sexta-feira, abril 24, 2015

A Chuva Serôdia e o preparo para recebê-la

Muito se fala sobre a CHUVA SERÔDIA.
Vamos agora falar um pouco sobre o PREPARO para recebê-la.

"Só podemos esperar um reavivamento em resposta à oração. Enquanto o povo se acha tão destituído do Espírito Santo de Deus, não pode apreciar a pregação da Palavra; mas quando o poder do Espírito lhes toca o coração, então os sermões não ficarão sem efeito” – Ellen White, Mens. Esc., vol. 1, p. 121.

Quais os passos para o recebimento da chuva serôdia?
I. Confissão (Jer. 3:13-15)
A. Acreditar que Deus poderá nos salvar em nossos pecados é a maior barreira para o recebimento do Espírito Santo. Aquela célebre frase "Deus odeia o pecado, mas ama o pecador" não pode ser esquecida.

B. A recusa de enfrentar algum pecado pessoal, a recusa de admitir que determinados pensamentos ou comportamentos estão impedindo nosso crescimento espiritual, faz com que seja impossível a nosso Deus conceder-nos a bênção do Espírito em toda a sua plenitude.
“Cada vez que o pecador tem que reconhecer sua culpa, ele mistura uma desculpa declarando que se não fosse por tal circunstância não teria feito o que agora lhe está sendo reprovado. Mas os exemplos bíblicos de genuí-no arrependimento e humilhação revelam um espírito de confissão que não busca qualquer desculpa para o pecado nem tenta a autojustificação” – Ellen White, Testemunhos para a Igreja, vol. 5, p. 641.
II. Humildade (Atos 4:32)
A. Pouca coisa pode ser mais terrível do que a ambição egoísta para desqualificar alguém para servir na causa de Cristo. Os membros e líderes arrogantes, orgulhosos, de olhar altivo, são um empecilho à imagem que as pessoas têm da Igreja de Deus.

1. Alguns vivem em busca por honras, cargos, posições, status. Alguns líderes esquecem do rebanho que lhes foi confiado para cuidar, e se consideram como donos deste, maltratando e oprimindo seus irmãos ou "subordinados".
B. Somente quando os discípulos deixaram de lado as desavenças pessoais e a busca por glória humana, foi que o Espírito teve acesse aos seus corações.
“Notai que só depois de haverem os discípulos entrado em união perfeita, quando não mais contendiam pelas posições mais elevadas, foi o Espírito derramado. Estavam unânimes. Todas as divergências haviam sido postas de lado” – Ellen White, Testemunhos Seletos, vol. 3, p. 211.
III. Arrependimento (Joel 2:12-17)
A. Arrependimento é tristeza pelo pecado e libertação desse pecado. Enquanto o pecador não sentir profunda tristeza pela dor que o seu pecado trouxe ao coração de Deus, então ele não pode dizer que está "arrependido".

B. Viver uma vida de arrependimento não significa passar todo tempo chorando pelos erros do passado. Mas sim uma freqüente e regular volta a Cristo, que é o único que nos pode livrar do pecado.
“Lembrem todos que Deus é santo, e que unicamente entes santos poderão morar em Sua presença” – Ellen White, Primeiros Escritos, p. 71.
IV. Oração (Atos 1:14)
A. Os discípulos não estavam preocupados em oração por uma experiência emocional, extasiante. Não era uma "reza" mecânica para receber algum bem material de Deus. Eles queriam ser abençoados para poderem abençoar a outros. É oração por um bem-estar espiritual que só o Espírito Santo pode conceder.

B. O tempo mais necessário da oração sincera seria o período da chuva serôdia (Zac. 10:1). E estamos vendo que este tempo já é chegado.
1. Os sinais dados por Jesus em Mateus 24 estão se sucedendo rapidamente.

“Devemos orar para que Deus descerre a fonte da água da vida. E nós mesmos devemos receber água viva. Oremos, pois, com coração contrito e com maior fervor, para que agora, no tempo da chuva serôdia, os chuvei-ros da graça sejam derramados sobre nós” – Ellen White, Testemunhos para Ministros, p. 509.
“Peçam os cristãos com fé a bênção prometida, e ela virá” – Ellen White, Evangelismo, p. 701.
V. Testemunho (Atos 1:8)A. O principal propósito do dom do Espírito é o poder para testemunhar. O dom do Espírito não é para você ficar rico, ficar curado de todas as doenças, interpretar sonhos, fazer profecias, etc. O dom é dado para que a pregação do Evangelho seja fortalecida.

B. Por que Deus nos concederia mais poder, se o que Ele nos concede agora não está sendo usado para o avanço do evangelho? Muitos pedem que Deus lhes dê uma "porção dobrada" do Espírito Santo (um jargão muito usado por alguns), mas não fazem nada com a "porção" que Ele já concedeu. Para quê Deus daria mais? Seria desperdício de poder!

C. Por que Deus nos concederia mais talentos, se o que Ele já nos concedeu está enterrado, sem render nada?

“Quando tivermos uma consagração completa, de todo o coração, ao ser-viço de Cristo, Deus reconhecerá esse fato mediante um derramamento, sem medida, de Seu Espírito; mas isso não acontecerá enquanto a maior parte dos membros da igreja não forem cooperadores de Deus” – Ellen White, Serviço Cristão, p. 253.
CONCLUSÃO
Deus está ansioso para nos abençoar com o poder majestoso do Seu Espírito. Mas para isso acontecer, a Igreja precisa buscar, lutar, clamar pelo preparo necessário e essencial, e fazer sua parte!

Está você disposto a viver uma vida religiosa de conformidade com os ensinos divino, e buscar este preparo espiritual para receber o poder do Espírito Santo?

Amém!

Um comentário:

Anônimo disse...

Professor, faltou mais um ítem para recebimento da chuva serôdia.
Joel 2:27... Quando a igreja se convencer do que está escrito no Verso 27... acontecerá o verso 28... Esperamos que um dia isso se cumpra em nome de Cristo. Amém.

Cursos Básico, Médio e Avançado

Ebook 101 Razões