quarta-feira, abril 02, 2014

Qual o maior erro de Jonas?

"Viu Deus o que fizeram, como se converteram do seu mau caminho; e Deus Se arrependeu do mal que tinha dito lhes faria e não o fez" (Jonas 3:10).

A continuação deste relato nos mostra uma das facetas mais obscuras e egoístas do coração humano:

"Com isso, desgostou-se Jonas extremamente e ficou irado" (4:1).


Como é possível alguém ficar "extremamente desgostoso" e "irado" pelo fato de Deus não ter destruído uma cidade inteira?!

Como pode alguém que havia sido tão maravilhosamente liberto do ventre do grande peixe (não era uma baleia, diga-se de passagem) e, logo em seguida, sentir tanta sede de sangue?!

Como entender o fato de um profeta de Deus, um enviado do Altíssimo, ser uma pessoa com um coração tão vingativo e cruel?!

Pois é... a história conta que Jonas era assim! Ele não se conformou pelo fato de que Deus ouviu o clamor dos ninivitas, e compadeceu-Se deles, derramando-lhes Sua graça e Sua misericórdia.

Fico imaginando Jonas, vagando pelas ruas da cidade, pregando a destruição iminente, e dizendo em seu coração:
- Vocês vão ver, raça de víboras! O meu Deus não vai ter um pingo de pena de nenhum de vocês! Vocês não perdem por esperar! Continuem em suas orgias!

Porém, como eu já tenho dito aqui várias vezes, Deus age de uma forma muito "ilógica" do ponto de vista humano. Talvez seja exatamente por isso que nós ainda não tenhamos sido consumidos em nossa hipocrisia e falsa religiosidade... Ele "também" tem misericórdia de nós!

Existem muitos "Jonas" por ai

É uma pena que a fé em Deus não nos livre de mantermos em nosso coração sentimentos tão maus e diabólicos quanto a vingança, o ódio e a intriga! Infelizmente, a capa da religiosidade tem cobrido nossa verdadeira face, a qual, em muitos momentos, se revela mais negra e vil do que a dos piores "ímpios".

Jonas estava com um coração tão cheio de raiva e preconceito contra o povo de Nínive, que não pode aceitar o fato de que eles, vis e devassos como eram, também estavam na mira da graça de Deus. O profeta, apesar de pregar sobre um Deus que é misericordioso e bondoso, não cria nisso. Jonas representa perfeitamente aqueles de nós que só conseguem ver o lado de "justiça" de Deus, mas nunca conseguem enxergar a Sua face de "misericórdia", "graça" e "amor" reveladas constantemente nas Escrituras.

Conheço "crentes" (inclusive Adventistas) que olham para os outros "de cima para baixo", ou seja, com aquele ar de "sou melhor que você". Tais pessoas não conseguem entender como Deus pode amar uma prostituta, um drogado, um adúltero, um presidiário, um político corrupto que faz turismo com o dinheiro público, ou um prefeito que desvia o dinheiro que serviria para a merenda dos alunos carentes... da mesma maneira que ama aqueles que professam crer em Seu nome.

A diabólica doutrina do inferno tem contribuído com esta maneira deturpada de alguns verem a graça de Deus pelos pecadores. Algumas pessoas gostam de pensar que aqueles que não aceitarem a doutrina de sua denominação, arderão no fogo eterno, em caldeirões de água fervente, com diabinhos espetando seus corpos e dando fezes para comerem e urina para saciarem a sede... Era assim que o quadro era pintado na Idade Média, e tem encontrado reflexo ainda hoje.

A experiência de Jonas deve nos mostrar que não podemos JAMAIS exultar pela perdição eterna de uma alma sequer. Ele concluiu sua pregação e foi para um lugar bem alto, para assistir "de camarote" o desespero e a agonia do ninivitas. Imagino que ele deve ter olhado fixamente para o Céu, à espera do fogo e do enxofre que aniquilariam seus inimigos.

Mas no coração do Senhor haviam outros planos, pois os ninivitas também mudaram sua maneira de proceder.... arrependeram-se e suplicaram a misericórdia.

Nós somos facilmente apegados à letra da lei. Se o Manual diz que é para disciplinar, então que assim seja! Se diz que é para banir da comunhão os insubordinados, então que se faça dessa maneira!

Se Deus tinha dito que destruiria Nínive, então por que voltar atrás? Onde ficaria a "honra", o "bom nome" do profeta?! Como ficaria "a imagem" da sua religião, da sua igreja?!

Ora... vê como o coração humano é mau e pecaminoso!? Queremos misericórdia, graça e perdão para nós, mas não agimos assim quando se trata daqueles que nos ofendem, magoam e traem. Para eles, a letra da lei! A "tábua de condenação"!

Já imaginou a surpresa de alguns "conterrâneos" de Jonas quando encontrarem os ninivitas no Reino de Deus (Lucas 11:32)?!
Já imaginou a surpresa de alguns "crentes" de hoje quando encontrarem seu vizinho ateu participando da Ceia do Cordeiro?!
Já imaginou como vai ser um "choque" para alguns legalistas e fariseus modernos quando se depararem com aquele "irmãozinho" que era indisciplinado, negligente, e que não seguia as mesmas "regras morais" que aqueles determinavam?!

Se tem uma coisa que eu aprendi da história de Jonas é a seguinte:

Não devemos julgar as pessoas e, muito menos, condená-las à perdição, pois o Senhor ama a todos e sempre atenderá o pedido sincero de socorro vindo dos lábios (ou da mente) de um de Seus filhos queridos... mesmo que este "filho" esteja todo enlameado pela sujeira deste mundo.

"...mas onde abundou o pecado, superabundou a graça, a fim de que, como o pecado reinou pela morte, assim também reinasse a graça pela justiça para a vida eterna, mediante Jesus Cristo, nosso Senhor" (Rom. 5:20-21).

Amém!

4 comentários:

MARCELLO LATTA disse...

Ola Professor GILSON, COMO SEMPRE VC GUIADO PELO ESPRITIO SANTO VAI DIRETO AO PONTO, Q NOSSAS FAMILIAS ADVENTISTAS POSSAM AMAREM SE MAIS E DISCIPLINAREM SE MENOS, E Q A GRACA DE CRISTO ESTEJA SEMPRE EM NOSSOS CORACOES. OBRIGADO POR DEUS TE LO CRIADO E UTILIZA LO PARA SUA HONRA E GLORIA, UMA ABRACO MLATTA, PHILADELPHIA-USA

Prof. Gilson Medeiros disse...

Caro Marcello, fico muito agradecido por suas palavras de carinho e incentivo.

Realmente precisamos urgentemente aprender mais sobre a maneira como devemos nos tratar, ou seja, o amor e a misericórdia precisam ser mais evidenciados em nossos relacionamentos.

Um abraço.

Alberto disse...

Gilson,

Como vc sabe postei no meu blog o seu texto: "NÃO SEJA COMO JONAS" e foi postado este comentário muito bacana:
==============================
"Renan Silva disse...
Eu chorei quando eu li esse texto! Muito lindo e perfeito!
Eu creio que foi o Espírito Santo de Deus que te inspirou a escrever esse texto contendo várias verdades de nós Cristãos.
Lembrei-me de uma história, sobre um pastor que cuidava de 100 ovelhas, ele perdeu uma, largou as 99 e foi procurar a ovelha perdida! E quando ele reuniu as 100 novamente ele fez uma festa! Deus se alegra muito com um pecador arrependido, até mesmo mais do que um crente já convertido!
Sou um fã da história de Jonas, é um livro curto de apenas 4 capítulos e conta verdadeiramente como é a personalidade misericordiosa de Deus, até mesmo com o profeta Jonas! Vocês reparam como Deus foi paciente com Jonas?
Deus não fez a obra só na cidade de Nínive e sim no coração de Jonas!
No capítulo 4 versículo 8 do livro de Jonas, Deus ensina a Jonas a amar Nínive de maneira simples e de fácil entendimento! Deus faz a comparação com uma planta que serve de abrigo para Jonas para proteger ele do sol! Ai vem as lagartas e comem a planta ai o sol e o vento quente do deserto fazem Jonas quase desmaiar, ai Jonas deseja a morte!
Ai Deus pergunta para Jonas, você não queria de volta a planta para refrescar a sua cabeça? Então, da mesma forma eu tenho compaixão da cidade de Nínive!

Amados não somos melhores do que ninguém por aceitar a Cristo! Pois Cristo morreu por todos!
Eu sei que todo pecador vai ter pelo menos uma vez na sua vida a cahnce de aceitar a Jesus! E que a cada pecador Deus tem guardado um profeta de Cristo para salvar a sua vida! E ai do profeta não profetizar na vida do pecador!
As portas das igrejas devem estar sempre abertas para todos! Eu já vi um umbandista ser barrado na porta de uma igreja evangélica! Jesus falou, vem a mim os doentes e necessitados que eu darei a cura! Então amados não devemos ver o pecado das pessoas e sim devemos ver Deus agindo para mudar os hábitos das pessoas! Pois só Deus pode concertar alguém! Não é o pastor tal, não é a missionária tal e nem ninguém que pode julgar e mudar a vida de alguém! E sim só Jesus pode julgar e mudar a vida de alguém! E Jesus já fez o nosso julgamento, nós somos livres de todos os pecados! Quando falo nós é todos os cristãos e não cristãos! Pois nós todos já famos pecadores um dia! E não estamos livres de pecar, pois só quem é perfeito é Deus! E para Deus não existe pecado grande e pequeno e não especifica os pecados perdoados na morte de Jesus, pois Jesus morreu por todos!
Então devemos amar sim o pecador!

18 de Junho de 2009 12:39"
===============================
Abraço

Alberto

Chacon disse...

Gilson vc não publicou alguns comentários meus.., mas beleza.

Você conhece até Adventistas assim? Eu conheci um monte de Adventistas assim, esse foi um dos motivos de deixar a Igreja (não a Cristo), estou tentando voltar. Acho que sou ilógico também. Não é disso que se trata o amor de Deus e a religião?: Converter-se? Cristo não dizia: está perdoado, vá e não peques mais? Certa vez estava em casa e ouvi um barulhão na rua, fui ver o que era. Um sujeito cai de moto na frente de casa. Olha, se eu julgasse pelas aparências, correria de medo, e me enfiaria em casa. A moto, parecia roubada, ou feita para algum delito, o sujeito igual, ele tinha um ferimento de queimadura grande na perna e várias escoreações, peguei pomadas para queimadura e polvedine, e eu mesmo passei no sujeito. Depois ele se levantou e se foi agradecido. Um pedreiro foi fazer um serviço em casa, paguei uma parte e ele não voltou mais, já havia faltado uma vez. Disse pra minha mulher: esse cara tem jeito de quem tem problemas com álcool. Não deu outra. Ai o rapaz que me havia indicado, pediu desculpas e eu disse: Carlos, temos que ter pena dele, ele tem uma doença e tem que ser tratado, não parece uma pessoa má. Não somos todos de certa forma doentes por causa do pecado, não somos todos pecadores? Ou há alguém aqui que vai ser arrebatado como foi Elias? Muita gente se batizou mas não converteu, muita gente saba a Bíblia na pnta da língua, mas não conhece a Deus. Muita gente é usada para os propositos de Deus. O povo de Deus é pequeno até entre nós (acho que posso me considerar) Adventista. Gilson, temos a maior verdade que um ser-humano poderia conhecer, deveriamos ser mais humildes, sinceros e amorosos, mansos, e falo isso por mim também. Que Deus tenha piedade de nós como teve dos Ninivitas. Abração

Cursos Básico, Médio e Avançado

Ebook 101 Razões