quarta-feira, maio 11, 2011

Fogo no sábado

Já ouviram a pergunta abaixo, muito utilizada pelos opositores do sábado que gostam de escarnecer dos Adventistas?

"Se os Adventistas querem ser tão certinhos na guarda dos Mandamentos, por que continuam acendendo fogo no sábado, já que a Bíblia proíbe tal prática?"


Esta pergunta demonstra grande ingenuidade, ou profundo desconhecimento da história bíblica.
A passagem na qual o Senhor orientou Seu povo a não acender fogo no sábado foi Êxo. 35:3.

Pergunto:

a) Onde o povo estava nesta ocasião? NO DESERTO.
b) Naquela época, em pleno deserto, o fogo era aceso da maneira como o acendemos hoje, com os fogões modernos de que dispomos atualmente? É ÓBVIO QUE NÃO.
c) Era tão fácil acender um fogo naquela época, tendo que buscar lenha, triscar pedras, soprar, abanar, etc.; quanto o é hoje num simples ligar de botão no fogão atual????

Deus não estava condenando o acender o fogo por si só. É muito claro ver isso... O que Deus estava querendo impedir era que o povo não perdesse as horas SAGRADAS do santo sábado indo em busca de lenha e na trabalhosa tarefa de acender o fogo e mantê-lo aceso.


É claro que muitos Adventistas hoje acendem o fogo para aquecer a comida no sábado, pois isso não exige tempo nem esforço de nossa parte. Porém, o MAIS IMPORTANTE é que a comida já foi preparada com antecedência (desde a sexta-feira), como era orientação do nosso Senhor Jesus Cristo, de que a sexta seja o dia da preparação para o santo sábado (Luc. 23:54).


Além do mais, a proibição não se refere a acender fogo para preparar alimento (Êxo. 35:3). Mesmo os mais ferrenhos opositores dos Adventistas sabem que no deserto o povo não se preocupava em buscar o alimento, pois o Senhor fazia chover diariamente o maná do céu para alimentar o Seu povo.

É curioso notar que SOMENTE NO SÁBADO o maná não chovia (Êxo. 16:22-36). Deus quis ensinar Seu povo durante 40 anos que é Ele, E SOMENTE ELE, quem nos sustém.

Por isso, os Adventistas não têm receio de santificar o sábado, mesmo sendo o melhor dia para comércio, feira, fábricas, etc., porque sabemos que o Senhor é o mesmo, e não muda (Malaq. 3:6), e ainda hoje Ele sustém o Seu povo fiel.

19 comentários:

Anônimo disse...

Não há dúvida nenhuma quanto a explicação do acender fogo no sábado. O que deve ser aquecido no almoço de sábado deve e pode ser aquecido: (Embora deva abster-se de cozinhar aos sábados, não é necessário ingerir a comida fria. Em dias frios, convém aquecer o alimento preparado no dia anterior.OC 532 EGW). Está bem claro nas orientações do Espírito de Profecia.

Anônimo disse...

É chegado a hora ,temos de estar preparados para a vinda do filho de DEUS.

Anônimo disse...

Uma observação:
Se durante a semana faço meu desejum normal, esquento a cevada,o leite e os outros e etc. que diferença teria o sábado se eu faço essas mesmas coisas nele?
Se nao temos condiçoes de seguir um regime alimentar seis dias, é melhor fazer um esforço de fazer pelo menos no setimo, o sabado!
Clifbulton@hotmail.com

Prof. Gilson Medeiros disse...

Caro "Clifbulton"

Entendo sua preocupação em fazer do sábado um dia especial, e acho isso muito nobre de sua parte, mas penso que vc se equivoca ao dizer que coisas corriqueiras do dia-a-dia (como se alimentar) precisam ser modificadas durante o sábado, para manter a santidade do dia.
Salvo engano de minha parte, seria o mesmo que dizer que não devo tomar banho no sábado, porque faço isso nos outros dias.
Quanto à reforma de saúde, penso que não vale de nada fazer tal "esforço" no sábado, uma vez que tal reforma não produziria nenhum resultado prático em nossa saúde, seja física ou espiritual, o qual é o objetivo primeiro de se aderir à Reforma Alimentar orientada pelo Senhor.
O melhor é fazer um "esforço" para segui-la TODOS os dias.
Um abraço.

Anônimo disse...

Meu amigo e irmao e Prof.Gilson, o que eu quiz diser foi isto:

O Sábado na Família

"No sábado a família deve levantar-se cedo. Despertando tarde, é fácil atrapalhar-se com a refeição matinal e a preparação para a Escola Sabatina. Disso resulta pressa, impaciência e precipitação, dando lugar a que a família se possua de sentimentos impróprios desse dia. Sendo profanado, o sábado torna-se um fardo, e sua aproximação será para ela antes motivo de desagrado do que de regozijo.

Não devemos, no sábado, aumentar a quantidade de alimento ou preparar maior variedade do que noutros dias. Ao contrário, a refeição do sábado deve ser mais simples, convindo comer menos do que comumente, a fim de ter o espírito claro e em condições de compreender os temas espirituais. A alimentação em excesso entorpece a mente. As mais preciosas verdades podem ser ouvidas sem serem apreciadas, por estara mente obscurecida por um regime alimentar impróprio. Por comer demais aos sábados, muitos têm contribuído mais do que imaginam para desonrar a Deus". Testemunhos Seletos Volume 3, Pág.23.
Espero na paz de Cristo que tenha me compreendido.
Um abraço Professor! ELias.
Clifbulton@hotmail.com

davidson amigo! disse...

olá meu e mail é davidsonpaiva.msn@hotmail.com.
não sou adventista porém sou sabatista e até entendo que tentou explicar a inobservancia da ordem de Ihwh para não acender fogo no sabádo, porém por mais que não fosse facil tal tarefa concordo plenamente,a ordenança é bem clara e não abre opção para interpretaçoes pois diz e não acendereis fogo em toda vossa abtação no dia de sabado!vemos que nem sequer é citado dificultade em acender e sim a proibição de acender e mesmo que hj só se aperte um botão está automaticamente desencadeando a ato de acender !

Prof. Gilson Medeiros disse...

Caro Davidson, respeito seu ponto de vista, mas sou obrigado a discordar de você, exatamente pelos motivos que já apresentei acima.

Otto Borges disse...

Prof. Gilson Medeiros, gostaria que o senhor comentasse a respeito de uma objeção feita pelo "centro apologético", com respeito ao fato que não obedecemos a lei do sábado pq, ela diz que não devemos trabalahar nem nossos servos. Ele argumenta que quando viajamos, usamos eletricidade ou aguá, fazemos outros trabalharem por nós. Estamos realemente transgredindo a lei nesse sentido?
Agradeço desde já! abraço

Prof. Gilson Medeiros disse...

Olá.

Caro Otto, essa é mais uma tentativa desesperada daqueles que preferem viver na desobediência do que aceitaram a revelação das Escrituras e colocarem suas vidas nas mãos de Deus.

O Mandamento diz que o sábado é para ser guardado... e ponto final!

Ficar criando argumentos sociológicos para justificar a desobediência pode até ser "lógico", mas não muda o escrito divino.

Se o mundo não guarda mais o sábado, não é por culpa dos Adventistas. Se todos tivessem continuado em sua fidelidade desde o Éden (cf. Gên. 2:1-3), certamente muitas das profissões que hoje são tidas como "essenciais" talvez nem existissem.

Prefiro permanecer fiel ao que Deus ordenou, e deixar com Ele o julgamento daqueles que desejam permanecer na rebeldia.

Doctor disse...

Vários mandamentos dados por Deus tem por objetivo provar a obediência de seu povo(por exemplo o dizimo, ofertas, alimentos puros e impuros a guarda do sábado).O mandamento de não acender fogo no sábado também é uma prova de obediência e não muda só porque agora o fogão é a gas de acendimento automático.
O argumento apresentado no texto abre precedente para outras racionalizações quanto alimentos, jóias e trabalho no sábado.
Mas cada um deve agir segundo sua consciência sabendo que há controversas quanto a liberdade de acender fogo.
Alexandre.
goetz@advir.com

Prof. Gilson Medeiros disse...

Caro Alexandre, obrigado pelo comentário.

Respeito seu ponto de vista, apesar de não concordar com ele, conforme já descrevi no decorrer do texto.

Penso que há coisas muito mais importantes para nos preocuparmos com relação à santidade do sábado do que se devemos ou não "aquecer" o alimento.

Um abraço.

jps disse...

Concordo com a idéia, inclusive falada no Espírito de Profecia, que a gente deveria fazer uma espécie de jejum no sábado, porque o organismo também precisa de descanço. Acho que umas frutinhas, sucos, pães e bolos já seriam suficientes para passarmos as horas do sábado mais preocupados com as "coisas que são o alto". Esses alimentos preparados anteriormente eliminariam qualquer dúvida em relação a guarda do sábado.
Quem diz que no sábado precisamos daqueles banquetes enormes e variados, e que depois sobram um monte de louças para lavar; e são lavadas no sábado mesmo...
.
Levando mais a fundo a discussão, eu vejo que o problema do sábado não está simplesmente em comer ou preparar a comida, mas está num fato mais triste: boa parte de nós adventistas nem guardamos mais o sábado! Essa é a realidade destes tempos...

O fim vem! Que Deus nos ajude!

Abraços!

Felipe Franco disse...

Esse tema foi abordado em uma discussão tendenciosa da TV RIT, onde um Pr. de uma Igreja da qual não me recordo o nome discutia o assunto com o Pr. Neumoel Stina. Foi feita essa mesma argumentação contra os guardadores do sábado, porém, pode-se perceber nitidamente que, na falta de argumentos, o próprio moderador da discussão também esqueceu qual era a sua função na discussão e também descontextualizou e se equivocou em muitos argumentos.

O que podemos ver claramente é uma série de justificativas (desculpas) que os não guardadores do sábado tentam usar pra, talvez, se sentirem com a consciência mais leve, porque a nitidez com que a Bíblia fala é gritante. Não há erros.

O engraçado é que, logo esses evangélicos que tanto pregam tradições do Antigo Testamento (óleo da unção, usam o termo "levita"...) vem dizer que o sábado é só uma tradição antiga rs...

Um abraço Gilson!

A. G. Brito disse...

Há um texto no livro de Reis (não tenho agora a Biblia comigo) que fala dos turnos de serviços dos exércitos de Israel em proteção ao rei, nos sábados.

Isso ilustra a questão dos trabalhos essenciais no sábado. Os soldados de Israel não iriam deixar seus postos aos sábados, expondo a nação e seu rei ao perigo dos inimigos.

E os críticos se "esquecem" de um detalhe importantíssimo: tudo quanto se aplica ao sábado transfere-se para o domingo, segundo as regras clássicas do protestantismo (documentos confessionais de batistas, presbiterianos, metodistas).

Então, por que não se preocupam com a questão do DOMINGO, quando crentes vão a suas Igrejas em transporte público, para o qual pagam, e há serviço de telefone, bombeiros, policiamento, água e esgoto no "dia do Senhor", como o entendem, mas ninguém reclama disso?

Gilson Medeiros disse...

Prezado AG Brito, obrigado pelo comentário esclarecedor.

Só gostaria de acrescentar um detalhe: o trabalho dos soldados do Exército de Israel não pode ser considerado um trabalho secular, em virtude de aquela nação ser uma teocracia (apesar de terem um rei humano), pois todos os que trabalhavam no Templo ou para o rei, o faziam com a certeza de que estavam a serviço do Senhor.

Um abraço.
Gilson.

Anônimo disse...

Eu tenho minha opiniao o sabado e um dia especial diferente do resto dos dias da semana e por isso nao fazemos as mesmas coisas como por exemplo acender fogo no sabado isso talvez mesmo indo co.tra muitas pessoas adventista o acender fogo no sabado e perigoso e contra a palavra de deus guardo esse preceito eu e minha familia nao vamos perder nossa salvacao por isso amem

Foi por você disse...

A proibição de cozer e assar alimentos e acender fogo estão em partes distintas da Bíblia e não dentro de um mesmo contexto e nem sequer dentro de um mesmo capítulo.

O clima desértico realmente era quente durante os dias. Porém nas madrugadas e no inverno, era gélido, por isso usavam tanto peles de animais como ovelhas para confecção de vestes e cobertas.

É fácil decidirmos obedecer as leis de dentro daquilo que nos convém e do que nos é confortável.
A Lei de Deus nos proíbe de criar chamas e não de mantermos brasas acesas e certamente o povo hebreu mantinha seus fornos e lareiras acesas para as madrugadas gélidas de sábado e para fins de aquecer seus alimentos.

Nos dias de hoje podemos contar com lareiras mais modernas (aquecedores elétricos), e fornos elétricos que não acendem chamas e o famoso microondas.

Repito, é fácil sermos obedientes quando tudo convém e nos é favorável. Mas quando há situações desfavoráveis, que devemos demonstrar nossa fidelidade mesmo que requer alguns sacrifícios.

Deus abençoe.

Gilson Medeiros disse...

Obrigado pelo sábio comentário, "Foi por você".

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

É ENGRAÇADO QUE A BÍBLIA FICOU EM SEGUNDO PLANO E AS SUAS OBSERVÂNCIA TAMBÉM , POIS DEUS DISSE NÃO COMEI DO FRUTO E EVA COMEU E PECOU ,AGORA DEUS DIZ NÃO ACENDEI FOGO E AGORA ACENDEMOS FOGO E NÃO É PECADO.
A DESCULPA É QUE DÁ TRABALHO JUNTAR GRAVETOS E ACENDER NO DESERTO OU MAS SE ACENDER NA SEXTA A TARDE E DEIXAR ATÉ O OUTRO DIA VAI ESTAR CHEIO DE BRASAS É SÓ COLOCAR OS GRAVETOS ....
AGORA ORIENTAR A COMER ALIMENTOS COMO FRUTAS E SALADAS NINGUEM QUER ,POR ESSE MOTIVO EU FICO COM A BIBLIA ,PREFIRO PECAR POR EXCESSO DE ZELO DOQUE POR FALTA DELE .

Cursos Básico, Médio e Avançado

Ebook 101 Razões