quarta-feira, abril 17, 2013

"Tio, por que Jacó não subiu?"

Estes dias eu estava lembrando de uma vez quando conduzia a Gabrielle (minha filha mais velha) e 2 amigas (Carol e Melissa) para mais um dia de aula na Escola Adventista de Natal-RN. Enquanto eu me concentrava no trânsito, elas vinham cantando a música que uma delas apresentaria na capela da Escola naquela semana.

Em certo momento, Carol fez uma pergunta inesperada:
- Tio Gilson, Jacó poderia ter subido pela escada?

De onde ela tirou esta ideia?! rsrs

Pelo restante do caminho, eu vim meditando sobre esta curiosidade, e o porquê de nós sempre procurarmos "responder o irrespondível". Pronto! Mais um tema para escrever aqui no blog... rsrs.

O que vocês acham? Por que os seres humanos (em especial os cristãos) gostam tanto de procurar respostas para dúvidas que Deus, por algum motivo, achou melhor ocultar de nós? Por que será que a Teologia é esta ciência tão "especulativa"? Aliás, toda ciência deve se basear exatamente nesta "sede" pelo saber, pelo conhecimento. Mas me parece que no caso da Teologia, sempre está se buscando encontrar respostas e soluções para problemas (?) que acreditamos serem importantes para firmar nossa fé, nossa esperança.

- Qual a marca de Caim?
- Quem são os 144.000 de Apocalipse?
- Haverá sexo no céu? E as famílias, permanecerão unidas por lá?
- Por que os Dinossauros não entraram na arca?
- Existe algum "lapso" enorme de tempo entre Gên. 1:1 e os outros versos deste capítulo?
- Qual o sexo dos anjos?
- O irmão do filho pródigo entrou ou não entrou na festa?
- Por que Daniel não estava na fornalha, junto com seus 3 companheiros?
- Por que a palavra "Trindade" não aparece na Bíblia?
- Jesus era 100% Deus ou 100% Homem? Ou os dois?

Por que? Por que? Por que? E a cada dia enchemos a Teologia de novos "porquês".

Isso não é de todo ruim; afinal, Deus quis que o raciocínio e a mente ativa fossem exatamente o que nos diferenciasse dos outros seres vivos que Ele criou.

Mas, de vez em quando, exageramos... rsrs

Não quero dizer que devamos parar de pensar, parar de perguntar, de procurar entender. É claro que não! Sou um "amante da filosofia", da arte de pensar, de "criticar" a vida.

O que me deixa preocupado é quando vejo pessoas "pendurarem" sua fé nestes "ganchos de dúvida". Ou seja, cada vez mais encontro pessoas que se sustentam nestes "porquês" não respondidos pela Bíblia, para poderem questionar a fé, a Revelação.

Sola Scriptura era o lema da Reforma. Somente a Bíblia era (e deve sempre ser) a regra de fé do cristão autêntico, vivo, pensante. Estudando a Palavra é que podemos compreender de onde viemos, o que estamos fazendo aqui e, principalmente, para onde iremos. Ela nos revela tudo que precisamos saber sobre Deus, Seu amor, Sua graça, Sua justiça e misericórdia. Tudo!

Se Jacó poderia ou não ter subido? Por que Deus permitiu o que hoje condena? Ou outros devaneios mentais que os "teologuistas" de plantão gostam de levantar, nada disso é importante para nossa fé. Pode ser importante para uma minoria de intelectuais frios e calculistas, mas para a grande maioria de filhos e filhas de Deus estes pequenos "silêncios divinos" não alteram em nada o fato de que Ele nos ama, nos salvou e nos libertou de um destino de trevas.

Há muito tema importante na Bíblia sobre o qual nos debruçarmos. Por exemplo: você já "mastigou" o livro de Romanos todinho? E o Evangelho de João? Antes de querer respostas para coisas tão sem importância (ou de importância secundária), deveríamos entender o que estes livros especiais revelam. Aliás, foi "Romanos" quem "detonou" a mente de Lutero e o fez entender que estava em um caminho de legalismo, desobediência e apostasia. Você sabia?!

Estudemos o que está revelado... o restante vamos deixar para as aulas de Cristo sob a sombra da Árvore da Vida, por toda a eternidade.

Fechado?!

"Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna" (João 3:16).

12 comentários:

OwEn FabricI0 disse...

Parabéns,
Otimo artigo, otimas colocaçoes.

João disse...

De vez em quando sou pego pelos meus filhos com questões parecidas. Nós mesmos, adultos, temos nossas questões. Muitas vezes falta-nos a simplicidade delas para aguardar as aulas do Mestre à sombra daquela árvore tão almejada.

Makel Anderson disse...

Olá, Gilson!

Somos questionadores por natureza. Somos curiosos e queremos sempre saber tudo... Que bom que nosso Deus usa de misericórdia. Ele sabe tudo e a Seu tempo revelará o necessário.

Parabéns pelo artigo!

Makel Anderson disse...

Olá, Gilson!

Somos questionadores por natureza. Somos curiosos e queremos sempre saber tudo... Que bom que nosso Deus usa de misericórdia. Ele sabe tudo e a Seu tempo revelará o necessário.

Parabéns pelo artigo!

Rodrigo disse...

Ótimo artigo!!!

Enquanto perdemos tempo na fronteira da Nova Canaã "fuxicando" sobre o que não sabemos, milhares de pessoas perecem nas trevas do pecado.

Enquanto praticamos o "Teolôgues", milhares de pessoas estão sedentas de conhecer o Salvador.

Chega de esquentar banco pessoal, e vamos para o campo de batalha. Lá, existe milhares de feridos que foram picados pela velha serpente chamada Diabo.

E podem ter certeza que todo esse "Teolôgues" não é antídoto para livrar essas almas.

Despertem, porquê o tempo esta se esgotando...

...


"A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo estejam com todos vós".

João disse...

Para Rodrigo.
Quem pôs esse desejo de conhecer os pensamentos de DEUS e Suas maravilhas e misericórdias?

Anônimo disse...

como dizem na escola sabatina: dúvida é coisa do diabo

irmão leitor disse...

Não questiono nada sobre o artigo e comentários, mas complemento: há questões que não seriam colocadas em dúvidas ou que não exigiriam por quês se nas classes e púlpitos tivéssemos mais da Palavra de Deus.

O excesso de "departamentês" tem sido uma pedra de tropeço.

Gilson Medeiros disse...

Caro irmão Leitor, concordo plenamente com você.

Um abraço.
Gilson.

jsilva disse...

Meus Deus, um disse que "a dúvida é do diabo"

Se o povo de Deus não tivesse dúvidas ao longo da história, ninguém estudaria, ninguém criaria nada. É a dúvida que trouxe todos os estudos e todo o conhecimento que temos hoje.

Foi fazendo perguntinhas e mais perguntas que foi produzido milhares de livros em nossa Instituição.

Não confunda dúvida de Satanás sobre o amor de Deus com a vontade de conhecer e produzir novos conhecimentos...

O coração entendido buscará o conhecimento, mas a boca dos tolos se apascentará de estultícia. Provérbios 15:14

E peço isto: que o vosso amor cresça mais e mais em ciência e em todo o conhecimento, Filipenses 1:9

Que Deus nos ajude!

Chacon disse...

Querer saber, faz com que o Cristao nao seja enganado. Os que sao enganados (e grande parte) nao perguntam, nao estudam, aceitam tudo pronto. Quanto a pergunta da mocinha, eu diria que esta diretamente relacionado com Marcos 13:24. Acho que coloquei mais duvida, mas e para pensar mesmo. Abraco e feliz Sabado

A.K.Renovatto disse...

Esse texto me fez lembrar de minha filha (hoje já casada) quando criança rsrs. Ela tinha o hábito de fazer perguntas "criativas" em momentos inesperados. E ela gostava de perguntar sobre personagens bíblicos, o que mais a impressionava era a história de Jonas rsrs, a pequena fazia perguntas incríveis (não sei como ela conseguia imaginar tanto rsrs) e muitas vezes eu ficava depois pensando e rindo. Mas nunca a recriminei por fazer perguntas "fantasiosas", sabia que era da idade e sinceramente, preferia ouvir perguntas "sem sentido" sobre a Bíblia, do que vê-la sem interesse pela Palavra de Deus. De fato, muitos perdem tempo questionando assuntos irrelevantes ou secundários, mas noto que isso acontece mais entre os teólogos e apologistas (não todos, claro, mas por tanto estudarem, começam a querer "dissecar" todo assunto, até pontos e vírgulas rsrs). O pior é que algumas pessoas perdem a fé quando não encontram explicação para suas dúvidas, e dúvidas que não interferem na grandeza de Deus ou na sua infalível Palavra. Muitas coisas não nos foram reveladas, porque provavelmente estão além de nossa compreensão humana. Uma pergunta que minha filha vivia me fazendo quando criança era: "Pai, de onde Deus veio? Se ele sempre existiu, como é isso? Me explica." rsrs. Certos mistérios serão revelados no tempo certo, assim penso. E sua sugestão de estudarmos o que já está revelado, é excelente! Teorias sobre os mistérios não revelados na Bíblia, não passarão de especulações/suposições. Para os cristãos firmados na Rocha, esses mistérios que Deus preferiu ocultar, não interferem na sua fé e na certeza de que o que já nos foi revelado é o suficiente para avançarmos no alvo (que é estarmos prontos para a volta de Jesus).

Cursos Básico, Médio e Avançado

Ebook 101 Razões