terça-feira, fevereiro 19, 2013

Mudaram o Calendário. E o sábado, como fica?!

Eu fico impressionado como algumas pessoas procuram arranjar todo tipo de desculpas para não seguirem a Palavra de Deus!

Recebi um comentário de alguém que disse que não se deve guardar o sábado porque o calendário foi mudado. Segundo esta pessoa, não temos como saber qual é o dia sétimo original, então devemos "guardar" todos os dias. Será?!

Já coloquei aqui muitos artigos e comentários sobre o sábado na Bíblia, e em um deles eu abordo o assunto somente no Novo Testamento. Por isso não vou "chover no inundado" e apresentar novamente as inúmeras passagens que são claras em identificar o sábado do Senhor como sendo o sétimo dia da semana, ainda hoje... e eternamente (cf. Isa. 66:22-23)!

A Bíblia ensina desde o Gênesis até o Apocalipse que Deus tem uma Lei Eterna, e nela o Sábado aparece em lugar de destaque, como o próprio "selo" de obediência ao Senhor (Ezeq. 20:12 e 20).

O povo judeu sempre foi muito zeloso no cumprimento deste mandamento, o que vemos claramente quando dos relatos referentes ao ministério de Jesus. Quase 4000 anos haviam se passado, e o sábado do sétimo dia nunca foi perdido no tempo (cf. Lucas 4:16). É uma prova cabal de que os judeus sabiam (e sabem até hoje) muito bem determinar os dias da semana, mesmo sem disporem dos modernos aparatos astronômicos que a Ciência usa hoje.

Quando a reforma do calendário foi realizada, diferente do que pensa o leitor que entrou em contato comigo, não houve NENHUMA mudança no clico semanal. Segundo a própria Enciclopédia Católica, "deve ser ressaltado que no período cristão, a ordem dos dias da semana nunca foi interrompida. Dessa maneira, quando Gregório XIII reformou o calendário, em 1582, 4 de outubro, quinta-feira, foi seguido por uma sexta-feira 15 de outubro. Portanto, na Inglaterra, em 1752, 2 de setembro, uma quarta-feira, foi seguida por uma quinta-feira, 14 de setembro".

Para informação mais detalhada sobre a alteração do calendário, clique aqui.

A alteração foi apenas na "numeração" dos dias, e não na ordem semanal. Ou seja, depois de uma quinta-feira sempre vem uma sexta-feira, independente de que tenha sido feita uma alteração de 10 dias na numeração.

É muito "infantil" achar que os judeus de todo o mundo, espalhados como estavam, perderam a contagem dos dias da semana e não sabem mais qual dia é o sábado do sétimo dia. Basta ir a Jerusalém que podemos ver qual dia é o sábado. É o mesmo que guardamos aqui no Brasil e em todos os demais países, observando apenas os respectivos fusos horários, é óbvio.

Aliás, é uma pena que tanta gente prefira fechar os olhos para as evidências bíblicas sobre a guarda do santo sábado, e prefiram acalentar a consciência com argumentos frágeis e sem respaldo nem na Palavra de Deus nem na História.

"Aqui está a perseverança dos santos, os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus" (Apoc. 14:12).

Veja também:
 

5 comentários:

Anônimo disse...

Prof,Gilson eu achei o seu comentario muito bom.Um feliz sábado!.Que o Senhor vos abençõe assim como a toda sua familia.Grato!.O meu e-mail é: terceiroelias@hotmail.com.Se quiser e tiver alguns artigos sobre "profecias",por favor envie-me pois sou adventista do sétimo dia de berço e gosto muito da "dimensão" profetica.Grato,Volmer.

Adriano disse...

Que bom encontrar-te por aqui gilson consegui postar espro que leia o post bom primeiro quero te desejar uma boa semana e que Deus continue te uluminando Gostaria tambem de publicar os seus artigos no site da igreja de parque dos coqueiros gostaria tambem que desse uma passadinha pra comentar pois sua opinião e muito importante para o parque dos coqueiros mais isso eu não preciso nem falar vc ja deve saber qualquer coisa meu email e este:
adb.naja@hotmail.com
grande abraço.

Anônimo disse...

Pr.Gilson, posso perguntar-lhe de que forma os adventistas guardam o sábado desde o pôr do sol de sexta-feira até ao pôr do sol de sábado?É para poder comparar com a forma como os evangélicos ou outras denominações cristãs guardam o domingo. Se for igual e com a mesma devoção, confio em que Deus não faça distinção de dias. Se é para fazer distinção, então preciso de estar informada pois não sou adventista.

Gilson Medeiros disse...

Cara anônima, os Adventistas acreditam que o sábado é um tempo santo, dedicado unicamente a Deus.

Posso lhe garantir que dificilmente outras denominações que guardem o domingo, sejam tão zelosas na guarda deste dia.

Sugiro que você dê uma lida no material que está no link abaixo, para ver como os Adventistas entendem a guarda do santo dia do Senhor, o sábado.

http://www.sabado.org/estudo-biblico-7/

Um abraço.
Gilson.

Cauane disse...

Bom dia! Quero antes de tudo dizer que meu comentário é apenas para participar no blog à semelhança de outros que deixaram seus comentários aqui (então, espero que quem vier a ler, compreenda e não venha despejar em cima de mim críticas sem fundamento e saibam respeitar opiniões alheias).

Li a matéria, assim como também os comentários e meu comentário será baseado nos dois últimos comentários aqui, onde afirmam que as outras denominações não guardam com zelo o domingo, como os adventistas guardam o sábado. Primeiro quero dizer que respeito àqueles que guardam o sábado e não vou de maneira nenhuma debater a questão "guarda do sábado", uma vez dei uma opinião em certo lugar e só faltaram me "crucificar" por expor meu parecer (não foi neste blog).

O que eu quero dizer é o seguinte: as pessoas devem entender que quando alguns evangélicos (não todos) dizem que o domingo é o "dia do Senhor", não estão fazendo isso com intuito de dizer que se guarda o domingo. Os evangélicos e católicos não guardam dias, entendem? O que acontece é que por no domingo não se trabalhar, ser o dia de descanso da maioria, é nesse dia que as pessoas vão à missa, ou no caso dos evangélicos vão a EBD e ao culto a noite, ou fazem visitas, estão em família etc. Mas nenhum evangélico ou católico sente que precisa "guardar" dias como os adventistas e outros sabatistas fazem. Por exemplo, no domingo, por mais que um evangélico vá a igreja, se reúna com família, faça visitas etc, se precisar ele vai lavar louça, ele irá varrer a casa... Portanto, católicos e evangélicos não guardam dias, apenas veem o domingo como um dia "ideal" para visitar, ir a igreja e fazer mais coisas para o Senhor devido ao tempo de folga, nos outros dias, há trabalho e portanto, menos tempo para se dedicar às coisas de Deus.

Sempre vejo pessoas discutindo por causa do domingo ou sábado e acho sinceramente desnecessário. Como falei, meu intuito não é debater a questão "guarda de sábado", mas esclarecer às pessoas, que ninguém tenta botar o domingo como dia de sábado, ninguém está transferindo a guarda do sábado para o domingo, até porque, como disse, evangélicos e católicos não "guardam" dias, apenas dedicam no domingo uma parte maior à adoração a Deus (não se privando, porém, de fazer atividades caso sinta necessidade). A adoração a Deus é algo muito particular, não cabendo às pessoas julgarem outros afirmando ser esta adoração é falsa ou verdadeira, se está ou não sendo aceita por Deus.

"Algumas pessoas pensam que certos dias são mais importantes do que outros, enquanto que outras pessoas pensam que todos os dias são iguais. Cada um deve estar bem firme nas suas opiniões. Quem dá mais valor a certo dia faz isso para honrar o Senhor. E também quem come de tudo faz isso para honrar o Senhor, pois agradece a Deus o alimento. E quem evita comer certas coisas faz isso para honrar o Senhor e dá graças a Deus. Porque nenhum de nós vive para si mesmo e nenhum de nós morre para si mesmo. Se vivemos, é para o Senhor que vivemos; e, se morremos, também é para o Senhor que morremos. Assim, tanto se vivemos como se morremos, somos do Senhor." (Romanos 14. 5-8).

Beijos.

Cursos Básico, Médio e Avançado

Ebook 101 Razões