quinta-feira, maio 29, 2014

Levante a cabeça!

"... mas onde abundou o pecado, superabundou a graça, a fim de que, como o pecado reinou pela morte, assim também reinasse a graça pela justiça para a vida eterna, mediante Jesus Cristo, nosso Senhor" (Rom. 5:20-21).

Tem muita gente que gosta de dizer que vivemos, hoje, no "tempo da graça". Dizem isso como se a graça só tivesse se iniciado a partir do ministério terrestre de Jesus. Porém, basta uma lida rápida pelas Escrituras do Antigo Testamento para vermos os incontáveis exemplos de manifestação da graça divina na vida do povo de Deus, desde o Princípio (cf. Gên. 3:21).

Sei que muitos Adventistas que professam o nome de Jesus, ou seja, que manifestam uma fé pessoal nEle, vivem lutas em suas vidas exatamente devido ao fato de não terem, ainda, sentido a graça sendo derramada sobre si. Se vocês observarem, a grande maioria dos belíssimos hinos e demais músicas que são cantadas rotineiramente nos cultos expressam esta certeza que temos sobre a manifestação da graça de Cristo sobre nós.

"Alvo mais que a neve!
Alvo mais que a neve!
Sim, neste sangue lavado,
Mais alvo que a neve serei".
(HASD, nº 205).

"Há um novo nome lá na glória:
É o meu, sim, é o meu!
Santos anjos cantam essa história:
O pródigo volveu!
Pois há um novo nome lá na glória:
É o meu, sim, é o meu!
Pois que fui perdoado, sou ao Céu levado;
Lá morar eu vou".
(HASD, nº 212)

"A morte era a minha sentença,
Mas agora sou livre em Jesus.
Graça, simples assim, perdão se recebe,
Se aceita, e fim!
Pecado não se explica, pecado se paga,
E Cristo pagou por mim".
(Arautos do Rei, "Graça")

"O amor do Pai, que é derramado é mim,
Vem na hora ideal, renovar-me.
Procuro manter-me nEle, tornar-me dEle,
Arrependendo-me, e Ele me perdoa".
(Harmuss, "Amor do Pai")

E tantos e tantos outros!
Mas parece que não cremos naquilo que cantamos!


Da próxima vez em que você estiver angustiado, deprimido, sobrecarregado pelo peso de suas falhas e erros passados, eu gostaria que você voltasse sua mente para o exemplo de pessoas que, como eu e você, erraram (e feio!), mas não foram rejeitadas pelo Senhor, APESAR DE SEUS ERROS E PECADOS!

Para estas pessoas, o Senhor foi o "Deus da segunda chance", e a esta elas se apegaram firmemente!

Abraão
Este foi um bom homem, e a Bíblia revela diversos momentos de fé e confiança que ele manifestou no poder de Deus. Mas as Escrituras não passam em branco alguns momentos muito "podres" de sua vida.
O que você diria de um homem que, por pura covardia, permite que sua esposa seja cortejada (e quase "conhecida", na mais ampla extensão bíblica desta palavra) por um rei pagão e idólatra. Que homem, com H maiúsculo, permitiria algo assim?! Mas Abraão permitiu, e não foi só uma vez!
Mas o Senhor entendeu seu coração, sua motivação covarde, e concedeu nova oportunidade a Abraão, ao ponto de ele ser considerado o próprio PAI DA FÉ (cf. Rom. 4:11).
Para muitos de nossos "irmãos" de hoje, Abraão seria um "desqualificado" para exercer a liderança sobre a igreja... mas Deus pensa diferente de nós, pecadores!

Sansão
Oh exemplo de sujeito rebelde e desobediente às orientações divinas! Envolveu-se com quem não devia, e casou-se com quem não podia (jugo desigual era com ele mesmo!). Era orgulhoso de sua força, de sua "esperteza". Acreditava que nada nem ninguém poderia lhe fazer mal. Na mitologia grega, Sansão seria um semi-deus... ou talvez até fosse para o Olimpo!
Alguns dizem que ele não se salvou porque cometeu suicídio.
Mas o Senhor entendeu seu coração, e concedeu nova oportunidade a Sansão, ao ponto de ele ser considerado um HERÓI DA FÉ (cf. Heb. 11:32). Herói da fé!? Sansão?! Não resta outra resposta: Deus vê diferente de nós, pecadores!

Davi
Este gostava de cantar e compor belas músicas, mas não era muito correto em seu modo de tratar as mulheres e os "amigos". Não hesitou em cobiçar e corromper a esposa de um de seus soldados e, para encobrir o erro, ainda tramou a morte do pobre coitado.
Em seu desespero, Davi compõe o Salmo 51, suplicando o perdão e a misericórdia do Senhor sobre sua vida pecaminosa e desgraçada.
O Senhor entendeu seu coração, e concedeu a Davi uma nova oportunidade, tão valiosa e incompreensível que este rei adúltero é considero um homem "segundo o coração de Deus" (cf. Atos 13:22).
Com certeza muitos dedos "zelosos" e farisaicos de hoje se levantariam para acusar Davi e jogá-lo no deserto sombrio da apostasia.... mas Deus vê diferente de nós, pecadores!

E o que dizer dos exemplos do Novo Testamento?!

A mulher adúltera
Ela já havia enveredado diversas vezes pelos caminhos do sexo corrompido e da prostituição. Era tão "devassa" que os espíritos malignos encontravam acesso livre à sua vida.
Um dia, ainda com o corpo quente pelo adultério cometido há poucas horas, ela é levada até Jesus para ouvir sua "justa" sentença de morte. Os religiosos de sua época, assim como os de hoje, revestiram-se com o manto da hipocrisia e já escolhiam, cada um, as maiores pedras para "tacarem" na ímpia mulher. Mas... o que Jesus sentencia?
- Eu também não te condeno! (cf. João 8:11).
O Senhor entendeu seu coração, e concedeu àquela mulher uma segunda oportunidade. Muitos dos "santarrões" de hoje teriam torcido o rosto para esta "sentença"... mas Deus vê diferente de nós, pecadores!

Pedro
Este foi um tremendo "traíra", pois abandonou Aquele que o considerava como um dos maiores amigos. Foi tão longe em sua traição, que até cometeu perjúrio (cf. Mat. 26:74), negando conhecer o pobre moribundo de Nazaré.
Jesus, porém, entendeu o coração de Pedro, e concedeu a este arrependido pecador uma segunda oportunidade, ao ponto de ele se tornar um dos líderes na pregação do Evangelho.
Certamente, nós teríamos sido muito mais duros com Pedro, e dificilmente o colocaríamos, novamente, em uma posição de liderança, depois de tão grande covardia de sua parte... mas Deus vê diferente de nós, pecadores!

Existem muitos outros exemplos que também poderiam ser citados: Manassés, Elias, Zaqueu, Saulo, João, etc. Falharam, mas receberam do Senhor a manifestação da graça.

Assim como todas estas pessoas, você e eu também recebemos (tenha certeza disso!) do Senhor uma segunda chance. Segunda sim, porque mesmo que você tenha caído várias vezes pelo mesmo motivo, o Senhor sempre te levanta e te dá nova chance... não é a terceira, quarta, quinta... pois Ele esquece o que ficou para trás. Nós não! Fazemos questão de relembrar o erro dos nossos "irmãos" e apontar o dedo, mesmo que vários anos já tenham se passado.

Mas o Senhor age de maneira diferente, e derrama Sua infinita e abundante graça sobre o mais vil pecador, mesmo aquele que desceu mais fundo no pecado... pois Deus entende o nosso coração, e Se dispôs a pagar o preço para nos ver novamente de cabeça erguida, andando ao Seu lado rumo à GLÓRIA!

Não perca a esperança... não perca a fé! Mesmo que seu erro seja imenso; mesmo que seu pecado tenha consequências devastadoras; mesmo que os "irmãos" te virem as costas... Deus está com você, assim como estava com Abraão, com Sansão, com Davi, com Elias, com Pedro... com todos os que O buscam de coração sincero.

Onde abundou o pecado, superabundou a graça!
Que mensagem maravilhosa!

"Bendito seja Deus, que não me rejeita a oração, nem aparta de mim a Sua graça" (Salmo 66:20).

2 comentários:

Gilson Medeiros disse...

Cara Marta, como eu disse há alguns dias, o verdadeiro perdão só devemos esperar de Deus.

O perdão humano é falho e utópico.

Um abraço.
Gilson.

Leandro IASD P. PORÃ/MS disse...

Muito linda mensagem, estava com o coração aflito e encontrei aqui a resposta de Deus as minhas orações. Parabens e que Deus o continue inspirando dessa maneira.

Cursos Básico, Médio e Avançado

Ebook 101 Razões