segunda-feira, outubro 31, 2011

Igreja acolhedora em Mossoró-RN

Neste fim-de-semana fui até a cidade de Mossoró, interior do Rio Grande do Norte, para visitar alguns parentes. No sábado de manhã, fui com Marta e as meninas (Gabrielle e Iris) para a Igreja Adventista da COHAB, no Alto de São Manoel, próxima de onde estávamos hospedados.

Ficamos grandemente felizes com a simpatia e espírito de união e adoração que encontramos naquele lugar. Os irmãos não nos conheciam, mas nos receberam muito bem. Nos sentimos em casa!

Já falei aqui em alguns momentos sobre a frieza que encontrei na recepção de algumas congregações adventistas pelas quais passei. Por isso, achei que deveria mencionar a satisfação com que fiquei em assistir ao culto na Igreja da Cohab neste sábado. Um templo pequeno em tamanho, porém imenso em acolhimento e fraternidade.

A Escola Sabatina estava muito bem dirigida e organizada, inclusive com um interessante e criativo programa de incentivo de presenças. Praticamente toda a Igreja estava presente antes das 09:00h da manhã. A professora da Unidade na qual Marta e eu ficamos era uma pessoa muito alegre, espiritual e motivadora (a irmã Toinha).

É o tipo de congregação da qual todo "visitante" sente o desejo de voltar.

Parabéns, líderes e demais membros da simpática Igreja Adventista do Sétimo Dia da Cohab, Mossoró/RN!!!

4 comentários:

edson disse...

Como é bom quando estamos em viagem e encontramos irmãos verdadeiros.Acolhedores,sentindo o primeiro amor ardendo em seus corações.

Daniel Breia disse...

Infelizmente é um problema que acontece não só na igreja adventista mais com a maioria das congregações.
Quanto maior a congregação e mais luxuosa ela for, menos amor e acolhimento ela demostra. (claro que ha algumas exceçoes)

Por isso fico feliz em saber que existe igrejas como essa que preza em receber bem a todos os filhos de Deus!!

Abs!

Walans de Souza disse...

Ola Pr. Gilson,

Igrejas assim nos impulsiona..... Moro no interior de SP, em Agosto tive a oportunidade de viajar para o interior da Bahia, Caimbé, povoado de Euclides da Cunha...la preguei tds as noites na semana de Oração Jovem, fui tão bem acolhido, vi pessoas que realmente levam a mensagem de Deus e vivem a palavra, hoje sinto uma saudade imensa daquele lugarzinho, que me fez experimentar o primeiro amor novamente...
Um Grande abraço..

Gilson Medeiros disse...

Caro Walans, a turma da Bahia é mesmo nota 10! Ainda não conheci outro "povo" tão fervoroso e dedicado quanto os baianos.

Um abraço.
Gilson.

Cursos Básico, Médio e Avançado

Ebook 101 Razões