quinta-feira, novembro 16, 2017

É Possível Viver Sem Pecar? Veja...

Muitos Adventistas ainda mantêm o pensamento de que podemos alcançar uma "perfeição" moral tal que nos torne incapazes de cometer pecado.

Uma das passagens mais citadas é:

"Qualquer que permanece nEle não peca; qualquer que peca não O viu nem O conheceu" (1Jo 3:6) - Almeida Revista e Corrigida.

Com base nesta declaração, estas pessoas dizem que, se ficarmos realmente ligados a Deus, não praticaremos nenhum pecado.

O que acontece é que este verso não foi traduzido seguindo um "detalhe" da gramática grega. A versão Almeida Revista e Atualizada (ARA) corrigiu esta aparente "falha". Veja:

"Todo aquele que permanece nEle não vive pecando; todo aquele que vive pecando não O viu, nem O conheceu".

A expressão em negrito (destaque) está escrito no tempo verbal grego que dá um sentido de "presente contínuo". Ou seja, a pessoa que permanece em Deus vive CONTINUAMENTE afastando-se do pecado. Não é um ato passado, pontual (que no grego é chamado de "aoristo"), mas durante toda a vida. Por isso o texto da ARA está mais coerente com o que João escreveu em sua epístola.

Portanto, NÃO é possível viver sem pecar.

Esta teoria equivocada do "PERFECCIONISMO" não é nova entre os Adventistas, e já provocou acalorados debates no passado. Graças a Deus, que o Espírito Santo, a Pessoa da Trindade, quem nos conduz em direção à Verdade, sempre guiou a Igreja para longe destes fanatismos e interpretações pessoais das Escrituras.

O que disse Ellen White sobre o assunto?
OBS.: os destaques fui eu que acrescentei.


“Cristo é nosso exemplo: o perfeito e santo exemplo que nos tem sido dado para seguir. Nunca podemos nos igualar a Ele, mas podemos imitá-Lo e nos parecermos de acordo com nossas possibilidades” – Review and Herald, 05/02/1895.

“O ensino dado com relação ao que é denominado ‘carne santa’ é um erro. Todos podem obter agora corações puros, mas não é correto pretender nesta vida possuir carne santa. O apóstolo Paulo declara: ‘Eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum.’ Rom. 7:18. Aos que têm procurado tão ativamente obter pela fé a chamada carne santa, quero dizer: Não a podeis obter. Nem uma pessoa dentre vós tem agora carne santa. Ser humano algum na Terra tem carne santa. É uma impossibilidade.” – Mensagens Escolhidas, vol. 2, pág. 32.

“Se aqueles que falam tão francamente de perfeição na carne, pudessem ver as coisas sob seu verdadeiro aspecto, recolher-se-iam com horror de suas ideias presunçosas. Mostrando o engano de suas suposições quanto à carne santa, o Senhor está buscando impedir que homens e mulheres deem às Suas palavras uma interpretação que leve à corrupção do corpo, da alma e do espírito. Seja esse aspecto de doutrina levado um pouco mais longe, e conduzirá à pretensão de que seus defensores não podem pecar; de que uma vez que tenham carne santa, suas ações são todas santas. Que porta de tentação se abriria assim!” – Idem.

“Quando os seres humanos receberem carne santa, não permanecerão na Terra, mas serão levados ao Céu. Se bem que o pecado seja perdoado nesta vida, seus resultados não são agora inteiramente removidos. É por ocasião de Sua vinda que Cristo deve transformar ‘nosso corpo abatido, para ser conforme o Seu corpo glorioso’” – Eventos Finais, pág. 269.

“O fanatismo, uma vez iniciado e deixado às soltas, é tão difícil de extinguir como o incêndio que tomou conta de um prédio. Os que entraram nesse fanatismo [carne santa] e o mantiveram, fariam muitíssimo melhor em estar empenhados em obra secular; pois devido a sua atitude incoerente estão desonrando ao Senhor e pondo em perigo o Seu povo. Muitos movimentos dessa espécie surgirão neste tempo, quando a obra do Senhor deve manter-se elevada, pura, sem superstições e fábulas. Precisamos estar em guarda, manter íntima ligação com Cristo, para não sermos enganados pelos ardis de Satanás.” – Mente, Caráter e Personalidade, vol. 1, pág. 43




Para um material mais completo, veja: PERFECCIONISMO ENTRE OS ADVENTISTAS.
Os que desejarem conhecer melhor este movimento perfeccionista que se infiltrou no meio Adventista há décadas, poderão estudar um bom livro de História Denominacional. 

Sugiro, ainda, o excelente material do Dr. Luiz Nunes (publicado pelo UNASP), o qual mostra claramente a relação entre as Crises na Igreja Apostólica e na Igreja Adventistas do 7º Dia.
 

Outras postagens onde já tratei deste tema:
Crises no Movimento Adventista
O que é Santificação?

Veja também: EU COSTUMAVA SER PERFEITO, do Dr. Knight.



ATENÇÃO!!!!

Quero, ainda, aproveitar para alertar os diretores e diretoras de Escola Sabatina sobre a escolha das pessoas que dirigem as Unidades de Ação a cada sábado. Verdadeiras heresias e blasfêmias têm sido disseminadas, exatamente porque pessoas sem nenhuma condição teológico-doutrinária de serem professores estão sendo colocadas em tais funções.

A Igreja de Deus precisa ser protegida contra estas pessoas que se consideram acima dos demais em matéria teológica, e acreditam que são os "donos da Verdade". 


Se elas mantêm um espírito de orgulho intelectual, críticas, discórdias e dissidências, NÃO PODEM ser colocadas para ensinarem Aos membros. ABRAM OS OLHOS!!!


"Como o carvão é para a brasa, e a lenha, para o fogo, assim é o homem contencioso para acender rixas" (Prov. 26:21).

http://prgilsonmedeiros.blogspot.com/p/blog-page_19.html


31 comentários:

Thiago Falcão disse...

É uma pena saber que existem pessoas que fazem uso de uma posição ou função para disseminar mentiras e chegam ao cúmulo de dizer que é em nome do bem maior da instituição.

Lembro que houve uma discussão um pouco acalorada por minha causa assim que entrei pra igreja. Com 3 meses de batismo estava sendo ordenado diácono e ainda sendo votado como professor de uma classe da ES. Isso gerou uma grande discussão na igreja. Chegaram a apelar para a lógica com o Pastor que havia me batizado e agora estava me ordenando.

Enquanto isso, cá estava eu, na frente do computador, lendo tudo o que eu tinha em mãos para fazer o melhor e não fugir jamais dos temas. Sempre tendo o "Nisto Cremos" em mãos para ter certeza que não estava falando contra nossas doutrinas... Enquanto isso, irmãos de muitos anos, que gostavam de estufar o peito, falando coisas que estavam, pouco a pouco, afastando pessoas. Chegaram perto de por em meu coração a vontade de não voltar mais lá. "O que estou fazendo aqui se não sou aceito por eles?" pensava... Mas depois percebi que não devo esperar que eles me aceitem mas que Quem devia me aceitar já havia confirmado isso por várias vezes.

Aprendi, depois, que não adianta esperar uma "perfeição santa" de cada membro pois cada um tem o seu defeito. Aprendi a conviver com pessoas que, talvez por cuidado extremo ou por fanatismo mesmo, gostavam de dizer aos outros o que deviam fazer enquanto não moviam uma palha para melhorar a própria vida.

Devo dizer, também, que nunca me calei quando vi um erro sendo propagado. Não tenho vergonha de dar nome ao erro e de, com a ajuda de Deus, alertar a pessoa com tato e simpatia para que se converta.

Repito: É triste saber que pessoas usam uma função ou posição para disseminar mentiras. Graças a Deus existem outros servos, fiéis, que têm amor pelo próximo e não medem esforços para os direcionar ao alvo correto: Cristo.

Prof. Gilson Medeiros disse...

Prezado Thiago, sei perfeitamente o que vc expressou, pois já fui vítima de algo semelhante.

Concordo com cada palavra que vc disse.

Um abraço.

Anônimo disse...

Olá... Concordo que tem muitas pessoas, talvez até a maioria, que são 'professores' de ES, mas não estão habilitados para isto. Isto é muito triste.

Quanto à Lição da Escola Sabatina, ela foi muito 'jóia', embora eu achei que faltou falar de uma coisa: Na 'Caminhada Cristã', uma das principais coisas, é a nossa luta diária para vencer o diabo, nosso inimigo. Nisso não falou.

Quando lembro de 'Caminhada Cristã', logo me vem na memória aquele livro "O PEREGRINO" de John Bunyan. Ali retrata muito bem a nossa 'caminhada', cheia de problemas, falsos amigos, tentações, etc...

Um abraço, Renata.

P.S.: Desculpe, não sei usar essas 'coisinhas' ali embaixo, então vou colocar anônimo, ok? Não sei como funciona isso. Obrigado.

Prof. Gilson Medeiros disse...

Prezada Renata, obrigado por seu comentário.

Talvez o tema que vc mencionou não tenha entrada na lição daquela semana, por ser mais vinculado aos escritos de Paulo (por exemplo, Rom. 7) do que àquele capítulo da carta de João.

Um abraço.

Anônimo disse...

Olá Pr. Gilson,

Tenho grande interesse em estudar esses assuntos e tenho também muitos questionamentos.

Sabemos que pelo menos em algum momento da vida pecamos, mas sabemos também que quando a porta da graça se fechar, jesus não mais fará obra espiatória por nós, pois como ele mesmo disse estará feito.

Então se não podemos viver sem pecar não estaremos perdidos quando a porta da graça se fechar e cristo não atuar mais como nosso advogado? Pois a bíblia diz que nesse ponto da história terrestre quem é sujo seja sujo ainda e quem é santo seja santificado ainda.

Ainda em 2° Pedro 1:10 o apóstolo nos diz que devemos procurar fazer cada vez mais firme a vossa vocação e eleição porque se fizermos isso NUNCA JAMAIS TROPEÇAREMOS.

E no livro FÉ E OBRAS PÁG. 100 (Ellen G. White)
“Mas, embora Deus possa ser justo e ao mesmo tempo justificar o pecador, pelos méritos de Cristo, HOMEM ALGUM PODE COBRIR SUA ALMA COM AS VESTES DA JUSTIÇA DE CRISTO, ENQUANTO COMETE PECADOS CONHECIDOS, OU NEGLIGENCIA CONHECIDOS DEVERES. Deus requer a completa entrega do coração, antes que possa ocorrer a justificação; e PARA QUE O HOMEM CONSERVE ESSA JUSTIFICAÇÃO, TEM DE HAVER OBEDIÊNCIA CONTÍNUA, mediante ativa e viva fé que opera por amor e purifica a alma”.

Então pastor se o apóstolo Pedro diz que É POSSÍVEL JAMAIS TROPEÇARMOS se fizermos cada vez mais firme a nossa vocação e se Ellen G. White também complementa dizendo que PARA QUE O HOMEM PERMANEÇA JUSTIFICADO TEM DE HAVER OBEDIÊNCIA CONTÍNUA. (Obediência contínua é sem intervalos, é todo o tempo, assim como fez Daniel por exemplo)...

...Será que esta tradação não está equivocada, pois pelo estudo da bíblia como um todo e pelo espírito de profecia podemos concluir o contrário.

Uma coisa é dizer que eu ou nós não consigamos viver sem pecar, outra coisa é deixar de rechecer a possibilidade de vivermos sem pecar. Pois Cristo é poderoso para nos dá a vitória sobre o pecado. Se ainda não alcançamos esta vivência talvez não seria porque realmente NÃO TEMOS ATIVA E VIVA FÉ QUE OPERA POR AMOR E PURIFICA A ALMA como diz a irmã White?

Um grande abraço pastor,deixo aí algumas colocações para nossa meditação e que o nosso Senhor Jesus resplandesça o rosto Dele sobre ti e te dê a paz.

Silvia Adrya Motta.

Gilson Medeiros disse...

Olá, Silvia.
Obrigado pelo comentário.

Acredito que ninguém vive livre de cometer pecados, pois não creio no perfeccionismo enquanto estivermos neste mundo. Só na Glória!

Creio que o texto que você citou ajuda a esclarecer as declarações de Ellen White, pois ela é firme em dizer que não há justificação para os que "cometem pecados conhecidos ou negligenciam conhecidos deveres", como vc citou. Isso não significa que possamos alcançar um grau tal de perfeição que nos torne incorruptíveis. O problema não está, na minha análise, em ser pecador ou cometer pecados, mas em "permanecer pecando os mesmos pecados". Compreende?!

Um abraço.
Gilson.

Anônimo disse...

Cristãos!

Saudações!

Verdade mesmo!

Veja o que a Bíblia diz. Escrito pelo discípulo mais próximo de Jesus:

I São João 1,10

"Se pensamos não ter pecado, nós o declaramos mentiroso e a sua palavra não está em nós."

Cordialmente.

Gonçalves disse...

Qual a razão de Jesus não permitir ser tocado por Maria? Por que Ele ainda não havia apresentado a Deus sua oferta em favor do homem. E tendo sido aceito, significa dizer, sem muito esforço, que o exemplo de Cristo DEVE ser seguido por nós, se quisermos gozar da eternidade. Por qual azo? Por que a Sua vida foi a que Deus determinou ser aquela que seria aceita por Sua lei. Se formos gerados de novo, recebemos do Pai, através do Espírito Santo, o poder que necessitamos para viver a vida que Cristo viveu. Os frutos vistos na vida do nosso Salvador são vistos naquele que se entregou verdadeiramente a Ele, pois, "SEGUNDO ELE É, também NÓS SOMOS neste mundo." I João 4:17.
O apóstolo não diz "SEREMOS", como se no futuro fosse, mas no presente. “Cristo assumiu a humanidade e suportou o ódio do mundo para que pudesse mostrar aos homens e mulheres QUE ELES PODIAM VIVER SEM PECADO, que suas palavras, suas ações, seu espírito podiam ser santificados a Deus.” Mente, Caráter e Personalidade Pág. 527.

Mateus disse...

Mateus
Acredito que não podemos dizer que não temos pecado pois estamos sempre crescendo em santificação. Mas também acredito que todo pecado conhecido pode ser vencido e se existe algum peado conhecido, por ex: a cobiça, que não pé vencido será motivo de perdição eterna pra muitos de nós. No livro ACB pág. 491 esta escrito que nós podemos pelo exercício, ter somente bons pensamentos, oque parecia difícil torna-se fácil. Isso não quer dizer que eu não tenha pecado ou que esteja livre de pecar mas que todo pecado conhecido pode ser vencido.
Pastor esse pensamento está correto? Eu não tenho a pretensão de estar correto, apenas acredito assim.. e estou disposto a rever meus conceitos de acordo as evidencias.

Gilson Medeiros disse...

Caro Mateus.
Se esta sua maneira de ver o assunto da santificação significa que EM CRISTO você obtém o poder para vencer o pecado, então não vejo incoerência com o que pregam os Adventitas.

O problema, na minha opinião, surge quando passamos acreditar que é através de nosso PRÓPRIO ESFORÇO que alcançamos esta "perfeição de santidade". Isso, para mim, não é bíblico.

Um abraço.
Gilson.

Gonçalves disse...

A essência do evangelho está em Mateus 18:3. Ali vemos três elementos básicos importantes que devem fazer parte da natureza daquele que pretende habitar nas mansões celestiais: 1. Sublime pureza; 2. Confiança plena e incondicionada em Deus; 3. Total descanso nos cuidados do Criador. A regra de vida para aquele que nasceu de novo é: "O Senhor é meu Pastor; nada me faltará." Salmo 23:1. Ambos os versículos se complementam. Assim viveremos, se formos recriados pelo poder regenerador e renovador do Espírito Santo.
Que Deus nos abençoe!

Iran disse...

Penso que prá fugir do pecado temos que ficar toda hora a sua espreita, portanto, permaneceremos em grande risco ao lado da "árvore". Talvez seja melhor correr para o lado do "Esposo" e ocupar-se em fazer o bem, irradiando a "semelhança do Altíssimo" que desceu e nos é dada de graça, quando outros caíram tentando "subir" para consegui-La.

Chacon disse...

Eu tento ser mais objetivo: se eu não peco, eu ão preciso de Cristo, ou estou errado? Qual foi o primeiro evangelio? O Cordeiro, qual a função? Qual o 2o.O santuário. Qual a Função? Hoje... Cristo, por quê? Para fazer o sacrifício por mim e por você. A questão do pecado é mais antiga que pensamos, a Bíblia diz que satanás era mentiroso e homicida desde o principio, ué.. que principio? Antes de nós. Satanás fez nossos primeiros pais pecarem e ai a coisa degringolou. Hoje, pare pra pensar, o que Adão fez, seria a coisa mais natural do mundo, ou não, no entanto para Deus foi terrível, imagine então nós, hoje nese mundo perdido, estamos em constante pecado até sem quer: "aquilo que quero não faço, mas aquilo que não quero já fiz"Percebem? Abraço Deus abençoe a todos.

guilherme ferreira disse...

Pr: Gilson o senhor está certo! por nossos esforços não podemos nada, a não ser cada vez mais nos afundar em nossa vida de pecado. Creio que a uma grande diferença entre perfeccionismo e a perfeição de caráter, pois o perfeccionismo a pessoa tem a presunção de se achar santa, porém no caso da perfeição quanto mais buscamos a santificação, mas nos achamos como trapos de imundícia e mais sentimos a necessidade de um salvador. Mas se não fosse possivel por que a biblia falaria para sermos perfeitos como ele? mat 5:48
e Ellen white tbm fala Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso Pai, que está nos Céus." Mat. 5:48. Aqui Ele nos mostra que podemos ser tão perfeitos em nossa esfera quanto o é Deus na Sua. Testimonies, vol. 4, págs. 454 e 455.
se Cristo veio para nos salvar e nos servi de exemplo o que adiantaria então ser nosso exemplo se não podemos ser como Ele???
Pr sou bem jovem e quero aprender cada vez mais da palavra de Deus por isso se possivel o quanto antes entre em contato comigo meu e-mail é guilherme.advir@hotmail.com desde já espero a resposta abraços e fique na paz

guilherme ferreira disse...

pr. penso que o problema não esta na perfeição de caráter, sei que nosso corpo será mudado com a vinda de Cristo, porém acredito num caráter reto e puro de acordo com os ditames divinos. o problema está nas pessoas que querem e se acham superiores aos seus irmãos

osvaldo disse...

ola gostaria também de deixar aqui meu comentário a respeito.
Não gosto muito de apontar para um irmão e dizer, isto é pecado, não deves faze-los.
A vida longa, nos ensina em nossa caminhada, ja vivi tempos que era pecado ouvir radio, ver televisão, jogar bola etc.etc.
Muitos pais, por falta de compreensão privaram seus filhos desses sonhos, qual é a criança que não sonha em jogar bola, ver televisão, houvir um radio, ter um celular e assim por diante.
A vida nos ensina e nos remolda, quando damos atenção a ela, pois nada mais verdadeiro do que aprender com ela.
No inicio fui ensinado que Deus cuida das crianças, com o tempo fui aprendendo que Deus não cuida, e que deu a responsabilidade aos pais, o que acontecer sera cobrado dos pais.
Aprendi também que Deus não nos da filhos, e sim nos capacitou pra faze-los se quizer-mos.
Então muitas coisas agente aprende observando a vida. Quando digo a um irmão que isto é pecado, estou tirando seu livre arbitrio, porque existe coisas que para mim é pecado, por causa da minha fraqueza por aquilo, mas para o irmão, não é tropeço para faze-lo pecar.`
Se observar o ditado "me preocupei tanto em não fazer o mal, que me esqueci de fazer o bem", qual sera o meu premio nisto, acredito que nenhum, pois se assim fosse eu me retiraria e preferia viver encrauzulado longe de tudo para não pecar. O que nos da galardão não é fugindo do pecado,porque faremos ate morrer, poque isto é herança que temos na carne, agora fazer o bem, é prova de que fomos renovados,isto é o que sera computado.








guilherme ferreira disse...

prof: e a naturza de Cristo cada um fala uma coisa gostaria mt de saber mais

Gilson Medeiros disse...

Olá, Guilherme
Obrigado pelos comentários.

Sobre este tema, sugiro a leitura do excelente livro "Ellen White e a Humanidade de Cristo", da CPB.

http://www.cpb.com.br/produto-572-ellen+white+e+a+humanidade+de+cristo.html

Um outro também muito esclarecedor é o "A Mensagem de 1888", de George Knight, também da CPB.

http://www.cpb.com.br/produto-497-a+mensagem+de+1888.html

Um abraço.
Gilson.

Gonçalves disse...

O nosso amado Mestre disse e continua a dizer: "Se alguém quiser vir após Mim..." Em João 14:6, Ele diz: "Eu Sou o Caminho..." Como devemos seguir a Cristo? A que caminho Ele se refere? O salmista responde: "O Teu caminho, ó Deus, ESTÁ NO SANTUÁRIO." Salmo 77:13. Paulo complementa: "Tendo pois, irmãos, ousadia PARA ENTRARMOS NO SANTÍSSIMO LUGAR, pelo sangue de Jesus, pelo caminho que ele nos inaugurou, CAMINHO NOVO E VIVO, através do véu, isto é, da sua carne..." Hebreus 10:19 e 20. O caminho que devemos seguir é o mesmo: O DO SANTUÁRIO. Uma vez que nele entramos, a nossa vida precisa ser a reflexão da vida de Cristo. Paulo não diz em Gálatas 5:22 que o fruto visto na nova criatura recebe seu nome, ou seja, ali não diz: MAS O FRUTO DE FULANO, OU DE SICRANO, porém está escrito: "Mas o fruto DO ESPÍRITO..." O novo converso deve dar testemunho da vida que Deus aprovou: a vida de Cristo. Está escrito em II Coríntios 4:11: "Pois nós, que vivemos, estamos sempre entregues à morte por amor de Jesus, para que também A VIDA DE JESUS SE MANIFESTE em nossa carne mortal."
No ritual antigo, os que ministravam no santuário só podiam entrar em seus cômodos depois de lavados os pés e as mãos. Esse é o lavar do Espírito Santo referido em Tito 3:5. Temos o altar do sacrifício e a pia no pátio externo, os quais são aludidos por I João 1:9. Morremos e ressuscitamos, e então somos purificados. Então, neste ato, consoante, Efésios 1:13, o Espírito Santo é concedido ao novo ser para que nele seja reproduzida a própria vida do Salvador. Esta é a JUSTIFICAÇÃO, ocorrida no pátio externo. A nova criatura entra, então, no lugar chamado SANTO. Aqui todo seu esforço é abençoado. A cada passo, é-lhe revelado mais e mais do caráter de Deus, e cada diferença revelada ele renova, se assim desejar, o seu pacto com o Criador. De fé em fé, ou seja, decisão após decisão. E a cada decisão tomada positivamente, mais e mais a nova criatura se assemelhará a Cristo. Ela é perfeita em cada estágio de crescimento, pois obedece plenamente à luz que recebe. Aí, se diz: de glória em glória. Os pães da proposição, que representa a Palavra de Deus, o candelabro e suas lâmpadas, o testemunho fiel do novo ser, cuja luz vem do Espírito Santo e o altar do incenso, representando tanto a oração do justo, como a oração intercessória do Espírito Santo. O saudoso Pastor Roberto Rabello pronunciou as seguintes palavras, referindo-se ao presente tema: "O viver do cristão é UM VIVER SEM PECADO."
O novo ser não é um robô. Ele poderá decidir voltar ou mesmo ser enganado, e consequentemente cair, entretanto, se ele procurar cada dia, com mais diligência, confirmar a sua vocação e eleição, usando as inspiradas palavras do apóstolo Pedro, "NUNCA JAMAIS" TROPEÇARÁ. Parece que o Espírito Santo determinou ao apóstolo usar o que chamamos de PLEONASMO VICIOSO, não é verdade? Por que 'nunca' e 'jamais' são a mesma coisa. Creio que assim o fez para esmagar de vez a INCREDULIDADE dos cristãos hodiernos que não creem que Deus nos capacite a viver como Jesus viveu. Judas 24 não declarou em vão que Deus é capaz de NOS GUARDAR DE PECAR e nos manter IMACULADOS, pois este é o propósito do evangelho eterno - CRIAÇÃO DE NOVOS HOMENS E MULHERES CAPAZES DE VIVEREM COMO ENOQUE VIVEU, IMITADORES DE DEUS, COMO FILHOS AMADOS.
Que Deus nos abençoe!

Anônimo disse...

bom, existe uma passagem na biblia que Jesus diz: sejam meus imitadores.eu entendo que Jesus sabedoria em pessoa sabe que igual a ele não consiguiremos ser. mas cabe a nós buscamos sempre fugir do pecado. disso nós somos capazes. acho tambem que todo aquele que coloca a pessoa de Jesus em sua vida e decições, sempre se colocando no lugar de Jesus e se perguntando o que Jesus faria? é a melhor forma de resistir as tentações que são muitas. meu nome é sandra e tambem só sei usar a opção anonimo.

José Marcos disse...

Acredito que eu não posso nada, mas pelo poder do Espírito Santo é possível viver uma vida sem pecado. Leiam com oração o livro "Caminho a Cristo", de Ellen G. White, a serva do Senhor. Se estiverem muito ocupados leiam os capítulos 3,4 e 5. Mais informações também podem ser encontradas no site www.euquerocristo.com . Cristo está transformando a minha vida e de outros amigos que acreditam no poder de Deus para nos transformar em novas criaturas. Quero honrar o nome de Deus com a minha vida! Escolhi Cristo. O segredo é comunhão constante. Que Deus abençoe a todos!

Antonio Carlos da Silva Santos disse...

1cor 15:53-54 creio que so teremos um corpo totalmente incorruptivel e sem pecado,por ocasião da volta de jesus.E todos esses comentarios maravilhosos que lir com certeza nos ajuda a nos aproxumarmos de Deus e ñ viver uma vida sem pecado,um abraço. Meu nome é Carlos

Antonio Carlos da Silva Santos disse...

O grande perigo e nos achar melhores do que os nossos irmãos,então o melhor que temos a fazer é nos aproximarmos cada vez de Deus e logo vamos perceber que existe muitas coisas em nossas vidas que precisa ser mudada.um forte abraço a todos.

Tarcisio Bezerra disse...

Bom dia pastor Gilson tuoo bem?
Uma duvida me corrija se eu estiver errado por favor.
Entendi e aceito que ate hj nao houve nenhum ser humano santo sem ter cometido nenhum pecado, também sei que após a volta de Jesus todos os filhos de Deus serão transformados e levados pelos anjos ate Cristo nas nuvens para irmos morar por 1000 anos blz. O que nao ficou claro pelo menos para mim é a resposta da pergunta principal se é possível viver sem pecar? E apos da chuva serodia? Depois que os 4 ventos forem soltos? O tempo de angustia? Apos o fechamento da porta da graça? Os filhos de Deus vão continuar pecando?

Gilson Medeiros disse...

Prezado Tarcísio, após o "selamento", os salvos continuarão com a "natureza pecaminosa", a qual só perderão com a glorificação.

Um abraço
Gilson.

Alunos EaD Paulo Freire disse...

NO MEU INTENDER MEUS IRMAOSjesus disse bem a venturado os que nao me virao e crerao. pois bem acreditamos em deus pela fer acredito que temos que viver sempre orando como ele mesmo mandou e lutar muito para noa peca Jesus falou filinhos nao pequeis mais se por ventura pecar tem um advogado para le defender meus irma desculpa algum erro e que eu quase nao estou vendo as letras aqui kkkkkk , deus abençoe

Anônimo disse...

Se é possivel ter comunhão plena com Deus, então é possivel viver sem pecar. Nunca vi ninguem defender que sem Cristo é possivel viver sem pecar. Mas fico impressionado de saber que não existe fé suficiente na maioria dos adventistas e crentes no geral, em crer na vitória total sobre o pecado e sobre a natureza caída.

Quem não possui suficiente fé em Cristo para crer que ELE PODE GUARDÁ-LO DE PECAR, não tem a fé necessária para entrar no reino de Deus.” Ellen G. White, Review and Herald, 10 de março de 1904 (Lição da Escola Sabatina 3° Trim. 1995, lição 7, pág.5)

“A vida cristã não é uma modificação ou melhoramento da antiga,
mas uma TRANSFORMAÇÃO DA NATUREZA. Tem lugar a morte do eu e do
pecado, e uma vida toda nova. Essa mudança só se pode efetuar
mediante a eficaz operação do Espírito Santo.” DTN p. 172

Fernando Souza disse...

Bom dia Pr.Gilson,você falou tudo de forma bem simples: após o "selamento", os salvos continuarão com a "natureza pecaminosa", a qual só perderão com a glorificação.isso quer dizer que de acordo com a minha esfera de ação,que é pecaminosa,devo continuar na minha caminhada ,primeiro Cristo me justifica,depois vem a caminhada(santificação-obra de uma vida inteira) e depois a glorificação.
Pedro entendeu ,assim como Paulo,que somos miseráveis e apesar disso há um Deus de AMOR que nos ama e tem misericórdia de nós,por isso Ele veio pra nos justificar e nos tornar santos.E um dia Pr.Gilson nos veremos no céu e desfrutaremos de um belo banquete e de uma boa "prosa"Sobre a humanidade de Cristo,o único que é "Perfeito em Excelencia"!Ah que Dia Glorioso será Este!

Um abraço

Carlos Bitencourt disse...

Gilson,
Com certeza há muito mais a ser considerado sobre o tema. É impossível esgotá-lo. Mas registro aqui meu apreço pelo que já foi dito, e um incentivo para que você fale mais um pouco ainda.
Aqui, do lado de fora do Éden, vivemos uma contradição enorme. Somos chamados a ser perfeitos, santos e obedientes. Tanto a Bíblia quanto os escritos de Ellen White contém palavras nesse sentido, se bem que, ao mesmo tempo, relatam as impossibilidade para tanto. Além disso, o problema das "traduções", acrescido das "interpretações".
Que os irmãos leitores entendam que há diferença entre "natureza pecaminosa" e "atos pecaminosos". Essa "natureza" só será transformada no Dia da volta de Jesus. Os "atos"... bem, esses devem ser vencidos aqui, se bem que há controvérsia sobre isso, conforme o artigo e os comentários.
Os 144 mil devem ser alvo de nossas considerações, pois a Bíblia relata que na sua boca não se achou mentira - enquanto viviam aqui na Terra. Embora com a "natureza pecaminosa", não praticavam "atos pecaminosos".
Mais uma vez, agradeço as considerações acima, bem como a permissão para nossos comentários.

Carlos Bitencourt
Cascavel-Paraná

A.K.Renovatto disse...

Alcançar uma perfeição de santidade, somente depois da vinda de Jesus, assim eu creio. Aqui no mundo, teremos aflições, sofreremos tentações, erraremos muitas vezes, mesmo resistindo ao pecado deliberado. Nem mesmo essas pessoas fanáticas que apoiam a teoria de que é possível alcançar uma perfeição de santidade, de uma vida perfeita aqui no mundo, são perfeitas. Todos, sem exceção, precisam da misericórdia de Deus na vida!


A.K.Renovatto disse...

Excelente o artigo! É possível evitar o pecado, agora alcançar perfeição, não. Por mais que nos esforcemos para não pecar, pecaremos, porque somos falhos por natureza. Mas tem como evitarmos os pecados deliberados. Algumas pessoas insistem nos mesmos pecados por anos, têm consciência de suas ações erradas e no entanto continuam a praticá-las por apreciar. Alcançar uma perfeição de santidade, somente depois da vinda de Jesus, assim eu creio. Aqui no mundo, teremos aflições, sofreremos tentações, erraremos muitas vezes, mesmo resistindo ao pecado deliberado. Nem mesmo essas pessoas fanáticas que apoiam a teoria de que é possível alcançar uma perfeição de santidade, de uma vida perfeita aqui no mundo, são perfeitas. Todos, sem exceção, precisam da misericórdia de Deus na vida!


Cursos Básico, Médio e Avançado

Ebook 101 Razões