sábado, julho 07, 2012

Descobri porque pregam tanto contra os Adventistas

Todo ano, no período do Carnaval, ocorre um grande encontro de evangélicos em Campina Grande/PB. Durante o evento, muitas palestras são realizadas, como nomes de peso do cenário cristão nacional e internacional. 

Uma dúvida:
Será que eles pregam de graça, apenas para fortalecer a fé do povo?

Uma coisa que sempre observo é que o tema "seitas" está presente em quase todas as edições do encontro. E adivinhem quem figura com CADEIRA CATIVA no banco dos réus? rsrsrs

Eu (ainda) fico impressionado com o esforço mental que algumas pessoas insistem em fazer com um único objetivo: minar a fé dos Adventistas.

Ô Igreja perseguida! (cf. Apoc. 12:17).

São inúmeros os e-mails e comentários de postagens que recebo diariamente com pessoas tentando me "converter", ou melhor, me "salvar" das heresias da Igreja Adventista...rsrsrs

É a mesma lenga-lenga de sempre contra Ellen White, o sábado, o juízo investigativo, o milênio, a reforma de saúde, o bode Azazel, a lei cerimonial, a Trindade, etc., etc., etc.

As pessoas não respeitam nossa fé, nos agridem com palavras grosseiras, nos humilham em sites, livros, blogs... e ainda se sentem aborrecidas quando eu defendo aquilo em que creio aqui neste modesto blog. É mole?! rsrs

Tive, então, a curiosidade de entender a motivação que leva alguns destes críticos mais ardorosos a se "especializarem" na apologia contra a Igreja Adventista do 7º Dia.

Acho que descobri porque eles agem assim: Faturam alto "batendo" nos Adventistas com esta falácia de que somos uma "seita herética".

Um mercado lucrativo

Em um desses sites, encontrávamos a seguinte "oferta" de palestras e seminários:

"O quorum mínimo deve ser de 50 participantes. Será cobrada uma taxa de inscrição ou equivalente por participante de R$20,00 (vinte reais). Enviaremos previamente, um cartaz de divulgação do evento com a programação. A cada palestra será fornecido materiais didáticos (esboço de palestras, folhetos e outros artigos), além de um certificado para os que concluírem o curso com aproveitamento. O cofeebreak e lanches para os inscritos ficam a critério e será de responsabilidade da igreja. Em ambos os modelos, montaremos um stand para a venda de literaturas, e as despesas de transporte, alojamento e alimentação serão de responsabilidade da igreja anfitriã" (fonte). 

Curiosamente, depois que coloquei esta menção aqui no blog, eles tiraram do ar o "custo" das palestras, e agora dizem que só cobram a hospedagem, passagem, alimentação e "pedem" uma "oferta" pelo ministério (veja). Por que será?! rsrsrs

Veja aqui outro exemplo de gente que cobrava para falar mal dos Adventistas, e agora resolveu fazendo tudo 0800.

Cobrar de R$ 20,00 a R$ 39,00 de cada participante, com um "quorum" mínimo de 50 pessoas, o que dá um total de R$ 1.000,00 por palestra (no mínimo), parece uma boa "motivação", não acham?! Lembrando que este valor é "líquido", uma vez que as igrejas "anfitriãs" precisam arcar, ainda, com as despesas de transporte, hospedagem e alimentação da "equipe", além da "ofertinha" para ajudar no "ministério" dessas pessoas.

Por que cobrar para pregar a "verdade" que eles tanto defendem?

Se a motivação fosse meramente missionária, ou seja, se o objetivo primário fosse o de "equipar os membros das mais diversas igrejas evangélicas do Brasil por meio de palestras e evangelismos específicos", por que cobrar por isso? Não seria mais "justo" fazer este trabalho por amor? Uma vez que as igrejas já arcariam com as despesas de transporte, alimentação e hospedagem, por que cobrar TAMBÉM pela palestra?

A situação pegou tão mal que eles retiraram esta "venda" dos sites.

Mas um ministro não deve viver do Evangelho?

É claro que o "trabalhador é digno do seu salário"... porém fico me perguntando se o marketing por trás de um pseudo interesse apologético (defesa da fé) não está sendo encarado apenas como "mercadejamento da Palavra de Deus" (cf. 2Cor. 2:17).

Há alguns anos (mais precisamente em 2003), aquele encontro durante o carnaval que mencionei acima provocou uma intensa movimentação na cidade de Campina Grande, interior da Paraíba, devido à divulgação de que as doutrinas Adventistas seriam "desmascaradas" durante o evento. A liderança local da Igreja Adventista naquela época entrou em ação e foi dado (depois de a Justiça ameaçá-los com um multa de R$ 1 milhão) o direito de os Adventistas se "defenderem" no debate.

Na ocasião, o opositor era um líder "apologético" no Brasil, que também cobra por suas palestras (depois eu falo mais sobre ele). A Igreja Adventista foi magistralmente representada pelo Pr. Ângelo Gabriel, então distrital local em Campina Grande e um especialista em nossas doutrinas, o qual deu um "banho" de exegese, hermenêutica e profundidade bíblica. 

O tal pastor "apologeta", convidado de honra da "festa", se limitava a ridicularizar e humilhar a apresentação do Pr. Ângelo, sem apresentar embasamento convincente e bíblico à sua contra-argumentação (aliás, como vimos há cerca de 2 anos no debate da RIT TV, da Igreja da Graça, este é o método que os opositores do Adventismo gostam de utilizar). Afinal, na falta de argumentos, o que mais eles podem fazer senão tentar jogar o auditório contra o fiel defensor do Evangelho Eterno!?

Ao final, ficou patente que o Pr. Ângelo venceu o debate da argumentação, apesar de os milhares de evangélicos presentes não terem se dado conta disso... A Eternidade mostrará os frutos.

A propósito, este pastor "apologeta", convidado com frequência para palestrar contra os Adventistas pelo Brasil afora, também mantém um "ministério" que oferece palestras e seminários para as igrejas interessadas. Eles cobram R$ 15,00 por participante, com um "quorum" mínimo de 100 pessoas, conforme informações do site (fonte), ou seja, para ter o "privilégio" de ouvi-los, o custo sai por R$ 1.500,00, no mínimo, além das despesas de transporte, hospedagem e alimentação. Por coincidência (ou seria providência? rsrs) "esbarrei" certa vez com o perfil dele no Facebook, e pude ver algumas fotos de viagens recentes aos Estados Unidos, desfrutando de momentos de lazer com sua família. Parece que falar mal dos Adventista dá mesmo um bom "retorno" evangelí$$$$tico para esses "doutores em teologia"... rsrsrs

Conclusão

Longe de mim acusar ou menosprezar o trabalho que estas pessoas realizam!
O que me deixa triste, como crente Adventista, é o fato de que eles não têm respeito pela fé de tantos milhões de pessoas, sempre se apresentando de forma arrogante, orgulhosa e pedante, como "donos da Verdade", e colocando os Adventistas e outros movimentos religiosos como se fosse uma massa de pessoas sem cultura e débeis em seu raciocínio bíblico.

Mas, depois que fiquei sabendo que eles cobram caro para falarem mal dos Adventistas, fico mais "conformado"... afinal, todos precisam ganhar seu "pão". 
Pena que alguns prefiram fazer isso manipulando as pessoas e os fatos!

"Porém confesso-te que, segundo o Caminho, a que chamam seita, assim eu sirvo ao Deus de nossos pais, acreditando em todas as coisas que estejam de acordo com a lei e nos escritos dos profetas, tendo esperança em Deus, como também estes a têm, de que haverá ressurreição, tanto de justos como de injustos" (Atos 24:14-15).

Só um verdadeiro Adventista do 7º Dia poderia ter dito estas palavras!

Parabéns, irmão Paulo!

50 comentários:

Leandro Amaral de Lavor disse...

Não tenho dúvidas de que a Igreja Adventista do Sétimo Dia é a Igreja verdadeira. As pessoas que falam dela ou é porque não estudaram as profecias correlacionadas com tempo do fim ou estão no erro por puro prazer. Sei que ser Adventista não é fácil, mas no fim o galardão está guardado para todo aquele que perservera. O preconceito, a perseguição só faz revelar no que acreditamos é o certo. Se cada um que critica estudasse mais a Bíblia e abrisse o coração dfescobriria a veradade.

Que Deus nos abençoe....

Luciano disse...

Caro irmão Gilson. É uma benção vê-lo defendendo a "verdade". Parabéns. Nossos irmãos que se auto denominam "evangélicos", tem se demonstrado os verdadeiros fariseus de nossos dias, apresentando uma mentira atrás da outra para defender o que não está nos "evangelhos". Eles esquecem das palavras de Jesus: "Então, começou ele a ensinar-lhes que era necessário que o Filho do Homem sofresse muitas coisas, fosse rejeitado pelos anciãos, pelos principais sacerdotes e pelos escribas, fosse morto e que, depois de três dias, ressuscitasse. E isto ele expunha claramente. ...repreendeu a Pedro e disse: Arreda, Satanás! Porque não cogitas das coisas de Deus, e sim das dos homens. Então, convocando a multidão e juntamente os seus discípulos, disse-lhes: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me. Quem quiser, pois, salvar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a vida por causa de mim e do evangelho salvá-la-á. Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Que daria um homem em troca de sua alma? Porque qualquer que, nesta geração adúltera e pecadora, se envergonhar de mim e das minhas palavras, também o Filho do Homem se envergonhará dele, quando vier na glória de seu Pai com os santos anjos". (Mar. 8:31-38)
Eles apresentam ao povo uma "mentira" com roupagem de verdade, uma pregação das massas, que agrada aos ouvidos com esta estória de "graça barata". É bem verdade que Deus tem seus fiéis em todos os lugares, no entanto na maioria esse povo que aponta suas armas contra nós Adventistas, no fundo da questão "pelas suas obras" se mostram como "lobos roubadores". Quando não conseguem provar suas mentiras, nos atacam com imprecações e blasfêmias de toda sorte. O que parece isso? Cristianismo? Sem comentar que seu testemunho é vergonhoso para quem arrosta o título de "evangélico". Vivendo uma vida cheia de rolos, cheia de picaretices, sempre correndo atrás de bens materiais, causando confusão onde vivem. Não estou generalizando, mas gostaria de conhecer um deles que não vive assim, e conheço muitos por onde já trabalhei. Não sei que evangelho eles tem seguido! Mas o que está na Bíblia está bem distante daquilo que os pentecostais tem pregado por aí.

Prof. Gilson Medeiros disse...

É isso mesmo, Leandro!

Vc tirou as palavras do meu teclado...rsrs

Prof. Gilson Medeiros disse...

Caro Luciano, infelizmente é uma realidade esta falta de coerência no testemunho e na pregação de muitos professos cristãos da atualidade.

Vamos continuar orando para que o Espírito Santo lhes abra o entendimento, como já fez com tantos outros, e que eles sintam a alegria da liberdade que só os que andam na obediência conseguem sentir.

Um abraço.

Alberto disse...

Prof. Gilson,

Falando de perseguição, faço um comentário e peço que o publique.

Não é para polemizar, mas quando se diz que todas as outras Igrejas são filhas da meretriz, a grande Babilônia, não é perseguição também?

Será que podemos nos basear em apocalipse 14:12 e 12:17, para dizer que as Igrejas são falsas? Mesmo tendo Paulo dito para não julgar ninguém por este motivo? Ou seja, SÁBADOS ! - Col 2:16 e rom 14:4 e 5.

Colossenses 2:16 Ninguém, pois, vos julgue por causa de comida e bebida, ou dia de festa, ou lua nova, ou sábados;

Romanos 14:4 Quem és tu que julgas o servo alheio? Para o seu próprio senhor está em pé ou cai; mas estará em pé, porque o Senhor é poderoso para o suster.

Romanos 14:5 Um faz diferença entre dia e dia; outro julga iguais todos os dias. Cada um tenha opinião bem definida em sua própria mente.

Ao meu ver, estudando/INTERPRETANDO/APLICANDO A BÍBLIA, sem atender ao apelo de Paulo; CORREMOS O RISCO DE CAIR NO JUÍZO TEMERÁRIO !

Cordialmente,

Alberto

Prof. Gilson Medeiros disse...

Caro Alberto, obrigado por seu comentário.

Recentemente coloquei um post aqui sobre estas passagens de Colossenses e Romanos:
http://prgilsonmedeiros.blogspot.com/2009/04/paulo-e-o-sabado-rom-145-7-colos-216-17.html

Perdoe-me a sinceridade, mas dizer que a Igreja Adventista, ao fazer uma interpretação heterodoxa das "filhas" de Babilônia, está "perseguindo" as outras igrejas, ao meu ver, é distorcer os fatos.
Desde quando a minoria persegue a maioria? Desde quando a auto-defesa da fé Adventista, tão aviltada e marginalizada pelas inúmeras publicações, livros, revistas, sites, blogs, etc., pseudo-apologéticos, poderia ser comparada a uma "perseguição"?

Caímos no "juízo temerário" toda vez que julgamos por nós mesmos, sem atentarmos ao que o Supremo Juiz já determinou sobre os fatos.

Com relação à santidade dos mandamentos, não foram os Adventistas que disseram que o Senhor abomina até as orações dos que desviam os ouvidos da lei de Deus (cf. Prov. 28:9)... não foram os Adventistas que disseram que o sábado é um sinal entre Deus e Seu povo (cf. Ezeq. 20:12 e 20)... não foram os Adventistas que disseram que a lei de Deus, com TODOS os mandamentos, representam a verdade (cf. Sal. 119:151).. não foram os Adventista que disseram que era um costume de Jesus adorar no sábado (cf. Luc. 4:16)... enfim.

É fácil se esconder por trás de versos deslocados do seu contexto, e não atentar para a clara, evidente, límpida revelação que o Senhor nos deu sobre a santidade do sétimo dia da semana.

Os evangélicos opositores do sábado, mesmo a contra-gosto, um dia terão que fazer coro com os católicos e admitirem que o domingo foi mudado UNICAMENTE por uma imposição papal. Quem já leu a Carta Dies Domini, editada pelo pontífice romano, sabe muito bem disso.

É ver para crer!

Eu prefiro crer deste já!

Alberto disse...

Gilson,

Li a sua resposta. Entendo seu ponto de vista; que não é seu, pelo contrário, é o ponto de vista da doutrina Organizacional.

Te digo que conheço a doutrina da Igreja desde 1982, quando fui batizado; contudo resolvi conferir na bíblia por mim mesmo, não deixando que os outros a interpretem por mim.

Te digo, não amordace a voz do Espirito Santo, deixe-o falar contigo.

O Espírito Santo fala direto com você. Ele pode falar por tabela, mas acho que preferencialmente falará direto com você; É Voce que deve ouví-lo e não outros ouvirem para você. Joel 2:28 e 29 (Derramarei meu Espírito sobre toda a carne).

Não estou pregando para você,ou tentando convertê-lo, nem defendendo nenhuma Linha de Igreja.

Gosto de me expressar nos blogs que me dão liberdade, levando as pessoas a buscar a Bíblia e ouvir o Espírito de Deus.

Se você não quiser minhas participações é só avisar.

Cordialmente no amor de Cristo

Alberto

Filipe Reis disse...

Olá irmão Gilson,

Acompanho frequentemente os seus textos que são bastante válidos e proveitosos.

Quero dizer-lhe que eu, um Adventista do Sétimo Dia convencido e convicto, também já recebi comentários menos abonatórios sobre os Adventistas do Sétimo Dia. E até os publiquei (não recebi nenhum insultuoso).

Comentando este assunto com um outro irmão, este disse-me: 'se comentam, é sinal que lêem, certo?' Pensando bem, eu não poderia estar mais de acordo.

Um outro ponto, mais importante porque baseado na Bíblia, é que raramente o irmão encontrará na Escritura servos de Deus que eram aplaudidos por dizerem a Sua verdade. Bem pelo contrário, irá encontrá-los sofrendo perseguições, sendo detidos em prisões, expulsos até dos lugares religiosos, etc..

Deixe-me relembrá-lo desta frase de Paulo: 'Uns, na verdade, anunciam a Cristo por contenção, não puramente, julgando acrescentar aflição às minhas prisões. Mas outros, por amor, sabendo que fui posto para defesa do evangelho. Mas que importa? Contanto que Cristo seja anunciado de toda a maneira, ou com fingimento ou em verdade, nisto me regozijo, e me regozijarei ainda' (Filipenses 1:16-18).

Por isso, incentivo-o a seguir em frente na mesma linha. Quando Jesus voltar, logo todos perceberão definitivamente onde está a verdade...

Abraço.

Prof. Gilson Medeiros disse...

Caro Alberto, eu também respeito seu ponto de vista, apesar de considerá-lo equivocado.

O maior problema que vejo com os críticos da Igreja Adventista é exatamente este comportamento que vc expressou em seu comentário, e que pode ser visto nos fóruns e blogs dos opositores do sétimo dia: como se a IASD fizesse uma lavagem cerebral na mente dos seus membros, e existisse uma "cúpula organizacional" que jogasse goela abaixo da gente a interpretração "herética" da Bíblia, conforme vcs tanto pregam.

É ÓBVIO que eu estudo a Bíblia por mim mesmo, e considero uma tremenda grosseria achar que outros a interpretam por mim, e que eu não tenha capacidade suficiente para entendê-la por mim mesmo. Ao longo dos anos, tenho visto continuamente o Espírito Santo revelar as maravilhas da Palavra de Deus, não só da "graça barata", tanto pregada em igreja evangélicas da atualidade (cf. Judas 4)... mas Deus me mostra claramente em Sua Palavra a perfeita harmonia entre fé e obras, entre amar e obedecer, entre graça e justiça, entre fé e oportunismo...

Como eu já disse, e repito, creio EM TUDO que a Bíblia ensina, não sou como alguns que gostam de escolher aquilo em que crêem.

E, até o momento, a Igreja Adventista do 7º Dia, na minha modesta opinião, é, talvez, a única denominação cristã organizada que ensina a Palavra de Deus do jeito que ela é, sem tirar nem por nada.

Desculpe, mas é assim que creio!

Prof. Gilson Medeiros disse...

Prezado irmão Filipe, muito obrigado por seu comentário.

Seu amigo tem toda razão: nossos críticos e opositores "se mordem" de raiva porque sabem que seus comentários maldosos e grosseiros contra nossa fé não abalam em nada nossa confiança no Senhor...rsrs

Eles lêem, sim, aquilo que escrevemos, e não conseguem contra-argumentar apenas com a Verdade Bíblia. O que sobra, então? Ridicularizar, humilhar, ironizar... mas isso, como vc bem lembrou, só nos fortalece, pois desde os tempos mais remotos já era assim que o povo humilde e fiel de Deus padecia por viver sua fé.

Obrigado pelas palavras de incentivo. Fico feliz em saber que tenho conseguido, mesmo modestamente, ajudar os meus queridos irmãos e irmãs Adventistas a continuarem em sua jornada com ânimo e confiança.

Deus seja louvado, para sempre!

Luciano disse...

Mano Gilson! Alguns anos atrás houve um simpósio criacionista promovido pela escola adventista de nossa cidade. Gentilmente a administração da escola convidou alguns "doutores" evangélicos, com o objetivo de demonstrar nosso apreço por aqueles que defendem a verdade bíblica da criação, e também mostrar que nossa pregação é inteiramente bíblica, e que não somos a tão famigerada "seita" que nos intitulam. Pois bem, nossos "irmãos" se é que eles nos permitem assim chamá-los, tanto é o ódio que nos tem, não vieram ao simpósio com a mesma índole dos organizadores. E ao falar um de seus "doutores" aproveitou a oportunidade e em vez de destacar a verdade bíblica começou a fazer piadinhas com a verdade clara dentro do relato de gênesis 1 e 2, simplesmente omitiu o relato inicial de gênesis 2, que claramente destaca a verdade sobre o descanso sabático já na criação, quando não havia nenhum judeu, nem grego, nem gentio. E passou todo tempo de sua palestra tripudiando daquilo que a Bíblia fala, e nos atacando. Que tristeza!! Mas não para nós que o ouvíamos, boquiabertos, mas porque ele se mostrou ser um cético num momento em que poderia ter deixado um bela impressão sobre o que eles creem sobre a criação. Fico pensando naquilo que os demais pais e convidados da escola, que não professam a fé "evangélica", pensaram sobre o "evangelho". Jesus já disse isso há muito tempo: Mateus 7:16 Pelos seus frutos os conhecereis. Colhem-se, porventura, uvas dos espinheiros ou figos dos abrolhos?
Mateus 7:17 Assim, toda árvore boa produz bons frutos, porém a árvore má produz frutos maus.
Mateus 7:18 Não pode a árvore boa produzir frutos maus, nem a árvore má produzir frutos bons.
Mateus 7:20 Assim, pois, pelos seus frutos os conhecereis.
E mais:
Mateus 7:15 Acautelai-vos dos falsos profetas, que se vos apresentam disfarçados em ovelhas, mas por dentro são lobos roubadores.
Mateus 10:16 Eis que eu vos envio como ovelhas para o meio de lobos; sede, portanto, prudentes como as serpentes e símplices como as pombas.
Lucas 10:3 Ide! Eis que eu vos envio como cordeiros para o meio de lobos.
Fico muito triste ao ver esse povo que defende tanto os evangelhos, envergonhar o cristianismo com essa maneira de viver, tão contrária ao que a Palavra de Deus nos diz. Já dizia Ghandi: "Não sou cristão, por causa dos cristãos".
Apelo aqueles que temem verdadeiramente ao Senhor dentro dessas igrejas: Efésios 4:14 para que não mais sejamos como meninos, agitados de um lado para outro e levados ao redor por todo vento de doutrina, pela artimanha dos homens, pela astúcia com que induzem ao erro.
Deus tem o seu povo em todos os lugares, e não vai longe o tempo que eles ouvirão: Apocalipse 18:4 Ouvi outra voz do céu, dizendo: Retirai-vos dela, povo meu, para não serdes cúmplices em seus pecados e para não participardes dos seus flagelos...

Prof. Gilson Medeiros disse...

Caro Luciano, obrigado por seu comentário.

Foi mesmo uma pena o que ocorreu no evento promovido para os estudantes!

E ainda aparecem pessoas dizendo que nós, os Adventistas, é que somos os perseguidores e fanáticos!

Anônimo disse...

Fernandes,

meu e-mail: fernandesacmendes@yahoo.com.br

Prof. Gilson, o que acha das outras igrejas? Presbiteriana, Metodista, Quadrangular, Batista, Assembléia, Maranata, Luterana?
Se elas estão erradas, por que já existiam antes da fundação da IASD em 1844?
Somente a IASD é a verdadeira? E qual era a situação do povo antes de 1844?

Obrigado por publicar.

Prof. Gilson Medeiros disse...

Caro Fernandes, obrigado pelo comentário.

Veja o que diz o livro "Declarações da Igreja", publicado pelos Adventistas:

"Os Adventistas reconhecem todas as agências que exaltam a Cristo diante dos homens como uma parte do plano divino para a evangelização do mundo, e têm em alta estima os homens e mulheres cristãos de outras comunhões que estão empenhados em ganhar almas para Cristo" (pág. 163).

Cremos que Deus revela Sua verdade de forma progressiva. Foi assim com a Igreja Primitiva, e foi assim ao longo dos séculos.

Em 1844, em cumprimento da profecia de Dan. 8:14, surgiu um movimento que levantou o que o império negro de Roma havia derrubado durante a Idade Média. Foi assim que Deus quis, segundo o que cremos.

As organizações religiosas que existiam antes de 1844 (algumas que vc citou não existiam nesta época), tinham seu papel e puderam participar deste movimento profético, mas preferiram negar a luz que o Senhor derramou sobre o mundo por ocasião do cumprimento da profecia de Dan. 8:14.

Como resultado, muitos foram expulsos de suas igrejas, e tiveram que unirem-se em torno de uma fé inabalável e solidamente fundamentada na Bíblia.

Assim nasceu a Igreja Adventista do 7º Dia (cf. Apoc. 10:11), com a tarefa de exaltar a Palavra de Deus e proclamar as "três mensagens angélicas" de Apocalipse 14.

Aqui no blog vc vai encontrar mais informações sobre esta missão escatológica dos Adventistas.

Filipe Reis disse...

Olá Prof. Gilson,

Se me permite, gostaria de acrescentar algo à pergunta do seu leitor Fernandes, 'somente a IASD é verdadeira?'.

E prefiro ver a Igreja Adventista mais como o cumprimento da profecia bíblica do que propriamente como a Igreja verdadeira.

A Bíblia ensina que Jesus, e só Ele, é a VERDADE. Claro que, se conforme a Bíblia também ensina, formos deduzir que Cristo comanda essa Igreja, ela poderá ser apelida de Igreja VERDADEIRA - mas este "verdadeira" é apenas uma referência a quem a dirige e não um atestado de perfeição de seus integrantes.

A Bíblia aponta dois traços característicos à Igreja de Deus no final da História da Terra:

a) guardam os mandamentos de Deus (Apocalipse 12:17 '... remanescente da sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus...'

b) tem o Espírito de Profecia (Apocalipse 12:17 '... e têm o testemunho de Jesus Cristo'; Apocalipse 19:10 '... porque o testemunho de Jesus é o espírito de profecia'.)

Eu somente encontro estes dois aspetos (juntos) refletidos na Igreja Adventista do Sétimo Dia. Por isso, de acordo com a instrução bíblia, eu sou um convito e convencido mesmo desta Igreja, e aguardo a breve volta de Jesus.

Abraço ao Prof. Gilson e ao amigo Fernandes.

Prof. Gilson Medeiros disse...

Caro Filipe, obrigado pelo excelente complemento.

Anônimo disse...

Fernandes,

Prof Gilson,

Onde está o contexto de Daniel 8:14? Isoladamente não diz nada (está se referindo à visão do bode e carneiro, não da purificação do santuário, pois lá nunca fica imundo; outro ponto: Jesus não entrou lá em 1844, entrou em 33 depois de Cristo). Interpretar o texto só no texto é coisa que dá base à heresia; pois isso é verdade; a própria Bíblia se interpreta com contextos. Onde eles estão? E isso é coisa do Espírito Santo, sobrenatural, não do homem.

Outra questão:

Com relação às organizações religiosas:

já existia: Metodistas (Reformador: João Wesley), Presbiterianos (Reformador: João Calvino) , Batistas ( já existia), Lutetanos (Reformador: Martin Lutero). Essas igrejas já existiam antes de 1844. Metodistas, Presbiterianos, Luteranos foi criada cerca de 1600, bastante tempo antes de 1844.

Aguardo respostas e obrigado por publicar minhas mensagem.

Anônimo disse...

Fernandes,

Prof. Gilson,

O senhor disse que Paulo era adventista. Mas há algo errado aí, pois naquela época não existia a IASD. Ela foi fundada por Ellen White em 1844.
O que dizer disto que o senhor colocou no blog? Gerou confusão pois a igreja já existia antes de 1844; não a IASD.

Obrigado pela atenção e pela publicação.

Prof. Gilson Medeiros disse...

Caro Fernandes, como eu disse, algumas igrejas que vc havia citado não existiam: Assembléia, Maranata, Quadrangular...

As demais respostas às suas perguntas já estão no blog. Tire tempo para ler.

Um abraço.

Prof. Gilson Medeiros disse...

Caro Fernandes, desculpe a "repetitividade", mas sou forçado a dizer novamente: TIRE TEMPO PARA LER O BLOG antes de fazer seus comentários equivocados.

Vc deve saber o significado de ADVENTISTA. Significa "aquele que aguarda a volta de Jesus". E, segundo a Bíblia, Paulo aguardava este evento (cf. 1Tess. 4:15-17).

Em segundo lugar, Ellen White não fundou a Igreja Adventista do 7º Dia em 1844.

Está vendo! Vc não conhece nada de verdadeiro sobre a história Adventista. Sugiro, novamente, que vc deixe de lado um pouco a lenga-lenga que te ensinaram nos cursos pseudo-apologéticos de sua denominação, e comece a buscar a verdade dos fatos.

Com certeza, esta mesma Verdade te libertará, como está fazendo com milhões ao redor do mundo.

Um abraço.

Alberto disse...

Gilson,

Penso que as informações não nos vem por acaso!

Para analise!

Artigo retirado do link:

http://adventismoemfoco.wordpress.com/2009/07/03/se-eu-fosse-o-diabo/

início
============================
Se eu Fosse o Diabo

Artigo do historiador da Igreja Adventista do 7° Dia: GEORGE KNIGHT,

quando fala sobre O Espírito Santo, faz uma advertência séria, conforme abaixo:

Espírito Santo
Se eu fosse o diabo, faria com que os adventistas ficassem com medo do Espírito Santo. Muitos de nós tememos o pentecostalismo quando se trata do Espírito Santo. Precisamos nos lembrar o que a Bíblia nos ensina acerca da necessidade do Espírito Santo no trabalho cristão. Ellen White também nos ensinou que ao recebermos o Espírito Santo, recebemos juntamente outras bênçãos.
Alguns anos atrás, em uma reunião da Conferência Geral, notei que a igreja adventista não acredita realmente em suas 27 doutrinas. Especialmente naquela sobre os dons espirituais. Nós acreditamos em um dom espiritual, mas não nos dons espirituais, e em maioria, restringimos este dom a uma única pessoa, que já repousa em seu túmulo há 85 anos. O que aconteceria se eu recebesse o dom de línguas hoje, agora, durante este sermão? Ou o dom de profecia? Com certeza se formaria uma comissão especial para estudar a situação durante os próximos 10 anos. Tenho que admitir que só de falar a respeito me deixa nervoso, pois é impossível se controlar o Espírito.
Nós temos a promessa em Joel 2 do derramamento do Espírito Santo nos últimos dias, derramamento este que provavelmente dividirá a igreja no meio. Com que freqüência meditamos a respeito do Espírito Santo e derramamento da chuva serôdia? Será que estamos tão concentrados em alvos, estruturas e comportamento humano que esquecemos do poder atrás de cada um deles? Que atitudes podem ser tomados para permitir que o Espírito Santo ocupe Seu próprio lugar dentro do adventismo? Ou esperamos completar nossa obra sem Sua presença perturbadora.
==============================
Gostaria de um comentário seu sobre o assunto.

Atenciosamente,
do Irmão em Cristo
Alberto

Prof. Gilson Medeiros disse...

Caro Alberto, se as palavras forem mesmo do Dr. George, me pareceu que ele está defendendo uma maior participação dos dons espirituais na vida da igreja hoje. Isso é bom.

Somente com a atuação constante, permanente e poderosa do Espírito Santo, a Terceira Pessoa da Trindade Divina, é que poderemos cumprir a comissão de Jesus - Ide!

Filipe Reis disse...

Olá Prof. Gilson,

Não apenas essas palavras são mesmo do Pr. George Knight, como elas fazem parte de um brilhante sermão por ele apresentando durante a Sessão Mundial da Conferência Geral de 2000, em Toronto.

Pode ver o texto integral aqui: http://www.advir.com.br/sermoes/seeufosseodiabo.htm

Abraço.

Prof. Gilson Medeiros disse...

Muito obrigado pela confirmação, caro Filipe.

Um abraço.

Anônimo disse...

Prof. Gilson,

Li o que o Fernandes escreveu. Ele está certo. Na época de Paulo não existia IASD. Ela foi criada por Ellen White em 1844 (NISTO CREMOS, 301). Se não foi criada nesta data por essa pessoa, quando foi o surgimento dela e quem a fundou?

Joel aguarda respostas.

Cíntia disse...

Nossaaaaa.... esse blog só pode ser coisa de Deus msm!! Tem uma pessoa que há dias tah me atormentando sobre aqueles livros apócrifos, sabe?!!..... procurei várias fontes, falei com o Pastor aki da Igreja, ele me deu alguns materiais, mas queria ir + a fundo! Aí resolvi procurar na net! Encontrei esse Blog ESPETACULAR!!! Parabéns pelo trabalho de evangelização por essa ferramenta tão util à nós nos dias de hj! Obrigada por me ajudar!!

Um abraço de uma irmão em Cristo...
Cíntia

Prof. Gilson Medeiros disse...

Caro Joel, não se contente apenas em repetir o que os outros te dizem.
Se quer conhecer a verdade sobre a Igreja Adventista do 7º Dia, leia um livro sobre nossa história denominacional, publicado pela nossa Casa Publicadora.

A IASD só surgiu na década de 1860, sendo que Ellen White foi uma "co-fundadora". Este "co" significa que ela fez parte da fundação, mas que hoveram outras pessoas que participaram também.

Em 1844 não existia Igreja Adventista do 7º Dia.

Como eu disse, não vá na conversa de ninguém. Estude por si mesmo!

Prof. Gilson Medeiros disse...

Prezada Cíntia, fico imensamente feliz em ajudar meus queridos irmãos e irmãs Adventistas a se firmarem na fé.

Um abraço.

Prof. Gilson Medeiros disse...

Apenas a título de esclarecimento, em especial aos que preferem se esconder no anonimato em seus comentários, ou o que me parece mais estranho: a mesma pessoa ficar fazendo comentários com nomes diferentes (Félix, Roberto Gama, Joel, Lúcio Matos, Maurício, Fernandes, etc.)...

Paulo era sim Adventista do 7º Dia por dois motivos simples:

1. Ele era ADVENTISTA porque aguardava com amor a volta de Jesus, assim como eu (cf. 1Tess. 4:15-17)

2. Ele guardava o SÉTIMO DIA, assim como eu (cf. Atos 16:13; 18:1-4).

Os sinceros de coração entenderam perfeitamente que eu não ensinei que Paulo era "membro" da Igreja Adventista do 7º Dia. Porém, não tenho a menor dúvida de que o seria se hoje estivesse entre nós.

James disse...

Fico admirando, como alguns que falam, falam e falam.
Porem nenhum vai a fundo pra conhecer a historia de nossa igreja, não conhecem detalhadamente Apoc 13 e nem Daniel 7,8 e 9.
Fico admirado que ate agora em nenhum comentário, não apareceu ninguém falando que Guilherme Miller fundou a igreja.
Por favor vcs querem falar mal da nossa fé tudo bem, mas antes de falar primeiro estude com carinho, a nossas doutrinas, nossa historia e um coisa estudem as profecias dos últimos dias.
Um dica esse blog mesmo, tem tantas informações sobre nossa fé.espero que vcs estudem, Ai antes de comentar olhe primeiro o que pensamos sobre isso que você ta pensando em comentar.
Um outro site que deixo é: http://www.namiradaverdade.com.br/
Um abraço a todos os nosso irmão a qual cristo morreu.

Falcão disse...

Realmente, Professor... Esses casos são tristes de se ver. Lembro que há algum tempo, coisa de semanas, fui a uma livraria evangélica. Estava procurando uma Bíblia para a esposa e aproveitei para ver a literatura de lá. Dei de cara com um livro que tem por título "Seitas e Heresias". Dei uma risada. A vendedora estava perto e não entendeu o por quê. Abri o livro no índice, encontrei o que já esperava. Lá estava o nome "Adventismo do sétimo dia". Abri no capítulo, folheei bem rápido para a vendedora não pensar que eu estava pensando que aquilo era uma biblioteca e vi algumas mentiras lá. Ri mais uma vez, olhei para a menina que já estava completamente confusa e falei: "Sabe que nem tudo aqui está certo?". Ela sorriu sem saber o que falar. De lá pra cá estou pensando em oferecer o livro "Nisto Cremos" para que eles vendam e coloquem pertinho desse livro na estante para vender. :)


Abração, Professor.

Gleidson Galindo disse...

Eu penso como é impressionante o modo como as pessoas procuram de alguma forma perder o seu tempo tentando rebater o que não nós, mas Deus disse. Afinal de contas, antes mesmo que houvesse igreja, a Palavra de Deus já existia. Essa "preguiça" de ler os capítulos por inteiro e de usar versos isolados para agradar o seu modo de vida é muito complicada. Não consigo entender o motivo...

Desde que conheci a verdade a aceitei como verdadeiramente ela é. Mas o problema do ser humano é querer adaptar a vontade de Deus a sua e tentar enquadrar os versos bíblicos à sua cultura e modo de vida. Ser humano é muito complicado, só mesmo Deus e Sua misericórdia para aturar, porque eu mesmo sinto uma falta de paciência com esse tipo de pessoa. Mas temos que aceita-las e ama-las da mesma maneira...

Admirador da verdade disse...

Os adventistas são muito devocionais! Gostam de acordar cedo e ler a Bíblia. Estudam individualmente e sem um se intrometer na interpretação do outro, chegam a mesma conclusão! Esse estudo individual é muito estimulado na igreja, coisa que não vejo muito nas outras denominações que frequento.
Por a igreja adventista acreditar no sacerdócio de todos os crentes, eles são fortes estudiosos!


Olha você pode ler o que for contra os adventistas, mas esse povo brilha!

Mayra disse...

Olá sr. Gilson! Sou adventista do sétimo dia a alguns anos e tenho sofrido perseguição na minha própria casa..por meus pais em especial! Tem sido muito difícil mas encontrei mt força ao ler seu blog...Continue seu belo trabalho e não se importe com o que os intolerantes religiosos dizem. O importante é seguir a Cristo não é?! Peço que ore por mim tb! Um abraço

Walans disse...

Ola Gilson,

ano passado fui convidado para assistir um culto de assuntos escatológicos na Igreja Presbiteriana Renovada...Algumas observações q faço do Pr q estava ministrando o curso(Q diziam ser de 1º)...Foi vendida uma apostila horrivel para os participantes..(quase 500 pessoas),exaltava o nome de Deus quando não estava conseguindo concluir um raciocínio para fugir daquela situação....
Em um determinado momento foi perguntado a ele sobre a interpretação das profecias, se as pessoas deveriam confiar em outras igrejas...ele disse assim.."Jamais dêem ouvidos para uma seita que se chama Igreja Adventista do 7º dia, um povo que não entende nada de biblia e não estuda a palavra de Deus(neste momento ele ergueu sua biblia para o alto e alterou muito o tom de voz)"...confesso que deu vontade de desafiá-lo ou de levantar e dizer que tudo aquilo era mentira e se as pessoas que se encontravam ali queizessem conhcer a verdade que porcurassem uma IASD mas estava tomado de raiva por tamanha mentira....por fim, no apelo deste Pastor para as pessoas tomar decisão de se batizar , nenhuma alma se levantou, nenhuma alma aceitou o convite, depois de 3 dias de de pregações....AMEM!!!!

Vejo esses mentirosos se levantando e caindo diante das verdades pregadas pela IASD...

lukass disse...

PR.GILSON, MUITAS CRÍTICAS TEM SIDO FEITAS AO LONGO DOS ANOS COM RESPEITO AS CRENÇAS DISTINTIVAS DO ADVENTISMO.POUCOS,PORÉM,TEM SIDO INSTIGADOS PELO ENGANO E ASSIM O INTERESSE PARA A INVESTIGAÇÃO E SATISFAÇÃO DA MESMA.PR GIL..SERÁ QUE ESSES GRUPOS SEQUITÁRIA E MALABARISTA EXEGÉTICOS NUNCA COMPAROU ADVENTISMO COM JEOVISMO E OUTRAS DENOMINAÇÃO REFERENTES AS DOUTRINAS A QUAL MOSTRA A SUA IDENTIDADE..VAMOS INCENTIVÁLOS PROTESTAR CONTRA OS QUE DISSEMINAM MENSAGEMS TIPO NÃO DOE SAN...ETC.ESSES SÃO OS CONTAMINADOS QUE CONTAMINAM NÃO ACHA? UM GRANDE ABRAÇO PR.ADMIRO O SEU TRABALHO!!!

edson disse...

Estou feliz por fazer parte do povo que aguarda a volta de Jesus que virá com poder e gloria e todo olho verá.E tem os mandamentos de Deus como diretriz para a vida.Não como meio para se salvar,mas porque estamos salvos em Jesus.Amém

Ricardo disse...

As barreiras denominacionais são bastante complexas.
Dizer que uma ou outra denominação vai para o céu e outra não exige muita responsabilidade, e não é nosso papel.

A salvação é pela fé. Quem crê e aceita Jesus como Senhor e salvador de sua vida é salvo.
A justificação é pelas obras. Aí são avaliadas nossas atitudes, como fazer a diferença neste mundo, pregação do evangelho, exemplo de vida, etc.

Até mesmo dentro de uma denominação tem igrejas que acreditam de uma forma e outras de outras. Tantas diferenças que poderiam passar a ser outra denominação. Uma apontar para outra já é dar brecha e corda para o diabo, pois somos todos irmãos.

As divisões dentro de igreja geram conflitos entre pessoas, e isto não é bom. Estas diferenças refletem em igrejas que mudam para "Renovada", "Independente" e tudo mais, mudando algumas doutrinas e costumes, porém não garante a salvação. Porém, qual igreja é a correta? A mais conservadora? A mais avivada? A que faz mais diferença na vida das pessoas? A que deixa de fazer isto ou aquilo? A que se veste de uma forma ou de outra? A que canta hinos? A que ganha mais almas para Jesus? A igreja de atitude, que dá de comer aos pobres, visita enfermos, apoia instituições?

Estamos no fim dos tempos, e Deus está fazendo uma limpa dentro de sua noiva. Tem muita coisa errada sim, dentro de QUALQUER igreja ou denominação.

A salvação é individual, e não denominacional.

Não adianta. Isto é guerra entre irmãos, portanto todos perdem.

Ore neste sentido pela restauração da igreja de Cristo, e ore pela sua própria vida, pois sempre o culpado está diante do espelho.

Deus os abençoe.

Anônimo disse...

Olá Gilson, que o Senhor Jesus continue te dirigindo! Os que não são sinceros de coração,quando enfrente da verdade não resistem à palavra expressa pelos servos de Deus, falta-lhes argumentos e partem para violencia verbal ou escrita, e não física por enquanto, más, o ódio que sentem, se tivessem a liberdade de se arremeterem contra nós com cruel violencia, fariam o mesmo que os opositores de Estevão fizeram! Que possamos ver o céu aberto, como viu Estevão! Continue firme nesta luta e que o Senhor Jesus te abençoe!!!

CRISTIANO RABELO disse...

Envie a mensagem sobre Estevão, coloquei sem querer como anonimo. Meu nome é Cristiano Rabelo

Gilson Medeiros disse...

Prezado Cristiano, obrigado pelas palavras de incentivo.

Um abraço.
Gilson.

Solange disse...

Olá Gilson, desde que descobri seu blog, todos dias entro para ver as novidades.Me orgulho de ser Adventista do Sétimo, gostei muito do assunto, pois tabém sou vítima do preconceito, o comentario do Luciano é muito interessante.
Nós adventistas temos que defender nossa fé e pedir a Deus que tenha misericória das pessoas que nos criticam tanto.

Abraços

Gilson Medeiros disse...

Olá, Solange.
Que bom que este singelo trabalho aqui no Blog tem beneficiado sua jornada cristã.

A perseguição será cada vez mais forte. Como Igreja (e família) devemos nos fortalecer para vencer as provas que estão à frente.

Mas, já temos uma certeza: A VITÓRIA É NOSSA!

Um abraço.
Gilson.

Chacon disse...

Gilson bom Sábado. Tocou na ferida, gosto disso. Eu era membro de uma comunidade do Orkut onde se falava de vários assuntos, mas não se podia ter um comportamento não Cristão. Excelente, tem que ser assim. Contudo, certa vez um moderador colocou um tema falando que o Sábado é carne e não sei o que é Espírito. Claro, respondi, de maneira super educada, lhe mosrei que nào era assim, e depois dos meus argumentos (e olha que não sou tão bom de Bíblia) a área de comentários foi fechada. Ok, passou o tempo, este mesmo moderador, colocou um tema com uma série de "estudos", entre eles...advinha? O tal do Sábado é carne bla bla bla. Só que desta vez eu fiquei meio, vamos dizer, queimado, não gostei do tom utilizado. O rapaz começa seu estudo dizendo quë: "O genuino Cristão"bla bla bla, depois vem e de novo: "O genuíno Cristão", ou seja, quem não fizesse o que ele estava dizendo não era um genuíno cristão. Ele disse que o Selo de Deus era o Sábado não nã valia, aquela coisa de sempre, ma não dava contexto, apnas apresentava parte de versículos, nem o versículo inteiro ele apresentava. Bom, fiquei Sábado passado esudando o Selo de Deus, e apresentei uma resposta, mas comecei dizendo que quem julga se o Cristão é genuíno é Deus e não ele, um exemplo foram os bandidos na cruz? O que Jesus disse que se salvaria era um genuíno Cristão? Perguntei à ele? Veja que com um pouco de lógica se pode acabar com a arogância de um "genuíno Cristão"
Depois coloquei o estud do Selo, começando obviamente por apocalipse, e disse: se o Sábado não tinha importância, por que os evangelistas se preo cuparam tanto em escrever sobre isso no Novo Testamento, sendo que foram escrito muito tempo depois da patida do Senhor? (Mais um pouco de lógica). Conclusão: DELETARAM minha resposta. O que eu fiz? Sai da comunidade que ali não é meu lugar, não por serem contra o Sábado, mas por nõa serem justos ao ponto de permitir que outros leiam o estudo e decidam por si mesmos. ah... sobre Joel 2 citado acima, esse versículo é... digamos "clássico" querem falar do Espírito Santo... Joel 2, mas note o que ele diz: "acontecerá depois", depois de quê? Está no próprio livro de Joel, o Pastor Fernando Iglesias explica muito bem no seu sermão que está no youtube que se chama"Abrindo o Coração. Tenho até no celular para ouvir empre. Ellen White disse que apareceriam falsos ENSINADORES, são os dias que estamos vivendo. Grande abraço Gilson. Em tempo, fico impressionado como alguém tem a coragem de entrar no blog fazer alguma crítica e nem saber o que está criticando, não sabe nem o significado da palavra Adventista, ou Adventismo. Lamentável. Pessoal, numa boa, vão ler um pouquinho, saiam da frente da novela, do Faustão, do sei lá quem, vai ler, que pelo menos vão poder argumentar melhor, sem contar que cultura não ocupa espaço, Deus nos deu uma memória com mais capacidade que a de qualquer computador, é só uma dica. Abraço a todos.

Jair disse...

Eu não conheço nenhum site ou blog feito por adventistas com o objetivo de atacar,zombar ou debochar de outras igrejas/crenças(e eu creio que não existem).Pelo fato da IASD pregar princípios(Bíblicos !!) que vão claramente contra muitas coisas pregradas por outras denominações,ficam dizendo que "os ASD se acham donos da verdade","os Adventistas dizem que só eles vão se salvar","os adventistas colocam os escritos de Ellen G. White acima da Bíblia",e por aí vai...

Tatá disse...

Os adventistas são perseguidos do mesmo modo que os evangélicos também são. Basta lermos blogs na internet e outras fontes para vermos que tanto um quanto outro são perseguidos e criticados. Só não entendo o porquê de ficarem tão ofendidos com as críticas quando os adventistas também criticam. Não estou querendo botar mais lenha na fogueira, mas analisando bem os fatos pode-se chegar a uma conclusão nada boa: têm havido críticas e alfinetadas de ambos os lados (adventistas e evangélicos). Sejamos pelo menos um pouco sinceros. Sempre tem um adventista disposto a menosprezar um evangélico questionando seu modo de cultuar à Deus e vice-versa. Não concordo com julgamentos, porque só Deus tem o direito de julgar e somente ele conhece o interior da pessoa. É muito ruim ser criticado e não compreendido não é? Não sou adventista mas também já fui julgada e condenada como vocês estão se queixando. Na verdade em todos os setores e áreas da vida há os críticos e isso não é exclusividade dos evangélicos, já vi muitos adventistas descendo o pau em evangélicos, então não sei porquê de se sentirem vítimas. Afinal, se não querem ser criticados e ofendidos deveriam dar o exemplo, não se igualando àqueles que os criticam e ofendem. Infelizmente, muitos cristãos estão nessa de só ficarem apontando o dedo e julgando o outro. Mas creio que há os cristãos sinceros de coração, que estão mais preocupados com a salvação do que com picuinhas e intrigas. Sei que há adventistas sinceros, do mesmo jeito que têm sinceros entre evangélicos. Outra coisa: há livros contra o adventismo? Também há livros criticando e julgando alguns movimentos evangélicos escritos por adventistas. Então, não vejo o porque de tanta irritação contra tais perseguições. Afinal, o que acontece com adventistas, também acontecem com os evangélicos a todo momento. O que escrevi aqui, não foi com o intuito de denegrir a imagem de ninguém, até porque não é de meu feitio, só quis externar o que penso sobre esse assunto.

Tatá disse...

Só mais uma coisa que esqueci de dizer: conheci esse blog por acaso e comecei a ler alguns tópicos, até que me deparei com críticas, ironias e até mesmo ofensas contra evangélicos. Com isso estou querendo dizer que do mesmo jeito que os adventistas se entristecem com tais atitudes, nós evangélicos também nos entristecemos. Outra coisa que esqueci de dizer: em debates não se deve vangloriar por fulano ou sicrano ter se saído melhor que beltrano. Saber as Escrituras é bom, mas usar a Bíblia como instrumento de contendas e rivalidades, não é comportamento de cristão, a Bíblia fala sobre tais atitudes.
Ps: Não sei se meus comentários vão ser aprovados, porque na maioria das vezes , se quer dar a entender que somente vocês adventistas são vítimas de perseguições, de ofensas e sempre colocam os evangélicos como os atacadores e perseguidores. Se forem sinceros, vão perceber que há críticos e perseguidores de ambos os lados, inclusive entre adventistas. Mas graças à Deus, nem todos os adventistas e evangélicos usam de má fé para denegrir o outro. No meio dos adventistas há o joio e o trigo, do mesmo modo acontece no meio dos evangélicos. Não acho bom quando ao se fazer uma crítica partir para a generalização: como se todos os evangélicos estivessem preocupados em denegrir os adventistas. Fui sincera no que escrevi aqui, se não aprovarem meus comentários , tudo bem, vou entender que não querem colocar o outro lado da história,que preferem manter a posição de vítimas e deixar os evangélicos como vilões da história, mas ok, infelizmente faz parte.

Gilson Medeiros disse...

Olá, Tatá.

obrigado por seus comentários.

Um abraço
Gilson.

A.K.Renovatto disse...

É lamentável que perseguições religiosas aconteçam. Mas não são somente os adventistas que são perseguidos. Tem havido perseguições de todos os lados. E não é porque uns evangélicos fazem isso que devemos generalizar. Há evangélicos que não se prestam a esse papel e gostam dos adventistas (que são evangélicos também, diga-se de passagem). Basta analisarmos que "perseguidores" há em todas as religiões. Já vi evangélico ofendendo adventista, adventista ofendendo evangélico, embora no fundo todos possam ser considerados evangélicos, há sim preconceito de muitos, de ambos os lados. Quando as pessoas aprenderem a respeitar o "diferente", talvez as coisas evoluam e melhorem. Mas pelo que vejo, as coisas pioram ao invés de melhorar. Por isso, sempre digo, "placa de igreja" mais "espalha" que "ajunta". Mas não devemos jamais nos entristecer com isso ou desanimarmos da fé. Eu sou batista e já sofri perseguição por minha fé. Acredito que todos que tem uma fé, em certo momento será perseguido, é lamentável, mas é a realidade. Porém, não devemos com isso, generalizar, há cristãos verdadeiros, nas várias denominações e que não se prestam a esse papel de "perseguidor". Quanto a ser chamados de seita, os pentecostais e neopentecostais também são chamados de seitas heréticas por muitos cristãos ainda hoje. Apesar de não concordar com algumas doutrinas adventistas, pentecostais/neopentecostais, respeito muito e jamais irei "perseguir" alguns destes irmãos adventistas ou pentecostais por conta da sua fé. Perseguição deve ser repudiado pelos cristãos em geral. Ainda penso que quando as pessoas deixarem um pouco de lado a "placa de igreja" e olhar apenas para as coisas realmente importantes, o cristianismo irá avançar em muitos pontos. E irmãos, vivamos em união, seja adventista, batista, presbiteriano, pentecostal etc. A união faz a força! Mesmo sem concordar com tudo da fé do outro é possível respeitar e amar o próximo! Basta querer, e querer é poder!

Núbia disse...

Queridos, bom dia!
Me tornei adventista a pouco tempo, era de uma outra denominação e dentre todas as decisões que já tomei, esta foi a mais importante. Graças a Deus pude entender que esta igreja verdadeiramente vive e prega a palavra de Deus.
Hoje eu entendo porque os adventistas são tão perseguidos, mas continuemos firmes porque um dia teremos a recompensa da nossa perseverança em Cristo.
Estou muito feliz e tenho a certeza que conforme a bíblia e até a volta de Jesus, os cristãos sinceros estarão abrindo o coração e buscando obedecer as leis do Senhor.

Cursos Básico, Médio e Avançado

Ebook 101 Razões