quinta-feira, março 12, 2015

Os diversos "sábados" bíblicos

Uma razão porque muitos confundem o tema do sábado na Bíblia é que não entendem (ou não querem entender) que ela fala de dois “tipos” diferentes de sábados:


1). Os sábados do 4º mandamento, que ocorriam no sétimo dia de cada semana, e não tinham nenhuma aplicação transitória (cf. Gên. 2:1-3; Êxo. 20:8-11; Isa. 56:1-8; Ezeq. 20:12, 20; Luc. 4:16; Atos 18:1-4; etc.);


2). Os sábados festivos, que eram as comemorações que o povo de Israel realizava anualmente, e que podiam cair em qualquer dia da semana, cuja aplicação era passageira, pois apontavam ao trabalho futuro do Messias como Libertador do povo de Deus (cf. Col. 2:16; Osé. 2:11; Lev. 23; etc.).


Os sábados do 4º mandamento, como já vimos exaustivamente em tópicos anteriores, nunca passaram. Porém, os sábados “cerimoniais” tiveram seu cumprimento na vida, morte e ressurreição de Cristo.

Vejamos mais detalhes...A palavra SÁBADO (ou SHABBATH) significa “descanso”, algo parecido com os nossos “feriados”. Assim como no Brasil, os israelitas tinham alguns “sábados” (feriados) anuais, os mais importantes estão descritos abaixo.

Durante estes dias, eles não realizavam qualquer trabalho, pois eram considerados dias de “santa convocação”. A melhor referência que encontramos sobre os sábados cerimoniais encontra-se no cap. 23 de Levítico, onde são identificados cada um deles. Vejamos...


Lev. 23:1-2 – Deus declara que as “festas fixas” serão momentos de convocação do povo à santidade e reflexão, pois eram festas que tinham uma aplicação espiritual muito forte para o povo.
23:3 – Antes de entrar nos sábados cerimoniais, Deus relembra o povo sobre a santidade do sábado do sétimo dia. Veja que o Senhor mostra a distinção deste sábado semanal para os outros, que eram anuais e podiam cair em qualquer dia da semana.
23:4-8 – A Páscoa, que era comemorada no 14º dia do 1º mês (NISAN, equivalente a março-abril do nosso calendário).
23:9-14 – As Primícias, que eram comemoradas no período da colheita.
23:15-25 – O Pentecostes, comemorado no 1º dia do 7º mês (TISRI, equivalente a setembro-outubro no Brasil).
23:26-32 – Dia da Expiação, comemorado no 10º dia do 7º mês. Era o encerramento do ano religioso, com a purificação do santuário.
23:33-36 – Festa dos Tabernáculos, comemorada do 15º ao 22º dias do 7º mês. Era toda uma semana de festas.


O v. 38 deixa muito claro que estas “festas fixas”, ou “sábados”, eram diferentes dos “sábados do Senhor”, que eram os sábados semanais do sétimo dia.

Um estudo sincero da Bíblia mostrará que havia estes dois grupos de sábados. Os que passaram foram os sábados “cerimoniais”, constituídos por estas festas anuais. Porém o sábado do 4º mandamento, que o Senhor sempre chama de “os Meus sábados” (cf. Ezeq. 20:12, 20; 44:24; Êxo. 31:13; Lev. 19:3, 30; Isa. 56:4; etc.), nunca passou, sendo exemplificado na vida de Jesus e dos santos apóstolos, como vimos anteriormente (cf. Luc. 4:16; 23:54-56; Atos 16:1-5; etc.).

Extraído do livro "101 Razões Porque Sou Adventista do 7º Dia", de Gilson Medeiros.

"Lembra-te do dia de Sábado para o santificar..." - Êxo. 20:8

8 comentários:

RICARDO disse...

professor gilson parabens pelo blog muito bom os assuntos abordado irei ver mais vezes valeu. e um prazer ser seu aluno ricardo IASD IGAPO

Gilson Medeiros disse...

Valeu, Ricardo.

Um só professor só consegue ser "bom", quando tem ótimos alunos.

Um abraço.
Gilson.

Maria Gonçalves disse...

Sr. Gilson, gostava de perguntar-lhe porque é que o Deus que manda matar a quem não cumpre o sábado no V.T.,mudou de opinião e já não mata, apenas relega para o dia do juízo o julgamento dos maus e dos bons.Dizem que Deus não muda mas o certo é que as leis dos homens que proíbem apedrejamentos na sociedade ocidental(nos países árabes não é assim)têm estado a conter este Deus irado que não conheceu misericórdia no passado e matou um pobre homem que apanhava lenha.

Anônimo disse...

Professor.....então quer dizer que se eu for traduzir o verso de Col. 2:16 ficaria mais ou menos assim: "...ou por causa de dias de festas, ou de lua nova, ou de dias de festas".
Não é redundante esta idéia? Na aplicação linguística de toda a Bíblia, quando Deus quer dizer dos sábados semanais é usada a expressão sábado e quando não é usada a expressão sábados. Até Samuel Bachiochi concorda com a idéia de que o sábado apresentado em Col. é referente ao sábado semanal.

Gilson Medeiros disse...

Cara Maria, quem sou eu para questionar a Deus?!

Pela fé, eu apenas O sigo e obedeço, pois seu que TUDO que Ele fez, faz e fará será unicamente por amor.

As perguntas que hoje eu tenho, terei toda a Eternidade para buscar as respostas.

Um abraço.
Gilson.

Luis Chacon disse...

Se me permitem, Maria se lermos a Bíblia e tratarmos de entendê-la vaos ver que Deus não manda matar por causa do Sábado. Neste caso Deus disse a Moisés que certamente morreia, mas este foi um caso isolado, não sabemos nada sobre este homem, Deus também mandou matar cidades inteiras onde não poderia sobrar nem o animal, no entanto excluiu a prostituta que salvou os espias, percebe o ponto? A Lei dos Dez Mandamentos não manda matar por causa do Sábado, não é isso? Davi matou, Josué matou, Moisés matou, a linhagem de guerreiros ai é grande. Não se pode vincular a Lei a um fato isolado, Ele mandou matar, mas a Sua Lei não manda matar, não façamos essa confusão. Abraço continui lendo a Bíblia e perguntando sobre textos difícis, pois é assim que crescemos.

Luis Chacon disse...

Desculpe Gilson, se me permite..., Maria, isso que você disse acima, e que eu tentei explicar, vale para Adventistas do Sétimo Dia ou Católicos e Evangélicos que guardam o domingo, pois o domingo foi mera mudança da ICAR devidamente documentada em vários livros que possuem o Imprimatum, então, a menos você seja ateu, vale para domingo também. Digo isso pois algumas pessoas entram nos blogs Adventistas só para criticar o Sábado, pois guardam o domingo,claro, não deve ser seu caso. Acho que deu pra entender não?, às vezes posso não me explicar bem. Abraço

Cláudia disse...

Estou deixando em alguns blogs e sites um pedido de orações para uma pessoa que se encontra enferma e debilitada. O nome é Adelson, ele é cristão também, da Batista. Amo essa pessoa sinceramente e desejo que ele seja restaurado. O caso é grave e estou recorrendo ao que posso fazer agora, que é orar e pedir que os cristãos em geral intercedam por ele também. Ele é muito especial para mim e creio que muito mais para Deus, porque ele trabalha incansavelmente em prol do evangelho de Jesus, divulgando a palavra, ajudando os necessitados e inclusive ele já me ajudou muito também e quero retribuir seu amor e carinho. Muitas vezes ter recurso financeiro não basta, e o caso dele está sendo um desafio para os médicos. Mas eu creio em Deus, sou cristã também da Assembleia de Deus e creio que Deus pode operar um milagre (se esta for a Sua vontade). Peço aos cristãos que aqui entrarem que orem por ele, lembrem-se do nome dele e orem, Deus irá retribuir e orem por mim também, porque tenho estado muito abalada e angustiada. É muito triste você ver uma pessoa querida e especial estar em estado crítico de saúde. Desde já agradeço quem se dispuser a orar por ele. Obrigada.

"Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo". (Tiago 5.16)

Cursos Básico, Médio e Avançado

Ebook 101 Razões