quinta-feira, março 10, 2016

Morte do neto de Chico Anysio e a busca por "novas" religiões

A morte recente do neto de Chico Anysio, que a princípio acreditava-se tratar de um sequestro, trouxe à tona o crescente envolvimento de jovens com as chamadas "religiões alternativas".

No caso do neto do humorista, o uso de chás alucinógenos pode ter levado o jovem a um "surto", fazendo-o morrer afogado no mar, infelizmente. Segundo se apurou até agora, o rapaz estava fazendo parte de uma seita que promove o Xamanismo e a utilização do chá Ayahuasca (conhecido como Santo Daime).

Especialmente entre os chamados "intelectuais", assim como no meio artístico, tem sido crescente esta procura por respostas às dúvidas que afligem o ser humano, tais como: quem sou? de onde vim? para onde vou? qual minha missão aqui?

Na busca pelas respostas, muitos têm enveredado pelo perigoso caminho dos movimentos esotéricos, de cunho eminentemente psicodélico, espiritualista ou autocentrado.

É uma pena que tais pessoas não busquem responder suas dúvidas naquela que é a fonte mais confiável em matéria de religião: a BÍBLIA. Por outro lado, entendo que o grande número de igrejas, seitas, movimentos e ramificações do Cristianismo pode ofuscar um pouco a beleza da revelação bíblica, uma vez que todas se dizem "a verdadeira" igreja, e pregam como se quem não fizesse parte do seu corpo de membros estaria eternamente condenado ao fogo do inferno.

Como este blog se propõe a ajudar as pessoas a descobrirem como melhor entender a Palavra de Deus, vamos esclarecer uma dúvida básico nos dias de hoje:  Como saber se uma Igreja prega a verdade?
 

A Bíblia nos mostra que a Igreja do Deus Vivo seria a “coluna” e o “baluarte” (ou suporte) da verdade para o mundo (cf. 1Tim. 3:15). Se descobrirmos o que a Bíblia chama de “verdade”, então saberemos qual seria o tema de pregação dessa Igreja Verdadeira.

Sendo a “coluna” da verdade, a Igreja seria a própria representante da verdade de Deus nesta Terra, ou seja, esta Igreja precisa pregar TODA a verdade, sem deixar nenhum ponto, pois, caso contrário, não poderia ser a “coluna” ou o “pilar” da verdade.

A própria Matemática diz que um plano só existe se estiver formado por, no mínimo, três pontos. Isto pode ser muito bem observado em uma mesa comum. Nenhuma mesa é forte e confiável se tiver apenas 1 ou 2 pernas. Para que uma mesa possa receber uma adequada carga sobre ela, é necessário que tenha NO MÍNIMO 3 pernas.

O mesmo acontece com a Verdade Bíblia

A Bíblia menciona 3 “pilares” da Verdade, e somente quando defende e prega estes 3 “pilares” é que uma Igreja pode ser considerada a IGREJA VERDADEIRA, tenha ela o nome que tiver.

Portanto, para saber se uma igreja é “Verdadeira” ou “Falsa”, basta fazer 3 perguntas...

I – JESUS É A VERDADE (João 14:6)

Uma igreja que não pregue a respeito de Jesus não pode ser a Igreja Verdadeira. E o que é pregar sobre Jesus?

1. Que Ele é o Criador.
2. Que Ele é o Salvador.
3. Que Ele é o Mantenedor.
4. Que em Jesus habita toda a Plenitude da Divindade (ou seja, Ele é Deus).
5. Que somente através de Jesus nós teremos perdão dos pecados.
6. Que Ele é a encarnação da Divindade (Deus feito homem).
7. Que Ele é a “Cabeça” da Igreja.
8. Que Ele retornará em glória e majestade para buscar Seu povo.

Como Jesus é Deus, quando a Bíblia menciona que Ele é a Verdade, está englobando também as outras Pessoas da Trindade, pois o Pai é a Verdade (cf. Sal. 31:5) e o Espírito Santo é a Verdade (cf. João 15:16; 1Jo 5:6)

Portanto, se uma igreja não ensina que Jesus é a Verdade, conforme revelada nas Escrituras, então certamente aquela igreja não é “verdadeira”.

Vamos, então, fazer a primeira pergunta...

Você chega na porta de uma igreja, e pergunta para alguém de sua liderança:
“Esta igreja crê e ensina sobre Jesus (Que Ele é Deus? Que Ele é nosso Salvador, Criador e Redentor? Que Jesus é o único Mediador entre Deus e o homem? Que Jesus é a encarnação da Divindade? Que Ele é a Cabeça da Igreja? Que Ele voltará em glória e majestade para buscar Seu povo?)?”.
Se a resposta for “NÃO”, então não perca seu tempo com aquela igreja, pois não é a Igreja da Verdade.
Mas, se a resposta for “SIM”, então faça a segunda pergunta.

II – A BÍBLIA É A VERDADE (João 17:17)

Uma igreja que não pregue e ensine que a Bíblia é a Palavra de Deus, não pode ser a Igreja Verdadeira. E o que é pregar sobre a Bíblia?

1. Que Ela é a Palavra revelada de Deus aos homens.
2. Que toda e qualquer doutrina deve ser mantida apenas em acordo com a Bíblia.
3. Que nenhuma tradição humana está acima dos seus escritos.
4. Que ela foi escrita por homens inspirados pelo Espírito Santo de Deus.
5. Que tanto o AT quanto o NT são importantes para nossa vida, porque foram inspirados pelo mesmo Deus.
6. Que devemos dedicar tempo para estudá-la e aprender sobre seus ensinos, e praticá-los em nossa vida diária.
7. Que a Bíblia que temos hoje foi preservada de erros doutrinários ao longo dos séculos, sendo confiável para nossos dias.


Portanto, se uma igreja não ensina que a Bíblia é a Verdade, conforme revelada nela mesma, então certamente aquela igreja não é “verdadeira”.

Segunda pergunta...

Pergunte para a mesma pessoa a quem foi feita a pergunta anterior:
“Esta igreja crê e ensina que a Bíblia é a Palavra de Deus, e que somente por ela nossas doutrinas podem ser comprovadas? Também crê que devemos obedecer e seguir todos os ensinos bíblicos, mesmo quando discordarmos deles?”.
Se a resposta for “NÃO”, então não perca seu tempo com aquela igreja, pois não é a Igreja da Verdade.
Mas, se a resposta for “SIM”, então faça a última pergunta.

III – A LEI DE DEUS É A VERDADE (Sal. 119:142 e 151)

Uma igreja que não pregue e ensine sobre a Lei de Deus não pode ser a Igreja Verdadeira. E o que é pregar sobre a Lei de Deus?

1. Que TODOS os seus mandamentos ainda estão em vigor.
2. Que a lei cerimonial que passou, e não tem mais sentido na Nova Aliança.
3. Porém, a Lei moral dos 10 Mandamentos ainda está em vigor, e continuará para sempre, pois representa a expressão do caráter de Deus.
4. Que se escolhemos não guardar algum dos mandamentos, o Senhor nos considera culpado de todos os 10.
5. Que é um “mentiroso” aquele que diz que ama a Deus, mas que despreza Seus mandamentos.
6. Que o sétimo dia da semana (o sábado) é o dia que Deus escolheu para ser adorado, e que nenhum outro dia recebeu do Senhor o significado que o sábado recebeu (foi santificado, abençoado e dedicado ao descanso semanal).
7. Que desde o Gênesis até o Apocalipse o sábado é mostrado como um marco entre Deus e Seu povo santificado.


Portanto, se uma igreja não ensina que a Lei de Deus é a Verdade, conforme revelada na Bíblia, então certamente aquela igreja não é “verdadeira”.

Última pergunta...

Pergunte para a mesma pessoa a quem foram feitas as outras perguntas:
“Esta igreja crê e ensina que a Lei de Deus, com todos os seus mandamentos, ainda está em vigor, inclusive aqueles que tratam da adoração de imagens e do descanso no sétimo dia?”.
Se a resposta for “NÃO”, então não perca sua salvação com aquela igreja, pois não é a Igreja da Verdade.
 

Porém, se a resposta for “SIM”, então pode ter certeza que aquela Igreja ensina TODA a VERDADE, pois respondeu afirmativamente às 3 perguntas apresentadas na Bíblia.

IV – AS PERNAS DA MESA

Assim como a mesa não tem sustentação com apenas 2 pernas, também uma igreja não pode se considerar “verdadeira” se tiver apenas 2 dos pilares da Verdade.

É interessante notar como existem igrejas que pregam 1 ou 2 pontos da Verdade, mas sempre deixam algum de lado. Por exemplo:

1. Os judeus aceitam a Bíblia e a Lei, mas rejeitam JESUS.
2. Os evangélicos aceitam a Bíblia (apesar de alguns também a rejeitarem) e Jesus, mas desprezam a LEI.
3. Os católicos aceitam Jesus, mas rejeitam a LEI (alterando-a) e a BÍBLIA (trocando-a pela tradição).
4. As Testemunhas de Jeová aceitam a Bíblia, mas rejeitam JESUS (não creem que Ele é Deus) e a Lei.
5. Ou seja, praticamente todos rejeitam pelo menos um ponto da Verdade. 

 
Jesus fez uma advertência muito séria sobre aqueles que baseiam sua religião em emocionalismo, tradição, milagres, curas, exorcismos, línguas estranhas, bênçãos, tradição familiar, amizades, etc., mas que desprezam a obediência à Sua vontade.

Veja em Mateus 7:21-23

Como eu já mencionei em outra postagem, a palavra aqui traduzida por “iniquidade” é o termo grego ANOMIA, que significa “quebra da lei”, “falta de lei” ou “desprezo pela lei”. A mesma palavra grega aparece em 1Jo 3:4.

Ou seja, Jesus estava condenando exatamente os que se diziam “religiosos” (faziam tudo em Seu nome), mas que desprezavam a obediência à Sua Lei, praticando a iniquidade.

CONCLUSÃO
 

Há muitas religiões, igrejas e denominações pelo mundo afora, porém a Palavra de Deus não nos deixa sem a resposta à pergunta: como saber se uma religião é certa ou não?

Vimos que são necessárias apenas 3 perguntinhas para saber isso.

Faça o teste e verá que a maioria esmagadora responderá “sim” a apenas 1 ou 2 perguntas.


Apenas uma Igreja/Religião/Denominação que ensine realmente em conformidade com a Verdade pode ser considerada a “Igreja do Deus Vivo, coluna e baluarte da Verdade”.

Fica a dica...


Nenhum comentário:

Cursos Básico, Médio e Avançado

Ebook 101 Razões