quinta-feira, abril 24, 2014

Sabatista ou Adventista?

O título desta postagem pode até parecer redundante para algumas pessoas. Afinal, todo Adventista é um sabatista... certo?! A princípio, sim... Porém, tenho percebido que cada vez mais pessoas estão perdendo o sentido do que significa ser um autêntico ADVENTISTA DO 7º DIA, e estão limitando a sua "religião" apenas ao encontro "social" semanal com os membros de sua igreja local.

Fico imaginando: ser Adventista do 7º Dia se resume a "guardar" o sétimo dia da semana? Entenda-se por "guardar" o ato equivocado de APENAS não realizar trabalho secular entre às 08:00h e às 17:00h deste dia.

Acho que ser Adventista não é só isso...

Eu sou Adventista do 7º Dia há 18 anos (desde 13-02-1994), e sou da época em que sábado à tarde era sempre dedicado ao trabalho missionário, visitação, culto jovem, classe bíblica dos Desbravadores. Domingo à noite a gente estava sempre na Igreja, levando convidados, estudando as profecias, as doutrinas. Na quarta, era sagrado... sair do trabalho e passar na Igreja para o culto de oração. E as demais noites da semana? Ai tinha a reunião da liderança jovem (terça-feira), dos Anciãos (segunda-feira), e as outras eram os estudos bíblicos na casa de amigos. E a Igreja era muito feliz, próspera e animada!

Hoje, grande parte de nós só pega na Bíblia no sábado pela manhã (e olhe lá... pois alguns já estão preferindo levá-la nos tablets, smartphones, powerpoints, etc.!!!). Nos demais dias, nada! Nenhum estudo bíblico! Nenhuma classe bíblica! Nenhum encontro de oração! Nenhuma reunião de liderança! Nada! Absolutamente, nada!

Devido a isso, temos visto mornidão (ou gelidão!) espiritual entre os jovens, adultos e idosos. A Igreja avançou em tecnologia, qualidade da pregação, mas parece estar perdendo em participação de seus membros. 

Estado de Laodicéia? Alguns dizem que é... mas isso não é desculpa!

Não podemos fugir do PERÍODO DE LAODICÉIA... mas somos OBRIGADOS a fugir do ESTADO DE LAODICÉIA!

Caro irmão, prezada irmã... há alguns anos você me acompanha aqui no blog, e isso tem sido uma bênção na minha vida, particularmente. Por isso, eu tomo a liberdade de te pedir que não deixe que a mornidão (ou gelidão) espiritual se apodere de sua vida (e eu vou fazer o mesmo!).

Os noticiários estão nos despertando a cada dia de que JESUS ESTÁ VOLTANDO, e que a cadeia de circunstâncias que estaria preparada quando o tempo estivesse no fim, já está quase toda fechada. 

Canibais que colocam carne humana em salgados e vendem nas feiras livres;
Meninos de 10, 11 anos estuprando colegas da mesma idade em plena sala de aula;
Corruptos que desviam milhões de reais da merenda escolar, da saúde, do saneamento básico, e não estão nem ai;
Militares de alta patente, em final de carreira, que atiram na cabeça em desespero pelos problemas pessoas que os afligem;
Motoristas que matam e morrem aos montes todos os dias, unicamente por causa do egoísmo e do stress que imperam na sociedade moderna;
Lugares que antes eram devastados pela seca, agora sofrem com enchentes;
Falsos profetas surgindo diariamente para tomar o dinheiro de pessoas ingênuas e sem conhecimento das Escrituras, e aplicar em fazendas, carros de luxo, jatinhos, gado...

O que mais estamos esperando?! Tudo já está se cumprindo!

Façamos um propósito com o Senhor, para despertarmos dessa letargia e voltarmos ao primeiro amor... deixarmos de lado a mornidão de Laodicéia, e buscarmos o fogo do Espírito de primeiros discípulos!

Há um mundo de gente a ser alcançado para Jesus, muitos dos quais estão entorpecidos pelo "vinho de Babilônia", e Deus espera que nós, o 4º anjo do Apocalipse (cap. 18) iluminemos a todos com a glória majestosa do Príncipe Emanuel!!!

Não há mais tempo a perder!

Hoje é o dia da nossa salvação!

Que o Senhor nos abençoe, e nos guarde!

"DESPERTA, desperta, veste-te da tua fortaleza, ó Sião; veste-te das tuas roupas formosas, ó Jerusalém, cidade santa, porque nunca mais entrará em ti nem incircunciso nem imundo" (Isa. 52:1).



Nenhum comentário:

Cursos Básico, Médio e Avançado

Ebook 101 Razões