segunda-feira, abril 06, 2015

Como saber se algo é da vontade de Deus, de fato?

Muitas vezes tomamos decisões, fazemos escolhas, idealizamos planos (até "missionários"), e costumamos dizer que estamos agindo conforme a vontade de Deus.

Quantas vezes não seguimos determinado caminho e colocamos em Deus a "responsabilidade" pela direção, como se Ele tivesse nos apontado tal rota!

Infelizmente, muitas dessas escolhas ou caminhos que traçamos para nós, e que achamos serem da vontade de Deus, acabam por tornarem-se em pesadelo ou decepção, quando não levam a consequências ainda mais trágicas.

Seja no campo profissional, no afetivo, no familiar, no social, no religioso... não importa! Devemos buscar orientações do Senhor para que as decisões tomadas nos levem, de fato, a vitórias e realizações aprovadas por Ele.

E o melhor é que tudo que necessitamos para sabermos como agir já está esboçado na Palavra de Deus, ou seja, se buscarmos de verdade seguir os Seus ensinos, com coração sincero para aceitar mesmo quando o caminho for diferente do que estamos idealizando, então podemos ficar seguros de que Ele estará do nosso lado durante a jornada, e no pódio, ao final dela.

Tenho visto muitas pessoas tomarem decisões em flagrante afronta aos ensinos bíblicos, e ainda "acalentarem" a consciência com o pensamento de que Deus está no controle.

Vejamos alguns exemplos...

1. Um jovem que aceita trabalhar no sábado, com a "desculpa" de que aquele trabalho foi resultado de suas orações (pois Deus sabe das necessidades que ele está passando), não pode enganar-se achando que o Senhor violaria Sua santa Palavra.

2. Uma garota que começa um relacionamento em jugo desigual, escusando-se no pensamento de que o rapaz "maravilhoso" é melhor que muitos da Igreja, e que é tão "consagrado" e "sério" quanto qualquer outro, não pode depois descontar sua frustração em Deus, se tal relacionamento descambar em sexo descompromissado, gravidez indesejada, disciplina eclesiástica, etc.

3. Um homem que aceita flertar com alguma colega de trabalho, com a desculpa de que Deus conhece o drama que tem sido o seu casamento, e que aquela "boa moça" pode ser a mulher que o Senhor está colocando em seu caminho, não poderá jamais dizer que não sabia das consequências negativas que um relacionamento assim poderia lhe trazer.

4. Uma esposa que idealiza planos e projetos, sem consultar o marido para buscar dele uma opinião ou conselho, e que depois se decepciona porque o "sonho" que a princípio parecia ser a resposta de Deus às suas orações, não foi o que ela esperava, também não poderá se eximir das consequências negativas que sua conduta possa trazer ao seu casamento, uma vez que a Bíblia é clara (mesmo que pareça "machismo") de qual deve ser o proceder da esposa neste tipo de situação.

Muitas vezes, mesmo em projetos e atividades da Igreja, que colocamos o rótulo de que são feitos "para o Senhor" ou "para Sua Obra", podem trazer alguns traços de egoísmo, exibicionismo ou mesmo uma tentativa de auto-promoção.

Quantas e quantas vezes não vemos cantores (e instrumentistas), por exemplo, que usam o surrado jargão "para honra e glória de Deus" no início do seu "louvor", mas que se apresentam como se fossem as estrelas de algum GOT TALENT da TV?! Suas vidas e condutas refletem um comportamento puramente mundano e arrogante, deixando totalmente de lado as orientações bíblicas e do Espírito de Profecia sobre o verdadeiro louvor que Deus aceita.

Até mesmo alguns "programas" e "eventos", infelizmente, parecem ser idealizados mais com o objetivo de promover este ou aquele líder (seja pastor, cantor, membro "vip", etc.), e que passam longe do que a Palavra do Senhor ensina sobre a real e ÚNICA missão da Igreja: pregar o Evangelho. Muito "engodo" é realizado, canalizando recursos materiais e humanos, com a pseudo-aparência de que se está fazendo a "Obra de Deus"... Será que Ele pensa assim mesmo??!! Tenho minhas dúvidas.

No fundo... no fundo... temos incorporado de maneira muito evidente o "estado de Laodiceia", uma igreja rica, abastada, arrogante, orgulhosa e... acima de tudo... autossuficiente, achando que não precisamos mudar ou melhorar em nada. E aqueles que me acompanham aqui blog há tanto tempo sabem que isso não falo com espírito de crítica à "instituição" Igreja Adventista do 7º Dia. Quando falo de "igreja" estou falando de mim, Gilson. Como instituição, a IASD é perfeita em sua doutrina e teologia. Não há nada que me faça desacreditar disso. Porém, ela é formada por pessoas pecadoras e falhas como eu, e por isso ainda vemos algumas situações que nos trazem tristeza e pesar.

Mas, respondendo à pergunta que é o título dessa postagem, só há uma maneira de sabermos se nossa escolha ou caminho estão, de fato, de acordo com a vontade de Deus:

- Pautando-os por um claro "Assim diz o Senhor".

Ou seja, se o que estou pretendendo fazer está contrário à orientação bíblica (mesmo que esteja em harmonia com a ideologia feminista pregada na novela, ou com o senso de rebeldia ensinado nos bancos de faculdade, etc.), então o único caminho seguro é não seguir aquela rota, e permanecer do lado do que a Bíblia ensina.

Na dúvida, consulte um amigo da Igreja que seja de sua confiança, e busque dele algum conselho ou orientação. Deus também "fala" a nós dessa maneira hoje em dia...

"Há caminho que parece direito ao homem, mas afinal são caminhos de morte" (Prov. 14:12; 16:25).

"Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto; quem o conhecerá?" (Jer. 17:9).

7 comentários:

Chacon disse...

Nota 1000. Nada mais. Deus te abencoe.

Lucyanna disse...

Pastor, muito obrigada por seus artigos edificantes... Conheci ontem seu blog e nao consigo parar de ler. Sempre tive muitas duvidas em relacao a certos assuntos e aqui foram esclarecidos. Deus te abencoe!

Gilson Medeiros disse...

Cara Lucyanna, obrigado pelo comentário.

Fico muito feliz com suas palavras, pois vejo que estou sendo útil na edificação de meus queridos irmãos e irmãs.

Ore por mim.

Um abraço.
Gilson.

Ana Paula Santos disse...

Obrigada pelas palavras!
Muito bom!

Anônimo disse...

Se eu peço para Deus confirmar algo e várias pessoas confirmaram a mesma coisa é pode ser Deus confirmando a resposta.Deus te abençoe

Gilson Medeiros disse...

Caro Anônimo,

Se você pediu um sinal ao Senhor em silêncio (orou apena em sua mente), as pessoas que estão "confirmando" a resposta são dedicadas, ativas e se preocupam mesmo com você, então é possível que o Senhor esteja te respondendo através delas, sim.

Sugiro que procure seu pastor para ver o que ele acha.

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

Artigo muito bom e edificante Pastor! Que Deus continue te usando, não tem como ter dúvidas depois de uma leitura como essa.

Cursos Básico, Médio e Avançado

Ebook 101 Razões