sábado, julho 07, 2012

Missionário Adventista é preso injustamente


Tomei conhecimento deste relato, através do amigo Rodrigo Oliveira, e estou disponibilizando para que orem por este missionário de Deus.


António Monteiro dos Anjos, pastor da Igreja Adventista do Sétimo Dia, Departamental da Escola Sabatina, Ministerio Pessoal, Missão Global e Vida Familiar na sede da Uniao do SAHEL das Igrejas Adventistas do 7º Dia em Lomé, Togo, foi detido a 15 de Março de 2012. 
Decorrido 11 dias em isolamento total foi informado que a detenção ocorreu na sequência de uma denúncia por Tráfico de Sangue e Órgãos humanos.

Após 14 dias de detenção foi transferido para Prisão Civil de Lomé onde esteve preso enquanto decorria um processo de investigação ordenado pelo Ministério Público no sentido de apurar a verdade dos fatos.

No dia 4 de Abril ocorreu a primeira audiência onde foram ouvidas testemunhas e o Pastor. Nesta audiência restou confirmada a prisão preventiva do Pastor até à audiência de discussão e julgamento.

Recolhida as provas, essencialmente baseadas no depoimento do denunciante, fez-se mais uma audiência onde ocorreu a acareação entre o denunciante e o Pastor António Anjos.

Assim, o Juiz de instrução do processo elaborou o relatório e remeteu ao Procurador para pronúncia juntamente com um pedido de liberdade condicional requerido pela advogada de defesa do Pastor.

O Procurador negou a concessão da liberdade condicional, muito embora é do entendimento do Juiz que fosse concedida uma vez que não há indícios e provas que justifiquem a prisão preventiva.

Até a presente data, não há provas que confirmem a acusação que pesa sobre o Pastor António Anjos. Continua inocentemente preso sem provas concretas e verdadeiras que fundamentem a acusação e consequentemente a prisão. Estas provas nunca serão encontradas porque as mesmas não existem.

Em nome da justiça e da dignidade de cada ser humano recolhemos assinaturas para que seja decretada a liberdade definitiva do Pastor António Monteiro dos Anjos preso desde 15 de Março sem provas contundentes.

Mais informações, clique aqui.

Um comentário:

Chacon disse...

Gilson, vivemos dias difíceis, eu estou igual um animal que sente o perígo, estou sentindo que vivemos nos últimos, últimos, últimos dias, acho até que vejo Jesus voltar, de tão perto que creio está a Sua volta. Aqui no México onde moro, tivemos um problema na renovaçõa de nossa permissão para viver aqui, os "advogados"da Pepsi onde eu e minha esposa trabalhavamos simplesmente fizeram um monte de besteiras e perdemos todos os direitos que tinhamos e estavamos a ponto de sermos deportados por causa dessas irresponsabilidades que fizeram. Troquei de advogado e a coisa se regularizou, mas ficamos um tempo ilegal, por causa da Pepsi. Sabe qual foi a solução que a Pepsi deu? Demitiu minha esposa. Super justo não? Demitem a vítima e preservam os culpados, bem típico dos nossos dias. Quer saber, estou que não aguento mais viver neste planeta, queria que Jesus voltasse hoje, e acabasse com tudo isso. Abraço

Cursos Básico, Médio e Avançado

Ebook 101 Razões