segunda-feira, março 28, 2016

O nome de Jesus é YEHOSHUA ou YESHUA?

Passada mais uma "Semana Santa", recebo o email de uma pessoa muito preocupada com uma "nova" doutrina que estão pregando em sua Igreja: a de que não devemos chamar Jesus de "Jesus".

Eu fico impressionado com as "novidades" teológicas que estão sempre aparecendo no meio evangélico (e também entre os Adventistas).

Já me deparei com as declarações mais absurdas, TODAS tentando derrubar algum pilar de nossa fé, seja com relação ao santuário, ao sábado, aos dízimos e ofertas, ao ministério, à salvação, ao decreto dominical, espírito de profecia, volta de Jesus, etc. Alguns já foram devidamente esclarecidos aqui no Blog (garimpe que você encontra).

Hoje quero relembrar para vocês o tema sobre o NOME "Jesus", que alguns acreditam ser uma "blasfêmia" herética criada para trazer escárnio sobre o Filho de Deus. Este tem sido um tema tão presente no meio evangélico atual, que alguns mais "consagrados" já nem pronunciam mais a palavra "Jesus" ou "Messias", substituindo-as por suas, segundo eles, equivalentes no hebraico. Será que este pessoal também se dedica tão profundamente ao estudo do Português? (rsrs) Espero que sim.

Estas pessoas creem que o "verdadeiro" nome do Filho de Deus é YEHOSHUA (ou YESHUA, na forma abreviada), e que chamá-Lo de "Jesus" (como todos fazemos) é uma blasfêmia imperdoável.

O Dr. Reinaldo Siqueira, brilhante professor de Teologia do SALT-IAE, fez um excelente artigo para esclarecer esta falácia sobre o nome de Cristo (leia na íntegra aqui). 

O Dr. Siqueira também orientou outro aprofundado estudo sobre o assunto: clique.

Em complementação, veja também o esclarecedor e profundo artigo do Dr. Milton Torres sobre a Onolatria (clique aqui).

Conclusão

Tenha muito cuidado com estes que vez ou outra surgem trazendo uma "nova luz" ou uma "interpretação mais verdadeira" para alguma doutrina bíblica. 

Deus não ilumina um homem, e deixa Seu povo nas trevas. Nunca!

Quando o Senhor quiser revelar algo novo, Ele o fará através das reuniões devidamente autorizadas para isso, as quais, segundo o Espírito de Profecia, são as Assembleias da Conferência Geral.

É uma pena que ainda tantas pessoas se deixem enredar por estes "ventos de doutrina" (Efés. 4:14).

Não seja mais um(a)!

PS.: Para serem mais coerentes, estas pessoas que condenam o uso do nome Jesus também não deveriam escrever YEHOSHUA (que é a transliteração ao Português), mas sim sua escrita no original em hebraico. Fica a dica para eles...

72 comentários:

Tiago disse...

É verdade que ultimamente muitas pessoas invés de buscarem a Deus procuram métodos e formas de descobir coisas novas, entretanto a luz que nos é disponibilizada é completa e clara.
É lamentavel que as pessoas perdem o foco que é Cristo, o mesmo Jesus, e Yesua, o como queiram chamar. Oremos pelas pessoas que não tem direcionado bem o seu foco.

Patrícia disse...

eu sou a Patricia
Bom me perdoe se eu estiver errada, mais sera que o filho de Deus é tão incapaz que se chamarmos por JESUS que como a bíblia diz ele não estará nos escultando (pois é como esta está escrito)ou será que ele somente estará nos escultando se chamarmos como vocês esrtão dizendo "YEHOSHUA" ele não iria ser tão mesquinho ao ponto de não nos responder...........

Luciana disse...

Eu fico abismada como hoje as pessoas podem ignorar um fato tão importante assim. O ungido de Deus ama a todos, pois Ele verteu o seu sangue no madeiro por TODOS nós, e nos disse em João 3:16-18. Sua verdade é revelada nas Sagradas Escrituras:

16 Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
17 Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.
18 Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no NOME do unigênito Filho de Deus.

Sabemos que só há um NOME acima de todo nome. Devemos ser cautelosos em relação a este assunto.

Eu sugiro a todas as pessoas que tiverem dúvidas, não procurem respostas nos homens, que estão sujeitos a falhas e a corrupção. E sim, a resposta divina. Orem e peçam revelação do alto ceu, que Ele esclarecerá.

Que o Altíssimo Criador do Universo ilumine e oriente a todos.

Luciana

Prof. Gilson Medeiros disse...

Cara Luciana, obrigado pelo comentário.

Você está certíssima ao dizer que não podemos depender da opinião de homens falhos. Isso é a mais pura verdade!

E é por isso que não podemos dar ouvidos a estes estudos absurdos dos que dizer que chamar o Filho de Deus de "Jesus" é uma blasfêmia.

Muito boa sua sugestão, pois pedindo orientação a Deus, Ele sempre nos enviará a resposta. Só não podemos esquecer que, muitas vezes, insistimos em nossas próprias opiniões pessoais e não queremos ver as respostas que Ele já nos enviou em Sua Palavra.

Que "a graça do Senhor JESUS CRISTO, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo" seja com você (2Cor. 13:13).

Bruno disse...

soh a um nome dado aos homens , que eh yehoshua, sem abreviações por que eh um nome santo .eh um nome hebraico lingua falada pelos judeus , onde ele nasceu , me responda por que trocaram o nome? jesus eh um nome em português ,nome próprio não se traduz,e por que mudaram? naquele tempo eles não falavam portugues nem existia essa lingua! então eh imposivel ser jesus cristo!

Prof. Gilson Medeiros disse...

Caro Bruno, parece que vc não se deu ao trabalho de ler o artigo do Dr. Siqueira.

Que pena!

Paulo disse...

Eu gostaria de saber oq vc acha do comentario q o papa João Paulo II fez ao se referir q os evangelicos são irmãos separados dos católicos pois creêm no mesmo nome e fazem o mesmo batismo q é o da trindade, agora q conhecemos o nome de YEHOSHUA não é isto muito significativo ?

Prof. Gilson Medeiros disse...

Caro sr. Paulo, onde posso encontrar a fonte da declaração que o senhor afirma que o papa proferiu? Em qual revista posso encontrá-la? O senhor poderia enviar uma cópia para mim?

Desconfio que esta informação que o sr. recebeu esteja equivocada, por um motivo simples: o catolicismo NÃO reconhe a Igreja Evangélica como "irmãos". A única "irmandade" reconhecida por Roma é a da Igreja Ortodoxa Grega.

Acho que a pessoa que o informou está equivocada, ou está desesperada para encontrar algum argumento, por mais frágil que seja, para combater a doutrina bíblica da Trindade... ou está querendo enveredar pelos caminhos tortuosos da falácia sobre a pseudo-blasfêmia referente ao nome de Jesus.

Infelizmente, a Internet tem propagada muita mentira!

lorao disse...

Sou evangelica e não consegui entender a sua compreensão quanto a vinda do filho de Deus na terra e porque vcs não acredita na trindade, se vc puder me esclarecer ficarei grata.

Prof. Gilson Medeiros disse...

Cara evangélica "lorao", acredito que houve algum equívoco na sua compreensão de nossa fé, pois os Adventistas do 7º Dia crêem, sim, na Trindade.

Quanto à volta de Jesus, cremos que ela será em breve, literal, visível, audível e que será o maior evento que este mundo já presenciou. Não cremos que haverá um arrebatamento secreto, pois a Bíblia não diz isso.

Um abraço.

Anônimo disse...

Eu como Judeu acho um absurdo alterarem o nome de uma pessoa ainda mais de um ser divino assim me sinto muito mal quando ouço dizerem que Jeova é o nome de Deus porque foi deturpado pelos grego-romanos,assim tambem o nome do profeta era YEHOSHUA ou YESHUA no aramaico e não Jesus, assim como não fomos contaminados pelas traduções do seculo 100 DC, de qualquer forma eu prefiro que voces chamam por Jesus porque seria muito desconfortavel voces ficarem clamando pelo nosso profeta na suas igrejas. SHALOM

##Menotti## disse...

Caro senhor Gilson!
Me chamo Luis Paulo e desde os 11 anos sou testemunha de YEHOSHUA sendo antes adventista,atualmente tenho 18 anos e me deparei hoje, com suas postagens e achei todas muito interresantes, embora descode de algo, mas essa especialmente me chamou a atenção bom, nossa crença tem como fundamento os custumes hebreus, YEHOSHUA descende dos Hebreus, uma vez que nascerá entre hebreus, receberá um nome em hebraico, e como o alfabeto hebraico não possui a letra J como pode então ser JESUS o nome, já que JESUS provem do latim e não do hebraico e como seria YEHOSHUA para os hebreus e JESUS para quase todo o mundo? Se nós dois sabemos que nomes proprios e ou de lugares(cidades, estados, etc)não podem ser transliterados e então como explicar a letra J de JESUS ?à hipoteses que a primeira tradução feita das escrituras, a VULGATA teve modificaçöes feitas e confesadas em carta pelo Bispo Gerônimo ao Papa. Também é fato que naquela época apenas os bispos, sarcedotes e papas sabiam ler e escrever já que foi eles(Sarcedotes e lideres religiosos)que começaram a implantar a escrita e a leitura entre ou ricos e nobres daquela época então não ficaria difícil mudar algumas coisas. Bom, e sobre o assunto do abreviamento do nome YEHOSHUA(YESHUA)é devido o fato do temor de quebrar o 3° mandamento que diz: não tomaras o nome do SENHOR, teu DEUS em vão, e uma vez que no hebraico o filho carrega 3 das 4 letras do nome do pai por isso que nós falamos YESHUA ao invés de todo o nome. Gostaria que me responde-se e que se possivel, postasse meu comentário. OBRIGADO e SHALOM ADONAI

Prof. Gilson Medeiros disse...

Prezado Menotti, obrigado por seu comentário.

Creio que o texto está muito claro em mostrar porque não creio nesta prática de chamar Jesus de YEHOSUA (ou YESHUA). Há muitos nomes nos Evangelhos que também são de judeus, mas são escritos em grego. Por coerência, creio que todos estes que acreditam que somente YEHOSHUA é a pronúncia correta para o nome de Cristo, deveriam fazer o mesmo com relação aos demais nomes bíblicos que são de pessoas hebréias (por exemplo: Pedro, Paulo, Marcos, Maria, etc.).
Não vejo esta coerência...

Um abraço.

Joao Carlos disse...

É mentira que o nome do cristo é YEHOSHUA na verdade é Jesus mesmo... eu vi num filme..Maria chamou Jesus vem almoçar! Jesus vem tomar banho!! Uma mãe sempre sabe o nome do seu filho...

http://poesia.com disse...

Yehoshua: o verdadeiro nome do Messias, o Filho de Deus, o Salvador.
Quando o presidente Lula vai aos E.U.A, chegando lá ele é tratado como Lula, se for para Israel também é tratado como Lula, da mesma forma acontece com os cantores, enfim todo mundo gosta de ser tratado pelo seu próprio nome.
Obs: Yehoshua: é o nome do Messias, os europeus ousados como sempre, mudarem o nome do Messias para Jesus, agora vem as questões: onde eles conseguiram esses “J” Pois no original hebraico não existe a letra “J”, para aportuguesar o nome de um ser tão respeitado como “Yehoshua”? Será que Deus aprovará isso, se os homens gostam que os outros respeitem seus nomes, imagina o Filho de Deus, mas como é direito constitucional cada indivíduo cultuar a Deus como quiser, fazer o que? Eu gostaria de lembrar uma passagem genuinamente bíblica, onde Yehoshua disse:
Mateus7:22
Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?

23
E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade.
Isso poderá servir de exemplo: o cara pode chegar e dizer senhor Jesus, senhor Joaquim, Senhor Constantino, e ele poderá dizer eu não vos conheço.
Não admirável? Os caras respeitam o nome de todo mundo, mas não respeitam o nome de nosso salvador YEHOSHUA ESTE É O VERDADEIRO NOME DO FILHO DE DEUS. Alguém poderá provar isso ao contrário?

Gilson Medeiros disse...

Prezado "poesia.com", respeito seu ponto de vista, e seu "zelo" pelo nome que você imagina ser o verdadeiro nome de Jesus.

Mas o texto e o artigo do Dr. Siqueira são muito claros para mostrar que este tipo de "nova luz" não passa de fanatismo.

O nome de Jesus é Jesus...

Um abraço.

Caio Cesar disse...

Você, caro Gilson, que parece estar reagindo em parcialidade com o magnífico texto do Dr. Siqueira, sem enxergar a verdadeira proposta do pesquisador. Seu fanatismo velado também é intrigante.

Em momento algum do texto o autor faz afirmações assertivas como "O nome do Salvador é Jesus, sim, e não Yehoshua!".
Ao longo do texto ele demonstra que as explicações absurdas para difamar o uso do nome "Jesus" são falsas e infundadas, claro! ENTRETANTO ele é assertivo em dizer que o nome do Salvador foi sim "Yehoshua" e a forma abreviada "Yeshua".
O nome se transformou graças aos esforços tradutórios dos apóstolos para espalhar a boa palavra.

Como bom cristão, você deve saber que o povo de Deus a princípio não sabia sequer da existência das línguas europeias (portanto não poderia imaginar a existência de um nome novo, como Jesus). Dizer que o nome "Yehoshua" é um nome "imaginado por alguns" é blasfemar contra o amor de Deus pelos antigos crentes, seu povo, e os únicos no planeta que O exaltavam naquele período.

Eu sugeriria que você lesse novamente o texto do Dr. Siqueira e compreendesse a mensagem no final, que é: independente do nome antigo Yehoshua e do nome moderno Jesus, que são ambos LEGÍTIMOS, a verdadeira fé está na pessoa do Cristo, o Salvador.

Um abraço.

Gilson Medeiros disse...

Caro Caio, você exprimiu exatamente o que eu também penso:
"independente do nome antigo Yehoshua e do nome moderno Jesus, que são ambos LEGÍTIMOS, a verdadeira fé está na pessoa do Cristo, o Salvador".

Amém!

Nildo disse...

As vezes fico me perguntando se vale a pena estas discursões que nunca se chega a lugar algum. Pois, sabemos que o tempo está próximo, portanto deveriamos ser mais prudentes e nos tornarmos verdadeiros anúnciadores desta bem dita experança que é a volta de Jesus.

Rogério - RJ disse...

"Quando o Senhor quiser revelar algo novo, Ele o fará através das reuniões devidamente autorizadas para isso, as quais, segundo o Espírito de Profecia, são as Assembléias da Conferência Geral."

Pastor Gilson, se possível, gostaria de receber a fonte para o comentário acima. Obrigado e fique com Deus!

Gilson Medeiros disse...

Caro Rogério, eis o texto:

"Deus ordenou que os representantes de Sua igreja de todo o mundo, quando se reúnem em assembléia geral, estejam investidos de autoridade. Alguns estão em risco de incorrer no erro de conceder ao parecer e juízo de um homem, ou de um pequeno grupo de homens, a soma de autoridade e influência que Deus depositou em Sua Igreja, por meio do juízo e voz da assembléia geral reunida para formar planos em favor da prosperidade e adiantamento da Sua obra" (citado em: História de Nossa Igreja, obra coletiva elaborada pelo Departamento de Educação da Associação Geral da Igreja Adventista do Sétimo Dia, trad. Odair Linhares e Isolina A. Waldvogel, São Paulo, Casa Publicadora Brasileira, p. 259.)

Este texto também é encontrado no livreto "A igreja remanescente".

Um abraço.
Gilson.

Rogério - RJ disse...

Pastor, obrigado pelo pronto atendimento. Seguindo a indicação que o senhor forneceu, encontrei no livro A Igreja Remanescente (E. G. White) advertências quanto a teorias independentes que possam surgir em nosso meio. Julguei pertinente transcreve-las aqui:

"Nunca deve a mente de um homem ou de uns poucos homens ser considerada suficiente em sabedoria e autoridade para
controlar a obra, e dizer quais os planos que devam ser seguidos. Mas quando numa assembléia geral é exercido o juízo dos
irmãos reunidos de todas as partes do campo, independência e juízo particulares não devem obstinadamente ser mantidos, mas
renunciados. Nunca deve um obreiro considerar virtude a persistente conservação de sua atitude de independência,
contrariamente à decisão do corpo geral." A Igreja Remanescente, p. 67.

A propósito, li todo o artigo do Dr. Reinaldo Siqueira e o considerei bastante esclarecedor.

Um abraço e fique com Deus.

Gilson Medeiros disse...

Prezado Rogério, obrigado pelo comentário.

Quão bom seria se todos os que buscam esclarecer temas polêmicos fizessem como você: pesquisar, ler o que a Igreja já escreveu a respeito, o que o Espírito de Profecia diz, etc.

Pena que a maioria se resume ao velho CTRL+C /CTRL+V... e copiam tudo que aparece nos sites dos dissidentes, achando que isso é buscar a Verdade.

Parabéns!

gardossi disse...

Prezado Sr,

Acredito não se tratar de impor nada a ninguém, mas que simplesmente a pessoa tem por nome Pedro e não será chamado Paul no United States. Simples Assim. Bem como o Havaí não existe e sim Hawaii. Gostaria que algum estudioso indicasse como se escreve o nome do estado de Ohio em portugues. Desculpe-me mas me parece que a ignorância é globalizada. Daí o nome YEHOSHUA ou Yeshua. O que vale aqui, a meu ver, é a pronúncia e não a escrita.

Espero não ter sido aspero e sim esclarecedor.

Shalon

Anônimo disse...

prezado Sr.
este assunto é realmente complicado, isto ao meu ver, relutei muito, com discução, se não era certo fazer pedidos aos santos. Até que cheguei numa conclusão :todos acreditam ser certo em pedir somente para o Pai: o que fiz pra não correr em vão, abondonei os santos. E agora faço o mesmo diante de tantos controversias, e pra não correr em vão chamo o messias pelo nome Yerochua.Diante destes fatos quem podera dizer que estou errado, poia acredito eu que sou prudente
Um abraço osvaldo

Anônimo disse...

Li o texto sugerido, e creio que esta não é a questão. A questão, do meu ponto de vista, é que se o seu nome é Gilson, não seria muito correto dizer que Roberto Medeiros escreveu sobre o assunto tal. Da mesma forma Gabriel não deve ser chamado de Márcio e assim por diante.

Gilson Medeiros disse...

Caro Anônimo, não se trata de "mudança de nome". Ninguém está querendo ensinar que devemos mudar o nome de Jesus.

Esta confusão só existe devido ao fato de estarmos tratando de línguas, idiomas diferentes.

Tomando-se o exemplo que você citou... no Brasil dizemos "Pedro"; nos Estados Unidos é "Peter"; na França, "Pierre"... mudou-se o nome, a pessoa? Óbvio que não!

Portanto, continuo considerando uma tremenda falácia esta história de condenar os cristãos (e os Adventistas, em especial) pelo fato de não ficarem usando o nome que alguns acham que deva ser o nome de Jesus.

Como eu disse... não passa de falácia, e uma tentativa de supervalorizar algo que a Bíblia não valoriza. É assim que creio.

Um abraço.
Gilson.

osvaldo disse...

ola, sou osvaldo,gosto muito de ver estes comentarios, certo de que é complicado e desgastante para muitos.
Muitos dos que defendem o nome Jesus, afirmam que se morasse la em Israel seria logico e certo pronunciar o nome yehoshuah, mas como estamos aqui no brasil o chamamos na nossa propria lingua, Jesus. veja como os mesmos se contrariam sem se perceber quando se trata de outros personagens Ex.
como se chama o presidente dos Estados Unidos la na propria lingua. e como o chamamos aqui na nossa propria lingua. Jean klos Wandame é assim que se pronuncia o nome do autor la na sua propria lingua, e como o chamamos aqui na nossa lingua, outro ex: Sean Anthony Moran, Scott Lawrence. Todos se pronunciam na lingua de origem e tambem na nossa lingua foneticamente. Sera que a maioria não esta sendo enganados, e sendo participante da grande babilonia que engana a grande multidão. o nome dos atletas são pronunciados foneticamente igual a todo mundo, e com isto concordamos, e porque sera que não se concorda com o nome do messias. Ora não esta ai o dedo da grande babilonia.
Abrç. Osvaldo

Gilson Medeiros disse...

Prezado Osvaldo, respeito sua opinião, mas discordo totalmente, conforme já apresentei no texto do post e nos comentários acima.

Um abraço.
Gilson.

##Menotti## disse...

Caro sr. GIlson.
é com muito prazer que lhe escrevo novamente, e faço uma observação sobre o que o sr. Osvaldo escreveu.
Talvez por ele não ter sido bem claro ou não saber exatamente o que escrever eu o corrigirei.
A questão do nome Jesus ser o nome "moderno" de YEHOSHUA, não tem fundamento, uma vez que a ORTOGRAFIA (MODO DE ESCRITA)é HEBRAICA, de modo algum ela pode ser mudada Foneticamente , mesmo que mude de idioma e que a pronuncia seja diferente, A ESCRITA SERÁ SEMPRE A MESMA.
Gostaria de sugerir aos seus leitores que assistissem o filme PAIXÃO DE CRISTO, e que prestassem atenção em como o filho de Deus era chamado... Nota-se mais durante a crucificação.
Não é em vão que a igreja católica tentou proibir a exibição deste filme, Que tem fundamentos religiosos comprovados e analisados.
shalom

##Menotti## disse...

Sr. Gilson.
gostaria de saber se o senhor tem msn, e se tiver que me envie, goto de conversar sobre assuntos biblicos, e comparar meu ponto de vista com outros, dividir conhecimentos e me manter satisfeito espiritualmente. e o sr. me parece ser bem sabido.
aguardo sua resposta no e-mail: LPMENOTTI@GMAIL.COM
SHALOM ADONAI...

Gilson Medeiros disse...

Caro Menoti, desculpe mas meu tempo é muito escasso, e não posso dispor de atenção no MSN. Envie um e-mail e, na medida do possível, eu responderei.

Mas adianto que não costumo desperdiçar tempo com debates teológicos que não levam a nada.

Um abraço.
Gilson.

Édis B. Lacerda disse...

Édis B. Lacerda (B. H.) - 27/05/2011

Creio que seria muito mais importante, que antes de nos preocuparmos com as questões idiomáticas e etimológicas de nomes e termos, dedicarmos ao estudo das origens Históricas do Cristianismo. Isto poderia nos revelar o quanto é irrelevante muito do discurso teológico e doutrinário em torno do tema proposto. Sugiro aos amigos participantes do Blog, Pesquisa GOOGLE - Por que os judeus não acreditam em Jesus?
Clicar no resultado de Pesquisa: Por que os judeus não acreditam em Jesus?/World's Observatory
Leia, por favor, atentamente o texto e comentários postados (até o final) e tire suas próprias conclusões.

MUITO GRATO, Édis.

Édis B. Lacerda disse...

Édis B. Lacerda - B. H. (M.G.) 31/05/2011

Nome aramaico ou hebraico para o Messias do Novo Testamento?!!! Conta outra, vai! A idéia da existência de um nome original hebraico, seja Yehoshua, Yahoshua, Yaohushua ou Yeshua, para o Messias do Novo Testamento se baseia em um pressuposto, não possui base Bíblica ou Escriturística, visto que jamais apareceu na Bíblia, qualquer um destes nomes relacionados, fazendo referência ao Messias. Nem mesmo na Bíblia Hebraica, o TANA'CH, é possível encontrar base ou fundamento para tal idéia ou doutrina.
Não há Novo Testamento na Bíblia Hebraica, nem mesmo uma epístola apostólica, sequer. É consenso entre os teólogos cristãos que A FONTE ORIGINAL DO NOVO TESTAMENTO É O GREGO. Portanto se há uma versão (que se diz) judaica, aramaica ou hebraica do Novo Testamento ela teve de ser feita a partir do GREGO e não o contrário.
Há sim uma versão do Novo Testamento que se diz judaico, intitulado B'rit Hadashah
Traduzida do Original (devemos entender, aqui, do GREGO) para o Inglês por David Stern
Traduzida do Inglês para o Português por Rogério Portella - Publicada e distribuida aqui no Brasil pela Editora Vida.
A Bíblia Hebraica, publicada pela primeira vez, em português, aqui no Brasil pela Editora Sêfer no ano de 2006, traz o NOME grafado da seguinte forma:
Iehoshúa - fazendo referência a Oshea bin Num (Oséias filho de Num) - Bamidbar (Números)13:8,16
Ieshúa - Ieshúa ben Iotsadac - fazendo referência à Josué filho de Jozadaque (Josué o sumo sacerdote) - Ezra (Esdras) 3:2,8; 4:3; 5:2; Nehemiá (Neemias) 7:7
Em nenhuma passagem, versículo,livro ou profeta do TANA'CH (Bíblia Hebraica), o NOME jamais fez referência ao Messias.
O Novo Testamento é GREGO; portanto onde está a base ou fundamento para tal doutrina?

eu... disse...

na verdade yehoshua e o modo de escrita transliterado do hebraico (ou seja nao fere a pronuncia) já que nem todos sabem ler hebraico(dãã!!!)
agora a pronuncia jamais pode ser mudada(isso é:se você for para outro país seu nome não vai mudar.Se seu nome é henrique vai continuar a ser henrique seja la onde for que você estiver.Agora a escrita não, como é que você vai ler o nome de alguém se estiver em japones se caso você não souber a língua ?)

Ildefonso disse...

Se não pode traduzir os nomes próprios para outros idiomas, então como explicar BRAZIL com "Z" nas Copas do Mundo?? E os demais países participantes, todos são pronunciados no idioma do país anfitrião. Como se explica isso? è cert ou é errado?Meu email: ildefonsolima2010@hotmail.com

Anônimo disse...

ESTE É APENAS UM AVISO A TODOS! NAD FICARÁ ENCOBERTO, O VÉU SE RASGOU DE ALTO A ABAIXO E MALDITO E O SACERDOTE PASTOR OU PADRE ACABOU, PROCUREM O CRIADOR PELA SUA PALAVRA E NÃO POR TEMPLOS OU HOMENS YEHOSHUA HAMASHIACH COBRARÁ CARO DE QUEM É "PROFISSIONAL" DA FÉ E COBRA DIZIMOS E OFERTAS ARREPENDAN-SE E NÃO PEQUEM MAIS

Anônimo disse...

27 João respondeu, e disse: O homem não pode receber coisa alguma, se não lhe for dada do céu.

YESHUA HAMASHIACH É O Senhor!

Gilson Medeiros disse...

Só rindo mesmo para encarar o fanatismo e ignorância de alguns...rsrs

Anônimo disse...

Édis B. Lacerda - B. H. 18.08.2011

Pode crer..., RIR... AINDA É O MELHOR REMÉDIO!

Bárbara disse...

Bem, sabemos muito bem que escrevemos Yeshua porque assim se pronuncia este Nome no hebraico; outra coisa: nomes próprios não podem ser traduzidos e nenhum outro nome há dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos(At.4:12). Sabemos também que está escrito: E sereis odiados de todos por causa do meu NOME...(Mt.10:22). Será que este Nome é o mesmo que está na igreja católica,no protestantismo, no espiritismo, no candoblé...? Porque será que não vejo ninguém sendo odiado por causa desse nome (jesus),enquanto por causa do Nome Yeshua, muitos estão fazendo cara de cachorro raivoso e espulsando dos seus estabelecimentos aqueles que querem mostrar a verdade? Tenho um parente que só faltou ser mordido quando falava a verdade para uma proprietária de uma loja que dizia ser blasfêmia o que ele pregava e esta era protestante, e o colocou pra fora da loja dela com semblante de muita raiva. Parecia estar possuída. Será que esta mulher aprendeu o que o messias ensinou sobre amar o próximo? e naqueles dias dirão: Senhor, em teu nome não espulsamos demônios, em teu nome não fizemos muitos milagres...Então lhes direi claramente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade. (Mt.7:22 e 23). Vamos refletir um pouco mais sobre este assunto e não ficar dando respostas como: Só rindo mesmo... Esta resposta só mostra falta de amor. Não há nada engraçado nisso, porque o melhor remédio como disse o anônimo acima, não é rir e sim buscar conhecer a verdade pois não há nada encoberto que não seja revelado. Pesquisem porque não é à toa que milhares de pessoas estão descobrindo a verdade sobre o Nome do Salvador e aceitando esse Nome maravilho que é sobre todo nome. A paz pra todos.

osvaldo disse...

como ja disse antes este assunto é complicado para muitos,mas vou escrever mais um exemplo de como é importante a pronuncia correta de um nome.
O reino celestial é igual ao reino terrestre. Um herdeiro só herda sua herança se as letras e pronuncias forem iguais as que seu pai registrou no cartório, basta ter um u ou um i entre seu nome que não esteja de acordo com o que esta registrado em cartório, que ele por lei não é reconhecido como herdeiro. Para mim, Deus registrou um nome, e é este nome pelo qual devo ser salvo, numca vi o messias nem sei como Ele é, nem de que cor.
Mas sei de uma coisa, tudo tem que estar em armonia. Numa reunião de vinte paises. Um chamado de João,outro Jhon, outro Yeronam, se o que esta em questão é um premio e se este sair para Yeronan, para quem sera entregue o premio.Certamente para o Yeronan,e não para o joão, e nem para o Jhon, mesmo se dizendo que os tres nomes são iguais.Mas as pessoas não, Por isso´a importancia de como se escreve o nome e como ele é pronunciado. obrg. Por isso a nescessidade de anunciar a pronuncia muito mais que a escrita, para que um brasileiro saiba quando um judeu gritar Senhor Yerrochua, saibam de quem esta falando.que bom se a pronuncia fosse a mesma em todo o mundo,. não digo as dos discipulos porque não tem peso para salvçao. Ob. Osvaldo

osvaldo disse...

ola sou Osvaldo, e gostaria de comentar algo que li num debate, entre dois renomaveis teólogos um catolico outro protestante. E o assunto era sobre autoridade, e o teólogo catolico disse que todos obedecem a igreja romana, respondendo que todos, tem acesso ao Novo testamento graças a ela que num concilio de seus proprios membros é que definiram quais cartas fariam parte do Novo testamento. . Disse ainda que se não fosse a Igreja catolica, nenhum de nos teriamos conhecimento sobre estas cartas escritas pelos apostolos. e desta forma quando um protestante afirma que a biblia é a autoridade todos estariam confirmando a autoridade da Igreja Romana, pois foi ela quem determinou e modelou como quiz e todos obedecem aos mandos dela. No mesmo debate convidaram um judeu tambem estudioso, e fez o seguinte comentario, Este Jesus criado pela igreja romana, não é o mesmo Yeshua deles,muitas coisas que estao escrita, não foi o que Yeshua ensinou.

otrebor disse...

Só uma coisa bem interessante, se o nome Jesus é blasfêmia, e o Novo testamento claramente foi escrito em grego, (o próprio NT declara isso ao, por exemplo, TRADUZIR palavras como EMMANUEL, RABI, Talita cumi, termos Hebraico-aramaico, lembrando que o termo TRADUÇÃO só é possível quando se tem 2 línguas envolvidas, logo se ele traduz termos Hebraicos, como ele poderia estar escrevendo em Hebraico?) então o NT inteiro blasfemou ... Paulo blasfemou, Pedro, Mateus, ao escrever o nome do Filho de Deus como Iesous (termo grego para Jesus).
Lembrando que o termo Iesous veio primeiro, antes de aparecer no NT, da versão Septuaginta do Antigo Testamento traduzida pelos próprios judeus da época.
Entrem no site http://askdrbrown.org/ cujo autor é especialista em línguas semíticas.
Partes traduzidas pelo Mario Persona do que dr. Brown disse sobre isso: http://www.respondi.com.br/2010/11/por-que-mudaram-o-nome-de-jesus.html

osvaldo disse...

ola sou Osvaldo, gosto muito destes, comentarios, por isso vou falar mais um pouco, mas gostaria de deixar aqui minha posição quanto ao uso da forma jesus, pois ja perceberam que expresso o nome do Messias na forma hebraica, para não incorrer em erros se assim estiverem errados os que pronunciam Jesus, quem podera dizer que eu estou errado, pois todos concordam que seu nome era yehoshuah, encurtado para Yeshua.
Fui tocado com uma flexa, isto digo a verdade, quando me falaram que o nome do messias se pronunciava diferente, e bem diferente da qual eu fui ensinado a pronunciar.
Busquei primeiro não nos lideres das igrejas, busquei em livros, dicionarios, fui muitas veses na biblioteca publica ver em livros antigos, nas biblias mais antigas, sinagogas, e cada vez que eu me deparava com a forma hebraica, chorava, e meditava no Senhor, e questionava, mas sera Senhor.
Depois de muito tempo pesquisando, fui conversar com muitas lideranças das igrejas,Padres, Pastores, dos quais muitos nunca tinham houvido falar, escrevi para varias denominações, e todas confirmavam que Yehoshuah era como se chamava o Messias, aumentando ainda mais, minha angustia, e vendo que só chamavam os personagens biblicos, desta forma, reparava nas reportagens, na copa do mundo como era chamados os jogadores, os ministros de Israel, e fui vendo que realmente eu poderia estar sendo enganado, assim como me fizeram acreditar que o messias tinha os cabelos compridos e olhos verdes. e toda ves que orava sempre pensava nestas imagens que criaram para que neste pensamento de forma oculta eu poderia estar desonrando meu Senhor. Abraços

elzaelesoares @hotmail.com disse...

Ola, sou Elza. Diante de tantas controversias quanto ao nome ou a forma ou pronuncia, se não tivessemos conhecimento algum de Cristo até o momento, e hoje fosse anunciado que nasceu o Salvador em Israel. Qual nome seria anunciado para nós, com certeza seria diferente do que dizem ser, então com certeza estão errados, Como diz a escritura, são os grandes, os que se dizem sabios, estudiosos que vos enganam.
A lei humana não reconhece nomes correspondente, João é joão e nunca vai ser Jhon, ninguem e bobo, estando numa reunião com representantes de varios paises, e tendo um judeu de nome yehoshuah, ou yeshua, chamalo de jesus, alguns até iriam rir dele.
A sabedoria do homem e loucura para Deus, quem tenta explicar, são estudiosos, isto era assim,mas não era desta forma,foi encurtado, como não tinha isto, foi colocado aquilo para facilitar a pronuncia, depois com o linguajar coloquial se tornou isto, e disto se formou este, o qual conhecemos hoje.
Ora pegue duas pessoas simples la da roça e perguntem se o nome yehoshuah é o mesmo que Jesus, se Miriam é mesmo que Maria.
Quem esta complicando, ou tentando esconder o que é certo. Pra mim não interessa o que fizeram pra se chegar na forma que é hoje. Como já disse antes não ha lei no mundo que reconhece nomes correspondentes diante disso nem eu. Elza

Anônimo disse...

Édis B. Lacerda - B. H. MG. 20.12.2011

Prezada amiga Bárbara:
Desculpe pela brincadeira do riso, não tive a intenção de ofender. Você tem toda a razão, o melhor mesmo a fazer é estudar mais, pesquisar mais e prestar mais atenção! Eu da mesma forma que você, quando tive contacto com a polêmica do nome, pensava ter descoberto a questão do século e por um tempo a euforia desta descoberta me deixou paralisado somente nisso. Mas passada esta euforia descobri que era necessário prosseguir um pouco mais para adiante.
Se era necessário que os nomes bíblicos mantivessem a sua originalidade,... então..., importava mais ainda que a tradição, a fé e o conceito teológico crido e defendido por mim se aproximasse também em fidelidade das raizes ou origens (isto é, ISRAEL). A própria Bíblia Cristã me conduziu a este entendimento! Considere, por favor, em sua Bíblia os seguintes trechos: Oséias 6:3, João 4:22, Romanos 3:1-2, Isaías 44:1-8, Zacarias 8:20-23, Miquéias 4:1-5, Salmos 147:19-20, Deuteronômio 4:5-8, Isaías 42:1-7 Isaías 44:1-2, Isaías 44:5-8
O problema é que muitos ficam paralisados na questão do nome e não conseguem avançar para mais no conhecimento. A originalidade do nome segundo o idioma Hebraico ou Aramaico não é suficiente o bastante para validar toda a tradição religiosa se ela se apoiar sobre os mitos pagânicos, constituindo os como base para a sua teologia! Por isso é interessante e importa nos conhecer sobre o conceito teológico messianico segundo as suas origens (isto é, segundo Israel, conforme a revelação concedida a este povo).
O nosso messias tem que ser o mesmo esperado por eles, lembre se ele é O REI DOS JUDEUS, por isso precisa possuir o mesmo perfil, obedecer os mesmos critérios profetizados na TORAH.
Sugiro a amiga, pesquisar GOOGLE: Por que os judeus não acreditam em Jesus? - World's Observatory

Muito grato, Édis B. Lacerda

michel disse...

galera pelo que eu li em vários sites e ouvir vários comentários cheguei a conclusão que nas escrituras antigas jamais encontra-se o nome jesus esse nome foi um nome criado agora tem que ver qual a verdadeira intenção deles ter criado esse nome jesus sera que tao querendo que nos acredite em outro cristo não sei por isso eu creio no filho de deus todo poderoso esse eu sei que só tem um mais vamos ficar atentos.

Gabriel de Albuquerque disse...

Bom,eu acredito que independente do nome,ou linguagem,onde houver fé em cristo,ELe estará..concordo sim,que se o nome do verbo,quando veio em carne o anjo mensageiro disse que deveria ser chamado de yeshua,yeoshua ou jesus,é bom que seja chamado da forma certa,mas tenho certeza que Deus em sua infinita misericórdia compreende a todos...

Anônimo disse...

Senhor Pastor

Quem tem o nome Pedro no Brasil, nao sera Peter nos Estados Unidos ou em qualquer outro pais, da mesma Gilson e Gilson a onde quer voce va, sob pena de falsidade ideologica. Infelizmente ou felizmente a teologia tem cauterizado as vossas mentes

edis disse...

Esta questão do "NOME" ou da necessidade de um nome original para o messias judeu, segundo o idioma hebraico ou aramaico, já está ultrapassada. Talvez fosse melhor nos concentrarmos na historicidade do personagem e verificarmos se de fato o Messias do Novo Testamento se encaixa no perfil do Messias judeu (que ainda é futurístico, segundo a teologia judaica).

Muito grato, Édis B. Lacerda - B. H. - M. G. - 24/02/2012.

Elza disse...

ola, quero mais uma vez comentar, a respeito do nome se me permitir,
Sabemos que no grego a forma escrita do nome do Messias, não é a forma como se lê. Foi escrito desta forma, porque não encontraram letras que correspondia a pronuncia hebraica do nome.
É assim que se escreve, mas não era assim que se pronunciava, porque o que determina nomes, são os sons emitidos, e não a forma como é escrita, como vemos hoje.
Muitos nomes são escritos de uma forma, mas não se lê conforme o que se escreve ex:Joseph, David, John, se formos pronunciar como se escreve, mudaria o nome pois como já disse o que define o nome é o som e não a escrita.
Quando se diz não ser importante o nome e sim praticar o que o messias ordenou, descordo em parte pois se assim fosse, os apostolos não saiam anunciando primeiro o nome, pois muitos já obedeciam a doutrina do Messias sem as conhece-las, mas tinham que se converter, mudar, invocar outro nome o qual eles ainda não conheciam, pois era o nome que os apostolos faziam questão de anunciar, e depois eles eram procurados pelos gentios para explicar melhor sobre esta nova doutrina.
Muitos ateus, por natureza são bons, mas são filhos os que invocam o nome do Pai, para desta forma ser reconhecido como filho.
Então se reconhecemos os nomes pelos sons, então Jesus, não é o mesmo que iesous, e nem iesous é o mesmo que yehoshuah.

Nilton disse...

Caro Pastor Gilson; assim como Uriah Smith que em minha opinião foi o mais autêntico e intrépido personagem do adventismo eu não creio na trindade.
Você disse em uma das suas postagens que a IASD acredita sim em um Deus triuno.
Bem; como pode isso ser verdade, quando se prega que o Arcanjo Miguel e Yeshua é exatamente a mesma pessoa? Se puder me explique como isso pode se harmonizar.
Eu acredito nisso (Miguel/Yeshua), porém creio em Deus como os Judeus o crêem e acredito que independente de eles não aceitarem Yeshua como o Messias ainda são quem mais entendem de Deus.
Quanto ao nome do Salvador eu creio que Yeshua é um meio termo aceitável, pois é assim que os judeus messiânicos o chamam e está fora da polêmica.
OBS: Não sou TJ e conheço bem as edições adventistas.
Atenciosamente!

Gilson Medeiros disse...

Caro Nilton, vejamos...

1. Quanto ao fato de sua admiração por Uriah Smith, sugiro que leia o seguinte post que coloquei aqui no blog:

http://prgilsonmedeiros.blogspot.com.br/2008/10/o-antitrinitariano-uriah-smith.html

2. Quanto a Jesus ser o arcanjo Miguel, sugiro o seguinte artigo:

http://www.elpisteologia.net/artigos/ArcanjoMiguel.pdf

3. Quanto ao nome de Jesus, creio que a postagem sobre YESHUA já ficou bastante clara.

Um abraço.
Gilson.

Um abraço.
Gilson.

Anônimo disse...

Não li todos os comentários mas nos que li não encontrei uma questão que me parece muito importante que é a legalidade. O que quewro dizer é o seguinte. O meu nome fosse Pedro, para receber algo ou vender algo esse seria o meu nome, se me apresentar na França para receber uma herança só a posso receber com o nome correto. Se me apresentar com o nome de Pierre não posso receber a herança, pois no BI estaria Pedro. Então a escritura diz que só há um nome pelo qual somos salvos, então só esse nome é válido e não outro ainda que seja uma tradução. Isto é uma questão de legalidade. Porque não chamar Josué ao salvador? Também é uma tradução válida! Exprimente orar alto na igreja em nome de Josué... Logo seria tratado como hereje. Deus pode muito bem dizer: «Meu Filho não se chama Jesus». Haveria injustiça se o dissesse? Creio que não! No entanto espero na Sua misericórdia!

Anônimo disse...

O importante e que a salvasao venha e cumpra seu papel yeshua jesus tem o mesmo fundamento salvar as pessoas do que esta por vir da ira do Eterno

Anônimo disse...

Olá, meu nome é Márcia e acho que a questão aqui ñ é tradução, muita gente acha que é, mas não se trata disso...A Historia do Messias e das escrituras não se encerram em Apocalipse, exemplo disso é Paulo que foi crucificado de cabeça pra baixo, Tomé foi queimado na Índia e pedro foi decapitado. A historia continuou seguindo seu curso e continuou sendo documentada.(É a historia da humanidade)
O nome Iesus christi quem deu foi um imperador romano chamado Constantino mais ou menos 300 anos após a morte do Messias e isso está ai para quem quiser ver é só pesquisar, O Imperador romano Constantino criou o cristianismo e foi um pilar da Igreja católica, quem tiver dúvida é só procurar, não é tradução. E nas escrituras o Criador faz várias referências ao nome dele com temor, se vc sabe o certo pq fazer o errado...
Qualquer dúvida só me escrever no mar2010@globo.com
E volto a dizer é só pesquisar, está ai pra todo mundo ver....

osvaldo disse...

Ola sr. Gilson, numa das respostas acima, foi dito que Pedro aqui no Brasil, Pierre na França, Peter nos Estados Unidos, pesso que me perdoe se estou sendo ignorante no assunto.
Se eu editar uma matéria aqui, de um escritor françes, de nome Pierre, editar com o nome Pedro, sei que ninguem assim o faz, mas se eu fizer, o autor não poderia me processar por estar editando um nome correspondente, sera que a nossa lei permite fazer isto,onde é que se usa nomes correspondentes, se Pedro for se casar na França, e querer usar o nome correspondente. Sera que nestes casos a lei permitiria.
Se puder me responder agradeceria muito.

Anônimo disse...

A partir da Torre de Babel os idiomas de toda espécie ocorrem mesmo...
Por isso, Deus não vai se omitir em nos salvar do pecado e da morte eterna por causa de idioma B ou C. O SENHOR está acima disso!
Toda honra e toda glória - pela nossa salvação a qual conheci em português - dou a Deus Pai, Deus Filho, Deus Espírito Santo; pela Sua palavra, amém!

Eunice

Rose disse...

Primeiro nome próprio não se traduz, e o nome do nosso salvador não é yehoshua e sim yaohushua (salvação de yaohu) e esse nome não muda em lugar nehum do mundo. Assim como meu nome,seu nome e de qualquer outra pessoa,se mudar é de outra pessoa que está se falando.E veja onde nasceu o cristianismo.

osvaldo disse...

Ola, desculpe os que assim não pensam, entendo pois a revelação é dada por Deus, assim como muitos não lhes era dado entender as parabolas do Messias, o próprio Deus lhes fechavam os olhos, e realmente não podemos ver até mesmo coisas simples, se assim o Pai não quizer.
Não estou comentando, com o objetivo de fazer alguem acreditar, pois como ja disse o crer também vem do Pai.
Quero compartilhar aquilo que creio eu até o momento ser Deus quem me revelou, e me fez enxergar como vejo, com relação ao nome do Messias.
Sabemos que os nomes se reconhece pelas diferenças de sons produzidos. Claro que existe as dificuldades em transcrever nomes de uma lingua para outra, mas somos capaz de pronuncia-las independente de complicado ou não. Porque o ser humano é capaz de aprender qualquer lingua existente no mundo.
Muitos pra justificar usam a troca de lingua, feita por Deus no principio, e que gerou uma verdadeira confusão, ninguem se entendia, hora notemos que houve uma verdadeira confusão, e estamos hoje ao meu ver gerando confusão. ex:qualquer que lê num livro que o presidente João decretou guerra com o Iraque, de imediato não pensa no Brasil, João Figueiredo, tanto pra quem leu ou houviu ficou confuso, pois o Brasil e Iraque nunca se chegaram a tal ponto.
Diferente se lessemos Jhon decretou guerra contra o Iraque, de imediato todos pensaria nos Estados Unidos, percebe que a noticia não gerou confusão nenhuma.
Não é isto que as Igrejas estão fazendo, ora um brasileiro prega para uma tribo de indio, que o nome é Jesus, um Grego prega que é Iesous, Judeu prega que é yeshua, outro Yehoshuah, ora não estamos de principio gerando confusão, quando o certo seria todos conhecerem um unico nome se isto é possivel porque não o fazem, ainda há tempo apressemos pra isto, muito mais facil um latino aceitar um nome hebreu já que Ele é Hebreu, do que fazer um Hebreu crer num nome latino, e ainda dizer que os dois nomes se equivale.
Eu não estou dizendo mentira quando digo que os apostolos anunciavam o nome Jesus aos gentios, com toda certeza, pois eles numca houviram falar nesta forma, pois esta forma só veio a 500 anos pra ca. É dificil crer que os apostolos expressavam a forma grega quando batizavam curavam, anunciavam, é questão de logica.
Como pensar que Yehonan(João) que fugia dos gentios pra não se contaminar, chamando seu Salvador pela forma grega, sendo ele mesmo judeu.
Gente é dificil deixar o que todos acham certo, e continuar com o duvidoso, mesmo que para muitos é certo. Como já disse antes euç achava certo fazer petições aos santos porque assim muitos faziam, mas muitos tambem achavam errado, então o que fiz, fiquei com a convicção do que era certo para todos, deixei de pedir aos santos hoje so pesso a Deus, quem podera dizer que estou errado. um abraço. Osvaldo

Cleiton Alves disse...

Santos, por favor, estudem antes de qualquer conclusão. Hoje é impossível afirmar com segurança a pronúcia correta de nomes que foram falados originalmente em linguas, hoje, mortas. O Hebráico antigo não tinha vogais, Elas só apareceram por volta do séc. VIII com os massoretas. Portanto, Yeshua, Yehoshua, etc; são tão transliterados quanto Jesus, só que, naquele caso, é do Hebráico antigo para o m
oderno, linguas, também, totalmente diferentes.

“a realidade empírica central da linguística histórica é o fato de que as línguas humanas mudam com o passar do tempo” (Farraco, 1991, p.9).
“linguística histórica nem toda variação implica mudança, mas que toda mudança pressupões variação” (Farraco, 1991, p.13).
“que estruturas e palavras que existiam antes não ocorrem mais ou estão deixando de ocorrer; ou então, ocorrem modificadas em sua forma, função e ou significado” (Farraco,1991, p.10).

FARACO, Carlos Alberto. Linguística Histórica. São Paulo: Ática, 1991.

Anônimo disse...

A questão me faz recordar aqueles debates em que o dedo aponta a lua e a gente fica olhando pro dedo, tal como a questão pronominal do velho Andrade:

"Dê-me um cigarro
Diz a gramática
Do professor e do aluno
E do mulato sabido
Mas o bom negro e o bom branco
Da Nação Brasileira
Dizem todos os dias
Deixa disso camarada
Me dá um cigarro"

E.T: Fumar é prejudicial a saúde!

Ahmad Azad disse...

Bom, se o certo é Jesus ou Yeshua eu não sei, mas em turco (e em persa, e também no árabe) o nome é İsa... e então? Estamos todos afastados de Deus?

Anônimo disse...

se quer resposta de Deus, ou de Jesus, busca a ele, tenha fé e não acreditem em falsas doutrinas, falsos profetas, o nome Cristo é só um, e se realizou milagres, mudanças, em mim, e em todos aqueles que creram, assis vós realizara e virama falar com vós tambem, pois todo aquele que cre e se converte e se converte filho de Deus é, e porquanto ao que não crê é somente criatura e sera condenado, assim como nos aponta Marcos 16:16, Jesus ao falar com seus discipulos. então creiam meus irmãos, creiam , mas no que sai da boca de Deus, não dos homens, que a paz de Deus esteja convosco meus queridos

O DIA DO SENHOR VEM disse...

Legal. Um escrito de um doutor resolve tudo ne nao?

Gilson Medeiros disse...

Caro "O Dia do Senhor Vem"... sim, se o "escrito do doutor" estiver em conformidade com a Palavra de Deus, ele estará corretíssimo! Como é o caso do estudo do Dr. Siqueira sobre o nome de Jesus.

O resto é balela!

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

Srs. O Salvador teve seu nome identificado primeiro pela visita do anjo do Pai Eterno que falou a sua mãe dizendo, claro, em hebraico e dando um nome hebraico. Será Jesus ?.
Atos 4:12 Diz que "Em nenhum outro há salvação , porque também debaixo do céu, nenhum outro nome há, dado entre os homens pelo qual devamos ser salvos", em hebraico. Esse nome é Yeshua.
Em seguida os fariseus hipócritas perseguiam aos "do caminho", como eram chamados os seguidores de Yeshua, junto com o imperio romano. Vejam as cartas de Paulo.
Mais um periodo a frente e o imperador constantino em frente de batalha, teve uma revelação de que se colocasse uma cruz como simbolo de seu exercito seria vencedor. E Venceu mesmo.Dai veio a ideia de cruz(Cristianismo) e o nome de Jesus transliterado do nome yeshua para o grego e depois para o latím.
Áte as bíblias que os evangélicos tem são oriundas da bíblia católica com diversas alterações descabidas que tornam alguns versículos incompatíveis com outros dentro do mesmo assunto.
Cuidado o nome Jesus é romano e não o nome verdadeiro do Salvador.

A.K.Renovatto disse...

Ótimos esclarecimentos! Deus continue abençoando seu ministério, pr Medeiros.

Almir disse...

kkk Eu fico impressionado e rindo a toa com cada comentário feito aqui, pelo amor de Deus, uma discussão a respeito do nome de Jesus, se era YEHOSHUA ou YESHUA, Josué... Pelos comentário aqui percebo que muitos nunca expulsaram demônio de uma pessoa; E posso garantir que não é a forma de escrever e como é tratado o nome, mas digo uma coisa: o Demônio/Adversário, sabe muito bem de quem estamos falando quando temos autoridade da parte de Deus. a pronúncia pode estar até errada, mas se vc recebeu autoridade do Céu, o Diabo Treme e bate em retirada,Jesus/Yehoshua/Yeshua/Josué... como queira chamar... Falo a vocês uma coisa, quando estiverem frente a frente com um endemoniado, clamando pelo Nome de Jesus... ele rapidinho pega o seu banquinho e sai de fininho. (E por favor, nada de ficar entrevistando o Capeta - querem saber mais sobre o diabo e só ler a bíblia, não precisa de entrevista... Afinal o Próprio Jesus falou muito sobre o inferno - mas como eu sei que não acredita em inferno, Prof Gilson, para mim tudo bem, não precisa comentar sobre isso, estamos no mesmo propósito. Pregar salvação ao mundo e que tal fazermos isso!)

Kleber Monazio disse...

é muito hilário ler os comentários dos irmãos aqui...Eu moro num outro país e ainda não encontrei alguém que consiga pronunciar meu nome corretamente!!! O discussão sem fim que não vai a lugar nenhum.

joão gonçalves neto disse...

Esse pessoal que defende o nome hebraico de Jesus não sabe pronunciá-lo corretamente. O importante é a mensagem de transformação de Jesus e não apenas o seu nome (eles se preocupam com o acessório e não com o principal. Jesus em Apocalipse no versículo 12 do capítulo 3, diz que ele terá um novo nome. Esse pessoal tem a síndrome das Testemunhas de Jeová que até no Novo Testamento a tradução de sua bíblia destaca o nome de Deus como Jeová (théos), que constitui um erro crasso.

Cursos Básico, Médio e Avançado

Ebook 101 Razões