sábado, março 15, 2014

Conselhos a Namorados e Noivos


Vasculhando em meus "alfarrábios" (como dizia o Pr. Abdala), encontrei um excelente material do Pr. Carlos Camarena, usado na matéria de Lar e Família no Seminário de Teologia, com conselhos valiosos para namorados e noivos. 

Penso que o material é muito objetivo, por ser uma síntese de vários conselhos e orientações abordadas em diversos livros que tratam deste assunto.

Posteriormente, colocarei outros temas relacionados ao NAMORO, mas sugiro que os namorados/noivos e conselheiros de jovens e adolescentes leiam os livros que são indicados como referência (fonte) para o tópico aqui abordado.

Ao final da postagem, também indico uma série de outros textos aqui do blog que podem servir para o jovem casal, especial um que fala da DISCIPLINA ECLESIÁSTICA, com tópicos relacionados ao sexo antes do casamento.

A Intimidade Física no Namoro

1) CONTATOS FÍSICOS SÃO IMPORTANTES PARA O DESENVOLVIMENTO?

Muitos têm fracassado e sucumbido nesse aspecto das relações humanas, aspecto importante e tão raramente discutido.
O relacionamento físico entre as pessoas do sexo oposto poderia ser resumido no seguinte esquema:
  1. Olhares
  2. Mãos Dadas
  3. Abraços
  4. Beijos
  5. Carícias Leves
  6. Carícias Pesadas
  7. Relação Sexual
O mais rudimentar contato físico entre duas pessoas estaria representado no item mais acima do esquema, como "olhares". Este é um contato físico bem inocente. Na outra extremidade encontra-se a "relação sexual", que é algo belíssimo criado por Deus e reservado por Ele apenas para o casamento. Mas, onde traçar a linha divisória durante o namoro e o noivado? É o grande problema. Esse fato é agravado por haver em todos nós uma poderosa força ou impulso interior que quer arrastar a linha divisória o máximo possível para baixo (até o item 7). Mas a região do consentimento é também a região do perigo e do arrependimento. Não quero dizer com isto que a segurança para os jovens cristãos se encontre em manter-se no item 1 e nem que devamos fugir e aí nos refugiarmos todos até o dia do casamento...

Existem, entretanto, alguns critérios que deveriam ser considerados aspectos relevantes e princípios que deveriam ser estabelecidos à medida em que formos cautelosamente passando para os níveis seguintes (2 a 7).

2) CONTATO FÍSICO É COMUNICAÇÃO

Toda pessoa que se envolve em contatos físicos com uma outra, deve levar em consideração este aspecto. A expressão física do amor é uma forma "de dizer", "de comunicar" algo. Não é uma forma legítima de se receber algo, de se obter coisas como sensações excitantes, segurança, etc.

Os elementos mencionados no esquema anterior são todos bons, legítimos e certos no devido tempo e lugar, e com o propósito correto, ou seja, para cumprir o objetivo para o qual existem, a saber, comunicar.

O propósito do contato físico é tão facilmente investido que de repente ambos estão envolvidos em contatos físicos, simplesmente porque "é tão gostoso!" Quando isso ocorre, já não está havendo mais comunicação sadia, e sim "exploração". E a exploração está tão longe da comunicação quanto o egoísmo está longe do amor.

No momento apropriado, quando a vida e o coração de duas pessoas se tocam, pode ser algo maravilhoso e belo estender a mão e tocar a mão do outro. Isso pode comunicar mais do que meras palavras, e ambos percebem muito bem. Eles também podem perceber quando um está sendo usado para provocar sensações excitantes no outro. E quanto maior a sensação envolvida, mais grotesca estará sendo a exploração.

3) OBSERVE A "RPB"


A mente afeta o corpo, todos sabemos disso. Os desejos e imaginações podem rapidamente preparar o corpo para uma ação sexual mais completa. O inverso também é verdade. Um corpo excitado desperta ainda mais as imaginações e desejos. A mente e o corpo, então, se alimentam mutuamente na busca de uma satisfação completa. Essa relação é chamada de Relação Psico-Biológica. Ou podemos chamá-la como quisermos, desde que a reconheçamos como poderosa.

No item 1 da escala de contatos físicos a Relação Psico-Biológica é lenta e facilmente controlável. Entretanto, à medida que a pessoa se dirige ao nível 7, a influência da RPB aumenta em proporção geométrica. E então chega-se a um ponto na escala - em geral só descoberto tarde demais - quando a RPB simplesmente suplanta todos os controles da razão. Muita gente bem intencionada tem sido traída por essa força. "Não pretendíamos fazer isso" dizem, "mas de repente, sem querer, aconteceu".
Traídos pela Relação Psico-Biológica, vão além dos limites, fazem coisas que não pretendiam e acabam decepcionados, tristes e com uma série de problemas por não terem observado a importância da Relação Psico-Biológica, que deve, na realidade, ser mantida dentro de uma ampla margem de segurança.
Fonte: José Carlos Ebling, Namoro no Escuro, pp. 43-47

4) HÁ UMA DIFERENÇA

Em geral os rapazes se excitam muito mais rapidamente que as garotas.... As moças são excitadas ou motivadas ao contato físico, mais por motivos românticos que por motivos eróticos. Os rapazes são levados ao contato físico mais por motivos ou razões eróticas que românticas...
Quando uma moça se permite certas intimidades físicas com um rapaz está normalmente predispondo-o e dando a impressão, às vezes falsa, de que realmente ele pode "ir em frente", pois ela está disposta a tudo.
Vários estudos têm sido feitos nessa área, procurando determinar as principais diferenças nas reações de rapazes e moças diante dos contatos físicos. Sabe-se através desses estudos que a nudez não excita a moça, embora excite muito o rapaz. Quaisquer atitudes que sugiram nudez, tais como se despir com um maiô por baixo, usar roupas transparentes, deixar um zíper aberto, usar biquínis curtíssimos, calças muito justas ou minissaia, podem ter significado erótico para o rapaz, embora sejam feitas, às vezes, inocentemente pela garota, sem nenhuma consciência de seu significado.
Essas diferenças de comportamento têm efeito muito mais poderoso no relacionamento humano. É necessário compreendê-las e levá-las em consideração ao nos relacionarmos fisicamente com outras pessoas para que haja comunicação real e sadia.
Fonte: Idem, pp. 49-51

5) NÃO AUMENTE O FOGO

O jovem cristão que decidiu manter-se puro e seguir o plano de Deus, reservando as intimidades sexuais apenas para o casamento, não tomou uma decisão fácil, especialmente no mundo em que vivemos e nos dias atuais. Os instintos sexuais são fortes, reais e não desaparecem "sob comando". A sugestão, portanto é esta: não aumente o fogo.
Não complique o problema colocando-se em situações nas quais seja necessário constantemente aplicar freios, controlar-se para não ir a extremos. É emocional e fisicamente prejudicial colocar-se em situações nas quais você precisa constantemente acalmar emoções e instintos. Que situações são essas? O que deveria ser evitado pelos jovens cristãos que não desejam chegar ao extremo da intimidade sexual antes do casamento? Aqui estão algumas delas, todas conhecidas como resultado de pesquisas científicas.

- Conversas sobre assuntos sexuais. Isto é forte elemento de excitação. São as piadas e frases insinuantes, os comentários sobre atividades sexuais e seus detalhes....
- Vários estudos têm revelado que carícias abaixo dos ombros rapidamente levam ao ponto de não-retorno. Parece que as carícias abaixo dos ombros imediatamente predispõem a pessoa a ser controlada pela Relação Psico-Biológica em vez de controlada pela razão.
- Estarem a sós por muito tempo.

O relacionamento sexual pré-matrimonial impossibilita a pessoa de gozar a beleza total dessa ocasião. Ele priva o novo casamento de um dos mais fortes elos de ligação. Sexo antes do casamento sempre enfraquece o casamento. Basta observar o crescente números de divórcios nos primeiros meses após o casamento propriamente dito.
Deus planejou o casamento para ser belo e duradouro. Por isso é coerente com Seu caráter pedir a Seus filhos que se abstenham de qualquer coisa que prejudique esse esplêndido relacionamento.
Fonte: Idem, pp. 51, 52, 61

6) ESTABELEÇA OS LIMITES

O momento de decidir onde ficará o limite é quando a pessoa está a sós, em pleno controle da razão e de forma responsável e objetiva. Faça isto também. Tome uma decisão sólida e prometa, pelo poder de Deus, manter tal decisão e vigiar os limites estabelecidos.

Um importante detalhe é lembrar que os outros merecem o nosso respeito. Devemos sempre respeitar os limites dos outros. Jamais alguém deve forçar os outros ou tentar convencê-los de que seus limites são muito restritos. Respeito mútuo é fundamental numa amizade que deve amadurecer e crescer para que se tornem ambos "uma só carne".
Fonte: Idem, pp. 48,49

7) "EU NÃO DEFRAUDAREI NO MEU NAMORO"

1Tessal. 4:3-8: "Pois esta é a vontade de Deus, a vossa santificação: que vos abstenhais da prostituição, que cada um de vós saiba possuir o próprio corpo, em santificação e honra, não com o desejo de lascívia, como os gentios que não conhecem a Deus, e que, nesta matéria, ninguém ofenda nem defralde a seu irmão, porque o Senhor, contra todas estas cousas, como antes vos avisamos e testificamos claramente, é o vingador, porquanto Deus não nos chamou para a impureza, e sim, em santificação. Destarte, quem rejeita estas cousas não rejeita ao homem, e, sim, a Deus que também vos dá o Seu Espírito Santo".

A palavra "defraudar" significa "excitar" ou "despertar desejos sexuais na vida de uma outra pessoa", que não podem ser satisfeitos dentro da vontade de Deus, que é o casamento.

O sentimento de culpa por causa de padrões errados no namoro pode ter efeitos negativos no casamento e ser a fonte de muita irritação e briga.
Fonte: Jaime Kemp, Namoro, Noivado, Casamento e Sexo, pp. 22, 30

8) HÁ OUTRAS FORMAS DE COMUNICAÇÃO

A expressão física de afeto, carinho e amor é uma forma de comunicação, mas não é a única. A propósito, esta é uma das formas mais arriscadas de comunicação. Poderosa, sim, mas muito perigosa....
Existem outras formas de comunicação, além do contato físico. Muitos pensam que por estarem namorando têm o direito de estarem fisicamente próximos o tempo todo. Quando a preocupação no namoro está excessivamente voltada para o aspecto dos contatos físicos, normalmente a amizade sofre e não cresce.
A verdadeira amizade, seja no namoro, noivado ou até no casamento, é a que se desenvolve em vários aspectos. No aspecto social, espiritual, emocional, e não apenas físico. Um namoro sadio e realmente maduro se desenvolve nesses aspectos.
Fonte: José Carlos Ebling, Namoro no Escuro, pp. 47,48

Os jovens necessitam encontrar outras formas de cultivar a demonstração de afeto que não seja apenas a expressão física. Imagino neste momento algumas delas: cozinhar, estabelecer vários programas criativos especiais para ambos, como trazer livros da biblioteca e lerem-nos juntos, recortar temas interessantes de revistas e jornais que contribuam para o crescimento conjunto, ler trechos de um livro, numa área de interesse comum.
Fonte: Alberta Mazat, Aquela Sexta-feira no Éden, p. 144


CONCLUSÃO

O apóstolo Paulo certa vez disse em Rom. 14:5: "Cada um tenha opinião bem definida em sua própria mente".
Creio nisso!

Você não deve ter a opinião dos outros, mas a sua própria. Creio que cada jovem cristão deve definir-se quanto a onde colocar o limite nos contatos físicos durante o namoro e noivado. Você é livre para escolher e para decidir!

Mas como essa posição de Paulo não o impediu de dar a sua própria opinião sobre tantos assuntos, quero concluir expressando a minha opinião.

Creio que os jovens cristãos terão amplas razões para serem reservados em suas expressões físicas de afeição, evitando antes do casamento qualquer coisa que possa ser considerada até mesmo como carícias "leves", e admitindo abraços e beijos somente nos estágios finais de um relacionamento e companheirismo maduros, e ainda assim, com reservas.

Creio que ir além é arriscar-se a tristezas, arrependimento, desapontamento, problemas e até mesmo à destruição de uma amizade que de outra forma poderia ser bela, edificante e permanente.

José Carlos Ebling, Namoro no Escuro, p. 61

:::::::::::::::::::::::::::::

Como vimos, o tema é interessante e muito importante na atualidade, onde a TV (novelas, seriados, filmes, programas humorísticos, etc.) colocam na mente da juventude de que o sexo deve ser desfrutado o mais cedo possível, e que os jovens "caretas" são os que não entram nessa onda.

Veja também:
- Jugo desigual - o que é?
- Dúvidas sobre disciplina na IASD
- Como deve ser um namoro cristão?
- Masturbação - o que saber?
- Orientações da DSA para quem vai se casar


http://prgilsonmedeiros.blogspot.com.br/p/blog-page_19.html

135 comentários:

Anônimo disse...

Olá Pr!
Gostaria de saber se é errado namorar com uma pessoa mais nova.
No caso ambos seriam adventistas e uma mulher mais velha poderia namorar um rapaz 8 anos mais novo que ela?
Ps: Não que essa situação exista, é só uma curiosidade!
Um abraço!

Prof. Gilson Medeiros disse...

Caro "Anônimo", não há como dizer se um relacionamento assim é "errado" apenas do ponto de vista da diferença de idade.

Certamente, esta diferença de quase 10 anos poderá trazer, no futuro, alguns problemas para o casal, especialmente pelo fato de a esposa ser a de mais idade.

Conheço casos em que deram certo, e também conheço alguns que não foram bem sucedidos. O principal a se observar em um namoro assim é o que os dois esperam do futuro, se têm ambições, sonhos, objetivos parecidos.

Também deve-se levar em conta que, um rapaz só estará pronto para entrar em um relacionamento assim se ele já estiver com uns 25 anos de idade, pelo menos.

Um adolescente de 16 anos, por exemplo, namorando uma jovem de 24, demonstrará que não tem o amadurecimento e o estilo de vida que ela gostaria em um possível marido.

Portanto, muitos fatores estão envolvidos para dizermos se um relacionamento com 2 pessoas que tenham uma diferença de idade entre elas dará certo.

Ore a Deus, converse com pessoas mais experientes (seu pastor distrital, por exemplo), e faça o que o coração e a razão mandarem.

Anônimo disse...

Pr caso um relacionamento onde estava já se preparando para o casamento onde, estava com carícias avançadas mas não chegando ao sexo, e acontece algo inesperado um dos dois falece, ou os dois falecem eles correm o risco de terem morrido sem Cristo e ter pedido a salvação,sendo que eles pretendiam casar virgens e eram apaixonados pela obra do Senhor e estavam tentando parar com essas carícias!

Prof. Gilson Medeiros disse...

Caro "Anônimo", não cabe a nós, pecadores, determinar quem está ou não salvo.

A história do ladrão na cruz me ensinou que mesmo quando tudo, aparentemente, parecer ter chegado a o fim, a graça ainda poderá nos alcançar.

Não perca tempo com estas questões secundárias sobre a salvação. Detenha-se no estudo da Pessoa maravilhosa de Jesus, e você terá assunto para toda a vida.

Um abraço.

Anônimo disse...

Pr, vou citar uma situaçao que está me inquietando. Um casal por conta de algumas circunstancias como distancia gritante e impossibilidade de estar juntos por um bom tempo pq precisam concluir formacoes profissionais, por conta também de questoes financeiras, que sente desejo muito intenso devido a um grande amor e uma grande necessidade. Pr, esse casal pode se casar dentro das possibilidades, no caso apenas no civil, tendo suas relaçoes sexuais normalmente como casados e se casar na igreja um tempo depois? Um detalhe seria o de que nao morariam juntos, visto que por conta da distancia se veriam rarissimas vezes no ano. Portanto, nao haveria escandalo. O casamento civil seria oculto sabendo apenas os pais de ambos.

Gilson Medeiros disse...

Caro Anônimo, não creio que um relacionamento assim dê certo. E principalmente se o sexo passar a fazer parte da realação, pois creio que a tendência será o desgaste natural e uma forte sensação de ter feito a coisa errada.

O melhor a se fazer, na minha opinião, é aguardar para que as circunstâncias permitam que se faça a coisa certa, da maneira certa... e no tempo certo.

Um abraço.
Gilson.

Anônimo disse...

Eu já esperava um tipo de resposta como essa, Pr. Aceito seu conselho de que nao acredita que dessa forma possa dar certo, mas gostaria muito de saber sua resposta para minha pergunta: pode ou nao pode haver um casamento religioso um certo tempo depois do civil devido às circunstancias supracitadas?

Gilson Medeiros disse...

Se houve envolvimento sexual antes do casamento religioso, ou seja, antes de se pedir a bênção do Senhor sobre a união, então um pastor Adventista não poderá realizar a cerimônia.

Portanto, se um casal pratica sexo antes do casamento religioso, e isso vem a público, eles perdem o sagrado privilégio de unirem suas vidas no altar de uma congregação Adventista do 7º Dia.

É por este motivo que a recomendação é de que o casamento civil seja o mais próximo possível do casamento religioso. Se possível, na semana que o antecede.

Um abraço.
Gilson.

Anônimo disse...

Boa Tarde. Gostaria de saber se um casal adventista que não teve relações íntimas pode casar primeiro no religioso e depois no civil, por problemas na documentação do noivo. Aguardo sua resposta.

Gilson Medeiros disse...

Olá, "Anônimo(A)"

Devido a problemas no passado, quando o casal casava no religioso e depois dava problemas para casar no civil, a Igreja recomenda aos pastores que só façam a cerimônia depois que tudo já estiver devidamente "oficializado" perante a legislação brasileira.

Sugiro que conversem com o pastor do seu distrito para verem a melhor alternativa no seu caso.

Um abraço.
Gilson.

Anônimo disse...

Olá Pr...
EU GOSTARIA DE SABER SI A ALGUM PROBLEMA EM NAMORAR UMA MENINA DE 4 AMOS MAIS VELHA QUE EU.

OLHA PASTOR ESTAMOS COM MEDO DE NÃO SER DA VONTADE DE DEUS.
TEM PESSOAS QUE NOS FALAM QUE É PECADO MAIS AGORA ESTOU COM DUVIDA E AGORA OQUE NOIS PODEMOS FAZER???

Gilson Medeiros disse...

Caro Anônimo, não há problema em se namorar uma garota mais velha, dependendo da idade de vocês.

Um rapaz de 18, por exemplo, tem ainda uma "idade mental" perto dos 16; enquanto que uma garota de 18 já está com uma idade mental perto dos 20. Neste exemplo, um rapaz de 18 namorando uma menina de 22, traria uma grande diferença de idade e objetivos de vida.

Por isso, se vocês já tiverem mais de 20 anos, então os seus objetivos de vida já estão mais parecidos: trabalhar, crescer na vida, constituir família, etc.

Resumindo, se você tiver mais de 20 anos, então não haverá problema em namorar uma garota 4 anos mais velha. Porém, se você ainda estiver na adolescência, então procure uma garota com uma idade mais próxima da sua (de preferência 1 ou 2 anos mais NOVA), para iniciar um relacionamento amigo, e que poderá futuramente se desenrolar em um namoro ou algo melhor.

Um abraço.
Gilson.

Anônimo disse...

Pr, gostaria de saber se um casal adventista pode ter caricias , nao em regioes genitais , mas no seio da garota e tal , pois fizemos isso , só que nao sei se é errado ! preciso de um conselho para nao mais errar . Dê-me sua opinião.

Gilson Medeiros disse...

Caro Anônimo, quanto mais íntimas forem as carícias, mais "apimentado" fica o namoro e, consequentemente, uma nova sensação sempre será buscada.

Portanto, creio que o melhor é não ficar "brincando" de fazer sexo, pois isso só levará a carícias cada vez mais intensas... lembre-se que Jesus ensinou que a contaminação sexual não se dá no ato em si, mas na mente.

Um abraço.
Gilson.

Anônimo disse...

Então, vamos supor que o homem tenha 21 anos e a garota uns 14, 15 anos seria aconselhável ter uma boa amizade e depois tentar um relacionamento? Nesse caso a garota tem tem uma boa educação, participa das atividades da igreja, e tem um perfil de mulher mais avançada. Qual seria o seu conselho para isso.

Muito Obrigado!!!

Gilson Medeiros disse...

Caro Anônimo, sinceramente não vejo com bons olhos um relacionamento de um homem de 21 anos com uma garota de 15. Dificilmente este relacionamento não descambaria para o envolvimento sexual.

Como pai, eu não permitiria que minha filha se envolvesse em algo assim.

É a minha humilde opinião.

Um abraço.
Gilson.

Anônimo disse...

Boa tarde pastor,

Por fraqueza espiritual e falta de auto controle, durante o período do namoro eu e meu atual marido avançamos nas carícias e contatos físicos.
Hoje, convivo com imensa culpa e tenho dificuldades no nosso relacionamento sexual.
Sei que tudo isto é consequencia de minha falha mas, sei que Deus é o Deus da segunda chance e cheio de misericórdia para nos perdoar.
Gostaria de um conselho pastoral, par asaber como lidar com este sentimento e poder ter uma vida sexual tranquila e prazerosa.

Desde já muito obrigada

Gilson Medeiros disse...

Cara Anônima, é exatamente para evitar sentimentos de culpa como este que você sente hoje, que as Escrituras orientam o sexo apenas para dentro do casamento.

Uma vez que você e seu namorado já estão devidamente casados, esqueça o passado. Como você mesma diz, Deus já te concedeu uma nova oportunidade de salvação, e agarre-se a ela.

Procure fazer do seu casamento um momento especial para vocês, e você verá a beleza que é o sexo dentro da segurança e harmonia que só a união estável do casamento pode proporcionar.

Aproveite e veja aqui no blog alguns conselhos para as esposas, sobre como fazer do seu marido "um rei" dentro de casa.

Um abraço.
Gilson.

Anônimo disse...

Esse Blog é maravilhoso. Meu nome é Jonas Ewerton e sinto prazer de aprender cada vez mais aqui no blog.

A pergunta que farei nao é exatamente neste tema, mas é importante para mim.

Pastor, minha namorada nao é adventista. Ainda assim o pastor poderia nos casar na igreja adventista? Eu nao quero me casar na igreja católica que ela faz parte. E se nos casarmos na adventista, eu seria removido do livro da igreja?

Peço que orem por ela, seu nome é Adriana Cristina. Pois sei que a oraçao do justo é poderosa. Que Deus possa iluminar o caminho dela e que ela possa vir a fazer parte dessa nossa família maravilhosa.

Uma outra dúvida que tenho é: Além do casal ser virgem, tem algum outro critério para ser permitido o casamento dos dois na igreja adventista?

Que Deus te abençoe Pr. E que o senhor continue fazendo este trabalho de evangelizaçao maravilhoso.

Gilson Medeiros disse...

Caro Jonas Ewerton, fico feliz em saber que este blog tem ajudado pessoas como você, a se firmarem mais na fé.

Um pastor adventista não pode realizar o casamento de um membro da igreja em jugo desigual, que seria o seu caso.

Sugiro que você analise muito bem a situação, pois casamento é para toda a vida, e por isso o passo tem que ser muito bem pensado.

Para o que casamento seja realizado na IASD, não pode ter havido envolvimento sexual prévio, nem jugo desigual entre o casal. O pastor pode até fazer o casamento de 2 católicos, se eles assim desejarem, mas não pode fazer de um adventista com alguém de outra denominação ou fé.

É assim que cremos da orientação bíblica.

Um abraço.
Gilson.

Gilson Medeiros disse...

Caro Jonas Ewerton, fico feliz em saber que este blog tem ajudado pessoas como você, a se firmarem mais na fé.

Um pastor adventista não pode realizar o casamento de um membro da igreja em jugo desigual, que seria o seu caso.

Sugiro que você analise muito bem a situação, pois casamento é para toda a vida, e por isso o passo tem que ser muito bem pensado.

Para o que casamento seja realizado na IASD, não pode ter havido envolvimento sexual prévio, nem jugo desigual entre o casal. O pastor pode até fazer o casamento de 2 católicos, se eles assim desejarem, mas não pode fazer de um adventista com alguém de outra denominação ou fé.

É assim que cremos da orientação bíblica.

Um abraço.
Gilson.

Anônimo disse...

Olá Pastor ... Eu tenho 19 anos e o meu namorado tem 22. Somos da igreja adventista ... e já faz 2 anos e 4 meses que estamos namorando. temos muita vontade de casar, mas fico perguntando se é a hora certa , temos condiçoes pra isso , mas as vezes penso que estou muito nova , tenho medo da realção do meus pais . eu queria um conselho pastoral a respeito do assunto...

Anônimo disse...

Então quer dizer que se tiver relação sexual antes do casamento não vai pro céu? O casamento não irá dar certo, não importa se você ama a pessoa ou não.. É isso? Pois é o que esta aparentando você dizer Pr. Gilson.
(No meu ponto de vista, as dificuldades vem pra todos, independentemente com ou sem sexo, os problemas na futura família que terão ou na vida mesmo em si, isso é normal, é natural, a vida é uma batalha que a cada dia procuramos vencer com Jesus. Não creio que Se tiver relação sexual quando se estão já no nivel de "noivos" acontecera esse mal todo.)

Aguardo uma resposta. Abraço.

Gilson Medeiros disse...

Caro Anônimo, não encontrei no texto a declaração de que "se tiver relação sexual antes do casamento não vai pro céu".

Acho que você interpretou errado o assunto.

Leia melhor.

Um abraço.
Gilson.

Anônimo disse...

Olá Pastor ... Eu tenho 19 anos e o meu namorado tem 22. Somos da igreja adventista ... e já faz 2 anos e 4 meses que estamos namorando. temos muita vontade de casar, mas fico perguntando se é a hora certa , temos condiçoes pra isso , mas as vezes penso que estou muito nova , tenho medo da realção do meus pais . eu queria um conselho pastoral a respeito do assunto...

Gilson Medeiros disse...

Cara Anônima "noiva", você está corretíssima em fazer este tipo de questionamento agora, antes do casamento.

Depois, é fechar os olhos, ouvidos e boca e seguirem juntos até o fim (rsrs).

De fato, creio que vocês ainda estão muito novos para assumirem um compromisso tão importante quanto o matrimônio. Pense muito bem nos defeitos que seu noivo tem, pois eles se agigantarão durante o casamento. E o mesmo ocorrerá com você. Aquilo que seu noivo não gosta em você hoje, mas que "tolera" devido ao romantismo, tenha certeza que será para ele algo insuportável depois de alguns anos de casados.

É claro que esta é uma "regra geral" que poderá não se tornar realidade se o casamento estiver fundamentado no amor verdadeiro, especialmente no amor que vocês sentirem por Jesus.

Sugiro que vocês procurem um pastor em sua região que goste (e saiba) trabalhar com casais, e façam um curso para noivos. É uma boa oportunidade para conhecerem as fragilidades do relacionamento, e também as "exigências" do casamento, e poderem analisar melhor se querem realmente tomar a grande decisão.

Uma boa dica é lerem juntos o livro "Lar Adventista".

Um abraço.
Gilson.

Anônimo disse...

Olá pastor eu estou noiva e pretendo me casar daqui alguns meses . Mas infelizmente nos tivemos relação antes em casamento. Mas nos arrependemos , e não fazemos mais isso. E ninguém sabe. Gostaria de saber se podemos casar na igreja

Anônimo disse...

Olá pastor eu estou noiva e pretendo me casar daqui alguns meses, infelizmente nos tivemos relação . Mas nos arrependemos e não fazemos mais, e ninguém sabe. Gostaria de saber se podemos casarão igreja

Gilson Medeiros disse...

Cara noiva arrependida, se o pecado não se tornou público, e vocês fizerem um voto para se manterem afastados de novos relacionamentos íntimos até o casamento, não há porque não realizar a cerimônia na igreja.

Busquem de Deus o perdão, e estejam certo que Ele quer o melhor para o casal.

Mas, um conselho de amigo: não se casem apenas devido a já terem praticado o sexo. Se você vir que ele não é o ideal para você, não hesite em acabar o namoro, enquanto há tempo.

Um abraço.
Gilson.

Anônimo disse...

Eu e meu namorado namorávamos a distância e isso trazia muita infelicidade para nós. Um dia decidimos que nos amamos o bastante para nos casar mas não tínhamos condição financeira de realizar uma cerimônia naquele momento e não podíamos viver mais daquele jeito a distância. Então fomos morar juntos. Fizemos uma poupança e agora temos esse dinheiro, mas me disseram que devido ao fato de morarmos juntos a igreja adventista não faz mais nosso casamento. Ambos somos batizados. Quais as possibilidades que eu tenho para poder casar na igreja? Quero muito isso, sempre sonhei com isso, e agora vejo meu sonho se desmoronar. Por favor me ajude.

Gilson Medeiros disse...

Cara Anônima, realmente você não poderá mais realizar a cerimônia de casamento na IASD.

Pelo motivos que já mencionei em outros comentários a esta postagem, a IASD entende que seu casamento foi "selado" quando vocês realizaram a primeira relação sexual. Então, uma cerimônia religioso não teria mais nenhum sentido, conforme os princípios bíblicos.

Sugiro que conversem com o pastor do seu distrito, pois ele tem mais condições de analisar os detalhes do relacionamento atual de vocês.

Um abraço.
Gilson.

Anônimo disse...

Olá pastor minha noiva é mt viciada em novela e sempre falo com ela que é pecado assistir novelá , mas ela nunca me dar ouvidos e sempre fala que não tem nada ver não , e eu não acho que nosso casamento não vai dar certo se continuar assim . Já se tornou um parasita na vida dela ; pastor me ajuda o que devo fazer ???

Gilson Medeiros disse...

Caro "noivo" Anônimo, o pecado não está em assistir à novela, mas a novela levará as pessoas a pecarem, pois ensina conceitos e práticas totalmente opostos ao que a Bíblia ensina.

Sugiro que você converse com sua noiva sobre os efeitos nocivos dos temas abordados na novela. Esses programas são feitos exatamente com o propósito de "viciar" as pessoas, principalmente as mulheres. Os artistas e autores da Globo ganham muuuuuuuuito dinheiro para isso.

Porém, se você perceber que este será um problema para seu futuro lar, não exite em dar um tempo no relacionamento e repensar o casamento. Depois que disser "sim", e fechar olhos e ouvidos e aguentar os defeitos um do outro.

Um abraço.
Gilson.

Anônimo disse...

Ola Pastor gostei muito desse blog e queria tirar uma duvida, no meu caso ainda sou virgem, porem a minha namorada não é, eu sei que ela se arrepende muito do que aconteceu no passado, e queria saber se nós podemos nos casar na Igreja IASD.
por favor preciso tirar essa duvida.
Obrigado
:)

Gilson Medeiros disse...

Caro Anônimo "virgem", não há impedimento algum para que vocês se casem na IASD, independente do passado de sua noiva. A única impossibilidade seria se vocês praticarem sexo antes do casamento, e forem disciplinados por isso, ou seja, o pecado se tornar "público".

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

Pastor tenho 16 anos ,na sua opiniao vc acharia certo eu namorar uma garota de 14 anos sendo q eu irei fazer 17anos,nos dois somos adventistas,quero ouvir a sua opiniao como pai,o q vc me diz pastor,vc autorizariaa este namoro?... desde já obrigado!!

Gilson Medeiros disse...

Caro jovem (16 anos), o namoro é um período de conhecimento do outro, ou seja, é o tempo para conhecermos a pessoa que poderá ser nossa companhia pelo resto da vida.

Devido a sua pouca idade (e a da sua pretendente), não creio que vocês estejam na idade de iniciarem um relacionamento neste âmbito.

Namoros que começam em idades muito "adiantadas" tendem a trazer sérios problemas para o casal, em especial opara a menina, principalmente se o namoro não der muito certo, e acabar logo.

Como pai, tenho uma filha de 14 anos e, sinceramente, não creio que ela esteja preparada para um relacionamento de namoro agora. Há muito que aprender ainda da vida, antes de se "amarrar" em alguém...rsrs

Portanto, caro jovem, sugiro que esperem um pouco mais, sejam amigos apenas, e vão se conhecendo dessa forma, sem a necessidade de entrarem em um relacionamento de namoro.

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

pastor estou noivo e quero me casar ano que vem , e meu nome estar sujo no spc ,por deixa um amigo comprar no meu nome , e eu ouvir um comentário que quem tem o nome no spc ,não pode casar na igreja isso é verdade ???

Anônimo disse...

eu quero pagar essa conta depois que me casar pastor !!!

Gilson Medeiros disse...

Caro Anônimo noivo, até onde eu saiba, não existe nada no Manual da IASD que fale sobre proibição de casamento para quem está no SPC.

Acredito que a informação que você recebeu está equivocada.

Um abraço.
Gilson.

Anônimo disse...

Boa tarde Pastor, meu nome é Marcos.. gostei mtt do seu blog..
Com gentileza quero q vc responda a minha pergunta pastor...
Eu e minha Namorada somos adventistas e nos amamos mtt,
nós praticamos alguns tipos de carícias..
e eu quero saber é pecado eu e ella vivermos essa intimidade amorosa entre casais namorados?
o q devo fazer pastor??
eu e ella já conversamos mtt sobre isso e chegamos a conclusão de que não poderia ser pecado..
pecado seria se chegassemos a um ponto de querermos fazer sexo..
nós só queremos fazer sexo depois do casamento..
será q é um pecado se nós ficarmos só com essa intimidade até chegar o casamento pastor?..
confesso q isso não atrapalha e nunca atrapalhou o nosso relacionamento com o nosso Deus..
o q posso fazer pastor?
tenho duvidas pastor achei q pudesse continuar com essa intimidade,
mas sem rolar sexo no nosso namoro...
lembrando q nunca atrapalhou na nossa caminhada espiritual...
o nosso foco no momento concerteza é Deus!!!
por favor pastor responda a minha pergunta e tire essa dúvida de mim...

Gilson Medeiros disse...

Prezado jovem namorado, o problema com estas "carícias" é que elas sempre levam a um desejo de sentir algo mais profundo... e o final acaba em sexo, em 100% dos casos!

O pecado não está apenas na penetração, ou em atos mais "concretos" de atividade sexual. Dependendo das "carícias" que você admite que estão cometendo, pode, sim, se caracterizar como transgressão às orientações bíblicas sobre o assunto.

Sugiro que você parem com estes procedimentos, enquanto há tempo.

Leiam juntos o excelente livro "Namoro do Escuro", da Casa Publicadora Brasileira, que os ajudará em muito neste momento.

Um abraço.
Gilson.

Anônimo disse...

mtt obrigado pastor pella Resposta...
Pastor me responda essa pergunta..
é fora do assunto, mas eu nunca encontrei uma resposta exata
e keria vc me ajudasse pastor..
eu e minha namorada somos primos,primos de 2° ou 3º grau, mas nós nos amamos mtt,
e eu kero q se vc puder me explique esse capítulo de levíticos (18:6)
é pecado eu namorar ou ter relações com a mulher q eu amo pastor?
Deus permite Casamentos entre primos pator?
Nós podemos nos casar na IASD??
Desde já agradeço pela atenção Pastor Gilson...


Ass: Marcos Araújo!!

Anônimo disse...

Estimado pastor... Pesquisando na internet sobre assunto sexualidade a luz da bíblia cheguei a seu blog e me senti feliz por seus comentários sinceros. Namoro a 6 meses um membro da IASD, ainda não sou batizada, ambos somos divorciados. Mantemos relações sexuais, as quais para ele não são pecado. Recentemente ele diz ter dúvidas sobre ser ou não pecado. Ningúem ainda sabe da situação a não ser os filhos dele e os meus e nossos familiares. Para mim poderíamos nos casar, para regularizar nossa situação, mas para ele devemos terminar ou nos afastar. Eu o amo e sei q ele é um bom homem, como proceder agora? Desde ja agradeço. AMIGA

Gilson Medeiros disse...

Cara AMIGA, diante de Deus, vocês já "selaram" sua união, pois isso acontece no ato sexual entre um homem e uma mulher.

Em virtude disso, a Igreja não poderia mais celebrar uma "cerimônia", uma vez que o casamento já foi "consumado"... entende?

O melhor a se fazer agora, seria oficializarem esta união, tanto no civil quanto no religioso, além de seu batismo. Enquanto não houver "publicidade" do relacionamento que vocês já mantêm.

O relacionamento sexual é um dos temas mais complexos de toda a Bíblia, pois envolve princípios que Deus considera como imutáveis e de consequências eternas.

Sugiro que conversem com o pastor da igreja que seu namorado faz parte, e tenho certeza que ele terá melhores condições de orientá-los, já que conhece mais de perto a situação de vocês.

Um abraço.
Gilson.

Gilson Medeiros disse...

Caro Marcos Araújo, o objetivo da orientação de Deus em Lev. 18:6 é proteger o povo contra as doenças que, normalmente, surgem desse tipo de união entre parentes.

A IASD não proibirá seu casamento com sua prima, mas vocês precisam ter consciência de que seus filhos poderão nascer com sérias limitações físicas em decorrência disso.

Um abraço.
Gilson.

Anônimo disse...


Boa noite, Li alguns comentários e fiquei com duvidas,pelo que entendi se um casal caiu em pecado sexual e a igreja toda soube ele não pode se casar na igreja. se ele cometeu este pecado e foi disciplinado , tambem não pode casar na igreja, ele só pode casar na igreja se : o casal se arrepender, nao praticar e ninguem alem dele e Deus saber? então pra que existe a disciplina? pra gente nao repetir o erro e ser exposto, mas mesmo assim o casal sera "castigado" sem poder ter csamento religioso? isto nao levaria muitos casais a pecarem e deixarem o pecado oculto? não seria um problema maior?

Anônimo disse...

Pastor, eu cresci na igreja e sempre fui envolvida com os trabalhos da mesma, mas na minha mocidade me afastei devido um namorado, namorei 3 anos e me casei com ele no civil, casei virgem apesar dele nao ser da igreja e eu estar afastada fiz de tudo para continuar seguindo todos principios que aprendi na biblia, com 5 meses de casamento ele me abandonou, tentei salvar o casamento mas ele foi embora de casa sem me avisar com outra mulher, alegando que casou so pra poder ter relações comigo e que o fato de eu ser virgem e muito recatada atrapalhou nossa relação e que ele nao me amava. queria saber se estou condenada a ficar o resto da minha vida sozinha? e como fico diante da igreja, ele foi embora e quis o divorcio, depois de relutar muito eu concedi, mas agora como fica minha vida sentimental? eu posso me reconciliar com a igreja?

Gilson Medeiros disse...

Cara Anônima, a partir do momento em que seu marido a abandonou por outra mulher, você ficou livre do seu voto matrimonial com ele. Pode casar-se novamente, sem pecado algum.

Quanto à igreja, só depende de você este retorno, pois certamente seus irmãos te receberão de braços abertos. Utilize seu testemunho para ajudar outras jovens a não caírem nos mesmos erros que você caiu.

Um abraço.
Gilson.

Gilson Medeiros disse...

Caro Anônimo, vocês está confundindo as coisas.

O fato deste casal não poder se casar na igreja, com uma cerimônia religiosa, não tem nada que ver com "disciplina", como já expliquei nos comentários anteriores.

O objetivo da disciplina é duplo: levar o pecador (ou pecadores) a refletirem sobre seu pecado, e proteger o "bom nome" da Igreja de Deus. Não tem nada que ver com "castigo" pelo pecado!!!

Um abraço.
Gilson.

anonima disse...

olá Ps, queria saber qual a idade mínima recomendavel para começar o namoro

Gilson Medeiros disse...

Cara Anônima, temos que considerar alguns pontos:

1º - o namoro é um passo em direção ao casamento. Ninguém deve namorar por namorar. O nome disso é "ficar", e não é próprio para um jovem cristão.

2º - o namoro não deve durar muito tempo, sem evoluir para um noivado ou casamento, para que as tentações sexuais não fiquem em níveis quase "insuportáveis", tanto para o rapaz quanto para a moça.

3º - nenhum jovem (rapaz ou moça) deve se casar sem que antes tenha amadurecido em sua vida profissional, escolar ou religiosa. Ou seja, não se aconselha casar muito jovem.

Portanto, levando-se em conta estes três princípios, eu diria que um jovem não deveria pensar em namoro antes dos 17 ou 18 anos de idade.

Os motivos pelos quais penso assim?
Estão aqui no blog.

Um abraço
Gilson.

Unknown disse...

Muito bom seu blog Pr. Que Deus lhe ilumine!

Anônimo disse...

Sou Adcventista, ela não é, tivemos relação mas nos arrependemos e paramos. Agora ela vem mostrando traços que não seria uma boa companheira para me levar para o céu, estudou comigo mas não tem vontade de seguir os mandamentos de coração e fazer obras boas como fruto de nossa salvação.
Devo deixa-lá e manter-me sozinho para evitar uma separação mais tarde e mais sofrimento? Eu amo ela, mas amo mais Jesus, quero ir pro céu.

Anônimo disse...

Pastor preciso de sua ajuda, estou com uma dúvida e se o senhor poder me ajudar lhe agradecerei muito.. É sobre o relacionamento que tenho, Ellen W. fala que o período de namoro até casamento é recomendado no período de 3 anos, por causa da intimidade e confiança que vai surgindo um pelo outro.. Que limite de intimidade seria essa entre o casal ? no período de namoro a casamento? Eu namoro a 1 ano e 5 meses pastor, estamos fazendo planos pra noivar no fim do ano, eu tenho 18 anos e meu namorado 22, somos de famílias cristãs, nascemos no lar adventista e sempre temos essa preocupação de não nos excedermos no namoro, pois queremos receber as bençãos de Deus devidamente, e um casamento abençoado, fazemos planos de noivar no fim do ano e casar no ano seguinte.. sabemos que com o passar do tempo a intimidade entre o casal vai crescendo pastor, mas sempre refletimos sobre o que ta certo e o que não está.. namoramos como qualquer casal, nos beijamos, nos abraçamos, sentimos o desejo de estar perto um do outro, mas aconteceu de uma vez de estarmos nos beijando e ele me colocar no colo dele, eu no fundo gostei, pois me senti mais próxima dele, mas logo em seguida sai, fiquei receosa de não tá fazendo o certo pastor, depois conversamos sobre isso, e decidimos não fazer isso, mas aconteceu outra vez, e eu sentei no colo dele porque senti vontade de tá mais próximo dele, mas em seguida saí, dai colocamos um ponto definitivo.O que o senhor acha pastor? é troca de carinho física um pelo outro devemos ter? Eu e ele conversamos que não queremos que aconteça nada entre nós antes do casamento, quando chega o ponto de ficarmos sós em casa, sempre mantemos a distância um do outro, procuramos não ta nos abraçando nem nada, e sempre nossa família confiou muito na gente, nos ajude por favor pastor. Aguardo sua resposta! Brigada

Gilson Medeiros disse...

Caro Anônimo, este é o problema do envolvimento sexual antes do casamento... o sentimento de culpa e o remorso.

Não seria justo agora, simplesmente, deixá-la de lado com o pretexto de que ela não será boa companheira. Você não pensou nisso na hora do sexo, não foi?!

Sugiro que conversem sobre o assunto, ajude-a a esclarecer possíveis dúvidas sobre a questão da fé.

Porém, se mesmo depois de tentar você verificar que o relacionamento não dará certo, é melhor que acabe agora do que entre no casamento com o sentimento de que ele estará falido.

Um abraço
Gilson.

Gilson Medeiros disse...

Cara anônima, sinceramente, creio que vocês são muito jovens ainda para entrarem em um casamento. Antes é necessário preparar o ambiente para a nova família... estudo, trabalho, etc.

Quanto às carícias no namoro, a Bíblia proíbe o contato sexual. Portanto, tudo aquilo que possa levar ao desejo pelo sexo deve ser evitado. O exemplo que você citou (sentar no colo do namorado) demonstra que o desejo entre vocês está aumentando... cuidado!

Sugiro que estudem mais sobre o namoro cristão. Por exemplo, leiam o livro Lar Adventista, juntos... Creio que será bom para vocês.

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

Boa noite pastor. Eu e minha noiva somos adventistas. Gostaria de saber se podemos casar apenas no civil e morar juntos?
Obgd e Deus abençoe

Gilson Medeiros disse...

Meu caro amigo noivo, uma vez que cremos na intervenção divina sobre o casamento, a IASD não acha prudente que um casal crente passe a "morar junto" sem antes passarem pela bênção do Senhor.

Portanto, sugiro que vocês casem também no religioso, para poderem receber o benefício desta importante cerimônia.

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

Pastor eu gostaria de saber si eh pecado eu casar com 15 anos so no civil sem ser no religioso.

Gilson Medeiros disse...

Olá.

Não diria que seja "pecado", mas considero uma tremenda imprudência. Sugiro que procure o pastor do seu distrito e converse com ele sobre o assunto. Acredito que existam alguns detalhes do seu caso que você preferiu não revelar aqui, mas que certamente ele poderá ajudá-lo(a) mais adequadamente.

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

Pastor continue sempre com esse trabalho ele ajuda muito..
parabéns e obrigada.

Anônimo disse...

Ola pastor, estou namorando a 1 ano e 4 meses... Sou adventista do sétimo dia, porem minha namorada é assembléiana; queria saber se a IASD tem algo contra eu casar numa igreja adventista, por ela ser de outra denominação. Abraço!

Anônimo disse...

Bom dia!
È a primeira vez que acesso o BLog, e achei muito instrutivo, gostaria de perguntar:
Devido uma união sem a celebração do matrimônio,e com um filho a caminho, um casal, que não faz parte da Igreja Adventista, poderia se batizar e casar nela?
Este casal convive a 5 anos, mas quer ter uma vida com Deus.
Aguardo seu posicionamento e aconselhamento.
Obrigada!


jucabacana@hotmail.com

Gilson Medeiros disse...

Caro Anônimo, conforme já escrevi aqui no blog, um pastor Adventista não realiza casamentos de pessoas em jugo desigual, como é o seu caso, uma vez que sua namorada é de outra denominação.

Um abraço
Gilson.

Gilson Medeiros disse...

Caro Jucabana, é possível sim, mas somente o pastor do distrito poderá avaliar os detalhes do caso, e verificar se será mesmo viável realizar o casamento dos novos batizados.

Sugiro que você procure seu pastor e veja com ele a melhor solução para esta situação.

um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

Caro pastor, um casal da minha família era casado, mas, por causa de dissensões e contendas, decidiu se separar. Hoje, são divorciados, mas vivem sob o mesmo teto por causa de complicações que não vou citar aqui. Eles não tem relações sexuais nem nada que um casal normalmente faz. De acordo com eles, são só amigos. Gostaria de saber se eles estão em pecado, pois assim poderia ajudá-los, dizendo-lhés a verdade.

Anônimo disse...

Bom dia,
No meu caso namoro a a 1 e 7 meses com um rapaz que é músico, sendo o mesmo da igreja católica na qual fazemos parte de alguns movimentos, mas o problema é que ele viaja muito pra longe com uma banda de Forró. Minha dúvida é, vale apena seguir em frente nesse relacionamento pelo fato dele viajar pra tocar em uma banda que nao seja da igreja?
minha mãe é a favor do namoro e outros dizem que nao vai dar certo o nosso casamento pelo fato dele viajar muito.
Queria saber sua opinião, será que tem tudo pra mim ser infeliz se eu casar cm ele?

Anônimo disse...

Sou adventista mas minha namorada não é. Tivemos relações sexuais antes do casamento. Ela não sabia que não podia mas eu sabia. Agora eu quero casar. Me arrependi e aceitaria a disciplina e ela está recebendo estudo bíblico. Gostaria de saber se depois da minha disciplina eu posso me rebatizar e quando ela se batizar podemos nos casar na igreja?

Anônimo disse...

Oi pastor e desde de ja Muito obrigada por let a minha mensagem. Estou namorando à quase dois meses com o meu namorado, somos os dois adventistas. EU vou fazer 18 e ele vai 20 em breve. AO longo do tempo EU tenho reparado q tem sido cada vez mais dificil nos os dois controlarmos as caricias.. Ja nos arrepende mos, mas infelizmente voltamos à faze-las, porem nunca tivemos relacao sexual. Nos queremos fazer à vontade de Deus e honra-lo no nosso namoro, nos oramos especialmente por Este pecado nosso mas sinto que tenho duvidas ainda. Pastor será que me poderia Dar dicas em Como nos guardar mos ate so casamento? EU estava pensando em cortar de vez todas as caricias por algum tempo, sera q isso seria bom?

Obrigada!

Anônimo disse...

Pastor, eu namoro uma pessoa incrível, ela tem todas qualidades que um homem deseja, ela é muito bonita, loira dos olhos claros, procura colocar Deus
em primeiro lugar na vida dela, sempre disposta, me ama muito e é aberta até para virarmos missionários.
Só que eu não sou apaixonado por ela, eu gosto de ficar perto dela, mas não há nada que me faz sentir aquele embrulho gostoso no estomago, aquela coisa que nos impulsona a querer estar perto dela ou a fazer coisas bonitas etc e quando há algo errado, facilmente peco o pouco encanto que tenho por ela.
Estou há mais de um ano com ela, teve momentos que me senti muito bem ao lado dela, tendo claramente amor por ela, baseado na razão, até tive vontade de casar e ter uma família com ela.
Mas qualquer problema que acontece, me gela o coração, não sinto nem vontade de abraçar ela, nem nada aí é um esforço absurdo pra voltar ao normal, que nunca é o que eu espero, apenas normal.
Tudo isso porque ela não é o "padrão" de menina(parte física) que eu sempre gostei.
Eu sei que isso é uma questão aprendida, eu tenho clamado a Deus pra remover
certas coisas da minha mente mas até hoje nada.

Hoje, diferente do passado, nós honramos a Deus com o nosso namoro.

Tenho medo de tomar uma decisão de casar e ser infeliz, mas ao mesmo tempo
fico pensando se Deus vai mudar isso em mim pra eu ter isso com ela.

Não sei o que fazer, tenho estudado sobre o assunto, sei que não posso basear em paixão, mas não quero ser que nem meus pais que não sentem paixão um pelo outro, é só aquela coisa fria entre os dois, mas dizem ter amor.
Estou clamando a Deus por ajuda, mas tudo o que vejo é um silêncio ou respostas confusas.
Se puder me ajudar, ficarei eternamente grato.
Att.

Anônimo disse...

Ola pr Gilson boa noite!
Gostaria de saber se eh correto, por exemplo, casar para que seja possivel realizar relação sem que este ato seja pecado?
Esse nao eh o único motivo mas eh um deles!
Pois ha uma passagem na Bíblia da qual nao me recordo agora, que diz em resumo, se dor p ficar em fornicação casem-se logo ou entao separem-se!

Gostaria de ouvir sua opinião! Tenho 28 nos e meu namorado 23, namoramosja 9 meses e ambos sao adventistas
Agradeco sua atencao e fico na espera de resposta :)

Anônimo disse...

Pastor gostaria de saber se existe uma idade "correta" para namorar, porque tenho 14 anos e não que exista uma pessoa em "vista" mais sei que meus pais são contras, e eles não aceitam de forma alguma. Existe uma idade "correta" (ideal ), Pastor ?

Gilson Medeiros disse...

Bom dia, Anônimo.

Sim, existe uma idade "correta"... É aquela na qual você já tem condições de assumir um compromisso sério.

Como você ainda é muito jovem, dedique-se aos estudos, e futuramente estará em condições de se envolver em um relacionamento amoroso.

Um abraço
Gilson.

Gilson Medeiros disse...

Cara anônima, casar com o objetivo de fazer sexo sem culpa é um motivo escolhido por muitos jovens cristãos hoje em dia... mas a experiência tem mostrado que este é o motivo menos indicado, pois o casamento deve acontecer depois que vc tiver plena certeza de que aquela é a pessoa certa para dividir o resto de sua vida. Se o sexo for o único motivo, por ter certeza que logo logo o desejo diminui e a rotina toma conta do casamento.

Analise melhor se este rapaz é mesmo aquele varão que Deus escolheu para você. Tem ele os mesmos sonhos? os mesmos planos de vida? a mesma devoção e fé?

Um abraço
Gilson.

Gilson Medeiros disse...

Caro anônimo, não brinque com os sentimentos da garota. Se você não a ama de verdade, diga isso, seja claro e sincero com ela.

Garotas bonitas existem muitas (e nas Igrejas Adventistas principalmente), mas você deve escolher como sua companheira para o resto da vida aquela que seja sua "auxiliadora" no Caminho rumo ao Céu... e você deve ser o mesmo para ela.

Se sabe que não a ama, não insista, não alimente expectativas nela.

Um abraço
Gilson.

Gilson Medeiros disse...

Caro anônimo, como já mencionei aqui antes, se sua disciplina for pelo motivo da fornicação, mesmo depois de rebatizado vocês não conseguirão casar na igreja adventista.

Sugiro que parem de praticar o sexo enquanto estiverem solteiros, peça perdão a Deus pelo ocorrido, arrependa-se, e fique firme na decisão de praticar o sexo só depois de estarem casados. Se a situação não trouxe escândalo (ou seja, não se tornou pública), não há porque ser disciplinado. Se vocês se mantiverem sem sexo até o casamento, ai poderão se casar na igreja, depois que ela for batizada. Mas lembre-se que a pessoa mais indicada para dar um veredito final é o pastor do seu distrito, pois ele é quem conhece vocês dois com mais detalhes.

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

Pastor, eu e meu namorado nao chemaos a cair. Mais praticamos caricias mais pesadas carinhos mais intensos, nós nos arrependemos verdsdeiramentr, e estamps sofrendo muito cpm pensamentos negativos, anguntias, desanimos. SAbemos que Deus perdoa, ja nos abstemos de nós mesmo, buscamos faer e estamos buscando, nos aproximar mais de DEUs. Entramos em mais uma capanha, para pedir que Ele nos desse mais uma chance para passarmos por isso juntos. Mais temos medo de no futuro, no asamento, problemas virem na nossa relacao, por conta dos nossos erros. MAIS ao mesmo tempo, estamos tentando e lutando..Nao nos vemos separados, seria muito doloroso, estamos tentando deixar para traz os pensamentos ruins e a ansiedade pelo futuro. Quero sua opiniao, o que o senhor acha sobre isso? Nos dê o seu concelho.

Anônimo disse...

Olá Gilson Medeiros. Então queria te perguntar umas coisas. Eu e meu namorado namoramos a 1 ano e 11 meses estamos planejando para se casar, mas o único problema é que nos tivemos relação sexual uns dias atrás.. é eu me senti culpada depois e conversei com ele é falei que o certo era só depois do casamento mas ele falou que nos vamos zé casar por que ele me ama muito e eu sou a primeira namorada dele. Então ele falou que não é pecado quando uma pessoa ama a outra de verdade e vai casar. O que eu devo fazer? E eu ou me batizar é correto eu ter relação com ele depois que eu me batizar? Obrigada deis de ja

Gilson Medeiros disse...

Cara anônima, o que vc e seu namorado precisam é se libertar do sentimento de culpa. Se creem que Deus os perdoou, não há porque ficarem angustiados com o pecado passado, e muito menos ficarem pensando em como será a angústia do futuro.

Deus perdoa e esquece... e foi isso que aconteceu com vocês.

Sejam felizes juntos, casem-se (se virem que é o melhor para ambos) e não pensem mais no passado.

Um abraço
Gilson.

Gilson Medeiros disse...

Cara anônima, sinceramente, não vá na conversa com seu namorado... Ao que parece, ele está mais interessado em sexo do que em você... desculpe a franqueza.

Se você não mantiver firme o propósito de esperar até o casamento para terem um relacionamento mais íntimo, o namoro de vocês não vai receber a bênção do Senhor, e o que acontecer pode ter consequências eternas e sofridas. Resista hoje... Se ele te ama de verdade, saberá esperar, e vai te ajudar a esperar também.

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

Olá Pastor, gostaria de saber o que se deve fazer quando seu namorado tem problemas com pornografia.

Anônimo disse...

Pastor gostaria de saber se errado um namoro com uma idade de diferença de 20 anos nos horamos jejuamos e pedimos a Deus que se fosse da sua vontade mas agora estamos preocupado pois todos dizendo que e errado que não vai abençoar o que o senhor me diz a respeito???

Kelvin Ricardo disse...

Olá sou adventista minha namorada também, temos 14 e 15 anos, ja pensamos no futuro, até na data do casamento, e eu gostaria de mostrar que não é um namoro "infantil" digamos assim, e estava pensando em ano que vem, na data que completamos 2 anos de namoro, nós se noivar, tenho apoio de meus pais, e ai falaria com os pais dela, oque você acha sobre isso ? E o que a biblia fala sobre isso ?

Gilson Medeiros disse...

Cara Anônima, se você já percebeu que seu namorado tem problemas com pornografia, cuidado! Ele é um péssimo candidato a um relacionamento sério... a não ser que mude de atitude.

Sugiro que você o aconselhe a conversar com algum líder mais experiente e no qual seu namorado confie. O pastor, ancião, professor dos jovens, etc. Evite você mesma ficar conversando com ele sobre este assunto, pois poderá apenas alimentar as fantasias dele.

E seja firme! Não pense em praticar sexo com ele apenas para "ajudá-lo", ou coisa parecida. A experiência tem mostrado que um rapaz que fica viciado em pornografia será um marido com o mesmo vício, e casamentos são desfeitos aos montes por esta razão.

Busque de Deus a sabedoria, e a resposta sobre se deve continuar ou não com este namoro.

Um abraço
Gilson.

Gilson Medeiros disse...

Caro Anônimo, 20 anos é muita diferença para um relacionamento dar certo, principalmente se o mais velho for o homem. Fatalmente o ciúme será uma tônica do casal, já que ele sempre pensará que ela pode se sentir atraída por alguém mais jovem. Tenho visto muuuuuito isso em situações parecidas.

Mas, é claro que toda regra tem exceções. É necessário muito diálogo, oração e CERTEZA de que Deus uniu o casal verdadeiramente.

Sugiro que procurem o pastor ou um líder mais experiente em quem vocês confiem, pois ele poderá dar um aconselhamento mais preciso, já que conhece vocês.

Um abraço
Gilson.

Gilson Medeiros disse...

Prezado Kelvin, vocês estão muito jovens para um relacionamento assim... Até para o namoro ainda estão em uma idade muito imatura.

Sugiro que se dediquem mais aos estudos, aos trabalhos na igreja, e mantenham um relacionamento apenas enquanto puderem fazer isso sem se envolverem com carícias mais "quentes".

Noivar, casar, etc.... deixem para depois... daqui há alguns anos vocês voltam a pensar nisso.

Orem ao Senhor, e conversem com o pastor do seu distrito, ou líder de jovens da sua igreja... Provavelmente eles poderão dar um conselho mais apropriado à situações de vocês.

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

Pr. Gilson.
Estou namorando faz 3 meses nós dois somos adventista.
Ontem ele me falou que queria passar a mão nas minhas partes íntimas mais sem levar ao sexo. Obviamente não deixei.
Mas gostaria de saber isso é pecado?
E se é pecado tbm passar a mão na bunda e nas coxas?

Gilson Medeiros disse...

Prezada anônima, conforme você pode verificar no texto da postagem e nos comentários que respondi, carícias de cunho sexual entre solteiros será SEMPRE uma atitude pecaminosa, e que fatalmente levará ao pecado da FORNICAÇÃO.

Portanto, o que seu namorado está te propondo não é digno de um casal de jovens cristãos. Fuja!

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

Pastor sou de uma igreja meu noivo de outra o que fazer com essa divisão ja vamos nos casar esse mês?? Mais isso ta perturbando minha cabeça

Gilson Medeiros disse...

Prezada noiva anônima,

Se vcs forem de denominações diferentes, então fatalmente terão problemas envolvendo o "jugo desigual" em algum momento do casamento. Estes problemas serão mais acentuados se as denominações tiverem uma teologia muito diferente entre si. Por exemplo: Adventista x Pentecostal.

Se vcs forem da mesma denominação, mas apenas moram em bairros diferentes, então quando se casarem e passarem a morar juntos, isso se resolverá.

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

Ola pastor,meu namorado é da mesma religião que a minha IASD,só que já tivemos relações sexuais,e percebo que não é mais fervoroso na igreja,e deixa de fazer as coisas para deus,quero muito continuar com ele,e muda-lo só que ele fala que não consegue! O mais apropriado seria terminar?

Gilson Medeiros disse...

Cara Anônima, o mais apropriado, na minha opinião, seria entender o que está levando seu namorado a esfriar na fé. Converse com ele sobre o assunto, veja o que o está desanimando. Envolvam-se no trabalho missionário, juntos... Participem de alguma campanha evangelística. Creio que esta é a melhor maneira de reavivarmos nossa fé, pois a fé que não é praticada tenderá a morrer.

Se necessário, peçam auxílio do pastor ou de algum líder jovem de sua igreja. Talvez você seja a força que Deus usará para reavivar a fé do seu namorado.

Quanto a acabar o namoro, uma vez que já tiveram um envolvimento sexual prévio, veja se não seria melhor dar uma oportunidade para que o relacionamento continue, e chegue ao casamento. Se não for possível, ou se você perceber que seu namorado não é o homem que o Senhor escolheu para você, então será melhor acabar o relacionamento agora (mesmo com as consequências com a prática sexual prévia possa trazer), do que casar e viver infeliz para o resto da vida. Neste caso, também sugiro que converse com seu pastor, ou com algum outro líder em quem você confie... Deus te dará a sabedoria necessária para tomar a decisão mais acertada.

Que o Senhor te abençoe e te guarde.

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

Pastor estou enfrentando uma situação complicada, meu namorado e eu frequentamos a mesma igreja, entretanto ele não parece ligar para as coisas de deus e esta frequentando aulas aos sábados,não sei o que fazer,Se continuo o namoro ou nao! Ou tento ajuda-lo a mudar pois gosto muito dele!

Gilson Medeiros disse...

Cara anônima, sugiro que converse com seu pastor ou algum outro líder jovem de sua igreja, para que eles te ajudem a fortalecer a fé do seu namorado.

A experiência já me mostrou que só existe UMA maneira de deixarmos nossa fé sempre viva: trabalho missionário. Quem fica na igreja apenas ouvindo sermões, tende a ser muito vacilante na fé. O que acha de convidar seu namorado para participarem juntos de algum evangelismo nas próximas férias?! Converse com seu pastor distrital, e ele te ajudará nesse ponto.

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

Olá.
Comecei a namorar 3 anos antes de entrar para a IASD, entrei e me batizei no começo deste ano. Mês passado fiquei noiva. Tive algumas conversas com o Pastor e ele perguntou se eu já havia tido relações com meu noivo e eu disse que sim(tive antes de entrar pra igreja e descobrir que era errado), então ele disse que eu não poderia me casar com vestido branco, que não poderia haver cerimônia e nem pedir benção. Ele disse que poderia haver apenas uma "confraternização" com os amigos e familiares, ou seja, chamar todo mundo para comer algo e conversar. Eu não quero assim! Fiquei muito triste! Eu realmente não sabia! Eu achava que ter relações sexuais antes do casamento era apenas algo romântico e tradição dos antigos, eu não sabia que aos olhos de Deus era errado. Agora eu sei... Eu sei e entendo que não posso me casar de branco mas ...e de um vestido de outra cor, pode? E quer dizer que por causa disso eu não posso ter uma cerimônia? Meu pai não poderá me levar ao altar ? Responda o quanto antes! Por favor! Obrigada!!!

Anônimo disse...

Olá Pastor! Sou adventista e meu namorado Batista, nosso relacionamento pode dar certo devido a isso?

Gilson Medeiros disse...

Cara anônima, sugiro que leia o que já postei aqui sobre jugo desigual. Leia a postagem e meus comentários.

Sinceramente, seu namoro tem tudo para dar errado, caso esta situação de jugo desigual continue, e vocês venham a se casar.

Acredito que Deus já abriu seus olhos sobre isso... mas você precisa querer enxergar.

Um abraço
Gilson.

Gilson Medeiros disse...

Cara anônima, o que o pastor te falou é a verdade, sinceramente.
Infelizmente, fazemos algumas escolhas na vida que nos levam a grandes consequências, e esta questão é uma delas.

Sugiro que leia meus comentário aqui no blog, para tentar compreender um pouco o que o seu pastor te falou.

Um abraço
Gilson.

Joana123 disse...

Pastor antes de conhecer a lei de Deus a igreja adventista eu tive um namorado e acabei me entregando aos desejos dele.... mais logo terminou . Passou 2 anos aí eu conheci a mensagem adventista e me batizei e me senti pura novamente sentir que Deus havia limpador todos os meus pecados... aí comecei a namorar com um rapaz da igreja já tem 1 mais acabou que trocamos carícias muito fortes mas estamos arrependidos e pedimos perdão à Deus só nós é Deus sabemos. ñ queremos fazer mais isso ...mas eu ainda posso me casar na igreja pastor? ???

Joana123 disse...

Seu blog ajuda muitas pessoas pastor

Gilson Medeiros disse...

Cara Joana123, primeiramente gostaria de sugerir que você e seu namorado leiam algum bom livro sobre relacionamento familiar, desde o namoro até o casamento. É importante que vocês (especialmente você) entendam que o namoro deve ser um momento de descobertas sobre cada um, mas que o sexo deve ser deixado para o casamento, exatamente como a Bíblica recomenda. Enquanto vocês (especialmente você) não tomarem a firme decisão de se "guardarem" para o casamento, este sentimento de "angústia" vai continuar... se não descambar em coisa pior.

Com relação a casar na igreja, será necessário conversarem a respeito com o pastor que for realizar a cerimônia. É comum que se pergunte ao casal de noivos sobre seu relacionamento durante o namoro/noivado... Se o pastor perguntar, não mintam. Falem a verdade, mesmo que as consequências sejam "radicais"...

Espero ter ajudado.

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

Pasto eu tenho tanto pra fala, e quero tanto ter uma instrução que me ajude não quero que seja tudo as mil maravilhas eu quero que seja o correto é que agrade a Deus ..
Eu tô frequentando a Igreja adventista agora é eu conheci a verdade, me arrependi de tudo que fiz de errado. eu namoro a 1 e 8 meses e eu amo muito minha namorada já traí ela é pedi perdão a Deus e nunca mais pratiquei tal ato.. Agora vem oque tá me deixando assim tão triste e com remoso, ela é virgen e presa muito que aconteça tudo no tenpo de Deus e eu também quero assim, mais eu não só mais virgen e ela não sabe eu já me arrependo de não fala pra ela mais eu não consigo eu chego perto dela eu não consigo disser a verdade disser que eu não só mais virgem eu amo ela é sei que isso pode custa o fim do nosso relacionamento,. Oque eu faço como eu devo agir me ajuda eu não quero magua lá mais e tábem não quero termina.

Gilson Medeiros disse...

Caro anônimo, a virgindade é importante, mas não é essencial para um casamento feliz... tudo vai depender do respeito e do amor que existir entre vocês dois. Se você se arrependeu e não mais traiu a confiança dela, então Deus também já o perdoou.

Sugiro que peça sabedoria a Deus, e converse com sua namorada sobre o assunto. A reação dela vai dizer se vocês devem, de fato, assumirem um compromisso para o resto da vida.

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

Terminei meu namoro de dois meses
pq tive a decisão de me batizar e infelizmente nós estávamos praticando fornicação
para a situação não ficar pior resolvi terminar
nós começamos o namoro por um impulso mal nos conhecíamos
infelizmente tomei a decisão de terminar
mais ela está sofrendo muito o que faço?
Eu tenho vontade de participar das coisas da igreja e não quero mais errar
decidi ser fiel a Deus
fiz errado? em faze lá ela sofrer?

Gilson Medeiros disse...

Caro Anônimo, a Bíblia diz que Deus não leva em conta o tempo da ignorância. Portanto, o que você praticava de errado antes de conhecer a Jesus, já foi perdoado... não volte mais na prática do mesmo pecado.

É exatamente para evitar situações como a que você descreve, que o Senhor desaprova o sexo antes do casamento. Como você diz, as coisas acontecem por impulso, sem sentimento verdadeiro, e o resultado é esse mesmo: mágoas, decepções e sofrimento, principalmente por parte da garota.

Sugiro que você converse com ela, e diga o porquê de que agora você deseja viver de forma diferente, sob as orientações de Deus. Mostre a ela que Deus reserva o sexo para depois do casamento, apenas, e que um casal não precisa da prática do sexo para "provar" sentimento um para o outro... Quem sabe ela não se torna sua primeira alma para Jesus?!

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

ola gostaria de saber porque união estável não é considerada casamento

Anônimo disse...

Olá Prof. Gilson. Estou namorando há pouco mais de um ano e recentemente me tornei noivo. Durante nosso relacionamento tivemos algumas quedas e tivemos relação sexual mas já faz alguns meses que não acontece. Nas poucas vezes que houve essa queda, logo após o sentimento de culpa nos invadia e, então, tomamos a decisão de não mais nos colocar em situações propícias à tentação. Renovamos nossos votos com Deus e nosso desejo de nos guardarmoa para o casamento que, de acordo com nossos planos, ocorrerá em seis meses. Estou com medo da entrevista pastoral comigo e minha noiva. Pois, tememos que o pastor recuse fazer o casamento ou queira nos disciplinar. Nosso caso não é público. Nunca tivemos planos de "avançar o sinal". As vezes que isso aconteceu foram sem planejamento. Erramos, pecamos e nos arrependermos. Somos adventistas. Como devemos proceder? O que fazer?

Gilson Medeiros disse...

Caro noivo anônimo, o melhor é SEMPRE dizer a verdade, mesmo que as consequências sejam "pesadas".

Se o pastor que vocês escolheram para oficiar o casamento perguntar sobre algum tipo de relacionamento entre vocês, sugiro que digam que ocorreu no passado, mas que não tem ocorrido mais, e se manterão assim até o casamento. Deixe que Deus aja no coração do pastor, e que ele decida sob inspiração divina.

Um abraço
Gilson.

Gilson Medeiros disse...

A união estável é, sim, um "casamento" aos olhos da lei, mas precisa seguir os requisitos que são determinados pela legislação.

Um abraço
Gilson.

Patricia Cândida disse...

Eu queria saber se quando um casal prática o ato sexual antes do casamento onde somente eles sabem e se arrependem , pedem perdão a Deus e não pratica mais o ato eles poderiam se casar com direito a vestido de noiva padrinhos e pastor?

Gilson Medeiros disse...

Cara Patricia, nos comentários essa pergunta já foi respondida.

Se eles se arrependeram verdadeiramente, suplicaram o perdão do Senhor e abandonaram a prática da fornicação, então Deus lhes perdoa e eles não precisam falar do ocorrido para ninguém. Poderão casar com toda a pompa e simbolismos que desejarem.

Entretanto, caso o pastor pergunte por ocasião da entrevista aos noivos, eles devem falar a verdade, e aceitar as consequências que possam vir, por mais "duras" que elas sejam. O mesmo vale para o fato de alguém ficar sabendo do envolvimento do casal, e isso se tornar escândalo para a igreja.

Todo pecado tem perdão... Mas nem sempre Deus nos livra de suas consequências.

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

Pastor, gostaria de um conselho. Bom, minha namorada e eu nos amamos, nós planejamos a vida para um futuro, porém recentemente aconteceu um problema. A mãe dela é da assembléia e nunca gostou muito de mim ppr esse motivo e por outros que sinceramente, são fúteis. Minha namorada tem 19 anos e eu 23, e pretendemos antes de casar construir nossa vida, cincluir nossos estudos; ou seja, esse é um plano para quandoe estivermos mais maduros e estabilizados. A mãe dela proibiu ela de me namorar, por não gostar de mim, mas não queremos desistir, queremos continuar o nosso sonho, e ela quer se tornar adventista, pois ela aceita como a igreja verdadeira, mas como está sob o domínio de sua mãe, não pode ainda.
O que o senhor nos aconselha? Acha que se continuarmos, ela estará descumprindo o mandamento de honrar pai e mãe, sendo que os motivos da mãe dela são irrelevantes, pois sou adventista?

Gilson Medeiros disse...

Caro anônimo,

Você está enfrentando os problemas que vêm em virtude do jugo desigual, infelizmente.
Não tenho como opinar com total certeza, mas acho muito difícil que você consiga fazer com que sua namorada aceite a fé Adventista antes de se casarem. Ela já tem 19 anos, e já deveria ter maturidade suficiente para mostrar à mãe dela o porquê de estar se decidindo pela fé Adventista.

Talvez, o melhor caminho seja você fortalecer o estudo da Palavra com sua namorada, mostrando a ela qual a Igreja que a Bíblia apresenta como a remanescente do Senhor (cf. Apoc. 12:17 e 14:12). Deixe que ela mesma tome a decisão.

Entretanto, permita-se ser sincero com você em um ponto: o jugo desigual não traz boas experiências para a vida do jovem Adventista. Analise se, de fato, este relacionamento está sendo guiado pelo Senhor, e veja se você não corre o risco de perder sua fé.

Sugiro que procure o pastor do seu distrito, ou algum outro líder de sua confiança, e veja mais orientações sobre como vencer esta etapa.

Que o Senhor te abençoe e te guarde.

Um abraço
Gilson.

Juciara Samara disse...

Pastor o minimo de diferença de acordo com a biblia é 4 anos? È errado namorar com um rapaz mais velho 7 anos?

Gilson Medeiros disse...

Prezada Juciara,

A Bíblia não menciona este "mínimo de diferença" de idades para um relacionamento sadio.

O que sabemos é que um jovem só está preparado para iniciar um relacionamento após a adolescência, ou seja, por volta dos 20 anos. É quando tanto a moça quanto o rapaz já começam a pensar no futuro, e assim estarão aptos a escolher com sabedoria aquele(a) que podem ser sua companhia para o resto da vida, uma vez que cristão não namora por namorar, mas já o faz pensando no casamento.

Se você tem menos de 20 anos, então 7 anos de diferença pode ser muito grande, uma vez que ele já estará pensando em coisas diferentes de você.

Sugiro que converse com seu pastor distrital, e veja a opinião dele sobre o rapaz que você está em mente.

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

Pastor, boa tarde. Sou filha de pastor, de igreja Batista, tenho 22 anos e namoro há 2 anos. Há exatos 6 meses, fiquei noiva, porém, eu e meu namorado de 27 anos que também é evangélico, tivemos relações sexuais. Eu, me encontrava, bem fria na fé e acabei influenciando-o. Pecamos contra Deus e nosso irmãos, estamos arrependidos disso. Todavia, ele confessou ao meu pai e minha mãe que havíamos tido relações . Meus pais agora duvidam quanto a sua integridade e seu caráter, minha mãe diz que nunca mais irá perdoa-lo e diz para mim que nao sou mais digna de vestir de branco. Me encontro extremamente arrependida, sempre fui uma filha muito honrada e agora estou causando grandes sofrimentos para minha família. Não sei o que fazer diante dessa situação, tenho pedido a Deus para me dar forças.. o que o senhor acha que eu devo fazer ??

Gilson Medeiros disse...

Prezada filha de pastor,

Infelizmente o pecado tem mesmo este poder de nos enganar, iludir e depois nos jogar no poço da angústia e do sofrimento. Assim como aconteceu com você e seu namorado, muitos jovens têm caído no mesmo abismo.

Creio que você tem a vantagem de estar em um lar onde há pessoas tementes a Deus, e que saberão pedir sabedoria dEle para darem o melhor andamento para esta situação.

Não tenho como opinar sobre a maneira de sua igreja proceder nestes casos, mas sei de uma coisa com TODA CERTEZA: Deus perdoa todo e qualquer pecado que confessamos e entregamos em Suas mãos, com arrependimento sincero.

Se você já pediu perdão, creia que o recebeu e levante a cabeça. As consequências do pecado podem ser dolorosas (e o Senhor nem sempre nos livra delas), mas com Jesus e o apoio da sua família você voltará a sorrir.

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

Obrigada pela resposta,pastor. Quanto a minha mãe não querer perdoa-lo como devo proceder ? Acha que devo terminar o relacionamento ? Meu pai deu uma nova chance a ele, porém, minha mãe esta bem abatida .

Gilson Medeiros disse...

Olá, cara anônima.

É muito difícil dizer o que você deve ou não fazer, pois não os conheço e não sei o que se passa no coração e na vida de sua família.

De modo geral, o que sei é que um relacionamento que começa mal tende a ter muitos problemas no futuro. Mas tudo se resolve, quando colocamos Jesus em primeiro lugar em nossa vida.

Converse com Deus, e peça que Ele te mostre o que fazer. Também sugiro conversar com seu pai, pois deve ser um homem sábio e com coração zeloso pelo seu bem-estar. Creio que ele terá melhores condições de te aconselhar do que eu.

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

Ola pastor. Tenho uma duvida referente ao que ja perguntaram acima mais nao foi bem esclarecido.
O tempo entre o casamento no civil e religioso pode ser maior?
De alguns meses por exemplo?
Se o casal casa no civil, e apos isso o pastor da a bênção como tem que ser mais por questoes financeiras o casal so pode fazer a festa do casamento meses depois, eles não poderiam fazer essa festa do jeito que querem? Com daminhas, padrinhos, do jeito que é um casamento? Porque nao pode? O casamento nao sera na igreja, será no espaço de festa
Obrigada

Gilson Medeiros disse...

Cara anônima,

a cerimônia religiosa só tem sentido se o casal ainda não praticou sexo entre si. Uma vez que já estejam vivendo juntos, após o casamento no civil, a cerimônia religiosa seria um mero "teatro".

Sugiro que procure o pastor que oficiaria esta cerimônia para ver a opinião dele sobre o caso, levando em conta a cultura da igreja local, pois ele é a pessoa indicada para dizer se esta situação causaria algum tipo de "escândalo" juntos aos irmãos.

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

Prof. Gilson,

Desejo saber se o nome do livro é mesmo, Idem? E quem é o autor (a)?
No mais, desejo saber de forma aprofundada sobre: Beijo de língua, mordida no pescoço, mordida na orelha, cheiro na orelha, beijo no cangote, beijo no pescoço, carinho na nuca, mordida nos lábios.
Quais das coisas acima podem ser feitas no namoro, no noivado e no casamento?
Por fineza, envie fontes, referências, livros que falem sobre isso de forma mais clara possível.
Agradeceria mais ainda se o senhor pudesse escrever somente sobre os itens que citei acima.
Enfim, desejo parabenizá-lo por este artigo!

Gilson Medeiros disse...

Caro anônimo,

A indicação "idem" significa que a obra de referência é aquela citada imediatamente antes, no caso, o livro "Namoro no Escuro".

Sugiro que leia os livros citados na postagem, pois certamente responderão às suas dúvidas.

Outra excelente fonte, é o site dos jovens na Divisão Sul-Americana:
http://www.adventistas.org/pt/jovens/

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

Olá. Casal e namorado que e antecipou ao sexo deve se casar, terminar ou recomeçar? Por favor, responda-me concisamente.
Obrigado!

Gilson Medeiros disse...

Caro anônimo, não há uma regra para isso.

Creio que tudo vai depender do sentimento que os une.
Sugiro procurar o pastor do seu distrito para ver a opinião dele sobre a situação, uma vez que ele conheço o casal e tem muito mais propriedade para opinar neste tipo de situação.

Um abraço
Gilson.

Gessica Campelo disse...

olá Pr. eu gostaria de saber algo sobre casamentos na igreja adventista!
bom o meu noivo ja foi casado, e como fruto desse casamento tiveram um filho, mas, por um motivo bem delicado tiveram que se divorcia.
a minha pergunta é.
devido ao fato dele ja ter tido 1 folho nos poderemos nos casar na igreja? ou somente no civil?
ja li vários cites e nao vi nada a respeito disso.
obg!

Gilson Medeiros disse...

Olá, Géssica.

Vai depender do motivo que levou ao divórcio do seu noivo.
Sugiro que procure seu pastor distrital e veja a orientação dele sobre o caso, pois somente ele pode analisar os detalhes do relacionamento anterior e atual do seu noivo, e opinar sobre a possibilidade de vocês se casarem em uma cerimônia normal na IASD.

Um abraço
Gilson.

pamela chissale disse...

Ola pastor agradeço imensamente pelos ensinamentos e gostaria de um conselho seu.eu sou noiva adventista e o meu noivo também é adventista e pretendemos nos casar ainda neste ano mas acontece que gostamos da natureza e nos inspiramos em um casamento rústico. Será que a igreja adventista permite a celebracao de casamento em um local fora da igreja?

Gilson Medeiros disse...

Olá, Pamela.
Fico feliz em saber que você aprecia o conteúdo do meu blog... obrigado.

Sobre sua dúvida, já assisti vários casamentos realizados fora do tempo. Creio que você só precisará conversar previamente com o pastor oficiante e com a secretaria da sua igreja local.

Desejo que sejam muito felizes.

Um abraço
Gilson.

Wkayqueronaldo7 Torrestorres disse...

Ptr! eu e minha namorada temos costumes de ter muito toques físicos na hora do beijo e vimos hj o espírito santo trabalhando em nossas vidas a gente também já chegamos a fala sobre sexo e que só é seria após o casamento vimos que o imigo sempre faz de tudo para a chega a fazer besteira mas nós temos a certeza que não iremos fazer nada de errado ...busco muito conhecimento na bíblia .mas na hora lá ambos acabamos tendo a tall da mão boca as vezes nem tanto graças ao bom Deus temos a sabedoria de que fazer sexo antes do casamento irá nos deixa triste

Gostaria de saber se isso atrapalharia nosso relacionamento

E se isso é normal na vida dos jovens?

E se nós estamos colhendo uma fruta podre de um divórcio !no futuro

Se você puder repassar seu whats eu esplicarei melhor

Gilson Medeiros disse...

Meu caro "Torrestorres"

Suas dúvida são respondidas no texto e nos comentários acima. Como é dito na postagem, as carícias podem conduzir (e sempre conduzem) a desejos cada vez mais fortes, levando à prática do sexo mesmo sem haver a penetração.

É um erro achar que sexo é apenas se acontece a penetração, pois o próprio Jesus mencionou que com um simples pensamento, já podemos estar no adultério.

Sugiro que vocês sigam as dicas apresentadas no texto da postagem, e evitem ficar sozinhos em lugares que favorecem a prática de carícias pesadas.

Aprenda da respeitar sua namorada, e conversem juntos sobre a importância de ambos se manterem fieis a Deus antes, durante e depois do casamento.

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

Olá professor. Tenho uma dúvida...Namoro a alguns anos e cada dia se torna mais difícil resistir a tentação.Temos medo de cair. Estamos decididos a casar mas nossa casa ainda não está pronta. Podemos casar e morar em casas diferentes até a nosso lar ficar pronto?

Gilson Medeiros disse...

Caro anônimo
Se o interesse em apressar o casamento for apenas pelo sexo,creio que não seria uma boa saída.
Legalmente falando, não há nada que os impeça de casarem e morarem em lares diferentes por enquanto... mas isso só aumentará o problema, na minha opinião, e sua igreja local pode ver como mau testemunho.

Sugiro que conversem com seu pastor, que conhece vocês e sua congregação, e vejam a opinião dele.

Casar é muito bom... mas deve ser uma decisão 100% certeira.

Um abraço
Gilson

Gilson Medeiros disse...

Caro anônimo
Se o interesse em apressar o casamento for apenas pelo sexo,creio que não seria uma boa saída.
Legalmente falando, não há nada que os impeça de casarem e morarem em lares diferentes por enquanto... mas isso só aumentará o problema, na minha opinião, e sua igreja local pode ver como mau testemunho.

Sugiro que conversem com seu pastor, que conhece vocês e sua congregação, e vejam a opinião dele.

Casar é muito bom... mas deve ser uma decisão 100% certeira.

Um abraço
Gilson

Cursos Básico, Médio e Avançado

Ebook 101 Razões