terça-feira, julho 19, 2016

Um argumento furado em defesa da guarda do domingo

Sabem aquelas Bíblias que trazem as "falas" de Jesus na cor vermelha? Estas versões destacam nesta cor tudo aquilo que Jesus disse quando esteve aqui na Terra.

Alguns defensores do domingo, por não encontrarem argumentos bíblicos consistentes para fundamentarem seu equívoco, gostam de dizer o seguinte:

"Por que devemos guardar o sábado se em nenhum momento Jesus diz que devemos fazer isso? Não deveria haver um verso dizendo 'lembra-te do dia de sábado para o santificar', do jeito que ocorre no AT?"

Em Teologia, se diz que este é o famoso ARGUMENTO DO SILÊNCIO, ou seja, é quando algumas pessoas com mente mais "filosófica" preferem "fechar os olhos" para as claras evidências bíblicas sobre determinado tema (o sábado, por exemplo), e tentam fundamentar suas convicções no que não está escrito, isto é, no "silêncio" da Bíblia.

Usando este mesmo frágil princípio, poderíamos dizer o seguinte:

- "Não precisamos devolver dízimos, pois Jesus nunca repetiu as palavras que se encontram em Levíticos, Números ou Malaquias sobre tal prática".  
Você conhece algum pastor evangélico (ou mesmo um padre) que ensine isso? Nem eu! Por que será?!

- "Não há problema algum em adorar imagens de gesso (ou as venerar, como dizem os católicos), uma vez que Jesus nunca disse que era proibido fazer isso, usando as mesmas palavras de Êxo. 20:4-6".

- Que mal há em tomar uma cerveja com os amigos, se Jesus nunca disse que não poderíamos fazer isso?".

- "Se Deus nunca condenou, explicitamente, Salomão por ter tantas esposas, por que eu devo ser fiel somente a uma mulher?".

- "Jesus nunca disse que eu não poderia usar cocaína. Então, qual o problema?".

Percebem o absurdo que pode ser defendido, ao utilizar-se o frágil argumento do "silêncio"?!

Em nenhum lugar encontramos a afirmação de que o Novo Testamento deveria ser, OBRIGATORIAMENTE, a repetição IPSIS LITTERIS do Antigo Testamento. As pessoas que defendem tal tolice jamais se dedicaram realmente ao estudo sincero da Palavra de Deus, na minha opinião.

No caso do sábado, por exemplo, não havia nenhuma necessidade de Jesus REPETIR o mandamento dado por Ele mesmo em Êxodo 20:8-11, por um motivo óbvio: Jesus vivia o sábado em Sua vida, e todos sabiam disso (por exemplo: Lucas 4:16). Para quê, então, repetir o mandamento?

Os santos apóstolos que O sucederam na missão, também viviam a guarda do sábado de forma normal, regular e espontânea, como o livro de Atos nos demonstra em diversas situações (por exemplo: Atos 16:13; 18:1-4; etc.).

Assim como o dízimo, as leis de saúde, o cuidado com o corpo, a fidelidade sexual entre pessoas casadas, etc., o sábado era uma rotina na vida de Jesus e dos Seus seguidores. Qualquer leitor sincero da Bíblia verá isso por si mesmo.

Penso que no dia em que estas pessoas, muitas delas sinceras (outras, nem tanto... algumas, nem um pouco), deixarem de lado os "achismos" pessoais, e não se fiarem apenas no que seus líderes religiosos esbravejam no púlpito, então acredito que o Espírito Santo encontrará entrada para convencer essas pessoas de seus pecados, da justiça de Deus, e do juízo para os que não se entregarem a Ele (cf. João 16:8).

Sinceramente, não quero nem pensar como será frustrante para estas pessoas que insistem em viverem na desobediência, confundindo "graça" com "libertinagem" (cf. Judas 4), quando ouvirem dos lábios do próprio Jesus: NUNCA VOS CONHECI, AFASTEM-SE DE MIM! (cf. Mat. 7:21-23). 
E qual será o motivo? Segundo Ele mesmo: "Vocês vivem na iniquidade!".

Aliás, todos já sabemos sobre que tipo de "iniquidade" Jesus estava falando - 1João 3:4. Clique no link e relembre.

"Aqui está a perseverança dos santos, os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus" (Apoc. 14:12).

Aleluia!


PS.: A propósito... não há salvação SOMENTE entre os Adventistas do 7º Dia, como alguns ignorantes gostam de dizer que a IASD ensina isso. 
Entretanto, segundo as Escrituras, Deus tem uma Igreja "visível", formada por pessoas que HOJE já se dedicam a uma fé prática e bíblica (cf. Apoc. 14:12; 12:17). 
Sua Igreja "invisível", formada até mesmo de ateus sinceros, um dia será convidada a seguir o grande Pastor do Universo (cf. Apoc. 18:1-4).

Eu decidi em 1994 fazer parte da Igreja visível, para começar a desfrutar nesta vida os benefícios da Eternidade com Cristo.

 

32 comentários:

Rodrigo disse...

Usando o argumento do silêncio:

"Por que eu NÃO devo guardar o sábado se em nenhum lugar do Novo Testamento diz que o sábado foi abolido?"


Uma perguntinha...

Se os apóstolos guardavam o domingo, como o discípulo Lucas 80anos depois da morte de Jesus, pôde escrever o seguinte verso:

"Então voltaram e prepararam especiarias e unguentos. E no sábado repousaram, conforme o mandamento". Lucas 23:56 ?

CONFORME O MANDAMENTO!!!!!??????

MAS O SÁBADO, NA ÉPOCA EM QUE LUCAS ESCREVEU ESSE VERSO, JÁ TINHA SIDO CRAVADO NA CRUZ...

Será?

Eu acho que tem gente cravando na cruz coisa que Jesus não cravou...

...e colocando coisa na Bíblia Sagrada, que Jesus não colocou...


"A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo estejam com todos vós".

Prof. Gilson Medeiros disse...

Caro Rodrigo, vc disse tudo!

Obrigado pelo comentário.

Filipe Reis disse...

Olá Prof.,

Permita-me dizer-lhe que os detratores do Sábado pela questão do silêncio, nunca devem ter lido os evangelhos onde a história terrena de Jesus é relatada.

Se lessem, teriam encontrado em Mateus 5:17 esta frase de Jesus: 'Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas; não vim abrogar, mas cumprir'.

Abraço.

Prof. Gilson Medeiros disse...

É verdade, Filipe!
Penso que estas pessoas estão divididas em 3 grupos:
1. Os que nunca leram realmente, porque confiam cegamente em seus líderes espirituais, e não se dão ao trabalho de estudarem as Escrituras;
2. Os que já leram, mas "fingem" que não viram;
3. E os que, quando leram, ficaram na dúvida sobre se estavam mesmo no caminho correto (cf. Mat. 7:21-23).

Este terceiro grupo está deixando o Espírito Santo trabalhar em suas vidas, e logo-logo serão libertos pela Verdade, conforme o próprio Jesus declarou.

Oremos pelos 3 grupos!

Anônimo disse...

O que posso fazer no sábado?

O que é proibido no sábado?

Se o sábado é tão importante, porque Jesus Cristo não ressuscitou no sábado e sim no primeiro dia da semana? No sábado Ele estava morto!

Tire minhas dúvidas.

Renata Vilma.

Prof. Gilson Medeiros disse...

Cara Renata*

A Bíblia é clara em dizer o que fazer ou não fazer no sábado. Sugiro que vc comece seu estudo lendo o que já escrevi aqui no blog sobre o tema. Creio que vc aprenderá muito!

Quanto ao fato de Jesus ter ressuscitado no primeiro dia, foi por um motivo simples: no sábado Ele descansou, conforme o mandamento.

Não baseio minha fé em nenhum "se", mas apenas na Palavra de Deus.

*se é que este é mesmo seu nome.

Anônimo disse...

Caro Gilson, o senhor disse:

"Não precisamos devolver dízimos, pois Jesus nunca repetiu as palavras que se encontram em Levíticos ou Números sobre tal prática". Você conhece algum pastor evangélico (e até padre) que ensine isso? Nem eu! Por que será?!

"Não há problema algum em adorar imagens de gesso (ou as venerar, como dizem os católicos), uma vez que Jesus nunca disse que era proibido fazer isso, usando as mesmas palavras de Êxo. 20:4-6".

"Que mal há em tomar uma cerveja com os amigos, se Jesus nunca disse que não poderíamos fazer isso?".

"Se Deus nunca condenou, explicitamente, Salomão por ter tantas esposas, por que eu devo ser fiel somente a uma mulher?".

"Jesus nunca disse que eu não poderia usar cocaína. Então, qual o problema?".

Agora eu mostro as passagens bíblicas destes mandamentos que estão no Novo Testamento, ditas por Deus.

Quanto ao Dízimo:

MARCOS 12: 17: "Disse-lhes Jesus: Dai, pois, a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus. E admiravam-se dele".

Quanto a adoração de imagens e tomar cerveja:

I CONRÍNTIOS 10:14: "Portanto, meus amados, fugi da idolatria".

I CORÍNTIOS 6:9-10: "Não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem os devassos, nem os IDÓLATRAS, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os BÊBEDOS, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus".

I PEDRO 4: 3: "Porque é bastante que no tempo passado tenhais cumprido a vontade dos gentios, andando em dissoluções, concupiscêncisas, borrachices, glutonarias, BEBEDICES e abomináveis IDOLATRIAS".

APOCALIPSE 21: 8: "Mas quanto aos medrosos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos adúlteros, e aos feiticeiros, e aos IDÓLATRAS, e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago ardente de fogo e enxofre, que é a segunda morte".

Quanto ao uso de Cocaína e tomar cerveja:

EFÉSIOS 5: 29: "Pois nunca ninguém aborreceu a sua própria carne, antes a nutre e preza, como também Cristo à igreja".

GÁLATAS 5: 19-21: " Ora, as obras da carne são manifestas, as quais são: a prostituição, a IMPUREZA, a lascívia, a idolatria, a feitiçaria, as inimizades, as contendas, os ciúmes, as iras, as facções, as dissensões, os partidos, as invejas, as BEBEDICES, as orgias, e coisas semelhantes a estas, contra as quais vos previno, como já antes vos preveni, que os que tais coisas praticam não herdarão o reino de Deus".

Quanto ao ter várias mulheres:

I TIMÓTEO 3: 2: "É necessário, pois, que o bispo, seja irrepreensível, marido de uma só mulher, temperante, sóbrio, ordeiro, hospitaleiro, apto para ensinar;"

I TIMÓTEO 3: 12: "Os diáconos sejam maridos de uma só mulher, e governem bem a seus filhos e suas próprias casas."

Vejo no Novo Testamento Jesus e os apóstolos indo ao sábado na sinagoga, na transião da lei para a graça. Mas depois, vejo a igreja se reunindo no primeiro dia da semana, não na sinagoga, mas na igreja, não no sétimo dia da semana. Porque reunir no primeiro dia da semana, sendo que deveria ser no sétimo?

Fico aguardando ajuda do caro professor Gilson Medeiros e publicação das respostas. Deus abençoe.

Leando Amaral. Porto Alegre. RS.

Prof. Gilson Medeiros disse...

Caro Leandro Amaral, como está claro pelo texto que escrevi, NÃO SOU EU quem nega a existência dos temas citados no Novo Testamento. Eu creio, piamente, que o NT rejeita todos os itens que citem: roubo nos dízimos, consumo de drogas, idolatria, poligamia, etc.

O que não posso, JAMAIS, aceitar é a incoerência com que os defensores do domingo argumentam, pois dizem que o sábado EM NENHUM lugar é citado como mandamento no Novo Testamento, o que é, no mínimo, uma tremenda falta de sinceridade com a Palavra de Deus, mas, ao mesmo tempo, utilizam apenas da hermenêutica para defenderem estes outros assuntos. Para nós, Adventistas, temos que ser "sim, sim! Não, não".

Quanto à sua observação sobre a tal "transição" entre lei e graça, sinceramente, não vejo respaldo para isso. Na minha modesta opinião, você baseia-se unicamente no "achismo", tão comum entre os que não querem ver a beleza da guarda do sábado para o povo do Senhor.

Se havia mesmo esta tal "transição", por que Paulo, o apóstolo da graça, convertido muito depois da resssurreição de Cristo, buscava, por exemplo, lugares de oração para adorar no sábado (cf. Atos 16)? Era pra pregar a judeus, como alguns afirmam equivocadamente? Se era, onde estavam os judeus no relato deste capítulo, pois ali só haviam gentios a serem evangelizados?!

Aqui no blog há diversos textos explicativos sobre TODAS as menções ao sábado no Novo Testamento. Tire tempo para ler...

Também faço uma análise sobre TODAS as passagens que falam do primeiro dia da semana, e em NENHUMA DELAS há qualquer insinuação de que este dia tenha sido colocado em lugar do sábado. Tire tempo para ler...

Ademais, acredito que um dos textos mais BOMBÁSTICOS em defesa do santo sábado do sétimo dia é uma profecia feita por Ninguém mais, Ninguém menos que o próprio CRISTO. Leia em Mateus 24:20. Ora, por que o Senhor diria algo assim, se Ele sabia (eu creio) que a destruição se daria 40 anos após aquele momento?!

Para o leitor sincero, meio versículo já basta!
Mas Deus foi tão maravilhoso que deixou mais de 50, só no Novo Testamento, em defesa do Seu santo dia.

Negar isso, é simplesmente uma BLASFÊMIA sem tamanho!

Anônimo disse...

Embora tardiamente,pois foi hoje que vi a controvérsia daqueles que
de maneira subrepticia querem se in
sentar da guarda dos mandamentos.
Não sei se por ignorância ou má fé
o Leandro omite passagens bíblicas
sobre o sábado.Passo a citálas:
Hb.o cap. 4,dou enfáse nos v. 4,9
Lc.23:56 ,Mt.5:17,18 ,Ap.1:10
Ap.11:19(a arca contém os dez manda
mentos),Ap.12:17... é enfadonho enumerar,porém há suficientes decla
rações de Jesus e de seus servos
acerca da validade da Lei(norma).
DEUS não muda(Ml. 3:6).
Tal qual no passado,hodiernamente falta sinceridade e amor à verdade.

Anônimo disse...

eu acho graça que vocês adventistas só vivem preocupados com o fato das outras religiões guardarem ou não o sábado. amigo, vivencie sua fé e deixe que as pessoas vivenciem a sua. a igreja adventista como esse blog só vive falando da crença alheia como se o que determinasse a salvação de alguém fosse somente o fato da pessoa ser adventista e guardar o sábado. quando sair dessa igreja, chegaram a me dizer que era pra eu pensar bem no que estava fazendo, pois agora eu já sabia da "verdade" e mesmo voltando para igreja batista que eu não seria salvo como se jesus fosse adventista para salvar somente os adventistas. gilson, alguns textos seus são bons, eu leio e as vezes até concordo com alguns pontos de vista seus. sei que você é um homem muito estudado pois fez questão de expôr seu curriculo aqui no blog mas isso não significa dizer que somente vocês adventistas tem razão e que são detentores da verdade absoluta. por muito tempo fui adventista e também acreditava que fosse assim. eu sou de uma família batista. deixei a igreja e fui estudar na igreja adventista somente para troca de conhecimento e voltei para a igreja batista. eu vou ser salvo por ter saído da igreja adventista e ter voltado para igreja na qual eu primeiro fui batizado gilson? por favor me responda pois gostaria de ouvir as suas tão sábias palavras.
Um crente batista

Anônimo disse...

DESENVOLVENDO SITE: DEUS É ADVENTISTA


Prezado Gilson,
Depois da campanha ESPERANÇA estou com uma nova idéia e um novo projeto para a igreja e gostaria que me orientasse quem eu poderia procurar para apresentá-lo. Estou desenvolvendo um site que se chamará DEUS É ADVENTISTA onde para comprovar esse afirmativa eu coloco várias passagens bíblicas que confirmam isso.
Penso que se esse projeto fosse aprovado, assim como foi o ESPERANÇA, várias pessoas inclusive de outras religiões teriam acesso a esse conhecimento e apressaríamos assim a volta de Jesus. É um projeto ousado e inovador que faria uma boa divulgação da igreja.
O que você acha?
Manoel Santos

Gilson Medeiros disse...

Caro Manoel Santos, não creio que a Igreja, como instituição, apoiaria um projeto como esse, pois os Adventistas não praticam este tipo de "apologia", criticando e provocando crentes de outras denominações.

Só precisamos pregar a Bíblia e Jesus, só... pois a própria verdade de Deus é quem ilumina os sinceros de coração.

Em todo caso, o pastor de jovens do campo é o que cuida dessa parte da administração eclesiástica da IASD.

Um abraço.
Gilson.

Gilson Medeiros disse...

Prezado crente batista, se vocês não enviassem tanto e-mail e comentário falando sobre o sábado (não só aqui neste blog, mas em diversos outros de Adventistas na Internet), não precisaríamos gastar tanto tempo com este assunto.

Mas, por desencargo de consciência, e porque creio que a mensagem do sábado está no cerne da última mensagem angélica a este mundo desobediente (cf. Apoc. 14), então continuarei postando outras mensagens sobre este assunto.

Sinto por você não gostar...

Um abraço.
Gilson.

Anônimo disse...

Assim com Jesus,em seu tempo,foi a pedra de toque da lealdade,rocha de ofensa,hoje em dia sera o 4°mandamento,pois assim apontam as profecias.
"Há uma beleza e poder na verdade que nada poderá tornar tão evidente como a oposição e a perse
guição".

Fabio Reis disse...

Pastor Gilson tudo bem?Li os comentarios sobre o Sabádo que você falou sobre o silêncio!Ta certo que os judeus tinham conhecimento da Lei e principalmente da guarda do Sabádo!Só que os Judeus foram os primeiros missionários aos gentios e com certeza eles teriam ensinar os gentios conforme a Lei de Moisés!E Jesus nunca disse absolutamente nada sobre o Sabádo mas ao invés disso ele mesmo disse que em seu Nome se pregasse o arrependimento e a remissão de pecados pela fé(Lucas 24:47)Pela fé sois salvos não pelas obras para que ninguem se glorie(Efésios 2:8)Então os Judeus deveriam ter ensinado os gentios a guardarem o Sabádo!E olha o que eles mesmos disseram Atos 15:28 Na verdade pareceu bem ao Espírito Santo e a nós não vos impor encargo algum,senão estas coisas necessárias ai vem o versiculo 29 falando as coisas necessárias porque ao certo eles deveriam ter falado algo a respeito do Sabádo né verdade, e segundo a Bíblia até o Espírito Santo não impos nada sobre isso!Só mais uma coisa eu respeito a opinião do irmão!Muito Obrigado pela Atenção até mais!!

Gilson Medeiros disse...

Caro Fabio Reis, entendo perfeitamente seu ponto de vista, e respeito.

Porém, como base no que escrevi no post e nos comentários, creio que o sábado era tão real para aqueles novos convertidos, como o era a questão do dízimo e da adoração de imagens, por exemplo.

Onde encontramos os apóstolos defendendo o dízimo em Atos? Em Atos 15, que você citou, fala algo sobre o dízimo? Não! Deveríamos, então, deixar de acreditar neste ensino bíblico por causa do "silêncio" neo-testamentário sobre o tema? Creio que não!

E a adoração de imagens, onde fala no livro de Atos que isso era proibido aos novos convertidos? Em nenhum lugar, especialmente em Atos 15 (que vc citou).

Portanto, caro Fabio, não creio que seja com base no "silêncio" aparente a respeito do tema do sábado que devamos crer que ele perdeu o sentido para aquele povo. Pelo contrário, se o sábado tivesse DE FATO deixado de ser obrigatório, por ser um ponto tão especial para os judeus, certamente eles teriam sido bastante enfáticos em defenderem sua abolição. E onde isso aparece? Em nenhum versículo do Novo Testamento.

Por isso, e muito, muito mais, não posso deixar de crer na santidade do 7º dia da semana como sábado do Senhor, meu Deus.

Um abraço.
Gilson.

irmão leitor disse...

Amigos, e se levássemos em consideração, também, o fato de que os únicos momentos perfeitos de nosso Mundo estão relatados em Gênesis 1 e 2 ?

Esse período, dentro do Éden, antes da entrada do pecado, retrata o verdadeiro pensamento do Criador. Ali, tudo que fez era bom, muito bom. Refletem Seus objetivos eternos (não acaba, não muda). E o sábado faz parte disso !!!

Quando não mais existir o pecado, continuaremos conforme o plano original de Deus. Hoje, lembremos, quem mudou foi o homem, não Deus.

O cristão que não observa o 7º dia, sugiro, faça uma experiência. Tente uma vez. Peça que o Criador responda suas indagações.

Fábio Reis disse...

O caro Gilson muito obrigado pela atenção e por esclarecer a sua opinião sobre o Sabádo!Vamos fazer uma exposição por ordem:Os gentios que receberam a palavra teriam que ser orientados acerca dos costumes do povo judeus,porque a palavra de Deus foi confiada primariamente aos Judeus,e os mesmos foram encarregados de levar a palavra e a doutrina e nenhuma parte do Novo Testamento e mencionada a guarda explicita e necessária do Sabádo, a Bíblia deixa bem claro que o homem e justificado pela fé em Jesus Cristo e não pelas obras da Lei,e o homem não vai ser justificado pelos dizimos embora tenham algumas denominações que apregoam isso,e sobre as imagens o proprio Jesus disse em Mateus 4:10(Ao Senhor teu Deus adorarás,e só a ele servirás.Jesus Cristo foi muito perseguido principalmente pelos Fariseus por causa do Sabádo,o mais importante para Jesus eram as pessoas(o maior mandamento era amar a Deus e ao proximo(Mateus 22:36,39)Jesus disse para os fariseus(se vós soubésseis o que significa Misericórdia quero e não sacríficio,não condenaríeis os inocentes(Oséis 6;6)(Mateus 12:7)Jesus é maior do que o sabádo,meu irmão.E se DE FATO o sabádo era obrigatório para a Nova Aliança por ser tão especial para os judeus eles seriam enfaticos também em defender a guarda do sabádo,e aonde isso aparece?Em nenhum versiculo do Novo Testamento.
Mas continuo a dizer eu respeito a sua opinião e desejo tudo de bom para você e sua familia fica na Paz!

Gilson Medeiros disse...

Caro Fábio, conhece aquele ditado "para bom entendedor, um pingo é letra"?

Pois bem, se para você não existe NENHUMA passagem no NT que ensine claramente sobre a guarda do sábado, para mim existem VÁRIAS!

Vou citar só duas:
1. Por Jesus (Mateus 24:20) uma profecia!

2. Por Paulo (Atos 16:12-13) um hábito semanal!

Como disse, "para bom entendedor, um pingo é letra".
Desculpe, mas prefiro deixar a aparente "lógica" da sua argumentação de lado, e ficar com o que as Escrituras me revelam CLARAMENTE.

Um abraço.
Gilson.

PS.: A propósito, guardar o sábado não tem nada que ver com "sacrifício", mas sim uma clara revelação do "amor a Deus acima de tudo". Afinal, de que adianta dizer que ama a Deus e ao próximo, se isso não se revelar através de ações?! (cf. Tiago cap. 2; 1Jo. 4:20).

Fábio Reis disse...

Caro Pastor Gilson!Mais uma vez agradeço pela sua atenção!O ditado que vc mencionou e um pouco diferente do que eu conheço(para bom entendedor meia palavra basta)Como eu tinha dito no Novo Testamento não há menção nem direta nem indireta da guarda do sábado a não ser para os judeus porque:no livro de êxodo 31:16 a palavra de Deus diz(guardarão,pois o sábado os filhos de Israel,celebrando-o nas suas gerações por aliança perpetua.(Entre mim(Deus)e os filhos de Israel(judeus)será um sinal para sempre.como vemos o texto diz sobre os filhos de Israel,As suas 2 unicas referencias citadas(Mateus 24:20)Todo esse capitulo são 2 profecias a destruição de Jerusálem e a sua segunda vinda:porque analisando o versiculo 19 o Senhor disse(Mas ai das grávidas e das que amamentarem naqueles dias!Em Lucas 23:28,29 diz assim Filhas de Jerusalém,não choreis por mim;chorai por vós mesmas e vossos filhos.Porque eis que hão de vir dias em que dirão:Bem aventuradas as estéreis,e os ventres que não gerarem;e os peitos que não amamentarem.Jesus fez a mesma declaração em Mateus 24(no versiculo 16 ele faz menção da Judeia)sinal de que ele estava falando de Israel e não do mundo inteiro;ele estava profetizando a destruição de Jerusalém(porque em Lucas 23:28 ele disse chorai por vós mesmas e por vossos filhos outro sinal de que aquelas mulheres e os seus filhos estariam vivos ainda porque a destruição ocorreu em 70 d.c mais ou menos 37 anos depois possivelmente elas ainda estariam vivas,se ele estivesse falando dos dias atuais ele então tinha errado a profecia(só que o Senhor Jesus nunca errou e nem erra ele e perfeito e a verdade(João 14:6)Quanto a Atos 16:12,13 não está falando de guardar os sábados apenas que Paulo foi fazer a obra de Deus pregar a palavra,trabalhar para o reino de Deus,tanto que a irmã Lidia foi batizada no mesmo dia,ela e a sua casa(será que batizar as pessoas no sábado e errado para vocês?êxodo 16:29 a Biblia diz(cada um fique no seu lugar,ninguem saia do seu lugar no sétimo dia(será que Paulo estava trasgredindo a lei,saindo,batizando?
Lembre do que Jesus disse para os sabatistas da epoca(Mateus 12:11 qual dentre vós será o homem que tendo uma ovelha,se num sábado ela cair numa cova,não lançará mão dela,e a levantará?)Lucas 13,15 Hipócritas,no sábado não desprende da manjedoura cada um de vós o seu boi,ou jumento e não o leva a beber?Jesus criticava piamente eles por causa da dureza dos seus corações, e até hoje os judeus creem no sábado mas não creem no unico caminho para a salvação que é Jesus Cristo o nosso Senhor!

Desde já muito Obrigado pela atenção sobre o caso de Tiago e 1 João eu tento fazer a minha parte respeitando a todos e demostrando em ações claro que eu não sou perfeito sou um homem falho e normal,perfeito e o nosso Deus,a Ele seja a glória para sempre.

Não estou discutindo apenas trocando informações com o irmão!

Fica na paz Pastor Gilson até mais!!

Gilson Medeiros disse...

Prezado Fábio, me parece que você só "esqueceu" um "pequeno detalhe":
A não ser que Adão e Eva já eram JUDEUS, o sábado foi criado pelo Criador (desculpe a redundância) muitos séculos antes da criação dos israelitas.

Portanto, caro amigo, prefiro permanecer com o claro e límpido "Assim diz o SEnhor", e guardar este santo, abençoado e "descansável" dia (Gên 2:1-3)...rsrs

Um abraço.
Gilson.

Fábio Reis disse...

Caro Gilson

Embora que já faz um bom tempo que eu não acesso o seu blog vi que a minha resposta não foi respondida!

Porque?

Quero também dar os Parabens pelos 500 milhões de acessos do seu blog!

Muito Obrigado!

Collinas Zoffin disse...

RESPOSTA QUE DEI A UM BLOG NÃO ADVENTISTA
Para os que acreditam que o Sábado era só para Judeus, [GRIFOS MEUS]:
Assim diz o SENHOR: Guardai o juízo, e fazei justiça, porque a minha salvação está prestes a vir, e a minha justiça, para se manifestar. [ JESUS CRISTO]
Bem-aventurado o homem que fizer isto, e o filho do homem que lançar mão disto; que se guarda de profanar o sábado, e guarda a sua mão de fazer algum mal.
E não fale o filho do estrangeiro, que se houver unido ao SENHOR, dizendo: Certamente o SENHOR me separará do seu povo; nem tampouco diga o eunuco: Eis que sou uma árvore seca.[ GENTIOS]
Porque assim diz o SENHOR a respeito dos eunucos, que guardam os meus sábados, e escolhem aquilo em que eu me agrado, e abraçam a minha aliança: [ GENTIOS ACEITANDO O SÁBADO]
Também lhes darei na minha casa e dentro dos meus muros um lugar e um nome, melhor do que o de filhos e filhas; um nome eterno darei a cada um deles, que nunca se apagará.
E aos filhos dos estrangeiros, que se unirem ao SENHOR, para o servirem, e para amarem o nome do SENHOR, e para serem seus servos, todos os que guardarem o sábado, não o profanando, e os que abraçarem a minha aliança,[ GENTIOS ENTRAM NA ALIANÇA]
Também os levarei ao meu santo monte, e os alegrarei na minha casa de oração; os seus holocaustos e os seus sacrifícios serão aceitos no meu altar; porque a minha casa será chamada casa de oração para todos os povos. [ GENTIOS SERÃO SALVOS]
Assim diz o Senhor DEUS, que congrega os dispersos de Israel: Ainda ajuntarei outros aos que já se lhe ajuntaram. [ DEUS JUNTARÁ OS REMANESCENTES DE ISRAEL E OS GENTIOS]
Isaías 56:1-8

Um abraço e que a Graça de Deus esteja com todos.

Collinas Zoffin disse...

RESPOSTA DADA A UM SITE NÃO ADVENTISTA

Jesus em seu sermão aos discípulos(Jo 16:13),nos diz que o Espírito Santo seria enviado para nos guiar a toda verdade. Portanto, se entendemos que as escrituras foram inspiradas pelo Espírito Santo, Ele as teria usado para nos ensinar que havia a tal mudança do Sábado para o domingo (se isso fosse verdade). Levantando alguns textos do NT que falam sobre a Lei, percebe que nenhum dos escritores fala disso:
1º Na carta aos cristãos Romanos(Rm 6,7,8), Paulo discorre sobre a salvação pela Graça, quando ele fala que a Lei é justa, santa e boa, em nenhum momento ele fala que houve uma mudança na Lei.
2º Em Rm. 13, Paulo fala novamente sobre a Lei, cita mandamentos, porém não fala nada a respeito de mudança.
3º Em Tm. 1:8, Paulo fala que a Lei é boa se a usarmos de modo legítimo. No meu entendimento, obrigatoriamente aqui deveria ter uma ressalva de que a Lei é boa, porém com alteração tão “desejada” do Sábado para o domingo.
4º Em Hb. 8: 10 o autor do Livro diz que Deus firmaria uma nova aliança com Israel, na sua mente imprimiria as Suas Leis, nos seus corações escreveria... O senhor escreveria as mesmas Leis e não novas Leis. Se você muda um artigo de uma Lei, esta é uma nova Lei, já não será a mesma lei. O Espírito Santo obrigatoriamente teria que inspirar o autor de Hebreus a evidenciar a mudança da Lei.(À propósito: Leiam Hebreus e verão o que é o Novo Concerto).
5º Em Tg. 2:10-13 o Espírito Santo inspira Tiago a nos ensinar que quem transgride um só ponto da Lei é culpado de toda Lei. Aqui a coisa complica extremamente. Se pecarmos porque transgredimos a Lei, obrigatoriamente Tiago teria que nos ensinar que não guardar o Sábado não seria mais pecado e sim não guardamos o domingo é que seria pecar, pois aqui é exatamente sobre isso que ele ensina: transgredir = pecar e sendo este um ”mandamento novo”, era necessário que ele expusesse isso em sua carta universal, para que todos soubessem da mudança.
6º Em 1Jo 2:4 João afirma que aquele que diz que conhece a Cristo e não guarda os seus mandamentos é mentiroso e nele não esta a verdade. Mais uma vez, obrigatoriamente o E.S. teria que inspirar à João para que ele ressaltasse que não guardar o Sábado não seria mais mentiroso.
Teríamos vários textos ainda no NT para que o E.S. inspirasse os escritores ressaltassem essa tal mudança de Sábado p/ domingo, mas estranhamente não acontece. Vocês acham que o E.S. “cruelmente” deixou para a gente interpretar através de eventos bastante discutíveis ocorridos no primeiro dia da semana que teríamos que mudar de Sábado para domingo.

Que a Graça de Deus esteja com todos.

Elza disse...

ola, gostaria de fazer aqui meus comentarios a respeito do tema a lei de Moisés.
Lendo Hebreus 9.18, o escritor fala da primeira aliança, moises proclamou, leu os mandamentos, e depois aspergiou com sangue.
Dando a entender tambem que foi o messias quem escreveu os mandamentos a Moisés, pois Ele é o testador da primeira aliança, e necessario seria a morte do testador, por isso a primeira aliança durou ate hora que morreu o testador. Por isso Ele diz que não veio abolir a lei e sim cumprir, e de fato Ele cumpriu.
O apostolo Paulo faz uma alegoria, a mulher esta livre da lei, se o marido morrer, ela não sera adultera se casar de novo. Consideremos mortos para lei, e qual lei devo me considerar morto, o apostolo fala mais adiante, aquela que fala sobre o adultério, a cobiça, ele ainda fala estando libertados da lei vivemos em novidade de espirito e não na caducidade da lei.

Gilson Medeiros disse...

Prezada Elza, assim como era nos dias dos apóstolos, hoje também as pessoas preferem distorcer o que Paulo ensinou em suas epístolas (cf 2Ped. 3:15-16).

A Bíblia é muito clara com relação à importância de se guardar os 10 Mandamentos do Senhor.

Mas é mais fácil arranjar desculpas para desobedecer... não é verdade!?

Um abraço.
Gilson.

Anônimo disse...

O finalzinho do texto me chamou atenção ao dizer "Sua Igreja "invisível", formada até mesmo de ateus sinceros, um dia será convidada a seguir o grande Pastor do Universo".

Para ser salvo a pessoa tem que crer em Jesus (Deus), caso contrário não será salvo. Um ateu pode sim ser sincero na sua descrença, mas só o fato de não crer em Deus, já o coloca fora do rol de salvos. Só há uma maneira de um ateu ser salvo, ele se converter a Cristo (e há ex-ateus).

"E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será condenado." (Marcos 16.15-16).

Gilson Medeiros disse...

Caro anônimo, veja que o "ateu sincero" que menciono faz parte da igreja "invisível", ou seja, aquela formada por pessoas que têm uma fé sincera, porém que ainda não sabem (ou não querem aceitar) de sua necessidade de um Salvador.

Chegará o momento em que tais pessoas ouvirão a voz do Pastor. Então, o "ateu sincero" se converterá de coração, e fará parte da igreja "visível" de Deus.

Um abraço
Gilson.

Willywell disse...

Não vejo problema nenhum em se guardar o sábado, mas como guardá-lo nos dias de hoje? Sabe qual é a grande questão que vejo por parte dos adventistas sobre a guarda do sábado? É que eles ensinam, baseando-se em suas interpretações bíblicas, que no sábado não se deve trabalhar para ganhar dinheiro, mas, eles usufruem do trabalhos das pessoas em pleno sábado. Exemplo: os adventistas pegam ônibus, táxi, vão a uma delegacia se precisarem, usam os serviços de uma companhia de telefonia, de energia, de água e esgoto, de gás, precisam de um borracheiro aberto no sábado para trocar o pneu do carro que furou quando estavam indo para a igreja, precisam de farmácias abertas, etc. Esse é o grande problema adventista: dizem para as pessoas não trabalharem no sábado, mas usufruem de seus serviços. Aí, volto à questão: como guardar o sábado nos dias de hoje? A maioria do nosso povo precisa trabalhar no sábado. São poucos os que têm o privilégio de folgarem sábado e domingo. O sábado foi criado para o homem, mas o homem é mais importante que o sábado. Logo, entre ficar desempregado por causa do sábado e trabalhar para sustentar a família qual vai mais agradar a Deus? Não seria isso o que Jesus quis dizer quando falou de retira a ovelha do buraco num dia de sábado? Graça e paz.

Gilson Medeiros disse...

Prezado Willywell, como sempre, o argumento daqueles que preferem não guardar o sábado se baseia apenas em achismos...

Para um cristão sincero, se Deus mandou... ponto final!
Não há o que se questionar ou relativizar (como nós, ocidentais, tanto gostamos de fazer). Veja o exemplo de Abraão... Deus o mandou sacrificar seu filho. Ele não perdeu tempo com os "porquês" que nós usamos hoje... Ele foi lá e "sacrificou" como o Senhor havia pedido.

Quanto à questão de os Adventistas "usarem os serviços" de pessoas que não guardam o sábado, a resposta é muito simples e lógica. Um Adventista pegando ou não um ônibus, aquele motorista continuará trabalhando no sábado... O mesmo com o farmacêutico, o policial, o guarda de trânsito, o funcionário da companhia de luz, etc... Independentemente de quem utilize o serviço, eles trabalharão como em qualquer outro dia. Portanto, não é o Adventista quem o está fazendo trabalhar no sábado, mas a sociedade, ou seja, pessoas como você que advogam a transgressão da Lei do Senhor.

É muito diferente de um "patrão" Adventista... Neste caso, sim, haveria erro se este obrigasse seu funcionário a trabalhar no Dia do Senhor... mas isso não acontece, porque se há um patrão justo e leal com seus funcionários é aquele homem ou mulher que teme ao Senhor e faz o que Ele manda.

Ah, e a questão da ovelhinha nem vou responder, porque sei que você é maduro o suficiente para saber que Jesus não defendeu a transgressão do Mandamento com esta analogia (cf. Mateus 5:17-20; Apoc. 14:12).

Que o Senhor te ajude a abrir os olhos e ver a beleza de guardar os Seus Mandamentos, porque "grande paz têm os que amam a lei do Senhor" (cf. Sal. 119:165). Estão abonados pela graça e felizes por receberem a paz dos obediente.

Um abraço
Gilson.

Willywell disse...

Prezado Gilson, parabéns por ser imparcial e permitir que pessoas que pensam diferente de você exponham seus pensamentos, de forma educada, em seu blog, que é aberto a todo tipo de gente que o lê.

Fico feliz por saber que você deseja que o Senhor abra meus olhos para que eu possa ver a beleza de se guardar os seus mandamentos. Com certeza desejo fazer a vontade do Senhor, mas, se um dia eu passar a guardar o sábado, não será como os adventistas.

Independente de ser a sociedade ou não que faz com que as pessoas trabalhem no sábado e, assim sendo, o transgridam, vocês como adventistas jamais deveriam se beneficiar do serviço desses "transgressores" por coerência aos seus ensinamentos. Pelo seu raciocínio, então, não há problema para um adventista ir almoçar num restaurante no dia de sábado, pagar uma estadia num hotel ou levar um filho a um parque de diversões, já que é a sociedade que faz com que esses locais funcionem no dia de sábado.

Pelo menos para mim vocês não dão um bom exemplo quando ensinam que não se deve trabalhar no sábado, mas usufruem das benesses proporcionadas nesse dia por outras pessoas que, como você disse, trabalham por causa de pessoas como eu que advogam a transgressão dos mandamentos do Senhor.

Enfim, os adventistas são abençoados e beneficiados por pessoas que advogam e transgridem o mandamento do Senhor. É como se um filho tivesse um pai ladrão, transgressor dos mandamentos do Senhor, que rouba para pagar os estudos do filho. Um filho temente a Deus, jamais aceitaria isso. Um adventista realmente fiel aos mandamentos do Senhor jamais colaboraria com o salário de uma pessoa que transgride o mandamento do Senhor. Se a sociedade ou pessoas como eu, que advoga a transgressão do mandamento, faz com que outros trabalhem no sábado, isso libera vocês para, também, colaborarem com esse ato, já que fazendo isso participam diretamente com a composição do salário desses "transgressores"? Graça e paz.

Gilson Medeiros disse...

Caro Willywel,

Deus não leva em conta o tempo da ignorância. As pessoas que hoje transgridem o Sábado do Senhor, muitas vezes, o fazem sem saber o terrível pecado que cometem. Mas a Bíblia diz que um dia isso vai mudar (cf. Apoc. 14 em diante). Já aqueles que transgridem conscientemente, sinto lembrar que até sua oração é abominável ao Senhor (cf. Prov. 28:9).

Seguindo seu argumento de deixar o sábado de lado devido ao fato de a sociedade não "ter condições práticas" de guardá-lo, fico imaginando que um adúltero poderia usar o mesmo subterfúgio para fugir do pecado do 7º Mandamento, ao dizer que o erotismo é tão presente nos dias atuais que é "impossível" cumprir o que Jesus disse sobre o pecado do adultério, ou seja, transgredimos até em pensamento e não somente em ato... Nesse caso, seguindo sua linha de argumentação, um adúltero que não consegue "deixar de olhar" com pensamento impuro, haja vista o forte apelo sexual que existe no mundo (especialmente no país da cerveja, bumbum e futebol), então este mandamento (o 7º) também estaria em "caducidade"... concorda???

Por isso que prefiro deixar o achismo de lado, mesmo falho e pecador em guardar a Lei do Senhor, mas jamais me escusarei em fazer o melhor que eu posso.

Assim como Paulo, prefiro permanecer no lugar em que chamam de "seita", mas ser feliz em obedecer aos Mandamentos do Senhor, jamais como "meio" de salvação, mas sempre como "expressão de gratidão" Àquele que derramou Sua graça em mim... a verdadeira graça, não a libertinagem que existe no meio cristão de hoje (cf. Judas 4).

Um abraço
Gilson.

Cursos Básico, Médio e Avançado

Ebook 101 Razões