quinta-feira, agosto 01, 2013

Você se sente "salvo"?

Esse tema da justificação pela fé em Cristo é mesmo maravilhoso! Quanto mas você o estuda, mais consciente fica de que Deus é amor... literalmente.

Escolhi ele como a primeira postagem deste novo mês, pois precisamos estudar mais sobre este assunto tão vital... pregar mais sobre ele... refletir mais e mais, pois só assim nossa vida espiritual sairá deste estado de mornidão (ou frieza), e passará a uma experiência real e poderosa da atuação da graça de Deus em nós... e por nós.


A Justiça de Cristo como o poder da nova vida
Com essa característica, a justiça de Deus não é nem o começo nem a continuação de uma ação justificadora “quietista”, isto é, contemplativa e inativa; ela é sempre teológica, tem sempre uma finalidade.

A justiça de Deus conduz o crente para o domínio da graça (cf. Rom. 5:12-21), que atua sempre em direção à vitoriosa vida eterna. Esse reino da graça é um reino de justiça!

A fim de que, como o pecado reinou pela morte, assim também reinasse a graça pela justiça para a vida eterna, mediante Jesus Cristo nosso Senhor” – Romanos 5:21.
Portanto, a justiça não é encontrada apenas no princípio; ela permanece durante o transcurso. O crente é atraído pela justiça para o estilo de vida que Deus, em Sua soberania, determina. Por isso, as declarações concernentes à justificação não devem ser separadas do vivificante domínio de Cristo da vivificação da comunidade de crentes.

“Justiça” e “vida” então entrelaçados: “...os que recebem a abundância da graça, e o dom da justiça, reinarão em vida por meio de um só, a saber, Jesus Cristo” (Rom. 5:17).

O alvo da ação vivificadora iniciada pelo dom da “justiça” é a “vida eterna”, ao contrário do pecado, que é ação para a morte.

O Espírito Santo como fonte de poder para a nova vida
Se, porém, Cristo está em vós, o corpo, na verdade, está morto por causa do pecado, mas o espírito é vida por causa da justiça” – Romanos 8:10.

...o espírito é vida por causa da justiça” não se refere à justiça de vida, mas ao estado de “justiça” concedida na “conta corrente da justificação”. Aqui nós encontramos a base teológica para o Espírito ser, para Paulo, o poder da nova vida.

Segundo Jesus Cristo, o Espírito Santo, que por Ele seria enviado, daria testemunho de Jesus (João 15:26). Portanto, é próprio da função do Espírito exaltar a Cristo - Sua vida, Sua morte, Sua ressurreição, Sua vitória sobre Satanás e o pecado.

Respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo: Quem não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus. ... O vento sopra onde quer, ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo o que é nascido do Espírito” – João 3:5, 8.
O que Jesus quis ensinar quando comparou o Espírito Santo com a água e o vento, é que o Espírito Santo é um agente de salvação todo envolvente. A justificação pela fé em Cristo dá-se pela presença do Espírito Santo atuando na vida do ser humano.


Adaptado de: Apostila de Soterologia, SALT-IAENE, 2004.
:::::::::::::::::::::::::::::::

Você não precisa (nem pode!) sentir-se um cristão derrotado, porque além do PERDÃO pelos seus pecados, o Senhor concede o PODER necessário para que você tenha uma vida de vitórias.

Ô glória!

3 comentários:

Minicentro White - IASD Méier disse...

A Graça é como um guarda-chuva que Jesus comprou e no deu para não nos molharmos na chuva do pecado. É de graça. A Fé é a confiança de que este guarda-chuva nos protegerá. Por fim, mesmo molhados anteriormente, Jesus provê outra roupa (Justiça de Cristo) e nos considera como secos para entrarmos na festa.

Débora Avelar disse...

Olá Gilson!!
A sua postagem era tudo o que eu precisava, nesse momento em que estou passando. Parece que as tentações criam mais intensidade, quando decidimos nos juntar ao Pai...
Vem as incertezas no coração, o sentimento de culpa (pois, a partir do momento que conhecemos a verdade revelada, por Jesus Cristo e o chamado do Espírito Santo a segui-lo), parece que o pecado fica mais visível... e ao mesmo tempo em que busco a santidade em Cristo, as tentações vem para me abalar, criar medo no meu coração, conflitos familiares... Essa postagem me ajudou bastante.

Obrigada!!

Gilson Medeiros disse...

Cara Débora, que bom que o texto te ajudou a se aproximar mais do amor de Deus!

Um abraço.
Gilson.

Cursos Básico, Médio e Avançado

Ebook 101 Razões