sexta-feira, junho 08, 2012

Por que não é bom namorar em jugo desigual?

Aqueles que trabalham com aconselhamento para jovens e adolescentes já perceberam que existem algumas temáticas que estão ficando cada vez mais frequentes: estilos de música, depressão, masturbação, bebidas alcoólicas, divertimentos, sexo antes do casamento, entre outros.

Um desses "outros" temas muito discutido e, infelizmente, presente em grande parte das congregações Adventistas é o JUGO DESIGUAL, ou seja, o namoro, noivado ou casamento de um Adventista com um não-Adventista, apesar dos frequentes apelos e orientações enviadas às igrejas, através dos livros, revistas, lições e demais publicações voltadas ao público jovem. Parece que, em matéria de "coração", não damos muita atenção ao "Assim diz o Senhor". 

A água se mistura com o óleo? As leis naturais dizem que não!

É comum ouvirmos expressões do tipo:

"Na igreja não há bons rapazes para se namorar".
"As meninas são muito inconstantes".
"Meu(minha) namorado(a) não é Adventista, mas é mais cristão(ã) do que muitos Adventistas que conheço".
"Já procurei mas não encontrei ninguém que me atraia na igreja".
"Ele(a) é super compreensivo, e não me impede de viver a minha fé".
"Eu tenho certeza que ele(a) se converterá futuramente".
"Eu conheço um casal que casou em jugo desigual, mas depois ele(a) se converteu e hoje vivem felizes na igreja".
"Já tive namorado(a) Adventista e fui traído(a)".

E por ai vai...

Este tema é muito importante, pois é uma das maiores causas de apostasia entre os jovens Adventistas da atualidade. Portanto, é necessário que ele seja amplamente debatido e os jovens recebam o devido aconselhamento para que tenham relacionamentos saudáveis, duradouros e fundamentados na Palavra de Deus - nossa FONTE de fé e prática. Não basta apenas "disciplinar", mas é importante que os jovens sejam constantemente orientados sobre o assunto, inclusive com a apresentação de testemunhos de pessoas que hoje sofrem com o jugo desigual.

Experiência marcante...
 
Em 2003, quando realizei um trabalho evangelístico na cidade de Maceió-AL, conheci uma jovem senhora que, na época, já fazia 22 anos que estava casada, e me falou que NUNCA havia sido feliz em seu casamento. O motivo? Jugo desigual...

Ela era uma jovem atuante na igreja, nascida em lar Adventista, mas que se deixou influenciar por uma "paixão" da adolescência, que transformou-se em namoro, noivado e... casamento. Seu esposo, desde o início (namoro), demonstrou que não era um "bom partido", mas ela me disse que parecia estar "cega" aos sinais que Deus lhe enviava constantemente. O resultado? Uma vida inteira de infelicidade, traições (por parte dele) e declínio na fé, e agora com os filhos...
 
As garotas são alvos fáceis

Devido ao fato de o número de mulheres ser bem superior ao de homens na maioria das congregações Adventistas, parece que as jovens estão mais sujeitas a enveredarem pelos caminhos tortuosos e perigosos do jugo desigual. Por isso, os líderes (pastores, anciãos, diretores de jovens, etc.) precisam atentar para uma "lacuna" que existe em alguns lugares, no sentido de que não são promovidos encontros, seminários, eventos, etc., que permitam aos jovens Adventistas conhecerem outros solteiros dentro dos nossos "arraiais". A Internet tem ajudado para encurtar distâncias, mas, como eu disse recentemente a uma jovem que me procurou para conversas sobre este assunto, todo homem na Internet é rico, bonito, inteligente, romântico, respeitador, etc... Portanto, queridas jovens, cuidado redobrado! Tem muito "Dalilo" por aí... rsrsrsrs

Mas, o que vem a ser o Jugo Desigual?

A Bíblia contém amplos conselhos que orientam a uma boa escolha do parceiro para a vida. Em 2Co 6:14 encontra-se um excelente e clássico exemplo: “não vos prendais ao jugo desigual com os incrédulos”.

Já na época de Abraão, havia preocupação por parte dos pais religiosos sobre este assunto (Gên. 24:3). O Comentário Adventista (CBASD) diz que “a demora em fazer planos para o casamento de Isaque, provavelmente se devia ao desejo de Abraão, em evitar que seu filho tomasse por esposa uma Cananéia”. Semelhantemente, Isaque pediu a Jacó para não tomar “esposa de entre as filhas de Canaã” (Gên. 28:1) pois, “ele não as via com bons olhos” (Gên. 28:8). Posteriormente, após o êxodo, Deus proíbe Seus filhos de contraírem matrimônio com as filhas das outras nações (Deut. 7:3), porque, "não pode haver felicidade nem segurança nas alianças feitas com os que não amam nem servem a Deus. As trágicas experiências de Esaú (Gên. 26:34, 35) e Sansão (Jz 14:1) são testemunho eloquente em favor da admoestação divina de manter-se separados dos incrédulos” (CBASD).

Avançando ao Novo Testamento, observar-se-á que Paulo também coloca a impossibilidade de ligação entre o santuário de Deus e os ídolos, por isso, um acordo, casamento ou uma aliança entre crentes e incrédulos é igualmente inconcebível. Pois, “quando se trata de uma relação tão estreita como o matrimônio, o cristão que verdadeiramente ama ao Senhor, em nenhuma circunstância se unirá com um incrédulo, mesmo que tenha a nobre esperança de ganhá-lo para Cristo, o que em outras circunstâncias seria digno de elogio” (CBASD) - grifos meus.

É bom lembrar que "jugo desigual" significa uma "diferença de padrão" entre o casal, ou seja, também entre dois Adventistas ele pode ocorrer
- idades muito diferentes, 
- nível social muito diferente, 
- escolaridade muito diferente, 
- ideais de vida muito diferentes, 
etc.

Vitimas do Jugo Desigual

Ellen White também afirma que “o corpo deve ser o servo da mente, não a mente a serva do corpo” (Patriarcas e Profetas, pág. 562). Esse principio é fundamental na escolha de um(a) namorado(a), pois “houvesse Sansão obedecido às ordens divinas tão fielmente como fizeram seus pais, e seu destino teria sido mais nobre e mais feliz” , no entanto “uma jovem que habitava na cidade filistéia de Timna, conquistou as afeições de Sansão e ele decidiu fazer dela sua esposa. A seus pais tementes a Deus, que se esforçavam por dissuadi-lo de seu propósito, sua única resposta era: ela agrada os meus olhos. os pais finalmente aderiram aos seus desejos, e realizou-se o casamento” (Idem).

Em sua festa nupcial foi levado Sansão à associação familiar com os que odiavam a Deus. Quem quer que voluntariamente entre para uma relação tal, sentirá a necessidade de se conformar até certo ponto com os hábitos e costumes de seus companheiros... Quantas vezes se efetuam casamentos entre os que são tementes a Deus e os ímpios, porque a inclinação governa a escolha de marido e mulher!” (Idem, pág. 563).

Se o namoro em jugo desigual evolui para um casamento, como os filhos serão criados? Tomarão café ou cevada? Irão à escola dominical, sabatina, centro espírita ou à catequese? Comerão feijoada (mistura de "feijão" com "porcaiada")? Acreditarão em fantasmas ou no sono da morte? No por-do-sol da sexta estarão no culto da família ou assistindo Malhação? No sábado à tarde estarão na classe bíblica do juvenis ou na "pelada" com o papai? Etc... Etc... Etc...

O que diz o Espírito de Profecia?

De acordo com Ellen White, “seja todo passo em direção da aliança matrimonial caracterizado pela modéstia, simplicidade, e sincero propósito de agradar e honrar a Deus. O casamento afeta a vida futura tanto neste mundo como no vindouro. O cristão sincero não fará planos que Deus não possa aprovar” (Ciência do Bom Viver, pág. 359).

É indispensável observar esses pontos, pois “
é da hora de seu enlace matrimonial que muitos homens e mulheres datam seu êxito ou fracasso nessa vida, e suas esperanças de existência futura” (O Lar Adventista, pág. 43). Lembra-se do exemplo da irmã lá de Maceió?!

Procure para lhe ficar ao lado, aquela [jovem] que esteja habilitada a assumir a devida parte dos encargos da vida, cuja influencia o enobreça e refine, fazendo-o feliz com seu amor” (Idem, pág. 45-46).

"Trará aquela a quem desposais, felicidade ao vosso lar? É econômica, ou há de quando casada, gastar não somente todos os rendimentos dela, mas todos os vossos, para satisfazer a vaidade, o amor da aparência? São seus princípios corretos nesse sentido?" (Idem, pág. 46).

"Receba a jovem como companheiro vitalício tão-somente ao que possua traços de caráter puros e varonis, que seja diligente, honesto e tenha aspirações, que ame e tema a Deus” (CBV, pág. 359).

Evitai aquele que ama a ociosidade; evitai o que for zombador das coisa sagradas”, [pois] “Deus não dá Sua sanção a uniões que Ele proibiu expressamente” (cf. Lar Adventista, pág. 47 e 61).

O Namoro que Deus Aprova

O namoro é um passo importante na escolha, desde que seja seguido corretamente, pois “o modo secreto pelos quais se fazem namoros e casamentos é a causa de grande quantidade de miséria, da qual só Deus conhece a completa extensão” (Fund. Educação Cristã, pág. 103) .

O jovem que anda em companhia de uma jovem e capta a sua amizade sem o conhecimento dos pais dela, não desempenha um nobre papel cristão para com a moça e seus pais... casamentos contratados sob tais influências não estão de acordo com a palavra de Deus” (Lar Adventista, pág. 57-58).

Os namoros e casamentos imprudentes, profanos não podem deixar de dar em resultado disputas, contendas, condescendência com irrefreadas paixões, na infidelidade de maridos e esposas, na indisposição para refrear os desejos voluntários desordenados, e na indiferença para com as coisas de interesse eterno” (Lar Adventista, pág. 53).

"[No namoro] os filhos de Deus não devem nunca se aventurar a pisar terreno proibido. O casamento entre crentes e incrédulos é proibido por Deus. Mas muitas das vezes o coração não convertido segue seus próprios desejos, e formam-se casamentos não sancionados por Deus. Por causa disso muitos homens e mulheres estão sem esperança e sem Deus no mundo” (Fund. Ed. Cristã, pág. 500).

Adaptado de materiais de autoria desconhecida

Conclusão

Se você já casou em jugo desigual, então "carregue sua cruz" e ore para que o Espírito Santo abrande o coração não-convertido do seu cônjuge.

Se ainda não casou, não endureça os ouvidos à voz do Espírito, e não trilhe caminhos que outros já trilharam e FRACASSARAM. Não se iluda! O(a) namorado(a) compreensivo(a) e tolerante acabará se tornando um(a) marido(esposa) incompreensivo(a) e intolerante, que já não permitirá que você viva sua fé com alegria e liberdade.

"Não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos; porquanto que sociedade pode haver entre a justiça e a iniquidade? Ou que comunhão, da luz com as trevas? Que harmonia, entre Cristo e o Maligno? Ou que união, do crente com o incrédulo? (2Cor. 6:14-15).

Lembre-se que "incrédulos" não são, apenas, aqueles que não creem em Deus, mas também aqueles que creem de uma forma deturpada, que acreditam em doutrinas fundamentadas em tradições humanas (por exemplo: santidade do domingo e imortalidade da alma), e que desprezam as advertências que o Senhor concedeu ao Seu povo nestes últimos dias.

veja também:
- Dúvidas sobre namoro cristão
- O que pode e o que não pode no namoro do cristão

 

40 comentários:

HAMAS_KGS47-JIHAD disse...

Diante de tudo isso eu me pergunto: eu no momento estou com 24 anos e nunca tive relacionamento amorosos algum. Sempre vivi trabalhando, estudando muito, e logicamente me esforçando para SEguir a Deus acima de todas as coisas. Dai como vivo uma vida muito pacata, sempre correndo atras de conquistas, como um bom emprego, uma boa estabilidade financeira, e outras realizações pessoais, eu pensei eu conseguir alguem para me relacionar.

O problema é que quando olho para a minha congregação vejo somente IDOSAS E SENHORAS la acima de seus 40 anos de idade. As vezes me chega um irmao, geralmente lider da igreja e me fala: IRMAO VOCE DEVE VISISTAR OUTRAS IGREJAS. E eu retruco: MAS O MEU COMPROMISSO E COM ESTA IGREJA AQUI. É NESTE LOCAL O MEU COMPROMISSO. COMO POIS EU IREI FAZER TURISMO EM OUTRAS IGREJAS PARA TENTAR "PESCAR" ALGUEM?

De fato como conseguir alguem da igreja que seja alguem com os mesmos propositos etc etc, sem que eu corra o perigo de um jugo desigual?? De sem essa de ficar pulando em igreja em igreja pra tentar conseguir alguem?? Como ter então mais opções de escolha ( já que no momento nao vejo nenhuma, como eu disse somente as IDOSAS de minha igreja - nada contra, cito-as com todo o respeito - )??

Gilson Medeiros disse...

Caro Hamas, como você mesmo já disse, se em sua congregação não existem AINDA moças que sejam interessantes para um relacionamento, então a maneira de encontrar alguém será participar de eventos que congreguem outros jovens.

Não é necessário ficar "pulando" de igreja em igreja, mas sempre que houver uma social (eu conheci minha esposa em um evento assim, há 16 anos), um congresso, um campori, então esta será a hora de você conhecer outras jovens.

No mundo também não é assim? Ou você conhece algum jovem que só procure namorada entre as moças de sua rua, sala de aula, local de trabalho?! Claro que não!

Como eu disse acima, AINDA não existem moças interessantes em sua igreja, mas quem sabe Deus já não está planejando encaminhar sua "cara metade"?!

Tudo é possível ao que crê.

Um abraço.
Gilson.

HAMAS_KGS47-JIHAD disse...

Certo...
Então vou ter que tirar um tempinho pra mim ser um pouco "sociavel"... uma vez que a unica coisa que eu tenho feito preenchendo o meu tempo é trabalhando e estudando. Mas vou me esforçar pra ir em uma "SOCIAL,RETIRO.." .

Até mais.

Walans disse...

Ola Gilson,
este post que outrora ja foi publicado aqui, mudou minha vida.
Estava namorando uma pessoa da Assmebleia de Deus, maravilhosa, uma mulher de "verdade", mas ao passo em que o tempo passava estavamos planejando casamento...abri mão e aceitei de casar com o pastor dela, estavamos tendo conflitos na questão dia....
Quando li esta matéria, entendi como se fosse o ultimo apelo de Deus a mim...após muitas orações Deus nos deu forças e terminamos...
Hoje namoro uma moça da IASD, ainda lhe contarei o testemunho incrivel e o que Deus tem feito em nossas vidas....
O Senhor é contigo...
Um grande abraço...

Gilson Medeiros disse...

Caro Walans, que bom que você deu ouvidos à voz do Senhor em tua vida.

Não esqueça de me deixar informado das novidades...rsrs

Um abraço.
Gilson.

DÉCIO PEREIRA disse...

caro irmao em Cristo,me chamo DECIO,sou de uma pequena ilha de Portugal chamada ilha da MADEIRA,desde algum tempo que sigo o seu blog com muita atençao,tem me ajudado espiritualmente a crescer.Este tema do JUGO DESIGUAL,É UM TEMA MUIO IMPORTAMTE,para mim pq,tenho 30 anos ,solteiro ,adventista de berço e estabeleci em minha vida so namorar com moças dentro da iasd.sei que nao é facil,pus este assunto nas naos de DEUS ele sabe o que é mehhor pra mim.Obrigado irmão, este post reforçou esta minha deciçao.que DEUS abençoe voçe e sua familia.

Gilson Medeiros disse...

Olá, Décio.
Sábia decisão a sua. Mantenha-se firme, pois Deus sempre guarda o melhor para quem espera com paciência em Sua Palavra.

Um abraço.
Gilson.

google disse...

Se eu tivesse lido este post antes de me casar,agora como vc disse carregue sua cruz, mas realmente é muito chato eu sair para igreja e ele ir pra centro espirita,eu orando muito,pedindo para que Deus o liberte! mas ele vai cada vez mas pra lá, mas eu quero me separar, não estamos bem ,e ele finge que tá indo tudo a maravilhas, eu deixei a paixão falar mas alto ,moças e rapazes de Deus salve-se não case com julgo desigual,é muito dificil, obrigado irmão bem esclarecedor ,a paz do senhor! léa

google disse...

muito difícil, eu me casei com um espirita,é muito chato eu ir a igreja orar e ele pegar passe e beber um tal chá ayuaska para ver visões,essa cruz tá me cansando, porque estou na luta a 4 anos e ainda não tive a resposta de Deus no meu casamento,tenho 3 filhos mas ele não dá valor pra familia fica mas tempo dentro do mato do que com a gente aqui em casa,estou muito triste pois se soubesse não teria me casado hoje me arrependo só Deus sabe! estou querendo muito me separar eu com ele não temos paz , eu sinto que aquela chama apagou ,então porque vou continuar a sofrer??? s eu tivesse lido este blog antes não iria fazer essa burrice em minha vida!!! a paz!!!

Anônimo disse...

Vou me casar em Dezembro, meu noivo é adventista e eu fui criada na igreja por um período de tempo. Gosto da Igreja Adventista, mas ás vezes acho um pouco radical, até mesmo, preconceituosa. É muito duro afirmar que pessoas incrédulas são aquelas pertencentes a qualquer outra religião que não seja a Adventista. No meu casamento, gostaria muito de poder usar um discreto brinco para completar minha arrumação, entretanto, acredito que o pastor não irá aceitar isso. Gostaria mto de saber sobre essa questão.

Gilson Medeiros disse...

Cara Anônima, eu não diria que a IASD seja "radical" ou "preconceituosa". Conheço muitas outras denominações que são extremamente mais apegadas a certos conceitos de vestuário e uso de joias do que os Adventistas.

Ocorre que se você deseja pedir a bênção do Senhor sobre seu casamento, através de um pastor Adventista, é porque você confia no que a Igreja prega. Acredito que deveria deixar de lado esta questão tão pequena do uso do brinco, e se concentrar no mais importante: sua união com o homem que você escolheu.

A vaidade pode ser muito perigosa para os filhos de Deus.

Um abraço.
Gilson.

Anônimo disse...

Pr. Gilson, boa noite.

O casamento de um Pastor da IASD ou de ancião, ou mesmo de um membro leva-os ao afastamento de suas funções na Igreja.

Desde já, agradeço pela atenção.

Um abraço e que Deus continue a abençoá-lo ricamente, em nome de jesus.

Gilson Medeiros disse...

Caro Anônimo, não entendi sua dúvida.

Creio que você quis dizer "o fim" do casamento de um pastor, ancião, etc.

Realmente, segundo o que cremos sobre a teologia bíblica do casamento, somente o adultério invalida o voto que marido e mulher fizeram de viverem juntos para sempre. Se este voto foi desfeito, então o casamento também se desfaz.

Entretanto, se o casamento chega ao fim por qualquer outro motivo, mesmo que o casal viva em lares diferentes, continuará casado diante do Senhor. Neste caso, um líder da igreja que insistir em viver deste modo contrário à revelação bíblica, não tem autoridade moral para liderar a Igreja do Senhor, e deve ser afastado(a) de suas funções.

Um abraço.
Gilson.

Gleice Medeiros disse...

Tenho 27 anos, não tenho namorado ainda, por que ainda penso em encontrar um Adventista do 7º Dia assim como eu... Tenho pregado em várias igrejas do meu distrito- Morros-MA, sobre as 4 reformas de Nemias(Neemias 13) e a 4ª é falando exatamente sobre este assunto que vejo ser um tema muito importante para a nossa juventude. Acredito que Deus é quem conduz a minha vida e que no momento certo Ele me mandará alguém, tudo o que eu não quero é tomar decisão precipitada que me custará caro.
Quero continuar até o fim obedecendo ao meu Deus!!!

Gilson Medeiros disse...

Cara Gleice, obrigado pelo comentário e parabéns por sua sábia decisão.

Um abraço.
Gilson.

Anônimo disse...

Eu tenho 22 anos e eu espero no Senhor uma moça agradável aos olhos do Senhor que seja da minha mesma fé
por causa dessa forma de eu pensar minha mãe desconfia de minha masculinidade por não namorar ninguém e diz:-Não tem nada a ver você namorar que não seja da igreja.E diz que tudo isto é uma desculpa minha pra não namorar.Mas só que não é isso que ela diz,meus pais não são da igreja somente eu mas eu espero no Senhor uma moça da igreja ,eu não quero estar em julgo desigual como alguns homens na bíblia que depois sofreram as consequências pelas suas escolhas e
não as do Senhor.

Anônimo disse...

Olá Gilson..... Gostei muito da sua matéria sobre jugo desigual, posso dizer que ja sofro com isso a 3 anos, eh muito triste realmente, posso dizer literalmente que o príncipe vira sapo!! Então gostaria de fazer uma pergunta..Deus não aprova o divórcio sem haver uma traição??


Abraço

serva de Deus disse...

olha eu tenho 21 anos sou da igreja assembléia de Deus e por uns anos estudei em um colégio Adventista , não acho que somos de "religião " diferente todos somos de cristo e na citação de um rapaz acima que disse que namorava uma assembleia-na e terminou e hoje esta com uma adventista e feliz isso não quer dizer que a assembleia-na seja " do mundo " mais sim que simplesmente não era a escolhida de Deus pra ele , nem sempre as pessoas que estão na igreja são nossos escolhidos , hoje eu namoro em julgo desigual , estou muito pensativa nisso pois esta sendo difícil .. ele me aceita como sou e aceita não ter relação sexual e até vai na igreja comigo , mais este julgo esta pesando cada dia mais e não quero me casar assim , ando orando e colocando nas mãos de Deus e sempre estou pronta a ouvir o senhor, creio que Deus pode salvar a vida dele através de mim , mais se isso não acontecer logo vou ter que terminar pois esta sendo difícil viver em julgo desigual.

Anônimo disse...

Olha amigos conselho de alguém que está passando pelo jugo desigual ,, não compensa você só sofre pois sempre haverá divergências , eu hoje estou terminando com a minha namorada pois eu sou de uma igreja e ela é de outra totalmente diferente da minha com princípios diferente , ela frequenta lugares aos quais eu acho que não lugar de cristãos estar , tais como cinema festa de etc.. pra ela não tem nada haver , pois pra ela deus está nestes lugares tudo , e pra mim isto é totalmente o contrario do que eu penso e fui ensinado , resumindo espere no senhor pois ele sabe a hora certa pra tudo , pois hoje eu estou triste pois gosto dela , mas vou parar agora pois se deixa e for levando sofrerei bem mais do que hoje , Deus sabe o que faz Deus sabe oque é bom ,Basta a gente ser fiel e confiar , pois tudo acontecerá da melhor maneira , não vamos ajudar a Deus como Abraão Fez , pois vamos só atrapalhar.
Esperem no Senhor e orem a cada dia por isso .

Anônimo disse...

Sou ateu e minha mulher é cristã evangélica nos damos super bem através do respeito e compreensão de um para com o outro, não a imponho nada como ela também não a impoem para mim, sou trabalhador, creio ser uma pessoa de valores familiares, e isso não me impediu de ama-la todos os dias da vida assim que não acho que os valores cristãos e conceitos cristãos vao ser pregados em meu lar.

Debby disse...

Olá irmãos... me batizei já tendo dois filhos, tenho 28 anos, sinto muita necessidade de casar mas as vezes penso que os homens da igreja preferem casar com uma irmã sem filhos... nao quero um julgo desigual,não suporto estar solteira

Gilson Medeiros disse...

Cara Debby, certamente existem homens que preferem um casamento com uma mulher que não tenha filhos, principalmente se já forem grandes e puderem causar conflitos no lar.

Mas conheço outros que não fazem questão desse tipo de situação, desde que a mulher seja uma verdadeira auxiliadora, e os filhos estejam preparados para um novo relacionamento da mãe.

Sugiro que você procure participar de eventos sociais nos quais possa conhecer bons Adventistas, visando um relacionamento seguro e promissor. Encontros de jovens, retiros, recitais, sociais, acampamentos, etc., são excelentes oportunidades.

Ore ao Senhor por um rapaz decente e compromissado com sua fé, e tenho certeza que o Senhor o enviará... mas esteja disposta a aceitar aquele que Deus escolher para você.

Que o Senhor te abençoe e te guarde.

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

Queria que me tirasse uma dúvida, se possível. A IASD apoiam a homossexualidade? Em um site vi um vídeo de um coral gay adventista de Palm Springs. Gostaria de um esclarecimento. Obg.

Gilson Medeiros disse...

Caro Anônimo,
com toda CERTEZA, o vídeo que você viu não foi gravado em uma Igreja Adventista do 7º Dia, caso o coral seja mesmo formado por "gays adventistas".

Infelizmente, o nome da IASD tem sido usado de má-fé por pessoas que se utilizam de parte do nome denominacional da IASD para fundarem igrejas que pregam ensinos contrários às crenças Adventistas.

Aqui no blog você encontrará a declaração da IASD sobre a homossexualidade.

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

Olá,quero tirar uma dúvida. Conheço um líder de Desbravador adventista de berço, jovem e diretor do clube. Mas ele está namorando uma mulher nao adventista que já tem um filho de +- 10 anos de idade e ela também é jovem. Mas apesar dela ter aceitado estudo bíblico, o jovem conversou com o pastor e o pastor "aceitou" o namoro dos dois. Isso foi certo? Pode um jovem adventista manter relacionamento com uma não adventista (mesmo que ela tenha aceitado o estudo) e tendo já filho ? Pois ao meu ver, se ele manter esse relacionamento, perderia seu lenço e seu cargo, correto?

Gilson Medeiros disse...

Caro Anônimo,

Não tenho como afirmar se a situação está "certa", com base apenas no que você relata.

O que posso dizer é que o jovem citado está em erro diante da Igreja, uma vez que é um líder e está em um relacionamento de jugo desigual. O fato de a mulher ter um filho não significa muito, a não ser que o casal já esteja tendo algum envolvimento sexual. Neste caso sim ele perderia o lenço e o cargo, e seria disciplinado pela Igreja.

Sugiro que procure o pastor e veja com ele as razões para que o citado namoro não tenha sido reprovado.

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

Olá tenho 16 anos e sou adventista, sobre essa questão de namorar alguém não adventista ñ tenho problemas com isso pq só me interesso por adventistas, mas gostaria de saber se uma mulher de 16 anos pode namorar um homem de 30?

Gilson Medeiros disse...

Caro Anônimo,
Segundo o que creem os Adventistas, um relacionamento entre uma garota de 16 anos e um homem de 30 é classificado como "jugo desigual". Por diversas razões, tanto de ordem física, emocional quanto psicológica, estas pessoas estão em momentos bastante distintos de suas vidas, e este relacionamento tem TUDO para dar errado.

A garota está na fase do romantismo, das descobertas, e não enxergará as reais intenções do homem de 30 que deseja relacionar-se com ela. Certamente, não será um namoro apenas de "pegar na mão", sem falar que ele desenvolverá um ciúme cada vez mais crescente, em razão da diferente enorme de idade entre ambos. Se este namoro chegar ao casamento, ai que as dificuldades nesta área (ciúmes) aumentarão grandemente.

Portanto, sugiro que a garota repense esta "decisão" de namorar tão cedo, especialmente com alguém com tão grande diferença de idade. A experiência tem mostrado que a garota, quase sempre, será a mais prejudicada ao final de tudo.

Sugiro, ainda, que procure seu pastor, pois certamente ele poderá dar um conselho mais abalizado, uma vez que deve conhecer o citado casal.

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

Tenho 17 anos sou adventista e gostaria de
saber se uma garota da minha idade pode namorar um rapaz de 22 anos..
ele é adventista cristão de vdd ..
só quero saber sobre a idade se pode ou ñ?

Gilson Medeiros disse...

Cara Anônima, pelas respostas que já dei sobre esta questão, você perceberá que a posição mais "prudente" para uma jovem na sua idade é NÃO se envolver em namoro agora com um rapaz muito mais velho, como é o seu caso. Nesta idade, os rapazes não pensam muito em compromisso e estão, na maioria das vezes, interessados apenas em envolvimento sexual.

Portanto, sugiro que não se preocupe com namoro agora. Estude. Entre na faculdade. Participe mais ativamente na Igreja. E, depois, peça para o Senhor te mostrar um rapaz que seja o presente dEle para sua vida.

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

pastor;
estou namorando um rapaz nao adventista e tenho duvidas quanto a isso;porque namorei um rapaz criado na igreja conhecedor da verdade a anos e nao me respeitava,avançou o sinal varias vezes ate propos sexo varias vezes,tinha vicios, esse que nao e adventista e nao sabe nada da palavra de Deus me respeita,tudo que eu peço em relaçao a reigiao ele apoia,e paciente e tem inumeras qualidades como honetidade,e muito trabalhador e ama meu filho(de outro relacionamento)n tem nenhum vicio e muito caseiro.nos conhecemos a nove meses,namoravamos eu estava afastada entao voltei p igreja e terminamos mas nos viamos as vezes e ele começou a estudar a biblia mas parou,entao comecei a namorara esse rapaz da igreja q durou um mes e meio,agora que terminei meu ex(n adentista)voltamos e ele quer casar...e eu amo ele...oq vc me diz...por favor estou aflita n sei oq fazer.e fora que sei de varios casos de homens da igreja membros a anos que adulteraram e vivem na prostituiçao e nao sao crstao verdadeiros...como confiar????estou errada em pensar que nem sempre a pessoa da igreja e uma boa pessoa?

Gilson Medeiros disse...

Cara anônima aflita, acredito que você sabe a resposta para sua dúvida, mas está procurando alguém que te diga o que você "quer" ouvir.

Infelizmente, não acredito que existam exceções em nenhum princípio bíblico, e o jugo desigual é um deles. Por mais "legal" que este rapaz seja, e por mais "canalhas" que outros "irmãos" tenham sido, a Bíblia é clara em dizer que não deve haver relacionamento entre pessoas de fé diferente... os motivos? Todos sabemos quais são.

Sugiro que ore ao Senhor e peça sabedoria para ajudar seu namorado a buscar um conhecimento de Deus. Se ele não sente desejo por conhecer mais da Bíblia, isso é um alerta de que problemas virão mais tarde.

Um abraço
Gilson.

Wesley Soares disse...

Gilson, eu respeito sua ideologia, sou católico e conheci uma garota adventista e não quero me separar dela, nem ela de mim, você acha que so porque sou "incrédulo" ou "do mundo" não posso ser uma boa pessoa? Você acha que Deus em sua infinita bondade recrimina duas pessoas que se gostam? Olha eu prefiro pensar diferente.
P.S: não censure meu comentário, não estou aqui para causar discórdia.

Gilson Medeiros disse...

Prezado Wesley,

Conheço muitos católicos que são bem mais "cristãos" que muitos crentes que conheço...

Entretanto, na questão seríssima do casamento, não se trata "apenas" de a pessoa ter um bom "comportamento".

Como menciono no post e comentários, o casamento é algo muito sério para Deus, e por isso Ele (e não a IASD) aconselhou Seu povo a não se casar com pessoas de fé diferente. Um exemplo muito claro para se verificar como esta "mistura" tem tudo para dar errado no casamento é a questão da educação dos filhos... Permita-me usar seu caso como exemplo:
- qual dia as crianças vão "guardar"? O sábado bíblico ou o domingo papal?
- qual a alimentação que seguirão: Aquela que Deus aprova (Lev. 11) ou as guloseimas que os cristãos católicos tanto gostam (feijoada, por exemplo)?
e por ai vai...

Percebe? Não é uma questão de ser ou não um "boa pessoa", mas de pensarem no mesmo rumo, com o mesmo objetivo, sob a mesma "teologia".

E, sinceramente, um católico e um Adventista têm alguns pontos divergentes na teologia que trarão, se ambos forem fieis à sua respectiva fé, muita desarmonia no lar.

Deus deseja evitar exatamente o que mais cedo ou mais tarde acontece: o cônjuge Adventista, para evitar brigas, acaba por esfriar na sua fé e perder a ligação com o Senhor. Já vi isso acontecer um monte de vezes.

Sugiro que você converse com sua namorada sobre o tema, estude a Bíblia, tire suas dúvidas sobre a doutrina Adventista... e aceite a fé que Jesus praticava, aprendida de Maria e José (Lucas 4:16).

Que o Senhor te abençoe e te guarde.

Um abraço
Gilson.

edinan pavao disse...

Eu sou adventista e minha namorada não mais por causa disso não posso ser mais líder nem conselheiro ou instrutor do clube posso ser mais nada isso é verdade não posso nem ter cargo no clube mesmo com ela indo na igreja eu não posso ter cargo algum verdade ou mentira ?

Gilson Medeiros disse...

Caro Edinan, uma vez que é do seu conhecimento o que a IASD ensina e crê sobre jugo desigual, não é apropriado que você ocupe cargos enquanto permanecer em atitude de rebeldia para com a crença da Igreja. Especialmente no trabalho com jovens e adolescentes, isso poderia trazer um exemplo negativo sobre os demais membros do Clube. Em hipótese alguma a Igreja pode impedí-lo de namorar seja com quem for, porém, é total direito da sua congregação não colocar você em cargos de liderança caso este namoro não se harmonize com o que creem os Adventistas.

Creio que esta tenha sido a análise da sua igreja local. Sugiro que procure seu pastor distrital para receber dele uma orientação sobre a solução mais adequada no seu caso.

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

Sou católica, vivo uma vida de modéstia, casta e com princípios bíblicos e sou bem atuante em minha comunidade paroquial, mas amo um amigo meu que estudou comigo. Ele é adventista.
Se um dia eu do ficar com ele, não abrirei mão da minha fé e nem quero que ele abra a mão de fé dele. Quando ele falta aos cultos da igreja dele por estar cansado, eu chamo a atenção e digo que ele tem que ser perseverante na caminhada pois adventista que e adventista os cultos aos sábados são essenciais.
Nos damos super bem, ele admira a Igreja católica e eu da mesma forma admiro a adventista.
Havendo amor,diálogo, respeito e colocando Deus acima de tudo, inclusive da religião, tudo da certo.
Paz e bem.

Gilson Medeiros disse...

Cara anônima católica, a Bíblia é clara em muitos princípios (além deste do jugo desigual), como: adoração de imagens, carne de porco, inferno de fogo eterno, dia de guarda, etc.

Mas, mesmo com tanta clareza, às vezes preferimos o "achismo"... é uma pena!

Um abraço
Gilson.

Anônimo disse...

Pastor, só um adendo: Nos católicos não adoramos imagens. Uma pena que muitos protestantes mesmo usando argumentos bíblicos ainda batem nessa tecla de que nos adoramos imagens.
Nunca fui preconceituosa com a religião de vocês, olhe meu comentário acima mas vocês são preconceituosos conosco. Jesus Cristo é morreu naquela cruz para salvar a todos e não apenas uma determinada denominação religiosa. Paz e bem.

Anônimo disse...

E complicado não e preconceito é biblico

Cursos Básico, Médio e Avançado

Ebook 101 Razões