aqui nesta postagem.

Criticá-la, sem levar em conta o contexto cultural da época em que o material original foi escrito, é o mesmo que criticar Paulo por dizer que as mulheres fiquem caladas na Igreja e se limitem a perguntar APENAS ao seu marido, em casa. É justo? É correto? É "reprovável"? Conforme a ideologia feminista do séc. XXI, sim! Mas deve-se levar em conta o contexto da época do apóstolo.

O mesmo se dá com Ellen White (bem como com qualque outro profeta). Pois uma compreensão clara só é alcançada depois que analisarmos o contexto imediato da sua época.

É muito fácil e cômodo dizer que ela se equivocou, que ela errou, ou algo parecido. Mas não creio que esta seja a melhor alternativa, pois assim nos colocamos numa delicada situação de estar determinando o que o Espírito Santo pode ou não revelar (quero lembrar que os ASD crêem que foi o Espírito do Senhor quem dirigiu os escritos de EGW).

Lembra-se que até as palavras do próprio Cristo foram julgadas "equivocadas"? (cf. João 6). Pois é, nós seres humanos somos muito propensos a só aceitarmos o que nos convém.

Continue na sua busca pelo "Evangelho puro", mas não se esqueça de botar os joelhos no chão para pedir de Deus a sabedoria para não ser enganada pelos ventos que estão por ai, plantando discórdias, críticas e dúvidas.

Um abraço.
Gilson.

Gilson Medeiros disse...

Olá, Fernanda.
Obrigado pelos comentários.

Entendo sua opinião, mas discordo totalmente dela.

Me parece que você não entendeu o que a postagem expressou. Não existiu NENHUM preconceito racista na declaração de Ellen White. A IASD jamais defendeu o racismo ou qualquer outro tipo de preconceito. Infelizmente, assim como sempre aconteceu com os servos do Senhor, alguns que não [querem] entender a mensagem, preferem distorcê-la, como faz o egrégio CACP, que ganha muito dinheiro falando mal dos que eles rotulam de "seitas heréticas".

Não creio que minhas filhas terão qualquer problema com um relacionamento com alguém de pele escura, até porque a mãe delas tem a pele desta cor, e foi exatamente essa nossa mistura genética que produziu meninas tão lindas (desculpe-me a "corujice"...rsrs)

Um abraço.
Gilson.

marcelo.ferreira disse...

Boa noite GILSON MEDEIROS.
Eu gostaria de fazer uma pergunta,o senhor prefere que suas filhas casem com pessoas da mesma cor,ou prefere que elas casem com negros.

Gilson Medeiros disse...

Olá, Marcelo.
Como todo "bom" pai, eu quero que elas se casem com homens que as façam felizes. Se eles forem azuis, verdes, amarelos com bolinhas vermelhas... será engraçado, mas não será o fato determinante...rsrs

Um abraço.
Gilson.

Gilson Medeiros disse...

Olá, Fernanda.

Vou incluir seu nome no meu caderninho de orações, e pedir a Deus que logo, logo você me dê a notícia de que se decidiu pela fé Adventista.

Eu sou uma pessoa de esperança...rsrs

Um abraço.
Gilson.

Gilson Medeiros disse...

Querida Fernanda, o que esse "irmão" Adventista fez com você é imperdoável! Infelizmente, este tipo de desvio de caráter tem sido mais frequente do que gostaríamos (talvez devido à imaturidade dos relacionamentos, como você mesma mencionou), mas isso não tem nada que ver com a "Instituição" IGREJA ADVENTISTA DO 7º DIA. Se a IASD orientasse seus jovens a agirem com esta falta de ética e moral em seus namoros, ai sim, eu te daria razão em se revoltar contra a IASD. Mas não é assim que acontece.

Lembre-se que mesmo Jesus teve ao Seu lado pessoas que não estavam com Ele pela graça ou pela fé, mas apenas por interesses escusos (cf. João 6). O mesmo se dá hoje em dia: há o joio e o trigo. E acredito de coração que o trigo é maioria.

Mas não pense que em outras denominações isso é diferente, pois em todo lugar em que existe gente, sempre haverá desvios de caráter e personalidade.

Vejo que você é uma moça sincera, inteligente e sensível. E isso é muito bom... e raro hoje em dia! Espero de coração que o Senhor te mostre uma rapaz que realmente a mereça e a faça feliz, pois isso é o que importa.

Mas não feche seu coração para os rapazes Adventistas... quem sabe seu Príncipe Encantado não está entre nós, Adventistas?! rsrs

Quanto ao passado, perdoe-se, porque certamente Deus já te perdoou... ou está desejoso para fazer isso, se você ainda não tiver entregue o caso nas mãos dEle.

Estude mais a fundo o estilo de vida Adventista, nossas crenças, nossa missão, e você verá que somos boa gente...rsrs E encontrará pessoas de um coração imenso, pois sabemos que nossos laços de amor aqui, permanecerão por toda a Eternidade.

Se desejar, envie-me um e-mail:
gilson.medeiros@oi.com.br

Estarei orando por você.
Um abraço.
Gilson.

Anônimo disse...

kkkkkkkkkkkkkkkk.Isso só reforça a minha idéia de q na realidade as religiões servem apenas para q alguns homens se sintam e se julguem melhores que os outros. Um homem q andou com Deus e por isso ele foi arrebatado e ñ experimentou a morte ,não seguia nenhuma religião. S e o homem mal se conhece, como se atreve a tentar entender o que é superior? Teorias, profecias, doutrinas e revelações existem aos montes, entretanto eu prefiro continuar seguindo os dois mandamentos principais que são: amarás ao Senhor teu Deus sobre todas as coisas e ao teu próximo como a ti mesmo. Um abraço

Edson disse...

Oi Gilson Medeiros Sou Adventista do sétio dia, eu gostari a de responder o Vicente que esta falando nos comentarios :Vicente amigo estude a Bíblia conforme ensinamos eu fui levado a igreja mesmo antes de ser pois ja recebi varias visoes, o Es´pirito Santo Fala comigo As Veses, Escuto seus conselhos, e tenho uma obra pela frente.Gilsom Estou com muita preocupação com um amigo pois ele é da assembléia e eu não consigo lembar onde fala dos santos que estão aos pes de Deus, esta na bíblia , mas não consigo lembrar se é em apocalipse .mas ele não acredita que esses Santos são linguagens especificas para pessoas sábias inteder,Sinseramente não sei de que texto ele se refere, mas ele acha que as pessoas que morrem na igreja pentecostal ta la nos pes de Deus por favor me dê uma resposta.edsonpinheirodesouza@hotmail.com

Douglas disse...

Me chamo Douglas e meu e-mail é dodikelte@hotmail.com
Ainda bem que encontrei esse site, porque eu já estava confuso sobre esse assunto. Quando vi o primeiro comentário sobre isso, foi em um site criticando Ellen G. White (naquele site a chamam como praticante de magia branca). Quero lhe agradecer Sr. Medeiros pelo seu arquivo, porque sou muito fraco na minha fé, estou na IASD a três meses apenas, mas estou muito contente e muito animado em a cada dia saber mais. O seu site esta me ajudando muito. Sinceros obrigados, boa tarde.

Gilson Medeiros disse...

Prezado Douglas, fala-se muita mentira na Internet acerca dos Adventistas.

Sempre que você necessitar esclarecer algum tema, estarei à disposição.

Um abraço.
Gilson.

irmão leitor disse...

Vale a leitura de "Como Entender e Aplicar os Escritos de EGW", de Geoge Knight, em
http://www.4shared.com/document/ZKj-K66B/COMO_ENTENDER_E_APLICAR_OS_ESC.html

keith disse...

O Povo Adventista deveria ter vergonha em honrar mais Ellen White do que o próprio Jesus.

Gilson Medeiros disse...

Prezada Keith, você é quem deveria ter vergonha em falar uma tolice dessas!

Só quem não sabe NADA dos Adventistas é que falaria algo tão "sem noção".

Se liga!

Um abraço.
Gilson.

Kleber Monazio disse...

essa discussao sobre Ellen White me faz rir... Na verdade, eu quero perguntar pra esses "descrentes" dela, qual profeta na biblia foi bem recebido, entendido, q sua pregacao foi super aceita, q nao sofre? qual? Ate o maior de todos foi rejeitado e morto, Jesus o filho de Deus. Sempre, os verdadeiros servos de Deus sofrerao oposicao ferrenha e tudo o q satan[as puder fazer para q o povo nao ouca/entenda a mensagem de Deus para cada tempo!!! Entao caros amigos, ore sinceramente primeiro a Jesus, q o Esp[irito Santo ira guiar sua pesquisa na verdade e confirmara quem verdadeiramente eh profeta de Deus!

Anônimo disse...

Entendo bem o que ellen falou, sou casada com um negro fazem 26 anos e desde então tenho sofrido preconceitos por isso. Vejam em que época vivemos!!! imagine no tempo em que Ellen viveu. infelizmente isso acontece. Não podemos mudar a mente humana, não sou contra o casamento entre raças diferentes , mas deixando claro que : quem decidir casar assim mesmo ,se prepare !! vai sofrer discriminação sim!!!!! mas se a pessoa com quem vai viver for boa pra vc , vale a pena. Um abraço.

Islei rebelo disse...

Eu não entendo porque esse povo adventista coloca um NÃO diante de tudo que a Bíblia Sagrada afirma:
1. A Bíblia diz que Jesus declarou puros TODOS os alimentos (S.Marcos 7:19), mas os ADSD dizem que não;
2. A Bíblia diz para não guardar dias (sábados), nem meses e nem anos (Gal.4.9; Colosseneses 2.16), mas od ASD dizem que guardar o sábado importa em salvação eterna.
3. A Bíblia fala que ela é inspirada, completa, util para toda boa obra, proveitosa, é lâmpada para os pés e luz para a senda (2 Tm 3.16; Sl 119:105), os ADSD dizem que Ellen White é luz menor para conduzir a luz maior. Quem precisa de luz menor no clarão do meio dia ? Só os ADSD mesmo!
4. A B´blia fala que o arcanjo S. Miguel é um dos príncipes(Dn 10.13), mas os sabatistas falam que Miguel é Jesus Cristo. Miguel disse ao diabo:" O Senhor te repreenda!" Jesus disse ao diabo:" Eu te repreendo"( S. Marcos 9:25);
5. A B´blia fala que após a morte o espirito da pessoa vai para o seio de Abraão ou desce ao lugar de tormento para aguardar a sentença final(Lucas 16;19-31), mas os professores adventistas dizem que Jesus só estava era contando um caso da carochinha, como se o Filho de Deus fosse contar uma hist´ria mentirosa e espírita(segundo eles);
6. Os adventistas dizem que o papa é o representante do anticristo, mas a Bíblia diz que o anticristo nega o Pai e o Filho (1 Joao 2:22) isso o papa não faz, então os adventistas estão mentindo;
7. Os adventistas não tomam santa ceia com os outros cristãos, não frequentam as outras denominações e no livro Grande Conflito fala que as outras denominações cristãs são Babilônia. Isso revela o preconceito e o sectarismo e Jesus condenou tais coisas em Marcos 9:38-41.

Por tudo isso eu digo, a pessoa que for em conversa de adventista, ela está embarcando em uma barca furada.

Gilson Medeiros disse...

Caro Islei, os Adventistas não colocam NADA a mais na Bíbla, e muito menos retiram COISA ALGUMA.

Essa é uma prática própria dos que preferem fechar os olhos ao que a Palavra de Deus ensina claramente, e viverem em rebeldia às ordens do Senhor.

O "povo Adventista" não faz isso.

Um abraço.
Gilson.

Anônimo disse...

Um tema tão bem esclarecido por Gilson Medeiros, a quem venho acompanhando por achar inteligência e dedicação em suas publicações, me surpreendeu o desequilíbrio nas respostas às questões apresentaras por Jayme Góis. Que pena

Gilson Medeiros disse...

Caro anônimo, agradeço sua observação elogiosa, mas nunca disse que sou infalível em argumentação, especialmente quando se trata de pessoas que só desejam polemizar.

Sou capaz de passar um dia inteiro para ajudar alguém a entender a Palavra de Deus, e o Evangelho Eterno... mas, sinceramente, não perco mais um minuto sequer com os que se acham sábios demais para aprenderem, ou reconhecerem que estão errados.

Creio ser este o caso do sr. Jayme.

Um abraço
Gilson.

Cursos Básico, Médio e Avançado

Ebook 101 Razões