quinta-feira, junho 25, 2015

A Bíblia de Genebra e a Lei Moral



Uma pergunta que alguns normalmente nos fazem é: "Qual a melhor versão da Bíblia em português?".


Eu, particularmente, gosto muito da Almeida Revista e Atualizada. Outra boa opção é a Bíblia de Jerusalém (se não se levar em conta algumas "heresias" romanas embutidas).

Existem também algumas Bíblias com "estudos" adicionais. Uma das mais conhecidas é a "Thompson", objeto de desejo de muitos que "começam" a estudar Teologia. Eu prefiro a Bíblia de Estudo de Genebra (da qual tenho um exemplar). Acredito que ela tenha mais ferramentas, que foram passadas por alto em outras Bíblias de Estudo.

O problema destas Bíblias com comentários (notas que explicam os versos) é que, na grande maioria das vezes - ou sempre, elas são tendenciosas, "puxando a sardinha" para o lado da corrente teológica do editor ou editora da versão. Isto acontece com QUALQUER tradução/versão da Bíblia, infelizmente.

Logo na Introdução, o editor geral em inglês da Bíblia de Genebra (R. C. Sproul) diz o seguinte:

"Os peregrinos e puritanos trouxeram a Bíblia de Genebra ao Novo Mundo. Colonos americanos [séc. XVII] foram educados na Bíblia de Genebra. Eles a leram, estudaram e procuraram viver por sua luz. Desde aquela época, uma grande quantidade de traduções para o inglês e de Bíblias de Estudo apareceram. Nenhuma dessas Bíblias de Estudo incorporou um resumo da teologia reformada. A nova Bíblia de Estudo de Genebra contém uma reafirmação moderna da verdade da Reforma em seus comentários e notas teológicas Seu propósito é apresentar a luz da Reforma de uma forma nova".

Como vemos, o editor considera esta Bíblia uma das mais sérias do mundo protestante.

O que me chamou a atenção há alguns meses (enquanto eu acompanhava um sermão de sábado na Igreja) foi uma nota teológica sobre 1João 3:7 (fica na pág. 1512), cujo título é "ANTINOMISMO". Esta expressão me chamou a atenção porque eu sei do significado do termo (quer dizer: "contrário à lei"). Ai pensei: "o que será que eles vão inventar dessa vez, para combater a lei de Deus?". Quando cheguei em casa, fui conferir...

Mas eu estava enganado!

A nota fez uma defesa tão profunda da importância de se guardar os 10 Mandamentos, que eu pensei até que algum Adventista é quem tinha escrito o texto (rsrsrs).

Só para vocês terem uma ideia (podem ver o texto todo em alguma Bíblia de Genebra disponível em sua igreja ou em livrarias evangélicas)...

"Alguns dispensacionalistas [como os pentecostais, por exemplo] têm sustentado a ideia de que os cristãos, desde que vivem sob a dispensação da graça - e não da lei - não têm a necessidade de observar a lei moral em nenhuma etapa da vida. [Porém] Rom. 3:31 e 1Jo 6:9-11 mostram claramente que observar a lei é uma obrigação contínua dos cristãos...".

"A lei moral revelada no Decálogo [os 10 Mandamentos] e exposta em outras partes das Escrituras é uma expressão da integridade de Deus, outorgada para ser o código de prática para o povo de Deus, em todas as eras... O Espírito [Santo] concede aos cristãos o poder para cumprir a lei, tornando-nos cada vez mais semelhantes a Cristo, o cumpridor arquetítipo [modelo] da lei (Mat. 5:17)".

Eu fiquei me perguntando:

"Se eles pensam assim, então POR QUE NÃO GUARDAM O SÁBADO DO SÉTIMO DIA, uma vez que este é um dos mandamentos centrais do Decálogo?!".

Com a palavra, os teólogos protestantes antinomistas...

"Guias cegos"... lembra?

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Mais uma vez eu tenho minha fé REFORÇADA na Teologia Adventista do 7º Dia, pois essa amada Igreja segue exatamente aquilo que os mensageiros de Deus sempre ensinaram, mesmo que a mensagem seja tão "impopular" nos dias atuais.

"Aqui está a perseverança dos santos, os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus" - Apoc. 14:12.

6 comentários:

Carine disse...

Eu tbem acho imprecionante o fato de os demais protestantes não guardarem o sábado e pior, se convencerem de que são melhores que nós por terem o "batismos do ES, falarem em linguas, serem quentes..." Como poderiam viver um novo pentecostes sem guardarem os 10 mandamentos?

Anônimo disse...

Falando em Biblias, a Biblia da Sociedade Bíblica Trinitariana do Brasil tem uma tradução muito boa. Alguém conhece? Qual a avaliação dos irmãos?

Anônimo disse...

O QUE SERIA "PUXAR A SARDINHA"?
MEU CARO, O SR. DEFENDE MAIS A GUARDA DO SÁBADO DO QUE A GUARDA DO EVANGELHO POR EXEMPLO,QUE NÃO TEM EM SUA MENSAGEM CENTRAL GURADAR O SÁBADO. EM ROMANOS 14 PAULO DÁ UM SHOW EM QUEM PENSA QUE A GUARDA DE DIAS E FESTAS IRÁ JUSTIFICÁ-LO NO DIA DE CRISTO. NÃO PRECISA NEM SER TEÓLOGO PRA ENTENDER O QUE ESTÁ ESCRITO ALI.E OUTRA COISA, O SR. FEZ UM COMENTÁRIO EMOCIONANTE EM RELAÇÃO AO SR. JOSE ALENCAR, MAS SE LEMBRE QUE ELE NÃO GUARDAVA O SÁBADO, E O SR. DISSE QUE "ESPERA VÊ-LO NO CÉU?? E OLHA QUE EU TAMBÉM ESPERO VÊ-LO LÁ, OS ÚLTIMOS INSTANTES DE UM HOMEM SÓ ELE E DEUS O CONHECEM. E AÍ, COMO O SR. ME EXPLICA ISSO...? EU ACHEI QUE O SR. FOI UM TANTO HIPÓCRITA EM SEU COMENTÁRIO E TAMBÉM CONTRADITÓRIO, TAMBÉM ANTI-ÉTICO. MAS EU CONTINUO DIZENDO, OU EU SOU UM TOLO EM AINDA INSISTIR EM VIR AQUI, OU EU SOU UM SOPRO DE DEUS NA SUA CONSCIENCIA. E TAMBÉM LHE ADVIRTO: DEIXE DE USAR DO SEU CONHECIMENTO TEO "LÓGICO" PRA SOBRECARREGAR AS PESSOAS QUE QUEREM SE ACHEGAR A DEUS, LEMBRE-SE DA CARTA DE PAULO AOS GÁLATAS, O SR. NÃO É JUDEU PRA PREGAR A LEI MOSAICA ÀS PESSOAS, OU JUDAIZANTE PRA QUERER QUE OS CRISTÃOS GENTILICOS(EU, O SR. E QUASE TODOS OS CRISTÃOS DE HOJE)GURARDEM PRECEITOS QUE NEM ISRAEL CONSEGUIU CUMPRIR. A LEI É BOA,MAS EU NÃO TERIA CONHECIDO O PECADO SE NÃO FOSSE A LEI(PAULO).QUEM SALVA É CRISTO, O QUE ELE REQUER É O ARREPENDIMENTO E UMA VIDA TRANSFORMADA, MORAL SIM, NÃO CERIMONIAL, POIS O CERIMONIALISMO PASSA, LEMBRA DO ADÁGIO POPULAR "NÃO FAÇA CERIMÔNIA".
FICA NA PAZ!!!!!

Anônimo disse...

Meu Deus do céu!
O homem é um estudiodo adventista e não um estudioso cristão!!!!!!
A posição de que devemos guardar os dez mandamentos está presente em muitos seguimentos teológicos da história da igreja.
Agora, porque não guardamos O SÁBADO! Porque em Atos existem textos que mostram que os cristãos se reuniam no PRIMEIRO DIA DA SEMANA, e não mais no sétimo.

Gilson Medeiros disse...

Caro "Anônimo", você pode me mostrar onde está escrito no livro de Atos que os cristãos "se reuniam no PRIMEIRO DIA DA SEMANA, e não mais no sétimo" (sic)?

Na minha Bíblia, que aliás é a que é utilizada pela maioria dos evangélicos do Brasil (ARA), diz o seguinte no cap. 16:13:

"No sábado, saímos da cidade para junto do rio, onde nos pareceu
haver um lugar de oração; e, assentando-nos, falamos às mulheres que para ali tinham concorrido".

Fico aguardando sua resposta, mas só a publicarei se for baseada na Bíblia, e não puramente na falácia que sua denominação prega.

Um abraço.
Gilson.

"Hiram Edson" disse...

Eu particularmente gosto da Almeida Corrigida Fiel da Sociedade Bíblica Trinitariana do Brasil (SBTB), pois ela é baseada nos textos majoritários, também contidos na Bíblia em Grego Textos Recebidos e na Bíblia em Hebraica Textos Massoréticos, usada pelos reformadores para a tradução para as suas línguas vernáculas. Enquanto que a ARA atual, NVI, NKJV, BJ, BTLH, BNTLH e outras mais se baseiam nos textos antigos e minoritários, os quais somente nos quatro evangelhos se contradizem entre si em mais de três mil vezes, segundo um grande erudito brasileiro e descendente de norte-americanos, que já cotejou pessoalmente inúmeros manuscritos, principalmente os da Família 35 (F35), considerados os melhores, devido ao fato de que as variantes entre eles são mínimas, em se tratando dos textos do Novo Testamento.

Cursos Básico, Médio e Avançado

Ebook 101 Razões