quinta-feira, setembro 20, 2012

"Cuidado com os falsos profetas"

É impressionante como hoje em dia é fácil se auto-intitular de "pastor(a)", "bispo(a)", "apóstolo", etc. Por causa disso proliferam diariamente o número de novas igrejas, seitas, denominações, movimentos, etc. Na maioria, pregando uma "nova luz" ou uma interpretação "revelada" diretamente pelo Espírito Santo.

Esse é um grande problema com os "pentecostais". Por darem mais valor às chamadas "revelações", eles acabam deixando de lado princípios morais e teológicos ensinados nas Escrituras, mas que exigem uma certa obediência, que nossa mente pecaminosa não está disposta a seguir.

"Teoricamente os pentecostais defendem a autoridade das Escrituras, como os Reformadores. Na prática, porém, predomina um subjetivismo imposto pela noção de verdade relativa derivada da centralidade da experiência individual e da operação dos dons espirituais por meio das experiências místicas" - Vanderlei Dorneles, Cristãos em busca do êxtase* (UNASPRESS, 2006).
* Aconselho que todos os que desejam conhecer a fundo o moderno Movimento Pentecostal leiam este excelente livro do Pr. Dorneles.

O resultado de tudo isso?

Igrejas sem nenhum embasamento sólido na Bíblia, sendo lideradas por homens sem qualquer qualificação teológica ou moral para serem chamados de "pastores".

Há alguns meses, o FANTÁSTICO apresentou uma matéria sobre um tal "pastor" que se aproveitou de uma compreensão equivocada do livro de Oséias, para levar uma de suas "ovelhas" a cometer adultério com ele próprio.
Detalhe: Ela é casada (assim como o "pastor"), mãe de 4 filhos, e diz ter recebido uma revelação especial de Deus para ter um filho com o pastor (não seria isso uma "falsa profecia" ou falsa revelação?!). E o mais curioso é que o marido dela (também "ovelha" do tal "pastor") aceitou tudo, pois essa era a vontade de Deus (?!).

Em outra ocasião, outro "pastor" também foi alvo da Imprensa. Ele foi pego em flagrante fazendo sexo oral com 2 meninas de 10 e 11 anos de idade, em uma cidade próxima a Natal/RN. Ele, um senhor de 58 anos de idade, já havia cumprido 10 anos de detenção, e na época pastoreava uma igreja chamada de "Igreja Porta Aberta".


"O Meu povo perece porque lhes falta o conhecimento...".

Como esta frase bíblica ainda faz sentido hoje em dia!

De um modo geral, as "igrejas" cristãs modernas são muito deficientes em conhecimento da Palavra de Deus. Tudo é feito muito de improviso, baseando-se a experiência religiosa apenas no emocional e na palavra do "pastor" e dos "profetas".

Como Adventistas do 7º Dia, somos o POVO DA BÍBLIA (sim... ainda somos!), e por isso precisamos ficar alertas para que as armadilhas doutrinárias destes falsos profetas e pseudo-pastores da atualidade também não nos levem a desprezar a clara e confiável PALAVRA DE DEUS.

"... estando sempre preparados para responder a todo aquele que vos pedir razão da esperança que há em vós" - 1Ped. 3:15.

A propósito, já fez sua assinatura da Lição da Escola Sabatina e da Revista Adventista? Como está o plano do Ano Bíblico? Já se juntou a algum Pequeno Grupo?

3 comentários:

julio cesar disse...

obedecer à Deus(1jo2:17)esperar em Deus(sl 27:14)agradecer à Deus pelas provas(tg1:2,12)pedir sabedoria à Deus(tg 1;5)ler a biblia(jo 5:39)e a vontade de Deus será feita na vida do crente(is 55:11)no tempo de Deus(ec 3:1)

Claudia disse...

Do mesmo jeito que há falsos profetas entre pentecostais há entre os adventistas. Ou será que é tão ingênuo a ponto de crer que todo pastor e adepto adventista é sério e santo?! Se acredita nisso, aplaudo vc pela sua inocência e ingenuidade. Frequento uma igreja pentecostal que preza pela ordem e decência nos cultos e que não é adepta da "teologia da prosperidade" tão mostrada na TV. Nem toda igreja pentecostal, pastor ou membro é sem estudo e formação teológica. Na igreja que frequento os pastores têm formação teológica, e além do mais, na igreja que sou membro não há misticismo ou superstições ( orar com um copo de água, usar tal lenço etc). Onde frequento tenho visto bênçãos de Deus (não me refiro à cura,falar em línguas, mas sim no que é mais importante para Deus que é a mudança de vida, de comportamento de muitas pessoas, inclusive parentes e amigos). Acho que a partir do momento que uma pessoa critica generalizando fica nítido que a intenção é polemizar e denegrir a imagem do próximo. Um exemplo: já pensou se porque vemos notícias de padres pedófilos sairmos generalizando? Existem padres pedófilos e corruptos? Sim. Mas não significa que todo padre é pedófilo e corrupto, há os sérios e honestos. Do mesmo modo digo dos pastores pentecostais, há os corruptos e exploradores ? Sim. Mas há os honestos e comprometidos com a palavra de Deus. Falo porque conheço pastores honestos. Sou pentecostal, e não sou uma pessoa ingênua, ignorante, manipulável ou perturbada mentalmente. Frequento uma igreja pentecostal não por emoção, mas sim porque acredito que Deus está onde pessoas se reúnem com o propósito de adorar e cultuar a Deus, não importando a placa de igreja. E pense um pouco nesse item de falsos profetas: Os falsos profetas não estão somente nas igrejas pentecostais, pode ter certeza de que tem falsos mestres e profetas infiltrados no meio dos adventistas. Julgar todas as igrejas evangélicas (principalmente as pentecostais) como sem preparo e estudo teológico, todos os pastores de corruptos é completamente radical e preconceituoso. Está faltando mais humildade para os irmãos adventistas, está faltando reconhecer que não são perfeitos, nem superiores aos demais. Perante Deus somos todos iguais, ou acha que Deus faz acepção de pessoas, que ele olha e diz "OH, aquele filho adventista deve ser abençoado" e o abençoa. Depois Ele olha para outro e diz " esse é pentecostal, não dá para abençoá-lo" e retira suas bênçãos. Ora, Deus olha é para o coração, para o interior, enquanto o homem erra por julgar pela aparência, Deus se compadece daquele que perante muitos é infiel e indigno e o abençoa, porque vê e conhece o coração. Que Deus venha colocar mais amor e humildade nos corações de todos aqueles que servem à Ele.

Anônimo disse...

A internet ao mesmo tempo que trouxe benefícios para a sociedade, também trouxe malefícios. Para os cristãos infelizmente têm trazido mais pontos negativos do que positivos quando se trata da Palavra de Deus.
Raramente encontramos u m blog que fala somente a Palavra de Deus, sem usar a Bíblia para atacar líderes religiosos e membros de diferentes denominações. Geralmente, os autores de blogs ditos “cristãos”, têm o objetivo principal debater, atacar, criticar e ironizar pessoas que servem a Deus em denominação diferente da sua; a pregação de salvação para pessoas incrédulas, necessitadas de orientação e carentes da maravilhosa graça de Deus fica em último plano, e as pessoas carentes ficam a ver navios. Pior do que isso, acabam tendo uma péssima impressão dos cristãos, que pregam o amor ao próximo, prega a união, mas que na prática faz o contrário, trata o irmão de outra denominação com sarcasmo, desprezo, soberba...
Cada vez fica mais difícil, alguém se converter à Cristo por causa de tanto mau testemunho visto em vários sites de cristãos. Em alguns blogs vemos alguém fazendo propaganda de um livro que fala mal e critica a doutrina adventista e Ellen White, em outros blogs vemos a mesma situação, só que o inverso, propaganda de livro fazendo críticas ao movimento pentecostal. Enfim, os blogs viraram local de encontro para ataques, ofensas e troca de palavras carregadas de ira. Por que será que alguém não consegue falar em blogs cristãos com amor, respeito e com humildade? Por que será que ninguém quer pagar o preço, sempre quer ser o último a dar sua palavra, sem se importar em desfazer da fé do outro, sem se importar de magoar e destruir a fé do próximo? Vivemos em um mundo egoísta, onde cada um pensa somente em si mesmo e o outro que se vire sozinho... Não é isso que a Bíblia ensina, mas muitos cristãos se perderam e resolveram partir para o lado negativo.
Usar a internet de maneira limpa, sem usar de artifícios para caluniar, denegrir e manchar a reputação de pessoas seria ótimo, de extrema importância para a evangelização. Se cada autor de blog esquecesse um pouco esse negócio de denominação, placa de igreja e costumes e falassem somente de Deus, muitas pessoas viriam à Cristo, porque veriam a diferença na vida desses cristãos. Enquanto vermos blogs preocupados com as igrejas de outras pessoas, vermos debates acalorados e acusações muitas vezes pesadas, podemos ter certeza de uma coisa: muitas pessoas incrédulas continuarão do jeito que estão, já que acharão que todos os cristãos são difamadores, hipócritas e sem amor e respeito ao próximo, acharão que estão melhor do jeito que estão.
* Com esse comentário estou criticando o uso errado da internet para a evangelização e não denominação A ou B, que fique bem claro. Deus abençoe a todos os cristãos verdadeiramente preocupados em levar a mensagem de Jesus a toda criatura, de maneira limpa, honesta, e principalmente com amor e respeito ao próximo.

Cursos Básico, Médio e Avançado

Ebook 101 Razões